domingo, junho 13, 2021

Gripen para o Brasil

B-52 e amigos sobre Guam, na operação Cope North 2010

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

 	B-52-and-friens-over-Guam-Cope-North-2010

Em foto do dia 15.02.10, um B-52 Stratofortress do 20th Expeditionary Bomb Squadron da USAF lidera formação de F-16 Fighting Falcons Aggressors, caças F-2 do Japão, EA-6B Prowlers da US Navy e E-2C Hawkeye japonês. Clique na imagem para ampliar.

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

16 Comments

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ivan

Curioso como o F-2 do Japão é mais ‘parrudo’ que o F-16, que lhe deu origem.

A Lockheed vem fazendo escola: um descendente mais robusto no Japão (F-2) e um mais leve na Coreia (T-50 Golden Eagle).

Ivan.

Caipira

“B-52 e amigos”, hehehe.
Impressionante o “tamanho” do B52.

Carlito

Que linda foto, não?

Pedro

E que amigos,hein? que turminha… da xuxa é que não é.

obs: Alguém pode me informar o porquê do site estava fora do ar,ou o problema só ocorreu comigo? abraços.

Giordani RS

Barbaridade Tchê! Que espetacular esta imagem!

Caipira
Caipira

Dimensões do bixo segundo a wikipédia:

B-52 Stratofortress
Tipo Bombardeiro estratégico
Fabricante USAF
Primeiro vôo Fevereiro de 1955
Custo unitário 53,4 milhões de dólares
Comprimento 48,5 metros
Envergadura 56,4 metros
Altura 12,4 metros
Velocidade máxima 1000 km/h
Altura máxima de vôo 17.000 metros
Peso máx. decolagem 220.000 kg

Alguém confirma se o B52 decola com 220ton? É tudo isso mesmo?

Dalton

Guam foi invadida e conquistada pelos japoneses logo após a ataque a Pearl Harbor. 246 nativos que faziam parte da “native insular force” ofereceram grande resistencia durante a invasão e durante todo o periodo de ocupação, a população local manteve-se leal aos EUA, alimentando e protegendo militares americanos não capturados que haviam se escondido nas colinas e esta lealdade custou caro pois os japoneses tradicionalmente não mostravam clemencia aos conquistados. Guam está se tornando cada vez mais importante na estrategia americana para o Pacifico,abriga permanentemente 3 submarinos de ataque e em breve receberá milhares de fuzileiros navais e suas familias,… Read more »

Rafael

Guam é a primeira linha de defesa do Pacifico? Era para a URSS ou para os chineses e companhia asiatica?
A alguma base no Oceano Indico?

Dalton

Os EUA continuam mantendo respeitaveis forças no Japão, incluindo um porta-avioes permanentemente baseado lá, portanto,o Japão continua sendo a base de maior importancia no Pacifico. No Indico, há a ilha de Diego Garcia, que apesar de britanica, a base lá existente é compartilhada pelos EUA que na verdade foram responsaveis pela sua ampliação e tem sido de vital importancia para a quinta frota americana. No Bahrain, dentro do Golfo Persico situa-se o QG da quinta frota americana em uma area anteriormente pertencente aos britanicos, o que denota mais uma vez a influencia que o Reino Unido tinha na regiao, aliás,… Read more »

Rafael

Vlw Dalton, a Rainha gostava de ter bases espalhadas pelo mundo, só não contava com o fim do Imperialismo. Acho eu que na minha infinita ignorancia, a URSS não tinha a mesma logistica do Ocidente

GUPPY

Caro Dalton

Gostaria de saber qual a sua opinião sobre a seguinte polêmica:
Os americanos vacilaram mesmo em 1941, não conseguindo a certeza que os japoneses iriam atacar Pearl Harbor naquele fatídico 7 de dezembro, ou foi premeditado (pelo menos por algumas autoridades envolvidas) deixar-se ser atacado para efetivamente entrarem na guerra? Eu, particularmente, estou inclinado a aceitar esta última hipótese.

Um abraço

Fernando

Linda formação!
Como é que se faz para abater este B-52?

Sds.

Dalton

Guppy… acho que sempre haverá defensores e detratores de Roosevelt quanto a questão se ele sabia ou não do ataque iminente. Há inumeros atigos e livros apresentando “provas” de que muita coisa sobre o ataque estava “vazando”, mas também há muita fonte que alega que estas informações não eram levadas a sério, ou que se perderam nos canais burocraticos não alcançando as pessoas certas na hora certa. Pessoalmente acho que ele não sabia, desconfiava sim, que haveria uma guerra no Pacifico tanto que o programa de rearmamento americano já havia sido iniciado dois anos antes, e justamente, os japoneses temiam… Read more »

grifo

“Pessoalmente acho que ele não sabia, desconfiava sim, que haveria
uma guerra no Pacifico tanto que o programa de rearmamento americano
já havia sido iniciado dois anos antes, e justamente, os japoneses temiam mais esta marinha que estava em construção do que a marinha americana que existia em 1941.”

Caro Dalton, concordo com a sua visão. Se tivessem conhecimento do ataque, os americanos poderiam ter armado para os japoneses uma armadilha similar ao que fizeram seis meses depois em Midway. Mas é difícil argumentar contra teorias da conspiração.

GUPPY

Caro Dalton

Obrigado pela sua resposta e esclarecimentos. Eu não tinha pensado no caso das Filipinas terem sido surpreendidas também imediatamente após Pearl Harbor.

Abraços

Reportagens especiais

Fotos do sábado da XXVII Convenção Nacional de Plastimodelismo 2013, no PAMA-SP

Você está em São Paulo? Gosta de plastimodelismo e assuntos relacionados? Então não perca! Neste domingo, último dia, a...
- Advertisement -
- Advertisement -