Home UAV DCTA sedia workshop da Finep sobre veículo aéreo não-tripulado (VANT)

DCTA sedia workshop da Finep sobre veículo aéreo não-tripulado (VANT)

287
3

O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, em São José dos Campos, sedia, nos dias 28 e 29 de julho, um workshop promovido pela Financiadora de Estudos e Projetos na área de veículo aéreo não-tripulado, com o objetivo de preparar um programa de ações de fomento de pesquisa para o domínio de tecnologias relacionadas.

O encontro, a ser presidido pelo diretor da Finep, Eugenius Kaszkurewicz, reunirá cerca de 80 participantes, dentre representantes de empresas e de centros de pesquisa que atuam na área, para identificar as competências locais e as ações a serem seguidas na fabricação de Vant.

Com um mercado bastante promissor, a possibilidade de emprego da tecnologia no país tem levado a Finep a investir no projeto, podendo-se destacar algumas atividades econômicas nas quais o uso de Vant é essencial, como a vigilância policial de áreas urbanas; o levantamento de recursos florestais; e o enlace de comunicações.

O evento, que está sendo organizado pela área de relações institucionais do DCTA, será realizado no auditório “B” das divisões de eletrônica e computação do ITA.

A Finep tem grande participação no fomento do desenvolvimento científico e tecnológico de projetos do DCTA e de seus institutos, bem como de empreendimentos de empresas do setor aeroespacial e de defesa.

NOTA DO PODER AÉREO: Clique aqui para baixar uma apresentação do desenvolvimento de VANTs brasileiros.

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
DeividMauricio R.rogerio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
rogerio
Visitante

E so não ficar no lenga lenga como e esse fx2 e tocar os projetos adiante rumo ao futuro pensando pelo menos nessa area em ser um grande destaque nacional e porque não dizer mundial

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Ué, não vão mais paparicar a Avibrás???
Esta deveria ser a atitude desde o início, chamar TODOS os envolvídos e não somente alguma empresa em particular.
A partir daí que cada empresa toque seus negócios de acordo c/ suas capacidades e aptidões.
As que por um acaso conseguirem se inserir no mercado, mto que bem; as outras não tão bem sucedidas, se necessário procurem um parceiro tecnológico p/ tanto.
E que o novo governo do Brasil, adote procedimentos transparentes de concorrência nas aquisições de materiais de defesa, sempre em sintonia c/ as necessidades estabelecidas pelas forças singulares.

Deivid
Visitante
Deivid

Nóssa! to emprecionado mas confuso!!,e o Hermes?,baichei o arquivo supra-citado e vi o Falcão,ele é 3 veses melhor que o Hermes!!! mas ainda temos algumas dificuldades mas logo iremos superar!!!

Para frente Brasil!!!!!