terça-feira, dezembro 7, 2021

Gripen para o Brasil

O Pêndulo do Poder Aéreo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A campanha aérea realizada na Líbia atualmente pela OTAN não tem demonstrado a eficácia esperada pelos planejadores.

A razão disso está nas características dos objetivos. O quadro acima, obtido num Simpósio na Suécia, mostra os principais conflitos onde o Poder Aéreo foi empregado e quais eram as características dos objetivos.

Em que lugar do pêndulo a Líbia se encaixaria?

- Advertisement -

21 Comments

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joker

Eu acredito que o conflito da Libia esteja numa posição entre Indochina e Vietnã.

Tadeu Mendes

Para mim esta mais perto do cenario do Conflito Arabe-Israelense + Valley de Bekaa.

Vader

Discordo desse pêndulo quanto às Falklands. A não ser que se esteja olhando pela ótica dos argentinos. E por “Afeganistão” só posso entender que estamos a falar da campanha russa dos anos 80.

Quanto à Líbia? “Drôle de guerre”. Uma guerra sem nenhum objetivo ou motivo, sem apoio popular algum e com tecnologia restrita (sem força terrestre e alguns dos “aliados” sem sequer poderem atacar ao solo).

Totalmente à direita do pêndulo. Tudo errado na Guerra do Sarkozy.

Mauricio R.

Conseguiram uma guerra mais inócua, que aquela intervenção no Kosovo.
Praticamente já destruiram tdo o que importava, mas não realizaram nada, além de talvez dividirem a Líbia em duas
E o coronel, continua lá, sentadinho no poder.
A Noruega diz que dia 1º, encerra sua missão na Líbia.
Com certeza mais países deverão encerrar suas participações.

Ivan

Cenário da Líbia. Objetivos Incertos Não há clareza no objetivo, nem muito menos unicidade do mesmo. Cada aliado tem uma série de objetivos próprios, mal amalgamados em torno de princípios humanitários gerais. A Resolução 1973 do CS da ONU é um tanto vaga e limitada. Alvos: Após o ataque às posições fixas de defesa aérea estratégica sobraram apenas alvos móveis, com baixo valor unitário e/ou dispersos entre civis não combatentes, com alto risco de danos colaterais. Topografia: Desértica, relativamente plana na costa, com poucas estradas mas com vastas áreas para deslocamento mecanizado nas aréias do deserto. Concentração da população civil… Read more »

Grifo

O fato de um conflito se situar no lado direito da imagem não quer dizer que o poder aéreo não possa ser bem empregado. No Kosovo poder aéreo da OTAN foi extremamente bem sucedido, sendo este o primeiro conflito desta dimensão inteiramente vencido a partir do ar.

Acredito até que tenha sido bem sucedido demais, já que incentivou a OTAN a adotar o mesmo modelo de engajamento na Líbia. Até agora sem sucesso, mas vale lembrar que o Milosevic resistiu também um bom tempo até finalmente capitular.

DrCockroach

Well, o Drcockroach reavaliou a posicao e… continua acreditando que a decisao de atacar o Gadaffi foi correta 🙂 Na materia do Galante fala sobre objetivo militar (alvos, topografia, etc…). O quase fiasco ateh entao da OTAN nao se deve ao cenario da Libia, mas penso que muito mais a incapacidade da OTAN de conduzir esta missao. Faco das palavras do Gates a minha propria 🙂 (link que coloquei ontem): The mightiest military alliance in history is only 11 weeks into an operation against a poorly armed regime in a sparsely populated country,” Mr Gates told a gathering of European… Read more »

DrCockroach

Mais um exemplo como, me parece, apesar dos objetivos um pouco abertos demais, o maior problema na Libia foi a falta de meios: “NATO runs short on some munitions in Libya” http://www.washingtonpost.com/world/nato-runs-short-on-some-munitions-in-libya/2011/04/15/AF3O7ElD_story.html?hpid=z1 E, sinceramente, nao ter havido nenhum acidente ainda eh um fato muito positivo; eu jah esperava que algo tivesse acontecido. Agora com a Franca e a Inglaterra usando os helis a coisa tah muito perigosa e demonstra ainda mais as dificuldades da OTAN. O problema da decisao do Obama, embora seja compreensivel, eh que prolonga algo que no fim pode sair mais caro. Os EUA jah poderiam ter… Read more »

DrCockroach

E para concluir a participacao do DrCockroach, agora as propostas p/ o Brasil colaborar p/ uma solucao na Libia: a) Enviar uma delegacao pedindo cesar-fogo imediato e que as partes sentem na mesa p/ negociar (o mesmo que a Africa do Sul estah fazendo, de uma inutilidade …); b) Manter a tradicao e enviar 2 cirurgioes plasticos brasileiros p/ dar uma ajeitada no Ghadaffi e ele sair de fininho (rumores correm de que ele concordaria desde que aproveitem e facam uns implantes de silicone nas “enfermeiras” dele); c) Seguir os mandamentos do Nosso Ex-Guia e propor uma partida de futebol… Read more »

Ivan

Grifo, O Poder Aéreo é essencial em todos os conflitos desde que o decolou a primeira aeronave. Se no início (e ainda hoje) era reconhecimento tático, hoje em dia envolve todos os aspectos da guerra. Assim sendo, concordo inteiramente com o companheiro quanto ao valor do Poder Aéreo nos conflitos do lado direito da tabela, ou de qualque lado e de qualquer tabela, sendo essêncial “ser bem empregado”. Em que pese ser decisivo na maioria das guerras, não devemos ver o Poder Aéreo como único poder válido em um conflito, pois, no final, a disputa estará no solo. Pois é… Read more »

Wagner

Gostei Ivan !!

Bom eu acho que a campanha na Líbia virou uma palhaçada internacional.

O desempenho da Otan lá é tão alto que virou apenas um exercício de tiro. Se a Otan quisesse realmente destroçar de vez as forças do Kadafi, o faria em uma semana, mas, como disseram, os efeitos colaterais seriam graves.

Destruir aquela Koni, por exemplo, para mim foi exagero. Apenas exercício de tiro. Até nossos Lynx da MB teriam feito sem dificuldade.

A Otan provou que é magnifica contra inimigos mal preparados. Será que conseguiria contra um país melhor treinado e equipado ???

Soyuz

No meu entendimento este “pendulo do poder aéreo” não diz muita coisa. Na minha visão os conflitos sob a óptica do poder aéreo são definidos em dois grupos. Simétricos: São conflitos onde ambos os lados disputam a superioridade aérea com a utilização de sua aviação de combate. Ex: Coréia, Vietnã, Guerra dos 7 dias, Yon Kippur, Malvinas, Guerra Irã-Iraque. Assimétricos: São conflitos onde a oposição aérea é pequena, seja pela inexistência de uma força aérea de um dos lados, seja pela descomunal diferença de poderio o que faz a força aérea do país mais fraco lutar de forma muito limitada,… Read more »

Mauricio R.

“…sendo este o primeiro conflito desta dimensão inteiramente vencido a partir do ar.” Grifo, Sei não, 2 coisas que lí aí pela Internet me fazem crer que o emprego do poder aéreo em Kosovo, foi somente uma espécie de conforto, p/ os próprios paises que integram a aliança: 1-) Os russos estavam p… da vida c/ os sérvios e ficaram pressionando pela liberação da provincia. O que somente aconteceu qndo o governo federal sérvio entendeu que a liberação do Kosovo, não significava de maneira alguma, alterações do poder em Belgrado. Um cálculo bem ao estilo de os anéis vão, mas… Read more »

Wagner

Bom, se isso é verdade, Mauricio, estou bem mais tranquilo. Vc me deu uma excelente noticia !!

Se a Otan européia não consegue vencer o Kadafi ( por meios aéreos), minha Santa Russia está segura, com relação a Europa…

E de fato, o Kadafi continua lá e seus exércitos ainda seguram os rebeldes…

DrCockroach

Primeiro a Alemanha levou porrada interna de todos os lados pela abstencao na votacao da ONU; depois levou porrada externa (um cascudo do Gates) por nao participar da OTAN ativamente (e estah perdendo uma brigada americana e, consequentemente, $$$…), agora, de surpresa, reconheceu os rebeldes com os legitimos representantes da Libia 🙂 http://www.dw-world.de/dw/article/0,,15150852,00.html Ontem os rebeldes do oeste, praticamente sem ajuda da OTAN naquele lado, bloquearam a unica linha de suprimentos aberta p/ tripoli com a Tunisia a, apenas, 50km de Tripoli (nao sei se mantiveram a posicao). Acho que agora todas aqueles funcionarios publicos (civis e militares) jah perceberam… Read more »

DrCockroach

Kadhafi, son play chess with Russian eccentric

“Ilyumzhinov was the head of Russia’s Buddhist region of Kalmykia between 1993 and 2010. He famously claimed that he had met aliens on the balcony of his apartment in Moscow, prompting demands to explain his behaviour.”
http://news.yahoo.com/s/afp/20110612/ts_afp/libyaconflictrussia
[]s!

Mauricio R.

Pede-se devolve-los:

“Air force officials quoted in the Maariv newspaper said the stolen parts were eight engines from F-15 and F-16 fighter jets which were taken from Tel Nof air base.”

http://www.defensenews.com/story.php?i=6799153&c=MID&s=AIR

Qnto a esta noticia, o Wagner deverá gostar:

“Russia is involved in the alleged espionage via a former F-16 pilot in the Dutch army. The defence attaché at the embassy has been replaced, public broadcaster NOS has reported.”

(http://www.defense-aerospace.com/articles-view/release/3/126236/dutch-claim-russia-involved-in-f_16-espionage.html)

Wagner

ré ré ré

Ainda estamos por aí !

Cuidado Otan Européia…

🙂

Mauricio R.
Wagner

Mauricio

Como vc acha essas coisas ???

DrCockroach

Video sensacional. Olhem o que os rebeldes estao fazendo com restos… Muita imaginacao. Imaginem o que nao fariam em termos de P & D se tivessem, digamos, metade das “comissoes” do Palocci… 🙂

http://english.aljazeera.net/news/africa/2011/06/2011614133151319133.html

[]s!

Últimas Notícias

O novo objetivo da Força Aérea dos EUA? Livrar-se de aviões que não assustam a China

SIMI VALLEY, Califórnia - O secretário da Força Aérea dos EUA, Frank Kendall, disse que a USAF precisa com...
- Advertisement -
- Advertisement -