quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

14/1 – segunda aeronave da FAB decola para o Haiti

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres
A segunda aeronave de transporte da Força Aérea Brasileira (FAB) decola hoje (13/1)* do Rio de Janeiro para Porto Príncipe, no Haiti, levando a bordo profissionais da Defesa Civil e cães farejadores, além de equipamentos e suprimentos (alimentos, remédios e água).

O primeiro avião partiu ontem carregado com 13 toneladas de suprimentos – água e alimentos. A aeronave do Esquadrão Gordo (1º/1º GT) pousa daqui a pouco no país.

FONTE: CECOMSAER

*provavelmente, erro de digitação na nota original, já que se refere a hoje, 14/1.

COMPLEMENTAÇÃO – NOTA DA AGÊNCIA BRASIL:

A segunda aeronave brasileira com ajuda humanitária ao Haiti parte hoje (14) ainda pela manhã para a capital, Porto Príncipe. Além de 13 toneladas de suprimentos – entre água, alimentos e remédios – o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) vai levar profissionais e médicos da Defesa Civil e cães farejadores para ajudar no resgate das vítimas do terremoto que atingiu o país na última terça-feira (12).

A aeronave está sendo carregada com o material a ser levado ao Haiti e partirá da Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro.

A Aeronáutica informou que a FAB está pronta para estabelecer uma “ponte-aérea” Brasil-Haiti para agilizar o envio de alimentos, remédios e água. No total, a FAB colocou oito aviões de transporte para isso. São três C-130 Hércules e um Boeing 707, que estão de prontidão no Rio de Janeiro, além de quatro C-105 Amazonas, que aguardam em Manaus.

A estimativa da Cruz Vermelha Internacional é de que 3 milhões de pessoas tenham sido atingidas pelo terremoto. As autoridades locais e a Oragnização das Nações Unidas calculam em 100 mil o número de mortos na tragédia.

FONTE: Agência Brasil

- Advertisement -

3 Comments

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
th98

só uma duvida, nos possuímos especialistas para este tipo de situação, digo há treinamento para isso?

Antonio M

E vão usar o “sucatão”, o 707 que não serve para nossos políticos mas, serve para ajudar necessitados no mundo todo, com a folha corrida maior do que a maioria de nossos diplomatas !?!?

Alexandre G.R.S.

Prezado th98, Sim e não. É fato que cada estado, através de seus corpos de bombeiros, mantêm equipes de resgate treinadas para catástrofes dessa monta. Acredito que a força nacional de segurança também tenha, visto que no meu estado, SC, eles atuaram de forma brilhante. O problema é a logistíca. Ou seja, você reunir toda essas equipes, com seus respectivos equipamentos, desloca-los, reuni-los, brifa-los, leva um tempo considerável. Creio que isso possa ser feito em uma semana. Acho que no momento, o mais adequado é o envio de equipes de saúde das 3 forças, hospitais de campanha e suprimentos. Posteriormente,… Read more »

Reportagens especiais

Visita ao National Naval Aviation Museum – parte 4

Os aviões fotografados nesta parte do National Naval Aviation Museum representam uma época muito criativa da aviação naval da...
- Advertisement -
- Advertisement -