domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

Como será o PAK-DA?

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

PAK-DA01

O PAK-DA representa o futuro da aviação de bombardeio estratégico da Rússia. A sigla (Perspektivnyi Aviatsionnyi Kompleks Dalney Aviatsyi) significa, grosso modo, Complexo Aéreo Futuro para Forças Aéreas Estratégicas.

Trata-se de um projeto em desenvolvimento pela empresa Tupolev. As poucas informações divulgadas dão conta de que o mesmo será baseado no atual Tu-160 porém, com características furtivas. O primeiro voo do protótipo deverá ocorrer entre 2015 e 2017.

PAK-DA02

PAK-DA03

- Advertisement -

57 Comments

Subscribe
Notify of
guest
57 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alecsander

Aeronave incrivel, parece até com uma daquelas de ficção ciêntifica.
E o melhor de tudo é que o bombardeio real deve ficar ainda melhor que a representação artistica. Pergunto, o PAK-DA tera caracteristicas Steath?

Um grande abraço.

Alecsander

Desculpe tem sim, não tinha prestado atenção na parte que fala das características de furtividade.

Abraços.

Wolfpack

Quase um off topic (desculpe). Três vídeos interessantes sobre a derrubada do F117 sobre a Sérvia, 1999, com táticas de integração(triangulação) e radares antigos e micro ondas da matriz de ERBS (Estação Radio Base de Celulares). A Furtividade do F117 já não era tão secreta como antes e seus destroços cairam nas mãos de sérvios e com certeza nas mãos de países do Oriente. Este incidente fez com que a USAF desativasse o F117 prematuramente, com vida útil começando na Guerra do Iraque em 1991 e terminando na Operação Iraque Freedom. http://www.dailymotion.com/video/xb9bj0_les-avions-furtifs-une-arme-parfait_techundefined (infelizmente em francês). É mostrado também como serão… Read more »

Wolfpack
Bosco

Só de curiosidade, a USAF está levando a toque de caixa o desenvolvimento de um novo bombardeiro estratégico (tampão?) que deverá estar operacional em 2018. Para cortar custos e tempo, a configuração escolhida foi a de uma aeronave subsônica, altamente furtiva e tripulada, muito parecido com o atual B-2, embora mais eficiente e muito mais barato (??). Uma outra proposta dotada de supercruzeiro e incorporando a tecnologia QSP (oriunda da QSST, que permite reduzir e retardar o boom sônico até Mach 1.7) foi recusado por não ficar dentro de orçamento e do cronograma por incorporar tecnologia inovadora. Para além de… Read more »

Robson Br

Acreditar que a Rússia tem dinheiro e tecnologia para produzir o PAK-FA já é dificil, mas agora acreditar no PAK-DA é muito mais difícil ainda.

Dentro da nova ordem geoestratégica, para que a Rússia necessitaria de uma aeronave dessa.

Fernando

Legal o conceito, mas conciliar velocidade supersônica e furtividade deve ser uma bela dor de cabeça.

Paulo Renato

Os Russos não queren ficar muito atrás dos Americanos entao acredito que realmente possa está acontecendo esse projeto.
Não se pode duvidar dos Russos.

Abs.

Bosco

Wolf, não existe na área militar tecnologia absoluta ou excludente. A tecnologia Stealth é vista apenas como uma vantagem a mais. Ruim com ela, pior sem ela. Se russos e chineses já tiverem tecnologia que anula a vantagem da furtividade dos meios americanos pior seria se eles fossem para o campo de combate sem ela. Se tal tecnologia existe e é confiável, provocará uma reação do outro lado. Apesar da tecnologia stealth ser tida como uma grande vantagem a USAF claramente dá mostras de não colocar todos os seus ovos em uma cesta. E a USN, só agora, mais de… Read more »

Bosco

Esse gráfico mostra o alcance médio de detecção para uma série de radares de baixa frequência atuais. Nele pode-se ver nitidamente que uma aeronave com nível de furtividade “VLO” (RCS menor que 0,01 m2) como o dos caças F-22 e F-35 e do bombardeiro B-2 continua tendo uma vantagem significativa em relação a aeronaves convencionais e as com nível de furtividade “LO” como o Rafale e o Super Hornet (limpo, menos de 1 m2; carregado, até 2 m2).
http://www.ausairpower.net/Rus-VHF-band-Radar-Params-2008.png

Clésio Luiz

Esses desenhos aí parecem muito com um desenho da Boeing nos anos 80, para um candidato ao projeto ATF, que acabou gerando o YF-22 e o YF-23. Quem tem o primeiro volume de Aviões do Futuro de série Guia das Armas de Guerra, da editora Nova Cultural, pode conferir isso na página 46.

Bosco

Tendo isso em vista, rapidamente houve um movimento por parte da USAF em dotar seus F-22 de armas de maior alcance, como as bombas SDB, capazes de serem lançadas fora do envelope dos sistemas defensivos russos, etc. Outras armas sem dúvida serão incorporadas no futuro às aeronaves Stealths na tentativa de aumentar sua capacidade de sobrevivência, tais como mísseis cruise de pequenas dimensões para que caibam dentro do compartimento interno de um F-22 (que é bem menor que o do F-35). São eles o míssil cruise MCM e o SMACM, só pra citar dois exemplos, ambos com mais de 250… Read more »

kaleu

Wolfpack em 01 jan, 2010 às 11:52

Lindas Imagens “lobo”, vc viu essas ?

http://www.dailymotion.com/video/x57pfb_stars-of-sukhoi_tech

Welington, pra vc tambem!

Joao P. Caruso

Não entendo essas imagens!
São antigas e os modelos parecem dos anos 60. Se for baseado no Blackjack já é ultrapassado em quase tudo.

El  Carajlo

Não sei como será realmente a fuselagem dele mais, por que todo conceito de aeronaves da Russia sempre tem um parentesco muito grandes com seus jatos. Sempre vemos “projeções” de como ficaria o PAK-FA, por exemplo, mas sempre com o nariz dos sukhois comuns e os motores a vista na cauda. Exaustão redonda e não protegida (RCS). Será esse o desenho é de mais um entusiasta maluco ou será que os russos vão dar uma recauxutada (melhorada) no desenho do projeto para que ele tenha a tecnologia moderna do dia-a-dia???? Tecnologia de furtividade implica em alterações na forma da fuselagem… Read more »

El  Carajlo

Me parece um tanto com o F-14, so que furtivo rsrs. Mas essa nariz, bolha do cockpit, esse pescoço de ganso, acho melhor os russos darem uma olhada nisso. EU que sou leigo ja acho esse projeto meio perdido no tempo. Tem muito que melhorar nele.

Fernando

É parece uma mistura de YF-23, SU-34 e F-14, mais independente dos desing de aeronaves russo evoluir, acho que duas coisas não irão mudar como já lembrado por outros: O interior em azul calcinha e cara dos pilotos tipo tiozinho de bar.

Não muda pois é Tradição Russa! rs.

Welington

O novo programa se chama PAK DA (Perspektivnyi Aviatsionnyi Kompleks Dalney Aviatsyi- Future Air Complex for Strategic Air Forces) ela será baseada no Tu-160 Black Jack e no Sukhoi T-4 MS. A aeronave será steath e terá uma alta velocidade super sônica, de mais se sabe muito pouco sobre o estado atual do progama, mas pelas projeções a aeronave será apresentada por volta de 2015-2016, podendo ter seu primeiro vôo em 2016… A intenção é possuir de 60ª 80 aeronaves… Wolfpack valeu este vídeo eu ainda não tinha visto, muito legal. Um feliz ano novo Bosco, Hornet, Kaleu Wolfpack, Robson… Read more »

Robson Br

Welington em 01 jan, 2010 às 18:25

“” Bosco, Hornet, Kaleu Wolfpack, Robson Br e a todos do Blog poder aéreo para vocês e suas famílias…””

Um feliz ano novo para você também e seus familiares

Hornet

Welington,

um feliz 2010 pra vc também.

E ao Bosco, Robson Br, Wolfpack, Kaleu, Mauro, enfim…a todos do blog.

abração

Welington

Pessoal tenho uma supressa de ano novo exclusiva para vocês, a realização de um sonho que já tenho há anos.
Espero que gostem…
Um grande abraço a todos…
http://defesasaereas.blogspot.com/

Wolfpack
Alecsander

Continuo com a opinião de que a Rússia não tem condições de se igualar aos E.U.A como potencia, já que ela é menos rica que o Brasil. O que a Rússia tem que fazer é seguir o exemplo da França, e tentar manter uma proximidade tecnológica com os americanos, que é o mais racional para nações bem menos ricas que os Estados Unidos, coisa que agora a China é o único dos BRICs que pode rivalizar com os americanos no presente/futuro. Projetos como PAK FA T-50 e PAK DA são iniciativas e investimentos bem mais inteligentes que apenas tentar se… Read more »

Wolfpack

Parabéns Welington, já coloquei nos favoritos. Boa Sorte!
Abs

Welington

Muito obrigado Wolfpack!
Um grande abraço…

Bosco

Parabéns Welington! Também já adicionei nos favoritos. Boa sorte. Wolf, O folder do S-400 diz que ele tem 240 km de alcance mas tem um comentário logo acima dizendo que tem 3500 km. Não entendi. Sem dúvida o folder parece ser bem mais realista e condizente com a massa do míssil. Lá também informa que contra alvos balísticos seu alcance é de 60 km. O alcance de 240 km sem dúvida é conseguido contra alvos de grande RCS, lentos e pouco manobráveis como AWACS, transportes, etc. Também esses mísseis de grande porte (como o Patriot, etc) são pouco efetivos contra… Read more »

Ivan

FELIZ ANO NOVO! ! !

Que 2020 seja nota 10 para todos nós.

Grande abç,
Ivan.

Ivan

Desculpem,

Que 2010 seja nota 10 para todos nós.

Abç,
Ivan.

Bosco

Mandei antes da hora. cont… Também esses mísseis de grande porte (como o Patriot, etc) são pouco efetivos contra helicópteros e mísseis cruise que em geral voam em baixa altitude. Sem falar que no caso dos mísseis cruise eles em geral tem um RCS bem reduzido, o que dificulta ainda mais serem engajados a partir de grandes distâncias. Mísseis desse porte só são eficientes contra alvos em baixa altitude se operando de forma cooperativa com algum sensor aéreo (AWACS, dirigível radar, etc) e se tiverem um sistema de orientação terminal autônomo (radar ativo ou IIR) com capacidade de travar em… Read more »

Ivan

Welington,

Parabéns pela iniciativa.
Já visitei seu Blog e gostei muito.

Abç,
Ivan.

Bosco

Li de novo o folder e o alcance de 3500 km parece ser referente ao tipo de míssil balístico que ele pode ser efetivo, ou seja, ele é efetivo contra mísseis com alcance intermediário. Pelo menos foi o que entendi. Quanto ao “hackeamento” do Predator, não vejo nada de mais. Na guerra como na paz deve-se matar um leão por dia. rsrsr.. De um lado eles hackeam o UAV e do outro se tenta impedir que isso ocorra. Se conseguem fazer isso com os EUA imagine o que os americanos não conseguem fazer também com seus “inimigos” já que possui… Read more »

Welington

Bosco e Ivan, muito obrigado!!!
Um grande abraço…

Dalton

Bosco…

exatamente ! O alcance/tipo do missil que ele, S400 poderá interceptar.

abraços

Bosco

Mísseis como este S-400 possuem uma capacidade limitada como míssil anti-balístico já que são efetivos apenas na fase terminal da trajetória do veículo de reentrada (RV), onde ele penetra na atmosfera. Portanto, devem se posicionar próximos aos possíveis alvos. Existem mísseis mais efetivos contra mísseis balísticos da classe dos “intermediários” que são dotados de “veículos de destruição exoatmosférico” (EKV), manobráveis no vácuo através de foguetes, e portanto, capazes de atingir as ogivas no espaço. Esses em geral conseguem atingir as ogivas na fase intermediária e possuem uma área de cobertura bem maior levando em conta seu peso e podem ser… Read more »

Ivan

Bosco,
É um aprendizado constante ler seus posts.
Em 2010 vc continua sendo 10!
Abç,
Ivan.

Bosco

Dalton,
eu acho exagerado e muito otimista essa capacidade contra mísseis balísticos do porte de 3500 km de alcance para um míssil atmosférico. Os Patriot são efetivos apenas contra mísseis do porte SRBM de até 1000 km, que em geral não possuem veículos de reentrada e têm apogeu máximo de uns 100 km.
Um míssil IRBM possui uma ogiva de reentrada cuja velocidade é muito grande para que um míssil de defesa atmosférico seja eficiente.
Esse mísseis de maior alcance são mais fáceis de interceptação fora da atmosfera por mísseis dotados de EKVs.

Dalton

Parabéns Wellington!

O que é feito com entusiasmo normalmente converte-se em boa qualidade. E tratando-se principalmente de aeronaves, não só,
mas principalmente, não faltarão assuntos e seguidores.

Quanto a mim…gostando principalmente de navios de guerra, General Custer e séries de tv dos anos 60, continuarei “falando sózinho”
pois são poucos os que se aventurariam em tal blog.

Keep them flying !

Bosco

Obrigado meu amigo Ivan. Um feliz ano novo pra você também.

Aí vai um gráfico bem interessante sobre o tema:
http://en.citizendium.org/images/thumb/2/22/Missile_Defense_Interceptor_Basics.png/780px-Missile_Defense_Interceptor_Basics.png

Bosco

Dalton, que isso meu amigo. Eu sempre apareço lá no Naval também. É que agora o assunto F-X2 chamou mais a atenção paro o Aéreo, mas logo logo a turma volta a dar pitaco no Naval com mais afinco e ajudar a espantar sua solidão. rsrs… O menos frequentado é o Forte, que de forte só tem o nome.rsrs… Eu acho que tem muito assunto para ser explorado no “Forte” mas nossos ocupados e competentes editores, devo frisar, se ocupam muito de política, geopolítica,etc, e deixam de colocar uma maior quantidade de posts interessantes. Na verdade o assunto “Defesa” é… Read more »

Dalton

Bosco…

Muitas felicidades a vc sua esposa e ao baby! Mas prepare-se! Terá menos tempo para o hobbie e também para suas “elucubrações” (rs).

…e o engraçado, é que vc não sentirá tanta falta assim!

Felicidades!

Ivan

Dalton,
Apesar de ser Infante (hoje só subjetivamente) eu também gosto muito de ler sobre Guerra Naval.
Vamos nos encontra por lá sempre que possível.

Bosco,
O Forte anda bem fraquinho de visitação, apesar de sempre estar dando uma visitada por lá.
Mas há como melhorar.

Abç,
Ivan.

Welington

Dalton muito obrigado!
Provavelmente nas próximas semanas haverá uma matéria sobre a Defesa Naval, estas me darão um pouco mais de trabalho, pois sou mais familiarizado com a terra e o ar,rsrs…
Bosco ha a possibilidade de se utilizar mísseis Anti-satellite weapons (ASAT) contra mísseis balísticos se necessário for efetuando pequenos ajustes, estes possuem um grande alcance e tem uma “excelente” precisão…
Bosco parabéns pelo novo filhote, qual será o nome?
Um grande abraço a todos…

Bosco

Welington, se for menina vai ser “Luana’ e se for menino deve ser “João Guilherme”. Apesar de já ter 4 meses ainda não sabemos o sexo. Quanto aos mísseis anti-satélites serem usados como mísseis anti-balísticos, na verdade o contrário é mais comum. Mísseis anti-balísticos por serem de pronto uso e estarem sempre de prontidão podem ser usados como anti-satélites mais facilmente, desde que este orbite em um nível alcançável pelo míssil. Em geral mísseis anti-satélites em tese não são armas de “tempo crítico” e podem ser precedidos de uma certa preparação, portanto, são inadequados pra serem usados contra um míssil… Read more »

Welington

Bosco os nomes são lindos, desejo saúde para o novo membro de sua família. OBS. Se eles herdarem a inteligência do pai, já estão feitos, rsrs…
Sobre os mísseis, RSRSRSRS é verdade concordo…
Um grande abraço…

Bosco

Em tese seria possível a um S-400 ou a um Patriot inteceptar um veículo de reentrada de um míssil balístico de 3500 km de alcance. Melhor tentar que não fazer nada. Mas o ideal seria tentar interceptar os veículos de reentrada fora da atmosfera, na fase intermediária da trajetória. A dificuldade da interceptação de RVs por mísseis atmosféricos se deve ao fato que as mesmas reentram em imensa velocidade e são blindadas, o que as fazem suscetíveis de destruição somente por um impacto direto. Outro fator é que os RVs quando reentram na atmosfera se tornam difíceis de detecção pelo… Read more »

Wolfpack

Bosco, a questão não é essa… Dias atrás eu postei que embaralhadores de GPS no Iraque desviavam as rotas das JDAMs. Quanto se gastou para desenvolver as JDAMs ou os Predators para que um simples software de 26 dolares capitasse suas imagens???? Para cada solução bilionária americana sempre existe um antidoto barato e inteligente como a queda do F117 na Sérvia provou (antecipando sua morte, um projeto de vários milhões de dólares). Se um hacker com 26 dolares Iraquiano pode fazer, então vc nem imagine o estrago que um Chines e/ou Russo podem realizar sobre a estrutura Militar Americana. Antes… Read more »

Wolfpack

Abraço Bosco

Rodrigo Marques

Wolfpack, Sobre seu post das 14:10, voce escreveu: 1 “”Para cada solução bilionária americana sempre existe um antidoto barato e inteligente como a queda do F117 na Sérvia provou (antecipando sua morte, um projeto de vários milhões de dólares). Se um hacker com 26 dolares Iraquiano pode fazer, então vc nem imagine o estrago que um Chines e/ou Russo podem realizar sobre a estrutura Militar Americana”” O F-117 foi a estrela da Guerra do Golfo em 1991( junto com os Tomahawk) contra uma das maiores forças armadas do mundo na época, ajudou a depor Noriega no Panamá em 1989 e… Read more »

JACUBAO

Aí galera, estou projetando um desin para o futuro 5 geração do Brasil, hehehe. Se o Galante publicar, não vão me malhar não heim? 😀

Bosco

Wolf, claro que estas tecnologias não são perfeitas e passíveis de contra medidas. Mas só por isso não deveriam ter sido desenvolvidas? Eu acho que não. Os embaralhadores de GPS foram seguidos por sistemas mais resistentes a interferência como você sabe. Mesmo porque, no exemplo específico que você deu da JDAM, o GPS é um sistema auxiliar da plataforma inercial. O GPS apenas refina a precisão da bomba, mas ela, mesmo sofrendo interferência continuaria a ser letal na grande maioria das vezes já que sua precisão não se deterioraria tanto. Passaria de algo em torno de 3 a 6 metros… Read more »

Reportagens especiais

Poder Aéreo no Marrakech Air Show

Por Jean François Auran Especial para Forças de Defesa/Poder Aéreo A sexta edição do show aéreo marroquino "Marrakech Air Show", ocorreu...
- Advertisement -
- Advertisement -