quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

‘O Rafale da Segunda Guerra Mundial’

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Morane-Saulnier M.S.406 a

A resposta do “Desafio Poder Aéreo” 17 é o Morane Saulnier M.S. 406, o caça francês mais numeroso no início da Segunda Guerra Mundial. Ele era a versão de produção do M.S. 405, que foi desenvolvido em resposta a uma especificação de 1934.

O primeiro protótipo M.S. 405 voou pela primeira vez em 8 de agosto de 1935, propulsado por um motor Hispano-Suiza 12 cilindros, depois de 3 anos de desenvolvimento.

Em abril de 1937 uma ordem de compra foi feita para 50 caças M.S. 406s. Eles usavam o motor Hispano-Suiza 12Y-31, de 860hp e armados com um canhão de 20mm Hispano-Suiza passando pelo eixo do motor e duas metralhadoras de 7,5mm nas asas.

Em abril de 1938 já tinham sido encomendados 825 aeronaves do tipo. A produção começou devagar, mas em abril de 1939 chegou a 6 aviões por dia e em setembro, 11 aviões por dia, tendo em vista enfrentar a ameaça alemã que já se avizinhava. Antes do colapso da França em junho de 1940, tinham sido entregues 1.037 aviões M.S. 406.

Com o início da guerra, quatro Escadres de Chasse, cada um com três grupos de 20 aeronaves, foram equipados com o M.S. 406. Entretanto, a aeronave já estava obsoleta.

Em 10 de maio de 1940, 229 M.S. 406 estavam operacionais. No armistício, apenas 70 M.S. 406 estavam operacionais.

O M.S. 406 tinha uma performance semelhante ao alemão Bf 109D, mas o Bf 109E era muito superior. O Morane era mais lento, com armamento muito fraco e pouca blindagem para o piloto.

O canhão do motor travava e deixava o piloto com somente duas metralhadoras, que tinham baixa velocidade de boca, com menor alcance que as armas dos aviões alemães. Elas também não eram aquecidas e travavam em grandes altitudes. A única vantagem do Morane era que ele fazia curvas mais apertadas que o Bf 109E.

Durante a Batalha da França 300 Moranes foram perdidos, cerca de 100 em combate aéreo, 50 por fogo antiaéreo e 150 por outras causas. Aos Morane foram creditadas 269 das 696 vitórias confirmadas pelos caças monomotores franceses. Mas, considerando o número de aeronaves envolvidas, a performance dos Morane foi superestimada.

O M.S. 406 não tinha o poder de fogo, velocidade e blindagem necessárias para as batalhas de 1940.

Morane-Saulnier M.S.406 b

- Advertisement -

14 Comments

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luan

Os Moraune estavam totalmente obsoletos na WWII,as esperanças recairam no Dewoitine D.520,mas com a “Blitzkrieg” a caminho,e a França em Plena WWII preparadissima para Lutar a WWI,não segurou os alemães a tempo,na época a capacidade industrial dos franceses era baixa e as taticas de guerra e armamento muito ultrapssado e um comando Fraco,Nada seguraria os alemães em 41.

Se algum avião françes merece o titulo de Rafale eu voto no D-520 🙂

[]’s

Luan

ops!

40 rsss

[]’s

PC

Prezados,
O da foto é um 406 C1.
Aliás, interessaante o hábito francês de colocar o modelo do aparelho escrito na empenagem.
Em todas as fotos que tenho de aparelhos servindo nas FAF, todos eles tem o modelo na empenagem – até mesmo os que vieram dos EUA e da GB.
Sds

Felipe Cps

Bonito. Só.

Francisco AMX

Por que o Rafale? não entendi… não tem nenhum aspecto deste caça que se compare ao Rafale, nem em desempenho nem em produção, em nada, a não ser que é Francês…. tem algo mais?

Vamos atualizar o negócio, fazendo um atento hoje, Rafale x Typhoons… parece que a coisa não é garantida para os tufões! pelo contrário… esqueceram dos EAU… o que aconteceu? rsrsrsrs

grifo

“Por que o Rafale? não entendi… não tem nenhum aspecto deste caça que se compare ao Rafale”

Concordo. Este caça foi vendido pela França para outros países, não foi? Então não tem como ser como o Rafale.

Francisco AMX

isso mesmo griffo, finalmente tu tem que concordar comigo! rsrsrsrs

Luan

Quando entrou em produção ele era um Super avião,melhores que os P-40 americanos da época,Buffalo e Hurricanes.

ja na WWII entrou defasado.

Luan

Ah!

E só pra constar…O avião Frances mais bonito na minha humilde opnião(de todos os tempos) é o Arsenal VG-33.

Daí em diante os franceses perderam a mão rss;

[]’s

Tales

Prefiro, então, que comparem o Rafale ao Bugatti 100P.
Além de revolucionário, era construido por uma fábrica de automóveis de luxo (seria caro então?), mas nunca foi exportado (na verdade, nunca chegou a ser construído, pois os alemães invadiram a França antes).
Mas convenhamos: nenhum deles era um Dassault e nem tinha asa em delta.
Assim, para mim, o avô do Rafale é o velho Mirage III.

Cristiano Gr

Essa comparação parece para fazer xacota.

Seria o mesmo que alinhar o F-22 com o P-40 ou o Mustang, sabemos que os melhores aviões na época eram os igleses e alemães. Hoje o F-22 desponta como absoluto em superioridade aérea.

hkozamek

Olhando ele de frente ate que lembra um pouco o YAK-3.
Mas os YAK conseguiram dar uma boa dor de cabeça aos alemães.

Thierry

Привет!
Yakovlev Yak-3 (Як-3) Normandie Niemen

Reportagens especiais

Lenda Mach 3: North American XB-70 Valkyrie

Tendo voado pela primeira vez há mais de 50 anos, o XB-70 Valkyrie foi um obra-prima tecnológica do seu...
- Advertisement -
- Advertisement -