terça-feira, junho 15, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Paquistão: governo não compartilhará com a China destroços de helicóptero secreto

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O governo do Paquistão informou que não compartilhará com a China os destroços de um helicóptero americano usado no ataque que matou Osama bin Laden, após especulações de que o aparelho teria tecnologia secreta.

“O Paquistão não compartilhará nenhuma tecnologia e não acredito que nossos amigos na China tenham demonstrado qualquer interesse”, disse o embaixador do Paquistão nos Estados Unidos, Husain Haqqani, ao canal CNN.

As fotografias dos destroços do helicóptero, que registrou problemas durante o ataque e foi objeto de uma explosão deliberada dos militares americanos, alimentaram especulações de analista de que a nave teria novas características para reduzir o ruído ou evitar a detecção por radar.

Algumas pessoas chegaram a afirmar que o helicóptero, que segundo fontes governamentais era um Blackhawk, seria na realidade um novo modelo, com tecnologia que poderia cair nas mãos da China.

FONTE: Terra/AFP

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

23 Comments

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Quem tem, tem medo, especialmente após ser pego, hospedando o bin Laden.

Vader

O Paquistão que abra os olhos. BEEEEEEEM abertos.

Giordani RS

Tá bom…o paquistão não vai compartilhar as peças do black hawk modificado com a china…o mesmo paquistão que não sabia que o tio Osama[/] estava embaixo de sua saia? tá bom…a xuxa também não vai mais falar com gnomos…

Antonio M

Nem mesmo se a China oferecer uma “gorjeta” ?!!?? rsrsrsrsrsrsrsr!!!

João Paulo

Aham… “senta lá Cláudia.”

Vão fazer o que com os destroços? Usar como sucata?

Duas opções:
Ou devolve para o EUA.
Ou passa para China.

E é bom pensar bem, porque se não escolher a primeira opção…

Antonio M

Me faz lembrar do pioto soviético que desertou pilotando um MiG-25 até o Japão.

Dizem que o Mig foi enviado aos EUA mas, foi devolvido a URSS. Claro, devidamente encaixotado em partes!

Leonardo

Os EUA vão invadir o Paquistão? Sanções econômicas?

Os chineses acabaram de se comprometer a fornecer mais 50 caças JF-17 Thunder, com previsão inicial de entrega em 6 meses, será que não rolou nada em troca?????

Das duas uma ou esses destroços já estão com os EUA que fizeram alguma solicitação extra-oficial, aí algum C-17 voando pela região “fez uma pequena escala técnica” e aproveitou para pegar essa encomenda.

Ou já estão lá nas mãos dos ching ling, pois 6 meses para entregar o primeiro caça é “muito comprometimento dos amiguinhos” chineses.

Marco Antônio

“Solução diplomática” 😉

Levar os destroços até um local reservado; permitir a ida de uma “comitiva” chinesa até o local para realização de estudos; devolver os destroços aos EUA depois de um tempinho de “enrolação”.

Giordani RS

‘Antonio M disse: 25 de maio de 2011 às 9:23 Me faz lembrar do pioto soviético que desertou pilotando um MiG-25 até o Japão. Dizem que o Mig foi enviado aos EUA mas, foi devolvido a URSS. Claro, devidamente encaixotado em partes!’ Victor Belenko era(é) o nome dele. O MiG-25 não foi enviado para os EUA, mas uma equipe de engenheiros das principais empresas e do pentágono voaram no meio da noite, ao melhor estilo hollywoodiano, para o Japão. Lá o piloto e o MiG foram exautivamente estudados, e chegaram até a ligar os motores da nave. O foxbat foi… Read more »

Vader

Giordani RS disse:
25 de maio de 2011 às 10:23

O interessante não foi isso, mas sim a conclusão dos técnicos americanos: não havia nada muito sui generis no Foxbat, ou seja: nada que os americanos já não possuíssem.

Sds.

edcreek

Olá,

É bem simples, o Paquistão irá trocar os destroços com Chineses, veja que a China concordou em vender mais 50 caças para eles semana passada, coincidencia não?

Ah claro oficialmente eles nunca admitirão isso, mas os destroços estão com o regime Comunista….

Abraços,

Antonio M

Grato pelas explicações!

Marco Antônio

Giordani RS disse:
25 de maio de 2011 às 10:23

Exatamente o que é mais provável que tenha ocorrido ou está ocorrendo no Paquistão.

Não é tão simples como foi aqui cogitado: entrega pra um ou pra outro. Diplomacia não se resume a alinhamento.

desastreBR

Já vi essa história antes!
Alguém se lembra de algo parecido com o F-117?
Abraços.

Alfredo Araujo

Vader disse:
25 de maio de 2011 às 10:34

E o mais interessante ainda é q eles fizeram pouco caso da simples tecnologia embarcada! O caso é q para a altitude e velocidade em q as missoes do Mig25 eram executadas, os simples transistores eram bem mais resistentes q circuitos…

Giordani RS

“Marco Antônio disse:
25 de maio de 2011 às 10:47
…Não é tão simples como foi aqui cogitado: entrega pra um ou pra outro. Diplomacia não se resume a alinhamento.”

Alguém deveria ter dito isso ao infeliz e acefaládo marco aurelio e seus asseclas do itamaravilha…

Marco Antônio

Giordani RS disse:
25 de maio de 2011 às 14:03

Minha crítica, como bem percebido por ti, é dirigida, também, a este setor.

Observador

Senhores, Há uma terceira possibilidade. O Paquistão não devolve para os EUA nem entrega nada para a China, e põe seus próprios técnicos para estudar os restos do aparelho. O Paquistão está percebendo que pode ser vantajoso flertar com as duas potências, sem se abraçar a nenhuma. D. João VI, enquanto regente em Portugal, ficou pendendo entre a França e a Inglaterra enquanto pode. Quando não havia mais solução, abraçou a Inglaterra, colocou a corte nos navios e fugiu para o Brasil. Getúlio Vargas fez o mesmo com a Alemanha e os EUA, e só fechou com estes últimos quando… Read more »

Marco Antônio

Observador disse:
25 de maio de 2011 às 18:44

“Assim, imagino que o Paquistão opte cada vez mais pela terceira via, tirando a maior vantagem possível das duas potências.”

Desta forma deveria agir qualquer pais que pretenda ter um mínimo de soberania: sem alinhamento.

Entretanto, neste caso específico do post, acredito que o atual nível de capacitação tecnológica do paquistão nesta área não permite um considerável aproveitamento dos eventuais estudos dos destroços. Continuo apostando na “solução diplomática” que referi acima, em outro comentário, mormente devido à dependência paquistanesa em relação à China na área de engenharia aeronáutica e correlatas.

Marine

Pessoal antes de falarmos e assumimos tanta asneira que tal pesquisarmos o assunto?

Os destrocos ja estao de volta nos EUA desde o fim-de-semana!

Puxa vida, tem gente aqui falando com autoridade como se os destrocos estivessem a caminho de Marte ja…

Sds!

Marine
Vader

Hahahahaha…

Mauricio R.

Os destroços podem até jé terem voltado, mas é a própria imprensa especializada americana, que tem umas perguntinhas difíceis:

“…has returned to the United States after almost a month in Pakistani hands.”

” That’s plenty of time for the ISI and Pakistani military to give it a pretty good inspection and for them to allow any ‘friends’, cough — China — cough, to take a look at it.”

“Buzz also asks this key question; how much did we pay to get the wreckage back?”

(http://defensetech.org/2011/05/25/stealth-helicopter-tail-returned-to-u-s/)

Reportagens especiais

PAMA-SP 2018: pássaros raros no Domingo Aéreo paulistano

Aeronaves incomuns de se ver em São Paulo, como o protótipo do YT-25B Universal II do PAMA-LS e C-98...
- Advertisement -
- Advertisement -