segunda-feira, agosto 2, 2021

Gripen para o Brasil

Acidente de Eurofighter na Espanha vitima piloto saudita, em treinamento

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O Ministério da Defesa da Espanha informou nesta terça-feira, 24 de agosto, que um avião Eurofighter sofreu um acidente na Base Aérea de Morón, às 9h30 (horário local), quando realizava um voo de treinamento. A aeronave, de configuração biplace, era pilotada por um comandante instrutor da Força Aérea Espanhola (Ejército del Aire) e por um tenente coronel da Força Aérea Real Saudita.

O acidente ocorreu poucos instantes após a decolagem, quando o avião se precipitou ao solo por causas desconhecidas. O piloto espanhol conseguiu ejetar antes da queda, e se encontra em boas condições, mas o militar saudita faleceu. Ainda segundo o informe do Ministério, membros da Comissão de Investigação Técnica de Acidentes de Aeronaves Militares (Comisión de Investigación Técnica de Accidentes de Aeronaves Militares – CITAAM) foram deslocados a Morón, encarregados de esclarecer as causas do acidente.

Segundo nota posterior da Força Aérea Espanhola, o nome do tenente coronel da Real Força Aérea Saudita eraAbdullah Al Zahrani, e a aeronave acidentada era da dotação da Ala 11. O treinamento do militar saudita em Morón (Sevilha) estava sendo realizado no contexto de um acordo firmado entre a Espanha e a Arábia Saudita, para formação de pilotos do país árabe no Eurofighter.

FONTES / FOTO (de arquivo): Ministério da Defesa da Espanha e Força Aérea Espanhola (Ejército del Aire)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lusitanium

Acidente no mínimo estranho. Que o piloto descanse em paz.

Edcreek

Olá,

Que azar logo no teste do piloto Saudita?
Vamos ver o que levou a causa da queda, realmente uma pena…

abraços,

Fernando Fidelis

Contratar estagiario da nisso ó!

Cesar

Que o comandante saudita esteja em paz.
Mas não existe uma regra em que o instrutor tenha que se ejetar por último?
Mas dependendo da situação, não há tempo de pensar nisso. Neste caso, acho que não houve tempo suficente…

Rodrigo
Giordani RS

Será que as cargas explosivas do assento ejetável não funcionaram?

fredy

Mas que propaganda hein? O Typhoon pode dar adeus a concorrência Indiana.

Vader

Que pena, que descanse em paz o piloto saudita.

Edcreek

Olá,

Imagino que isso não deva influenciar já que temos varios deles em operação sem maiores problemas.

Isso já aconteceu com varios aviões é meio que normal isso apesar de muito triste.

Abraços,

celso

em algumas situaçoes ao longo da instruçao, normalmente e dado ao aluno o comando para decolagem ou pouso, sera q neste caso dada a alta tecnologia do typhoon alguma coisa deu errado ??? afinal, o certo e q so o instrutor se ejetou……..estranho, muito estranho mesmo……….

SDS

celso

PS;

no caso de ejeçao, a ordem e dada atraves de pqueno codigo……….e e valida sem questionamento, cabendo a alguns dos dois ocupantes executar a açao.
Dessa forma e pelo equipamento tecnologicamente de primeira linha, a ejeçao se da em ordem, ou seja, uma apos a outra e sem apelaçao.
Por isso acho estranho q somente hum conseguiu se ejetar…….tavam tao baixo assim ????????……….o equipamento c certeza e zero-zero, ou seja, ejeçao em altitude zero.

SDS

Ricardo_Recife

“comandante estrutor da Força Aérea Espanhola (Ejército del Aire) e por um tenente coronel da Força Aérea Real Saudita”.

Teoricamente dois caras muito experientes, deve ser ter sido um erro muito grande ou a máquina teve um problema muito serio, não foi coisa simples e os pilotos se embananaram por falta de experiência. O que me intriga é o piloto espanhol ter conseguido ejetar e nenhuma informação concreta do saudita. Editores, consertar a palavra: INSTRUTOR depois de comandante.

NOTA DOS EDITORES:
ERRO DE DIGITAÇÃO CONSERTADO, OBRIGADO

Klevzton kstonboner

Quem sabe não houve um erro de comunicação! Como era treinamento talvez o Saudita achou-se que era apenas uma simulação, pode ter havido também uma falha na comunicação dos pilotos que talvez o inglês do piloto espanhol possa não ter sido compreendido pelo piloto saudita ou seja apesar da comunicação ter sido feita no painel da aeronave, eu acredito na falha de comunicação, a decisão é em segundos.Agora que pode ter sido uma falha no caça e isso o piloto saudita talvez não esperava.É apenas uma opinião.

Fabio

Mas acho que: Eject, eject, eject qualquer um entende.

Deve ter ocorrido algum problema no avião mesmo. NADA É PERFEITO.

Pedro

Poxa… que semana ruim para aviação em geral… os F-16 Gregos… o Eurofighter,avião partido no meio na Colômbia e nosso EMBRAER entre outros. A bruxa estava a solta.

Abraços e que Deus nós tenha.

Wellington Góes

Que o piloto descanse em paz!!!

P.S: Mas eu fico aqui, imagina se é um Gripen, um Rafale, ou um Super Honet, o que os seus respectivos defensores iriam dizer???

Guilherme Poggio

Wellington Góes disse:

Mas eu fico aqui, imagina se é um Gripen, um Rafale, ou um Super Honet, o que os seus respectivos defensores iriam dizer???

Pouca coisa. Não temos os elementos necessários para analisar o episódio. O resto é especulação.

Grande abraço

Últimas Notícias

Pilotos russos usaram receptores GPS feitos nos EUA durante missões de combate na Síria

Pilotos militares russos usaram receptores comerciais GPS de navegação por satélite durante suas operações de combate na Síria, de...
- Advertisement -
- Advertisement -