Home Aviação de Caça Não é bem assim…

Não é bem assim…

157
6

Primeiro Ministro francês desmente Ministro da Defesa sobre término do programa Rafale

A Dassault Aviation vai continuar a produção de seus aviões de combate Rafale e manter a suas “capacidades industriais”, informou o primeiro-ministro francês François Fillon.

“As capacidades extraordinárias do Rafale foram demonstradas na guerra na Líbia”, Fillon disse em um discurso na base aérea de Saint-Dizier, no leste da França. “A França não vai renunciar em nenhuma circunstância” à engenharia industrial e às competências desenvolvidas pela Dassault, disse ele, segundo uma cópia do discurso distribuída por e-mail pelo seu gabinete.

Ele acrescentou que a França ainda está buscando compradores externos para o Rafale na Índia, Emirados Árabes Unidos e Brasil.

As palavras de Fillon desmentem as informações dadas pelo ministro da Defesa, Gerard Longuet ao jornal Le Monde em 07 de dezembro, quando ele disse que a menos que o jato encontre um comprador no exterior, o governo vai parar de financiar a produção do Rafale, efetivamente matando o programa.

Durante a última década, a Dassault tem consistentemente perdido competições em países como Singapura, Coréia do Sul, Marrocos, e na semana passada, na Suíça. Embora produza um avião por mês para as Forças Armadas francesas, sem encomendas de exportação para ajudar a pagar o custo de produção, sua carga financeira recai inteiramente sobre a França.

FONTE: Bloomberg

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO:
Poder Aéreo

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Latino dark
Latino dark
8 anos atrás

Pra mim ,a guerra na Líbia foi uma tentativa de salvação comercial para o Rafale francês .que até agora não deu certo .

sds

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

Parece que a mão esqueda não sabe, e nem quer, saber o que a mão direita fez, faz ou fará.

Vader
8 anos atrás

A verdade é que o Rafale não é mais unanimidade nem mesmo no próprio governo francês.

A crise econômica européia vai definir o futuro de Le Jaquê, goste o PM ou não.

Aliás, PM na França é mais ou menos como Rei da Espanha: manda menos que o cabra que leva o cafezinho pro Anão.

Corsario137
Corsario137
8 anos atrás

Exemplo clássico do “FOGO AMIGO” 😉

Daglian
Daglian
8 anos atrás

Será que não existe comunicação interna na França??? Digo, são “erros’ muito grotescos estes, políticos de alto cargo divergindo em declarações no mínimo importantes (se não fundamentais) para a França e a Dassault.

Não sei o que acontece lá, mas isso certamente está estranho, ainda mais em um país europeu…

ricardo_recife
ricardo_recife
8 anos atrás

Se Serge Dassault não fosse o principal financiador do partido UMP eles já tinham mandado fechar a fabrica da Jaca.

A Dassault para vender o peixe afirmou que exportaria 400 Rafales em 10 anos, e até agora nada, nadinha. A capacidade da empresa é construir 40 jacas por anos, e estão em 11 para não fechar.

Fogo amigo não! Excesso de sinceridade.