segunda-feira, março 8, 2021

Gripen para o Brasil

Entregue o segundo T-346A para a Força Aérea Italiana

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Alenia Aermacchi, informou em nota nesta segunda-feira, 13 de fevereiro, que foi entregue a segunda aeronave T-346A de uma encomenda da Força Aérea Italiana (Aeronautica Militare). A entrega foi feita a alguns dias, logo após a assinatura dos documentos oficiais e a realização completa de checagens nas instalações da empresa em Venegono Superiore, realizadas por uma comissão de testes especificamente criada pela Direção Geral de Armamentos Aeronáuticos (DGAA – Direzione Generale Armamenti Aeronautici).

A aeronave decolou das instalações de Venegono Superiore em 6 de fevereiro, e dirigiu-se à Base Aérea de Pratica di Mare, onde a Ala de Voo Experimental (RSV – Reparto Sperimentale di Volo) conduzirá uma série de testes e atividades, antecedendo ao seu uso operacional. Assim que a avaliação for completada, esses dois primeiros jatos T-346A serão operados pela 61ª Ala (61º Stormo) de Galatina-Lecce, que também deverá receber as outras quatro aeronaves e seus sistemas de treinamento terrestre associados, conforme estipulado em contrato de 2009. O contrato tem valor estimado em 220 milhões de euros.

Segundo Giuseppe Giordo, administrador (CEO) da Alenia Aermacchi e responsável pela divisão aeronáutica da Finmeccanica, disse que a aceitação das duas aeronaves e o lançamento da fase de avaliação operacional são metas significativas atingidas pelo programa M-346. Ele acrescentou que a Força Aérea Italiana contribuiu para o desenvolvimento desse sistema de treinamento e será a primeira usuária do M-346, que vem atraído a atenção de possíveis clientes externos.

A nota da empresa destaca que a aeronave possui um sistema de aviônicos plenamente representativo dos utilizados em caças de nova geração, como Eurofighter, Gripen, Rafale, F-16, F-18, F-22 e o futuro JSF (F-35). Também é destacada a  flexibilidade para ser configurada como uma aeronave avançada de defesa, para cumprir missões operacionais, combinando alto grau de segurança com custos baixos de aquisição e operação.

Outros marcos já atingidos pelo programa foram o recebimento do certificado de aprovacão do escritório de certificação do Ministério da Defesa Italiano em junho de 2011. Antes disso, no final de setembro de 2010, foi assinado o primeiro contrato internacional com o Governo de Cingapura (consórcio formado pelo contratante principal ST Aerospace e a Boeint), compreendendo 12 aeronaves e sistemas de treinamento baseados em terra. As primeiras aeronaves desse contrato deverão ser entregues em 2012.

FONTE / FOTO: Alenia Aermacchi

NOTA DO EDITOR: a nota à imprensa também cita a escolha do M-346 pelos Emirados Árabes Unidos, em fevereiro 2009, como vencedor para uma encomenda de 48 aeronaves, mas desde aquela época praticamente nada de novo foi dito a respeito nas comunicações da empresa.

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
alphasr71a

Nossa, como esse avião é pequeno, parece até montagem

Combates Aéreos

Rafale é o melhor em ‘dogfight’, dizem pilotos franceses na Aero India

Se há algo que os Rafales franceses podem fazer melhor, é o combate aproximado (dogfight). Pequeno e ameaçador, o...
- Advertisement -
- Advertisement -