quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

‘Eurofighter’: 200 aeronaves em serviço

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Eurofighter 200

O Eurofighter Typhoon número “200”, produzido pelos quatro empresas parceiras do consórcio europeu, foi entregue pela EADS Deutschland à Luftwaffe alemã, no dia 24 de novembro, em cerimônia realizada em Manching, perto de Munique, Alemanha.

Esta marca faz com que o Typhoon Eurofighter seja a única aeronave de nova geração multi-função a atingir o impressionante número de 200 exemplares em serviço.

Os “Tufões” – produzidos pela EADS Deutschland, CASA EADS, BAE Systems e Alenia Aeronautica – agora estão em serviço em 12 unidades de seis forças aéreas, substituindo 11 tipos de aeronaves.

Até a data, a frota de Eurofighter voou mais de 70.000 horas no total, com disponibilidade operacional acima da média.

O Eurofighter Typhoon foi escolhido pelo Reino Unido, Alemanha, Itália, Espanha, Reino da Arábia Saudita e Força Aérea Austríaca, que têm um total de 707 aviões encomendados.

Recentemente, quatro aviões Typhoon da Royal Air Force  fizeram um voo recorde de 18 horas para as ilhas Malvinas, no Atlântico Sul, para assumir a Quick Reaction Alert (QRA) no lugar dos Tornado F3.

Em funções operacionais semelhantes, a Luftwaffe esteve em missões de patrulha aérea da OTAN nos Estados Bálticos, a Força Aérea Italiana realiza patrulha aérea sobre a Albânia e a Força Aérea Austríaca – que recebeu todos os 15 aviões encomendados – proveu a segurança no espaço aéreo durante um evento de Ministros da Defesa da OTAN na Eslováquia.

Eurofighter 200 a

Eurofighter cockpit

- Advertisement -

25 Comments

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Welington

Este sim o melhor delta europeu. O Eurofighter Typhoon tranche 3 terá a integração de uma antena AESA (AMSAR) no sistema de radar ECR-90 CAPTOR, alem da instalação do sistema IRST Pirate que elevara significadamente as capacidades do caça , porem a maior atualização do Typhoon será a incorporação de um sistema de variação de fluxo e de vetoração de empuxo TVC 3D, que elevara a capacidade de combate e sobrevivência do vetor aos níveis máximos da plataforma em termos de manobrabilidade, porem esta atualização depende de verbas para os testes reais nos vetores… http://typhoon.starstreak.net/Eurofighter/engines.html http://moraisvinna.blogspot.com/2009/10/eurojet-propoe-motores-de-empuxo.html Um grande abraço a… Read more »

ZE

TYPHOON, O CAÇA COM ESCALA!!!!

ZE

MAIS UMA COISITA: SEGUNDO O CEO DA EUROFIGHTER GMBH, ENZO CASOLINI, O CUSTO DESSA MARAVILHA DE CAÇA É DE 58 MILHÕES DE EUROS (FLY AWAY PRICE).

Hornet

desculpem pelo off-topic, mas acabei de ler isso em outro site:

“Negociação do Exército Brasileiro com a Rússia pode tirar americanos da concorrência pelo F-X2”

http://www.defesanet.com.br/09_12/091203_002.html

Alguém pode confirmar ou não esta informação?

Se se confirmar, só exemplifica concretamente o que venho dizendo aqui faz algum tempo: compra e venda de caças é decisão política, geopolítica e estratégica. Os EUA sabem disso melhor que ninguém. E nós estamos aprendendo (ou já aprendemos) isso também, ainda bem.

abraços a todos

kaleu

NÃO SEI SE JÁ POSTARAM – OFF-TOPIC : Sociedade Brasileira 2 Dez 09 A Compra dos Caças Estrangeiros Por Dr.Ives Gandra Martins A anunciada compra, pelo governo Lula, de caças franceses, sem licitação, muito embora desmentida pelo próprio autor da declaração no dia seguinte, merece rapidíssimas considerações. O artigo 24 da Lei 8666/1993 permite, em seus incisos III e IX, que, em havendo “comprometimento da segurança nacional” ou “guerra e perturbação da ordem”, armamento bélico seja comprado com dispensa de licitação, depois de ouvido o Conselho de Defesa Nacional, no primeiro caso. Está assim redigido: “Art. 24. É dispensável a… Read more »

Hornet

em tempo: mas em princípio, não acredito muito nessa notícia, não.

Hornet

em tempo II: mas em princípio, não acredito muito nessa notícia, não.

Não acredito na notícia que postei como off-topic, não me refiro a notícia do Blog ou coisa assim.

Hornet

Kaleu, essa notícia que vc postou é antiga e em parte falsa. É antiga, porque o Yves Gandra disse isso no contexto do anúncio feito no 7 de setembro. Aqui está: http://www.fecomercio.com.br/pagina.php?tipo=21&pg=1580 E falsa, porque o Yves Gandra expõe apenas a posição pessoal dele (houve um rápido debate na época, mas depois ficou clara a constitucionalidade do processo, pois o FX2 envolve questões de Estado, geopolíticos, e podem ser comprados de forma direta, entram no dispositivo da Segurança Nacional – caças não são papel higiênico de repartição pública). Ele não faz acusações e nem tão pouco fala coisas como: ditadura,… Read more »

Robson Br

Welington em 04 dez, 2009 às 0:47

Esse caça pode vir a ser isso tudo, mas ainda está longe. O radar nem está pronto. A própria Alemanha, um dos maiores sócios, nem sabe o que vai fazer com ele.

Hornet

eu coloquei o off-topic e eu mesmo já fui conferir e já percebi que é bobagem. O argumento principal do artigo (mais ou menos reproduzido pelo Areamilitar também) não se sustenta e todo o resto cai por terra. Mais uma “teoria conspiratória”, só isso. Só um exemplo: a Turquia está no projeto F-35 e usa sistemas anti-aéreos avançados russos. Então, esqueçam o artigo…bobagem total. A não ser que seja um caso “pessoal” com o Brasil apenas, mas não acredito nisso. Mas o que eu disse sobre estratégia geopolítica continua valendo, pois isso é central em qualquer discussão sobre este assunto.… Read more »

Hornet

Robson Br,

pra ser mais exato, a Alemanha desistiu de 36 Typhoon Tranche 3 b.

Ninguém sabe ainda o motivo, mas o informe é que a Alemanha desistiu deles (desses 36).

enfim…

abração

Welington

Robson Br o Typhhon já é isto tudo, o radar já esta pronto, o que ocorrerá será a substituição de uma antena PESA por uma AESA (AMSAR), que equipara o sistema ECR-90 CAPTOR em 2010, antena que também equipára o Dassaut Rafale. O programa Airborne Multirole multifunction Solid-state Active-array Radar (AMSAR) desenvolvido pela Thales francesa, EADS alemã e BAe System britânica, com participação da Itália e da Espanha foi lançado em 1993 com divisão de 50/50 entre França e Reino Unido com ajuda alemã. O mesmo será integrado ao Rafale e ao Eurofighter. O Eurofighter Typhoon tranche 3 atual é… Read more »

Felipe Cps

Muito interessante o off-topic do Kaleu. O fato é que Ives Gandra, quando fala em termos jurídicos, a terra treme. É por essas e outras que acredito que, vencendo a aeronave francesa por simples “capricho” (pra não dizer outra coisa) de Suas Excelências, ou como alguns preferem chamar, “geopolítica” (???), as chances do negócio acabar tendo de ser decidido no STF (questão constitucional) são, pra dizer o mínimo, ENORMES. E todo mundo sabe o q o STF pode fazer, e possivelmente fará: cancelar tudo! Mas até lá os “interessados” Lula, Jobim e PT, já vão ter recebido suas “comissões”, e… Read more »

Felipe Cps

Quanto ao Eurofighter: outro dia alguém mencionou que a Alemanha estaria se desfazendo de Typhoons. Engraçado isso de se desfazer de aeronaves por um lado e receber novas por outro né? Alguém está errado: ou a Alemanha não está se “desfazendo” de Typhoons coisa nenhuma, ou o Aéreo mente quando diz que dia 24 DE NOVEMBRO (menos de 15 dias) a Luftwaffe recebeu mais um. Outra coisa: o Typhoon JÁ É a aeronave mais poderosa da Europa, e a segunda melhor do mundo (atrás do F-22) e podem os “francélicos” (parafraseando MO, rs) chorarem e esgoelarem à vontade, o Rafale… Read more »

Dalton

Quanto a desistencia alemã de adquirir mais Typhoons, não lembro se foi aqui que li a respeito mes passado, mas o motivo foi o fato da
Alemanha já ter cumprido sua meta de compra, o mesmo ocorrendo com
Reino Unido, bom esse aí, anda “cortando” tudo, e pode ser que os demais parceiros sigam os mesmos passos, disponibilizando o excedente para exportação…ou seja, o motivo é orçamento, ou falta do mesmo para operar mais aeronaves e o sentimento de que os que foram adquiridos são suficientes .

sds

douglasfalcao

continuando a discussão off topic…. o que pode tirar o SH do FX 2 é o apoio incondicional do Brasil ao Irã.. isso fara com que a Boeing perca força na negociação das clásulas de contrato dentro do congresso americano, ninguém lá vai aprovar de bom grado qualquer tipo de cooperação e transferencia tecnológica ao Brasil. A insistencia em dizer que a compra de caças é uma “decisão de geopolítica estratégica” em nada apoia a postura do governo petista. Geopolitica estratégica é um assunto corriqueiro nos corredores da ESG e do alto comando da FAB… diversamente dos corredores do planalto,… Read more »

douglasfalcao

Dalton e Felipe,

A questão dos custos do Eurofighter serve de lição para os que dizem que temos qwue comprar o Rafale imediatamente.

do que adiantará se os custos operacionais estiverem fora da realidade brasileira?

e essa é apenas uma das muitas questões nessa concorrência.

douglasfalcao

o typhoon poderia ser o Hi em um mix Hi-Low na FAB, com 18/24 unidades no máximo, pois seus custos são muito altos.

douglasfalcao

encerrando a questão “off topic”

Estão querendo tratar os brigadeiros e oficiais da FAB como “técnicos em avião”, cuja a função é escrever relatório e ponto final.

douglasfalcao

O que o governo fez em 07 de setembro, tentando impor o Rafale à FAB demonstra que o MD não está nem ai pro relatório, que na época nem estava concluído.

carl94fn

Quer isso turma o Rafale e o Typhoon são caças “irmãos” são muito parecidos, os dois tem avionicos de 4,5 e 5 geração, alguns armamentos em comum ”meteor” e até o radar são parecidos, se existe diferença é na carga externa e autonomia (pendendo a favor do Rafale). Eu diria que estão praticamente empatados.

sds

Francisco AMX

as 2 fotos de baixo estão muito escrotas! he he – é de pirar o cabeção!

Bosco

O Silent Eagle, se for mesmo desenvolvido, será páreo duro na disputa para assumir a posição do segundo melhor caça do mundo da lista do Felipe Cps. O SE terá mudanças que irão reduzir seu RCS substancialmente, provavelmente o deixando quase igual a de um caça de 5ªG. Os estabilizadores verticais foram inclinados e houve mudanças na entrada de ar dos motores (que deve tê-la deixado com geometria fix)a de modo a deixá-las menos reflexivas. Ele irá incorporar um sistema “fly by wire” e um “glass cockpit” de última geração. Sem falar do “compartimento conformal” de armas/combustível e de tudo… Read more »

jsilva

Se o Typhoon for superior ao Rafale é por muito pouca coisa, os caças tem desempenho bem parecidos, sendo que na superioridade aérea o Typhoon leva vantagem, já como multifunção o Rafale é superior. Em relação aos custos para operar o Rafale, devo lembrar a vocês que isso não é compra de pratileira, acho que uma das principais funções da Embraer e seus parceiros será abaixar o custo do Rafale, um dos principais motivos do custo dos europeus ser tão alto é a sua moeda, o Euro está muito valorizado. Acredito que sendo produzido aqui no Brasil, mesmo sem escala,… Read more »

Últimas Notícias

IMAGENS: T-27M Tucano da FAB com nova pintura

A Força Aérea Brasileira divulgou imagens do T-27M Tucano modernizado com sua nova pintura. A escolha da identidade visual contou...
- Advertisement -
- Advertisement -