quarta-feira, maio 5, 2021

Gripen para o Brasil

Quantos ‘Flanker’ foram produzidos?

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Su-27

A pergunta é simples, mas a resposta não. A conclusão deste texto serve apenas para dar uma ideia da produção, pois desconhece-se uma fonte oficial que apresente o número total de caças da família Suhkoi Su-27 ‘Flanker’ produzidos.

De acordo com algumas fontes ocidentais as Forças Armadas da União Soviética possuíam perto de 600 caças da família Su-27 no início da década de 1990, sem do que a produção atingiu 740 aeronaves, antes que o país se dissolvesse em diversas repúblicas. Este número incluía os caças operados tanto pela IA-PVO (defesa aérea) como pela VVS. (força aérea tática) Em menor número aparecia a Marinha, com algumas dezenas de Su-27 terrestres e Su-27K (Su-33) embarcados.

Em função dos acontecimentos políticos ocorridos no início da década e a desestruturação do modelo soviético, muitos Flankers foram espalhados pelas antigas repúblicas da URSS e uma outra quantidade desconhecida foi estocada. Em 1997 estimava-se que cerca de 400 Su-27 estavam em operação somente na Rússia.

Além da Rússia e de outras repúblicas da ex-URSS, a República Popular da China, primeiro cliente externo, adquiriu perto de 80 Su-27 (modelos SK e UBK) entre 1992 e 2002. Parte destes aviões foi construída no país com a designação J-11.

O Vietnã também adquiriu caças da família Su-27. Entre monopostos e bipostos o Vietnã recebeu 14 Su-27 (mais uma vez, este número pode variar dependendo da fonte). Foram exportados caças da família Su-27 para vários outros países, incluindo Angola, Eritreia, Etiópia e Estados Unidos . Porém, estes eram todos aviões usados e já contabilizados nos números apresentados acima.

Somando todos os exemplares produzidos pela URSS/Rússia (incluindo os aparelhos exportados) e pela China o número aproximado de Su-27 supera 840 unidades produzidas entre 1984 e 2002.

Num próximo texto será abordado a produção das variantes mais modernas do Su-27 como o Su-30, Su-34 e Su-37.

- Advertisement -

4 Comments

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Renato

Que não saia mas dos post!!!

São os melhores.

Abs.

JACUBAO

Concordo. 😉

Welington

Esta família marcou e marcara a historia!!!
Um grande abraço a todos…

kwhvelasco

Antes de se falar aquelas baboseiras sobre carroças russas, tenham em mente que o SU-27 é o motivo da existÊncia das aeronaves de 5ª geração, como o F22 e F35. O Sukhoi 27/30 são o parâmetro de qualquer aeronave norte-americana de ataque atual. Os EUA não criam projetos para combater M2000, Eurofighter, Rafale. O problema é Sukhoi, mesmo. Se os russos fossem profissionais há mais tempo, se a URSS não tivesse derretido tão desorganizadamente… Se o Brasil não fosse desgraçadamente tão próximo dos EUA… talvez tivéssemos um vetor capaz de proteger nosso território. Fora que os projetistas foram extremamente felizes,… Read more »

Reportagens especiais

Parafuso sem controle

Relato de Gustavo Adolfo Franco Ferreira (tenente-coronel da reserva da FAB) O Cessna T-37 foi chamado, aqui no Brasil, de...
- Advertisement -
- Advertisement -