sexta-feira, maio 7, 2021

Gripen para o Brasil

Discovery: ‘Segredos do Poder Aéreo do Futuro’

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Para quem é leitor recente do Poder Aéreo, seguem esses vídeos do Discovery, que embora não sejam novos, trazem muitos conceitos e imagens importantes para a compreensão dos temas em discussão. É preciso dar um desconto para os erros.

Para os leitores mais antigos, vale a pena ver de novo.

Vídeo 2/5

Vídeo 3/5

Vídeo 4/5

Vídeo 5/5

- Advertisement -

19 Comments

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rogério

kkkk, legal o primeiro vídeo, a montagem da cena um Astros-II dispara um foguete e acerta um caça.

Welington

Invisível, Rafael, SU-37, F-35 40 milhões de dólares, Mas em altitudes tão baixas os helicópteros ficam vulneráveis a vários tipos de armas ar terra ….
Se eles contratassem qualquer um do BLOG não teriam estes erros básicos…

Welington

A geração do futuro do Poder Aéreo já esta entre nós…

Flanker

Tem uns vídeos do History Channel também, são 2 capítulos de 5 partes cada um. Só que são fantasiosos de mais.

http://www.youtube.com/watch?v=8bt8AmQU32A&feature=related

O Discovery e o History Channel estão cada vez piores. Os programas na maioria das vezes são expeculativos e hipotéticos, quase nunca mostram algo concreto.

Nick

Um série que considero boa é Armas do Futuro. Só pesquisar no Youtube ;D

Alecsander

Welington

Não sei se você conhece, tem um vídeo do youtube sobre novas tecnologias bélicas criadas pelos russos, acho que do principio de pulso eletromagnético que me parece no vídeo como um mecanismo do SU-35 de diblar os radares inimigos, mais como o vídeo esta em Russo não da para endenter muita coisa. Não sei se você já viu o vídeo, se você conhece poderia explicar os princípios daquela tecnologia.

http://www.youtube.com/watch?v=uY1mn1IxFs8&feature=related

Um grande abraço.

Alecsander

Parece que a tecnologia se chama Plasma of Stealth, mais um vídeo.

http://www.youtube.com/watch?v=ZXpqQENL_hc&feature=related

Um grande abraço.

Welington

Alecsander exatamente, esta tecnologia é baseada no plasma 4º estado da matéria, o mesmo pelo que se sabe é gerado por campos eletromagnéticos de alta intensidade, que cobrem a aeronave. O plasma absorve qualquer tipo de emissão de ondas eletromagnéticas, ou seja, o mesmo é eficaz mesmo contra radares de baixa frequência que trabalha com ondas longas, que são mais difíceis de serem absorvidas por completo pelos materiais RAM atuais.
Um grande abraço Alecsander…

Bosco

Alecsander, enquanto o Welington não responde deixa eu me meter. O “plasma stealth” seria um dispositivo que envolveria a aeronave com um plasma, ionizando a atmosfera ao redor da mesmo com uso provavelmente de microondas. Esse plasma teria o efeito de “absorver” as ondas de radar, reduzindo a assinatura radar ou mesmo a eliminando por completo. Esse efeito foi teorizado após a constatação que os veículos de reentrada das naves espaciais desapareciam das telas dos radares e as comunicações cessavam por alguns instantes quando da reentrada, onde o atrito com o ar é tão grande que ioniza o ar formando… Read more »

Bosco

Me desculpe Welington. rsrs…
Como o ‘plasma stealth’ não existe ainda ninguém sabe ao certo como funciona. Seria por “campos eletromagnéticos” ou por “microondas” ou “laser”. rsrs…
Um abraço meu amigo.

Alecsander

Welington e Bosco

Obrigado pelas explicações, só mais uma pergunta essa tecnologia deve ser aplicado no PAK FA T-50 ou é apenas para a 4ªgeração e desnecessaria em aeronaves de 5ªgeração? E já tem um prototipo voando com essa tecnologia?

Um grande abraço aos dois.

Bosco

Welinton, acho que não tem nenhuma aeronave usando essa tecnologia operacionalmente. Se existir é uma aeronave experimental. Também acho que o Pak FA não terá essa tecnologia. Na verdade, pelo que sei, apesar de conceitualmente poder funcionar, não existe de verdade. Tudo não passaria de uma “lenda” criada por entusiastas na época do F-117, baseada provavelmente em um pronunciamento de algum teórico. Por outro lado eu torço que exista ou que venha a existir. Talvez esse plasma possa chegar a um ponto que traria benefícios não só para a furtividade mas, quem sabe, ajudando na própria propulsão, reduzindo o arrasto… Read more »

Welington

Boscão sintas se a vontade!!! Bosco na realidade existir já existe, porem esta tecnologia ainda não foi aplicada a nenhuma aeronave, mas a mesma em si existe… Pelo que li até o momento seriam por ondas eletromagnéticas, mais precisamente descargas eletrostáticas de radio frequência, não se sabe ao certo a faixa de frequência utilizada, se seriam por microondas (De 300 MHz a 300 GHZ) ou mesmo ondas de baixa frequência. Há também a possiblidade de um laser disparar um feixe a frente da aeronave ionizando as particlas da atimosfera atingidas eionizando as mesmas que cobririam a aeronave, todas estas tecnologias… Read more »

Welington

Bosco a tecnologia na verdade é simples e com certeza vira a existir, mas não sei em quanto tempo…
Um grande abraço amigão…

Welington

Desde já peço desculpas pelos erros ortográficos…
Um grande abraço a todos…

Bosco

Welington, uma coisa é a tecnologia existir e funcionar na bancada de um laboratório. Outra é ser colocada em prática, principalmente em um avião de caça. Com certeza na bancada de um laboratório é fácil ionizar a atmosfera e é fácil fazer as aferições necessárias pra determinar o quanto o plasma gerado foi capaz de neutralizar um radar. Difícil é fazer esse conhecimento gerar frutos. Eu acho. Mas pode ser que a tecnologia já esteja avançada. Os russos não vão já voar um caça de quinta geração que ninguém nunca viu uma fotinha? Para o escudo de plasma já estar… Read more »

Bosco

Alecc e Welington,
realmente o método mais provável de produzir o plasma ao redor na aeronave seria por campos eletromagnéticos e não por microondas como havia dito.
Seria possível com o uso de microondas, mas na prática não parece ser viável.
Também a estória que contei sobre a reentrada de veículos espaciais como fonte de inspiração para a criação do plasma stealth não procedi. A relação tem a ver com a observação do Sputnik orbitando na ionosfera (que formava uma camada de plasma ao redor do Sputnik).
Minha memória me traiu. rsrs..
Um abraço.

Welington

Bosco concordo plenamente que existir uma tecnologia em laboratório é uma coisa e por esta em pratica em um vetor é outra totalmente diferente, mas com certeza em menos de uma década os Russos conseguiram por esta tecnologia em pratica em um vetor, visto as décadas de estudos sobre o tema e o interesse dos mesmos por esta tecnologia…
Um grande abraço amigão…

Alecsander

Welington e Bosco,

Mais uma vez obrigado pelas explicações.

Um grande abraço.

Reportagens especiais

Parafuso sem controle

Relato de Gustavo Adolfo Franco Ferreira (tenente-coronel da reserva da FAB) O Cessna T-37 foi chamado, aqui no Brasil, de...
- Advertisement -
- Advertisement -