Home Estratégia USAF: capacidade operacional plena para o Comando de Ataque Global

USAF: capacidade operacional plena para o Comando de Ataque Global

234
58

No dia 1º de outubro, a USAF (Força Aérea dos EUA) informou que o Comando de Ataque Global (Global Strike command) atingiu a capacidade operacional plena, conhecida em inglês como FOC – full operational capability. Segundo a USAF, a capacidade foi declarada no dia anterior (30 de setembro), dentro do cronograma e apenas 14 meses após a ativação inicial como um comando.

Foram mais de 700 itens cumpridos para atingir o marco da FOC, segundo o informe. A FOC é o passo final em qualquer unidade militar, e o Comando de Ataque Global é o primeiro grande comando totalmente novo da USAF a ser ativado em mais de 27 anos. O comando foi formalmente ativado na Base Aérea de Barksdale em 7 de agosto de 2009, estando agora o quartel general, na Base, totalmente em funcionamento.

O comando também assume responsabilidade sobre todas as unidades da 20ª Força Aérea, baseada na F.E. Warren AFB (Air Force Base – Base da Força Aérea) e da 8ª Força Aérea, também baseada em Barksdale AFB.

A partir de 1º de outubro, o Comando de Ataque Global assumiu a total responsabilidade pelo planejamento, programação e gerenciamento financeiro de suas atividades, e vai liderar tanto o apoio quanto a modernização dos seguintes itens de seu inventário:

  • Mísseis Balísticos Intercontinentais Minuteman III (ICBM – Intercontinental Ballistic Missile), operados pela F.E. Warren AFB, pela  Minot AFB e pela Malmstrom AFB.
  • Bombardeiros B-52 Stratofortress, capazes de ataques nucleares, baseados em Barksdale AFB e  Minot AFB
  • Bombardeiros B-2 Spirit, capazes de ataques nucleares, baseados em Whiteman AFB
  • Helicópteros UH-1N

O comando também estabeleceu uma função de inspeção geral, sendo que até o momento já conduziu, ao menos, uma inspeção de grande monta em cada uma de suas seis alas operacionais. Também foi formada uma equipe de ação em crises e uma força tarefa de resposta para lidar com situações de emergência e potenciais incidentes.

Outras missões do comando incluem as análises de alvos no 625º Esquadrão de Operações Estratégicas, da Offutt AFB, e os testes de operações de disparo de ICBMs do 576º Esquadrão de Testes em Voo, da Vandenberg AFB.

FONTE / FOTOS: USAF (Força Aérea dos EUA)

Subscribe
Notify of
guest
58 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mario Blaya
Mario Blaya
10 anos atrás

e em breve o gerenciamento será a entregue a rede de computadores da Skynet …….

Paulo Andrade
Paulo Andrade
10 anos atrás

Skynet foi muito boa….

luiz otavio
luiz otavio
10 anos atrás

deve ser a resposta para o míssel balístico iraniano lançado recentemente. rsrsrsrsr

Alex
Alex
10 anos atrás

uma unidade de cada objeto citado na materia, já seria um grande feito para o Brasil.

felipe alberto
felipe alberto
10 anos atrás

mas quem é o inimigo

robert
robert
10 anos atrás

e ai? vai encarar?
aeioheaoiae

Robson
Robson
10 anos atrás

em relação a ultima foto, como deve ser dificil a aproximação do B-2 pra pouso, sem fly by wire seria imposilvel.

Edu Nicácio
10 anos atrás

“mas quem é o inimigo”

Perfeito!

China? Rússia? Irã? Coreia do Norte?

Será que os EUA “precisam” realmente ser essa máquina de guerra que são? Por que ainda possuem ICBM’s (assim como outras potências nucleares)? Qual o contexto de um B-2 hoje em dia? Para atacar a quem?

Ah! A indústria armamentista e os trilhões de dólares… Quase ia me esquecendo…

roni
roni
10 anos atrás

a historia mostra o pais mais preparado ira sobreviver porque sempre houve e sempre havera guerras ai da queles que nao estiverem preparados

Pegasus
Pegasus
10 anos atrás

É claro que aquele papo de New World Order é besteira. Estamos todos seguros num planeta que tem um país com a capacidade de atacar de forma massiva e coordenada qualquer país com danos minimos para sí. Um país que, apesar de estar praticamente falido com uma divida externa e interna que alcança seu PIB e dita por economistas de seu proprio país como impagavel, ainda encontra meios de manter uma maquina de guerra avassaladora, mas os propositos disso, de um país com serias crises economicas manter uma maquina de guerra que consome trilhões por ano deve ter um proposito,… Read more »

Galileu
Galileu
10 anos atrás

hshahahah quando o assunto é $$$$ neguinho fala até que a C. do Norte tem tecnologia alienígena ahah

Almeida
Almeida
10 anos atrás

E alguns aqui ainda acham que serão 36 Rafales produzidos na França que irão nos garantir independência quanto aos EUA…

Nick
Nick
10 anos atrás

Obviamente esse máquina de guerra é herança da guerra fria, que agora digamos, tem vida própria, e não vejo eles reduzindo de forma significativa, até a chegada de novos sistemas que tornem obsoletos os vetores/ogivas nucleares.

[]’s

Pedro Mota
Pedro Mota
10 anos atrás

Muito bôa a tirada do “skynet” iuhauioahuioahioaha, vamos lá saber…

“Ninguém regula a america!!!” By Sepultura.

Abraços.

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Pegasus disse:
5 de outubro de 2010 às 18:52

[entrando no jogo do colega]

E ainda bem que somos amigos desse país tão poderoso. Nossas mates e riquezas minerais estão a salvo!

Rrssrsrrs

Essas “galinágens” entre países sempre aconteceu e sempre irá acontecer.
Só existe uma coisa que pode impedir e se chama Dissuadir!

Colt
10 anos atrás

Pra vc ver como são as coisas.
Qdo era superpotência não colocaria esse nome “Comando de Ataque Global”, ficaria pretensioso, redundante, contraproducente em termos diplomáticos.
Agora que estão em baixa, pra compensar, colocam um nome “global”, indicativo do poder que ainda tem.
Não deixa de ser engraçado. Insegurança pessoal de um país. rs

Sérgio Araújo
Sérgio Araújo
10 anos atrás

Colt disse:

” Insegurança pessoal de um país. rs ”

Falou tudo em uma frase.
Insegurança em todos os sentidos: terrorista, econômica, política,…

Todo império um dia cai, só questão de tempo.

Sérgio Araújo
Sérgio Araújo
10 anos atrás

Antes que digam, não sou nenhum bolivariano e gostaria muito que o resultado do fx2 fosse o SH. Entretanto, não ovaciono um país que sempre buscou intimidar outras nações.

Ricardo_Recife
Ricardo_Recife
10 anos atrás

É por isto que Hugo Chávez vai comprar mais caças e bombardeiros russos e inaugurar o Comando Bolivariano de Ataque Contra o Império do Mal .

Regis Campos
Regis Campos
10 anos atrás

Todos os paizinhos, cada um com seus estalinhos do satã em seus estilingues intercacetais prontinhos para fazer tacar pedra se o grande e mal Sam puxar briga. E tudo fica de boa enquanto um apontar o estilingue pro outro já que ninguém quer levar uma pedrada. só tem o ploblema do pelézinho do bairro, que é bom de bola e é de paz, mas o que o Sam tá é vendo é que o pelezinho tem uma bola bonita e o melhor, nenhum estilingue.

Vader
10 anos atrás

Colt disse:
5 de outubro de 2010 às 20:22

“Agora que estão em baixa, pra compensar, colocam um nome “global”, indicativo do poder que ainda tem.”

Cacilda, tenho até medo de pensar como é que eram os caras então quando estavam em “alta”… 🙂

Sérgio Araújo
Sérgio Araújo
10 anos atrás

(…) mas o que o Sam tá é vendo é que o pelezinho tem uma bola bonita e o melhor, nenhum estilingue. (…)

kkkkkkkk
Perfeita a metáfora.
Mas lembrando que não só o Sam, mas todo o mundo.

Colt
10 anos atrás

Sérgio Araújo disse:
5 de outubro de 2010 às 20:40

Sérgio, o negócio é aprender mandarim. rs

Raptor
Raptor
10 anos atrás

“Ricardo_Recife disse:
5 de outubro de 2010 às 20:55”

Atacar a quem… Os petroleiros americanos que vem buscar o óleo crú venezuelano, ou as refinarias e farta rede de distribuição de combustível em território norte americano de propriedade da PVDSA… Ou as empresas e indústrias “americanas” sob controle dos amigos chineses…

Eles devem dar muita risada quando tomam uns drinks no clube…

Risos…

marcos adriano
marcos adriano
10 anos atrás

o poder global na area militar é impressionante!!!mas na area economica esta em decadência!!!agora quer ver como vão manter esse poderio militar com decadência do econômico!!!eu queria que o brasil tivesse :s-300 distribuido pelo pais (exercito),rafale em todas as bases aereas e avioes de transpotes de longo alcance(fab) marinha com tres port avioes sendo que um nuclear com respectivos navios de apoio.quero o pais com forças armas a altura que o pais merece.

pp_muscimol
pp_muscimol
10 anos atrás

e os Bombardeiros B-2 Spirit em Diego Garcia??… estao fora desse controlo?

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

“Todo império um dia cai, só questão de tempo.”

O soviético, foi em 1991.
Qual será o próximo???
O da Europa Comunitária ou o neófito chinês???

pp_muscimol
pp_muscimol
10 anos atrás

.”..O da Europa Comunitária ou o neófito chinês???….” essa do senhor Mauricio nao percebi!!…. existe algum imperio na europa ??…..se existe esta escondido porque eu estou nessa europa e nao vejo nada. ….se calhar esta a esquecer-se que os imperios europeus autofagocitaram-se e desapareceram durante as duas guerras mundiais!!… a desgraça que sobrou depois disso pode ser visto nos inumeros documentarios do canal historia. estou preocupado e com a divida americana…..o seu declinio militar acentuado podera mudar o equilibrio de poderes mundial drasticamente levando a guerras … no caso da europa com nao participa nesses jogo de poderes nao vejo… Read more »

Zorann
10 anos atrás

É muito preocupante a arrogancia desse país. Não conseguem ter uma geração de seu povo que não tenha passado por guerras. Se julgam os senhores do universo. Enquanto sua economia vai para o espaço, eles se preocupam com mísseis nucleares e bombardeios estratégicos. Falam de paz e desarmamento e ao mesmo tempo se preparam para um conflito global. São a polícia do mundo, com sua falsa preocupação com a democracia e os direitos humanos, enquanto são na verdade uma ditadura governada pela indústria de defesa. E nós vivendo nesse mundo de faz de conta, onde somos o único país do… Read more »

massa
massa
10 anos atrás

As pessoas não compreendem que o peso de uma dívida é relativa, pois no caso dos EUA, a maior parte da dívida pública é interna, istó é, credores americanos, logo em última instância, os americanos devem dinheiro a si mesmos ! Diferentemente dos portugueses, que devem aos europeus, na pior das hipóteses, podem ser expulsos da comunidade. Além do que, a carga tributária nos EUA está em torno de 25% do PIB, comparando com o Brasil, que chega perto dos 40%, ainda é baixo, bastaria os americanos aumentarem mais uns 10% (27.5%), durante 10 anos, que conseguirim reduzir a dívida… Read more »

Vader
10 anos atrás

massa disse:
6 de outubro de 2010 às 7:34

Um sopro de sensatez num mar de ignorância… Ufaaaa…

pp_muscimol
pp_muscimol
10 anos atrás

pensei que grande parte da divida americana estivesse nas maos dos asiaticos..especialmente chineses…..acho que eles podem por os EUA contra a parede!!

The biggest chunk (about 25 percent of the $8.5 trillion total) is held by foreign governments. Japan tops the list (with $644 billion), followed by China ($350 billion), United Kingdom ($239 billion) and oil exporting countries ($100 billion)…..

Leonardo
Leonardo
10 anos atrás

Exatamente Massa, embora nada possa ser comparado a economia e ao consumo dos EUA em relação ao mundo, e é crucial para américa manter sua máquina de guerra, é fato de que não se conhece nenhuma potência, mesmo potências medianas que ao longo dos tempos, não tenha tido um alto nível de desenvolvimento de ciência e tecnologia e este fenômeno se dá devido ao salto em ciência e tecnologia, que ao contrário do senso comum, envolve educação, conhecimento, cultura, e demanda de produção industrial qualificada, ou seja, eleva a força da nação a um patamar superior de nível de vida… Read more »

Vader
10 anos atrás

Caro amigo muscimol: sabe o que são 25% de US$ 8,5 trilhões pros EUA? Ou melhor, US$ 2,125 trilhões? NADA! Eles pagam isso em um ano, se quiserem. E mais: o grande medo de quem tem montanhas de dólar (Brasil incluso) é de que o governo americano proceda a uma desvalorização abrupta de tal moeda. Se isso acontecer todos esses dólares nas mãos de chineses, árabes, britânicos, brasileiros, etc., vai literalmente pro ralo, e esses países perdem suas reservas cambiais e quebram em dois dias. Penso que talvez o amigo, como muitos aqui, não faça uma idéia plena do que… Read more »

Luiz Paulo
Luiz Paulo
10 anos atrás

Zorann disse:
6 de outubro de 2010 às 5:17

Trabalharam muito pra estarem onde estão amigo. Ninguém chega lá da noite pro dia. Erraram, erram e sempre vão errar como todo mundo. Se hoje eles podem mandar no mundo é pq um dia traçaram um objetivo. Pra defesa dos seus interesses, e pra sobrevivência do seu povo. Simples assim.

Diferente dos governos da Republica das Bananas que só pensam nas ‘promoções’ que temos e em planos ‘estratégicos’ de 4 em 4 anos….

Leonardo
Leonardo
10 anos atrás

Este países possuem e aplicações em papéis da dívida pública americana inclusive o Brasil, mas daí colocá-los contra a parede é algo totalmente diferente. Não podemos esquecer que a moeda reinante na economia mundial ainda é e deverá ser por mais alguns anos o velho Dólar e qual é o banco central que produz está moeda? Um fato relevante que quebraria qualquer outro país que não fosse os EUA que é o déficit na balança comercial, desde a década de 70 de 1975 a 2001, os americanos acumularam um rombo em sua balança comercial superior a US$ 3 trilhões de… Read more »

luiz otavio
luiz otavio
10 anos atrás

a Sérvia do S. Milosevic já provou o poder do B2, me parece que do ponto de vista prático eles já tinham essa capacidade, mas estão sempre evoluindo.

Cor Tau
Cor Tau
10 anos atrás

“Almeida disse:
5 de outubro de 2010 às 19:02

E alguns aqui ainda acham que serão 36 Rafales produzidos na França que irão nos garantir independência quanto aos EUA…”

Pior….Alguns aqui ainda acham que meia duzia de AMX NGs irão garantir mesmo a segurança e a superioridade aérea na América do Sul…… 🙂

Cor Tau
Cor Tau
10 anos atrás

TIC……TAC……TIC…..TAC……..TIC……….TAC………… 🙂

http://www.youtube.com/watch?v=PxymwN7nYQQ

Dalton
Dalton
10 anos atrás

Tá certo… então qual seria o nome propicio? Comando de Ataque Regional???? Notem que os B-1B Lancer nem fazem parte da fatura. Trata-se da capacidade NUCLEAR da USAF, baseada em dezenas de bombardeiros e centenas de Minutemen III. Alguma possibilidade de guerra nuclear no futuro proximo? Nenhuma. Mas uma doutrina de décadas não pode ser jogada no lixo de uma hora para outra, até porque lidar com armas atomicas exige muita responsabilidade, treinamento, segurança e a propria USAF andou “pisando na bola” em 2007 em um caso que armas atomicas permaneceram a bordo de um B-52H por 36 horas ao… Read more »

Vader
10 anos atrás

Cor Tau disse:
6 de outubro de 2010 às 9:47

“Pior….Alguns aqui ainda acham que meia duzia de AMX NGs irão garantir mesmo a segurança e a superioridade aérea na América do Sul”

Ao contrário, prezado: a maioria dos que acreditam no projeto Gripen NG são aqueles que tem consciência que não há a MENOR possibilidade de resistir a um ataque americano nem em 100 anos. Assim, não vale a pena comprar caríssimas JACAS pra “dar cabo” da USAF e da US Navy…

marcos adriano
marcos adriano
10 anos atrás

eua esta com a economia em colapso!!!!!!continuam pensando globalmente!!!!é o fim dos impérios!!!!nesse novo séculos o mundo vai ser multipolar!!!!nova ordem mundial!!!

Sérgio Araújo
Sérgio Araújo
10 anos atrás

Vader disse:

“(…) maioria dos que acreditam no projeto Gripen NG são aqueles que tem consciência que não há a MENOR possibilidade de resistir a um ataque americano nem em 100 anos (…) ”

Acredito que nem mesmo os Russos pensam que podem “Resistir”.

Bem que poderíamos ter condições de fazer nem que fosse um pequeno estrago.

Cor Tau
Cor Tau
10 anos atrás

“Vader disse: 6 de outubro de 2010 às 10:44” Não disse em relação aos EUA e sim aos paises daqui da Bananalândia…………Vos micê(Sei la o que…Se o Zé ou o Vader…. 🙂 ) entendeu errado…Eu não sei mais nada…Só sei que contra esta gente só existe uma solução….Fazermos o mesmo que a Coreia do Norte…………..Se for país da bacia do Prata temos capacidade de inundar qualquer um deles…Arma de destruição em massa totalmente “verde/limpa”……Mais uma de nossas inovações….Mas paz de espirito absoluta só teremos quando tivermos/desenvolvermos nossas proprias armas nucleares e sistemas de misseis……….NINGUEM se mete ou tenta algo contra… Read more »

luiz otavio
luiz otavio
10 anos atrás

“Arma de destruição em massa totalmente “verde/limpa”

“zé Vader”

kkkkkkkkk
este Cor Tau é impagável.

Vader
10 anos atrás

Cor Tau disse:
6 de outubro de 2010 às 13:13

Discordo meu caro, acho que BA pra nós seria o começo do fim. Mas respeito sua opinião.

E por favor, não entra você também nessa trollagem de ZE / Vader, coé Cor Tau? Vc conhece nós dois há mais de dois anos cara, num deu pra “ganhar a fita” de quem é quem no blog ainda?

Sds.

Sérgio Araújo
Sérgio Araújo
10 anos atrás

“Arma de destruição em massa totalmente “verde/limpa”

Seria uma Bomba de Neutron melhrada, que deixasse também intactas as florestas. Seria isso?

Será que a Marina iria gostar?

Zorann
10 anos atrás

Luiz Paulo disse:
6 de outubro de 2010 às 9:26

Sim, chegaram até lá com todo seu esforço. E hoje pisam e ameaçam todo o mundo com sua superioridade militar. Não respeitam ninguém, sistema de governo de país algum, nem a ONU.

Se isso é admirável, então devemos nos preocupar ainda mais com nossa existencia no futuro, pois isto é simples inversão de valores.

Um abraço

Guto
Guto
10 anos atrás

Zorann disse:
6 de outubro de 2010 às 14:14

Imagine agora se trocarmos os EUA pela China ou Irã como grande potência.

Na minha opinião é menos pior os yankes do que os olhos puxados que soltam pecinhas.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
10 anos atrás

Aonde esta o B-1B nesse esquema? Amigos, vivo aqui (EUA) ha 25 anos. Tivemos altos e baixos na economia. A tal crise economica de 2008 nao me afetou e eu nao conheco ninguem que tenha sido afetado pela mesma. Somente a galera que comprou imovel, sem dispor dos recursos suficientes e quem perdeu com essa estoria. Acho que nosso maior problema foi, e ainda e o Outsourcing. A exportacao de empregos para os paises de mao de obra mais barata. Quanto China ou qualquer outro investidor so digo uma coisa: se os EUA disserem nao vou pagar a conta, quem… Read more »