Home Perfil Brasil poderá doar 27 aeronaves

Brasil poderá doar 27 aeronaves

1889
109

Bolívia, Equador e Paraguai estão entre os países que podem ser beneficiados com as doações brasileiras

uh-1-sjc-foto-poderaereo

vinheta-clippingO presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao Congresso brasileiro, por meio de requerimento enviado na semana passada, uma autorização para doar, durante seu mandato, 27 aeronaves a outros países, entre eles Bolívia, Equador e Paraguai.

Foram enviados ao Congresso na quarta-feira dois projetos de lei que pretendem autorizar a doação de quatro helicópteros e um avião da Força Aérea brasileira à Bolívia e Equador. Em maior número, teria sido outro pedido para a doação de aeronaves tanque para o Paraguai.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, defende as doações, que reforçariam o bom relacionamento com os países favorecidos, e diz no documento enviado ao Congresso, que a medida poderia gerar economia em manutenção, uma vez que as aeronaves doadas serão desativadas ou trocadas.

As medidas que estão no congresso podem autorizar a doação de três aviões de treinamento e ataque ao Paraguai, quatro helicópteros à Bolívia e um avião de transporte de tropas para o Equador.

Três comissões do Congresso já aprovaram as doações para o Paraguai. Na Câmara dos Deputados, a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou na quarta-feira (7) o Projeto de Lei 5234/09 que autoriza o Brasil a doar ao Paraguai três aviões do tipo Tucano T-27, de fabricação brasileira. O equipamento será utilizado pela Força Aérea Paraguaia para combater o tráfego de aeronaves envolvidas em atividades ilícitas transnacionais.

Os aviões, fabricados pela Embraer, pertencem à Força Aérea Brasileira (FAB) e são de um tipo que está sendo recolhido depois que a FAB recebeu os Super Tucano AT-29, mais avançados e adequados ao controle do espaço aéreo.

O relator na comissão, deputado Sandro Mabel (PR-GO), apresentou parecer favorável ao projeto. Ele lembra que a Constituição estabelece que o Brasil deve “promover a cooperação entre os povos para o progresso da humanidade”. Mabel argumenta que, se os bens se tornaram superados em face do desenvolvimento tecnológico e o País já possui equipamentos mais modernos, é razoável que o Brasil doe a uma nação amiga bens que lhe serão úteis.

Na avaliação do parlamentar, são claros os benefícios da doação, com destaque para o reforço do bom relacionamento entre o Brasil e o Paraguai. Os Tucanos T-27 já são operados pela Força Aérea Paraguaia e, segundo o relator, adequam-se perfeitamente à vigilância das fronteiras por meio do policiamento do espaço aéreo.

Segundo o governo brasileiro, os benefícios econômicos dessa doação compensam e superam os que poderiam ser obtidos com a venda dos equipamentos. O governo informa que as aeronaves serão doadas no estado em que se encontram e as despesas com o seu traslado serão pagas pelo Paraguai.

FONTE: Diário do Nordeste FOTO: Poder Aéreo

LEIA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
109 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
emerson
emerson
10 anos atrás

Exato Bruno,

Os tucanos (aviões) são ótimos, mas os Iroquois também são sensacionais, um clássico da aviação militar.. mas hoje, para a FAB, fica difícil manter 40 deles voando.. mas manter dois ou três deles não é tão dificil.

Mas a FAB precisa de 40 deles… no mínimo..

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

emerson em 12 out, 2009 às 13:41

Obrigado por comentar, mas não me referia aos Tucanos e sim aos helicopteros.
Sei que os Tucanos são exelentes aeronaves.

Baiano
Baiano
10 anos atrás

E ISSO AI EMERSON, ALEM DE SERVIREM DE PE;AS DE REPOSI;’AO

emerson
emerson
10 anos atrás

Bruno, Os tucanos não são obsoletos e nem caros de manter, mas estão em excesso na FAB por causa dos A29. Antes, quem fazia o trabalho nos “terceiros” eram os AT27. Com a chegada de 99 A29, acho que uns 40 tucanos se tornaram excedentes. Mas mesmo estocados, existe um custo em mante-los. Nesse caso, o melhor é doar mesmo. Já os Iroquois, serão substituidos pelos novos EC725 e por novos blackhack, virando excendentes também dentro da FAB. Existem um excesso desses equipamentos no mercado por isso ninguém compraria uma aeronave dessas. Entre manter guardada para nunca serem usadas e… Read more »

Baiano
Baiano
10 anos atrás

As aeronaves doadas podem a vir a servir como pe;as de reposi;ao como fez a Colombia com o Uruguay no caso dos Pucaras

emerson
emerson
10 anos atrás

Olá Bruno. Também tenho paixão pelas nossas FA´s. Eu tenho uma visão mais positiva do FX2. Falam que Lula embaralhou o processo, mas acho que fez de caso pensado e com o apoio de Saito. Acho que as propostas eram ruins, caras e limitadas. Corria o risco de não sair nenhum nos moldes que a FAB queria. O Rafale é o mais caro, mas parece ser o mais avançado dos três. Só que mais caro… Lula chamou Sarkozy e o colocou em uma saia justa. E depois, quando Sarkozy aparece ao lado de Lula, dando suporte à ofereta ampla de… Read more »

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

corsario 01 em 12 out, 2009 às 9:20 “Estamos doando equip. defasados e 100% obsoletos” Então eu te pergunto! Para que vamos doar para países mais pobres que o nosso, aeronaves que são obsoletas, que até para a manutenção é *********. Pois se até o Brasil que é a maior economia da América Latina não aguenta esses trambolhos, como esses coitados vão conseguir sustentar? Estamos é doando uma dor de cabeça, isso não me cheira a boa intenção do Brasil, e sim pensar que esses países são a nossa lixeira. Isso é ruim politicamente e tecnicamente falando. Se fossem doações… Read more »

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

emerson em 12 out, 2009 às 0:30 Sim! Eu dou o meu salário para as Forças se for necessário. Eu tenho uma admiração muito grande pelos nossos engenheiros e o pessoal das forças, com tão pouco recursos, foram capazes de se sobressair sobre muitas outras forças do mundo. Na minha opinião, os únicos países que poderiam ganhar do Brasil na guerra são: EUA,China,Índia,Rússia. A França não ganha da gente, por isso nos querem, é como o ditado “se não pode vencê-lo, junte-se a ele”. Mas no mato, não tem pra ninguém, o nosso Ex é poderoso! Mas voltado ao assunto,… Read more »

emerson
emerson
10 anos atrás

Riso… Caro Noel, Voce tem razão de sobra para apenas chutar.. mas as vezes a gente consegue fazer uma estimativa em função das características de operação da FAB. Mas eu conheço muito pouco das operações do Corsário para conseguir estimar o número de aeronavas “KC-Y”. Por exemplo, não sei dizer se os quatro sucatões estão dando conta do recado ou se por causa de um tempo longo de manutenção, existe um defict de disponibilidade. Geralmente, aviões novos requerem menos manutenção, e quatro novos KC-Y substituiriam com folga os quatro velhos sucatões.. mas se o corsário mantém disponível aspenas duas aeronaves,… Read more »

Noel
Noel
10 anos atrás

emerson em 12 out, 2009 às 11:55
“qual seria o número ideal de “KC-Y”?”

Pô, ai vc complicou o assunto! RSRSRS Teriam que ser feitas análises operacionais, logísticas, e orçamentárias prá adquirir, e quantificar os meios, isso é assunto prá Estado-Maior.RSRSRS
Mas, respondendo a sua pergunta, eu chutaria, de 4 a 6 aeronaves, muito pouco provável passar desse número.
Sds

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Dell72 em 12 out, 2009 às 11:51:

Beleza, entendido. Apenas peço sobriedade aos colegas ao rever certos fatos da história.

Sds.

ivan
ivan
10 anos atrás

Bem é melhor doar pois senão esses países , faz terrorismo, tomam na tora a nossa Itaipú, Refinarias e Estradas.
Para vender e não receber, é melhor dar!

emerson
emerson
10 anos atrás

Caros Noel e Corsário,

Agradeço as informações sobre o “KC-X” e “KC-Y” (sei lá como chamar esses dois pragramas). De fato, o KC390 não é um transporte estratégico como é hoje o C135.

Podemos especular alguma coisa… 60 KC390 é um exagero. Pelo que tenho visto, a FAB tem reduzido o número de aeronaves e não ampliado. Por outro lado, qual seria o número ideal de “KC-Y”?

Dell72
Dell72
10 anos atrás

Felipe Cps “quinta-coluna” não de maneira alguma. embora viva num pais onde a grande maioria (politicos generalizando mesmo) só agrega para si e não pensa no coletivo o que de certa forma é uma maneira de minar internamente um pais. Também não quero fazer revisionismo,o que esta feito, feito esta. o que deve-se levar em conta é para não cometer-mos os mesmo erros do passado (homens sendo levados a força praticamente para lutar entre si sem saber o que realmente estava em jogo,somente servindo de peões para interesses de uma minoria e claro que sei que do outro lado da… Read more »

Baiano
Baiano
10 anos atrás

AMIGOS,

POLITICA DE GOVERNOS (PARAGUAI, EQUADOR VENEZUELA, BOLIVIA E BRASIL) PASSAM, ENTRETANDO HA DE SE MANTER O FOCO EM POLITICAS DE ESTADO! ESTAS SIM E QUE IMPORTAM, PORTANTO NAO CONSIDERO RUINS AS DOA;OES.

Noel
Noel
10 anos atrás

emerson, Mantenho a informação que já tinha lhe passado, o Projeto KC-X analisa preliminarmente o A330 MRTT – KC-30 e o KC-767 Advanced Tanker (baseado no 767-200LRF). A SDDP, trabalha com dois projetos que são desenvolvidos em paralelo, com prioridade óbvia e lógica, para o KC-390. Porém o KC-390 nunca teria condições de substituir plenamente um 707, que faz REVO e transporte aéreo estratégico, por isso o projeto de substituição do mesmo foi iniciado, mas será para um futuro ainda distante por isso não tem visibilidade, como vc disse. Só prá ilustrar, uma notícia do DEFESA BR, embora esse sit… Read more »

Corsario 01
Corsario 01
10 anos atrás

Traduzindo porque não ficou claro:
– A FAB não deve expôr ao público seus estudos, pois isso é confidencial.
– Algo no nível de um CHILE= 767 Tanker

Corsario 01
Corsario 01
10 anos atrás

Porque a FAB é assim. Trabalha na moita. Ela está fazendo o dever de casa dela e convenhamos, ela não precisa propagar o que faz para o público. Veja que no FX-2 ela só se expõe quando necessário. Se não houvessem especulações, ela jamais colocaria as notas que põe na imprensa.
Está certa? Errada? Vai saber.

O que me importa é que ela trate de trocar logo os KC-137 por algo no nível de um Chile pelo menos.

Já estou cansado de ficar vendo os vizinhos se arrumando e nós, apenas no Blá Blá Blá!

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Corsário,

Então a ideia é finalmente substituir os velhos sucatões. Vou ficar atento a esse novo programa da FAB e tentar encontrar mais informações.
Me parece que não estão dando muita visibilidade para esse programa. Por que será?

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Harry em 12 out, 2009 às 1:42: Excelentes colocações caros Harry. ____________ julio em 12 out, 2009 às 8:17: “A guerra do Paraguai foi culpa do Brasil” Ai ai ai… sempre o mesmo papinho revisionista. Coisa de gente que nega o holocausto, e que diz que a URSS venceu sozinha a WWII… Engraçado como alguns cidadãos que se dizem brasileiros tem complexo de inferioridade e de “mea culpa” eterna… Fenômeno exclusivamente brasileiro: perguntem a um americano médio se ele tem pena dos índios ou dos mexicanos. Não, a não ser a sempre presente boiolagem esquerdo-liberal, não tem não. Perguntem a… Read more »

corsario 01
corsario 01
10 anos atrás

Edu e demais.
Vamos doar porque esta aeronaves são economicamentes inviáveis para nós. O custo de manutenção é elevado e o caminho é nos livrarmos delas e não repassar estes aparelhos e seus custos( fora a crônica falta de peças no mercado para elas), para nossas instituições.
Estamos doando equip. defasados e 100% obsoletos.
Atentem para isso.

edu
edu
10 anos atrás

A idéia de transferir esses aperelhos para as polícias militares, civis e federal é bem melhor do que dar aos “hermanos”, que nada mais são que vizinhos “amigos da onça” !!!

corsario 01
corsario 01
10 anos atrás

Emerson, se vc me permitir: A FAB ficou muito impressionada com o trabalho da VEM no 767 do Chile. Ela precisa de um avião como o 767 ou 330 pois a mesma precisa de um Talnker que tenha capacidade de carga/PAX como os 137 fazem hoje em dia. O KC-390 será uma p_____aeronave, mas não será da mesma categoria que um 767 ou 330. Por sso as coisas caminham juntas. O KC-390 irá substituir os C-130 e os novos ou usados refitados 767 ou 330, serão para voar longe, muito longe mesmo. Lembra de Timor Leste? Este é o caminho… Read more »

julio
julio
10 anos atrás

A-Bomb, aconselho a estudar a historia novamente. A guerra do Paraguai foi culpa do Brasil que não teve competencia e soberania de evitar a guerra, foi usado para atender aos interesses ingleses, que viam no Paraguai um risco para sua influencia sobre os países da America do Sul. Essa porcaria a qual vc se refere era a nação mais desenvolvida da AL naquela época e com a população em situação de vida muito melhor do que dos demais países. Não é a toa que a população defendeu o seu país. Não confunda o que acontece na fronteira com o resto… Read more »

DV
DV
10 anos atrás

Ótima decisão.

Humberto
Humberto
10 anos atrás

Eu não sou nem um pouco a favor de doarmos estes aviões para esses países. Eles vivem fazendo afronta contra o Brasil e contra as empresas brasileiras, vivem dando calote e agora o Lula vem falar em doar aviões para eles!? Como alguns amigos do site disseram, é melhor colocarmos esses aviões no museu ou repassá-los para as polícias militares, Muitos estados não podem comprar helicópteros para suas PMs por falta de verba.E tem outra, os EUA, por exemplo, não doaram as sucatas P-3 para a FAB. A FAB teve de comprar, e nem a França doou os lixos dos… Read more »

Harry
Harry
10 anos atrás

Caro FN Agência Basil 18 Janeiro 2006 Reportagem do Moniz Bandeira ABr: Analistas dizem que hoje o Paraguai cumpre a função de aliado dos EUA, que um dia cumpriu a Argentina, com o presidente Carlos Menem, e depois o Uruguai, com Jorge Battle. Moniz Bandeira: É o que eles tentam, primeiro a Argentina de Menen, depois o Uruguai de Battle, agora querem manipular o Paraguai. É uma situação delicada. O Paraguai não tem peso. Inclusive, se o Brasil fiscalizar a fronteira, acaba o Paraguai, porque a maior parte das exportações do Paraguai é contrabando para o Brasil. O Paraguai, oficialmente,… Read more »

emerson
emerson
10 anos atrás

Noel

encontrei uma menção do KC-X na pagina da FAB, de 22/07/2009

http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?mostra=3418

Pelo que entendi, faz referencia ao KC-390. Acho que a Boeing e Airbus dançaram. A informação é aquela que eu tinha, que serão construidos dois prototipos pela Embraer, um em 2014 e outro em 2015. Essas aeronaves atuarão para transporte e reabasecimento aéreo.

Por favor, verifique o site e de sua opinião.

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Noel,

De fato, essa informação é nova para mim. Isso muda um pouco minha análise sobre a possível aquisição de novos meios pela FAB para servirem de abastecedores (programa KC-X). ´

Você sabe informar quais modelos Airbus e Boing estão sendo propostos e quantos aparelhos deverão ser adquiridos?

Noel
Noel
10 anos atrás

emerson em 11 out, 2009 às 18:09

Creio que vc não esta sabendo que a FAB, por meio da SDDP/COPAC, já tem em curso o Projeto KC-X, iniciado em fins de 2008 por determinação do EMAER, visando substituir os KC-137, sendo as concorrentes preliminares a Airbus e a Boing. O Projeto KC-X nada tem a haver com o contrato do Projeto KC-390 com a EMBRAER, ou seja não são excludentes e os dois já estão em curso.
Sds

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Paulo,

Pensei em responder seu comentário.. mas me parece inútil. Sua argumentação neocon é muito parecida com aquela que encontro nas colunas de Reinaldo Azevedo, inclusive o vocabulário.

Em comentários anteriores tentei mostrar a inutilidade de manter estoques de aeronaves excendentes na FAB, na inadequação destas aeronaves para os governos estaduais e no benefício que seria reforçar as forças armadas de nossos vizinhos.

Mas inútil me parece mesmo tentar argumentar com coerência. Já lí que um neocon não se preocupa com a verdade, apenas com a adequação de seus argumentos aos interesses do momento.

Seal
Seal
10 anos atrás

Será que é porque Hugo Chavez doou recentemente 6 mirage F1-50 para o Equador?
E o Brasil para não ficar atrás,querendo aumentar a sua influência militar,vai doar seus já escassos equipamentos militares para esses vizinhos sangue-sugas! Pelo jeito tá sobrando nos estoques da FAB!!

Artur Paulo
Artur Paulo
10 anos atrás

E doar ainda para os nossos piores “inimigos”, é uma política da fazer boas ações com o dinehrio do contribuinte brasileiro, pois doar para países que nos consideram sugadores e miniaturas de imperialistas ou ainda nos dão calote. Tais aeronaves, em parceria com nuestros hermanos argentinos poderiamos ser reformadas e servirem no combate ao tráfico, contrabando, desmatamento e crime organizado dentro do Brasil, já que muitas polícias estaduais ou até mesmo a Federal, Ibama e demais organismos não possuem meios para combater tais ilícitos. Vamos acordar um e reclamar denunciando aos meios de comunicação para impedir essa expropriação dos bens… Read more »

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Bruno, Em novembro conversaremos.. com o que sabemos não dá para concluir nada. Por enquanto, qualquer comentario sobre o FX2 é apenas fofoca. Quem vencerá o FX2? Não tenho a mínima ideia.. torço pelo Rafale, mas é apenas torcida. Se der grippe ou F18, também será ótimo. Qualquer um deles colocará a FAB em uma condição superior a qualquer outra força na AL. Hoje a FAB é a principal força aerea da AL. Seus F5M com Derby e com datalink com os E/R99 colocaram a FAB no mesmo nivel dos sukhoi venezuelanos e F16 chilenos (preciso falar dos A4… Read more »

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Parece que a felicidade do Blog acabou, assim como no FX1, onde compramos o que dava por burrice dos governantes. Esse FX2 será igual ou pior, e vocês ainda tem esperança em ver o Brasil fabricar caças nacionais?

A diferença entre o Brasil, China e Índia é que aqui os engenheiros são melhores. Mas fora o Brasil, esses países investem MUUUITO nas suas forças, enquanto nós, cavamos a nossa cova com uma pá de sorvete.

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Claudio, Não tenho a menor ideia do que significaria essa doação de aviões “tanker”. Para mim parece mais confusão interna de comunicação. É provavel que falaram em aviões de transporte, por exemplo os bufallos retirados de serviço, do que falar sobre os 707.. poderia até ser sobre os 737.. mas me parece meio estranho essa historia de doar aviões tanker… por outro lado, tem Hercules sobrando na FAB depois da compra dos excedentes italianos… mas não acredito na doação de Hercules. Provavel mesmo são os velhos bufallos.. Os Iroquois e tucanos estão com certeza sobrando na FAB… mas outras… Read more »

Joel
Joel
10 anos atrás

Olha nosso pais não é tão rico assim, para ficar dando de graça equipamento que pode ser vendido e assim amortizar os custos das novas aquisições. O governo não tem dinheiro para devolver o imposto de Renda dos contribuintes e fica dando helicoptero para esses paises “irmãos” (irmão pq amigo a gente escolhe). Se ainda fosse um helicoptero helibras ou avião da embraer eles teriam que ao menos comprar umas peças de reposição por aqui, mas o governo ficar fazendo média as custas dos impostos suados de nós contribuintes não vejo isso com bons olhos não. Doarmos equipamentos para bolivia… Read more »

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Joel, Tenho certeza que você percebeu, mas vale a pena destacar. O Gal.Golbery foi Min.Casa Civil de Geisel, idealizador do SNI e quem conduziu o processo de abertura política durante o Gov.Figueiredo, não podendo ser considerado um pensador de esquerda. Aliás, temos vários pensadores de direita como Delfin, Roberto Campos, e mesmo Francis Fukuyama, que são excelentes. O problema não é estudar autores de direita, mas se pautar por uma mídia partidarizada e não comprometida com o país. Autores como Reinaldo Azevedo (cito como exemplo, não é o pior nem o mais influente, não passando de um papagaio de… Read more »

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Dell72 em 11 out, 2009 às 14:31: Colega, você deveria se informar mais antes de fazer ilações tolas como essa, de “ó coitados, que coisa má que fizemos ao Paraguai, brasileiro malvado mau mau mau”… Se não fosse pelo Império Brasileiro e pelo Duque de Caxias e o Conde D´Eu sequer existiria Paraguai hoje. A idéia Argentina e Uruguaia era anexar aquele lixo todo. Até a Bolívia iria ficar com um naco. Então não seja tão precipitado ao julgar o Brasil. Fizemos o que foi necessário fazer para manter a integridade de nosso território, e a manutenção de nossos interesses… Read more »

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Joel, Ai já estarei fazendo o serviço de bibliotecário para você. Vai lá e procura.. lá e em um monte de outras fontes primárias e bibliográficas. Há um livro do Gal.Golbery, acho que se chama “Geopolítica do Brasil” que é sensacional, me influenciou muito. Infelizmente não encontrei disponível na rede para download e parece que esta esgotado, então só biblioteca e sebo (comprei o meu em um sebo em Sao Paulo). Vale a pena. Neste texto de 120 e poucas páginas, o Gal.Golbery faz uma análise sobre quais seriam as áreas de influência de interesse brasileiro, com destaque para… Read more »

joel
joel
10 anos atrás

Muito agradecido, e nesses locais acaso falam que a Bolivia é um grande aliado nosso? Ou que está sob nossa “esfera de influencia” (adoro esse termo…rsrs)

Eles anistiaram algum brasileiro ilegal que reside la , tal qual fizemos aqui e ainda não tivemos contrapartida? eles compraram algum amerial belico nosso? provavelmente as fotos dos soldados bolivianos à frente das refinarias tb foi montagem da direita neo liberal conservadora né…rsrs

Reitero o que disse que o materia belico inservivel, que não for preservado em museus, seja leiloado e a verba fique com as forças armadas para manutenção do que possui.

Abraços

joel
joel
10 anos atrás

Prezado Emerson,

Excelente sua contribuição do ponto de vista geopolitico, especilamente o livro do gal goubery do Couto e silva, e também por em momento algum baixar o nivel do debate, certamente irei procurar, mas o cerne da questão simplesmente que a Bolivia não ta nem ai para gente e não vai ser doando esses aviões e helicopteros que poderiam servir para custear um poco o tão mordido orçamento das forças armadas que iremos copta-la, talvez com outro cavalo branco…

Abraços

FN
FN
10 anos atrás

Harry em 11 out, 2009 às 14:04
To nessa com vc
sds

emerson
emerson
10 anos atrás

Caro Joel,

Não brindo nada.. sou alcoolico abstêmico.

Le Monde Diplomatique… tem até em português. Que tal?
Observatorio da imprensa… de graça, na rede. Que tal?

mais que isso, ai eu vou cobrar pela consultoria.

jose carlos
10 anos atrás

Concordo com o Invencible, realmente essas Aeronaves deveriam ser repassadas para as Policiais Estaduais, pois é uma modalidade de policiamento que vem crescendo a cada não só no Brasil mais em todo o Mundo, tal como consta no site, http://www.pilotopolicial.com.br, tanto no policiamente preventivo, represivo, resgate aeromedico, transporte de orgãoes, combate em incendios, elas teriam melhor serventia aqui mesmo no Brasil

Claudio
Claudio
10 anos atrás

Olá Emerson

Como eu escrevi é somente um boato, mas na hipótese de doação dos 137 ou mesmo dos KC 130 fica um vazio na questão REVO. O 137 remotorizado e reformado seria mais interessante e barato. Outra oportunidade é o MD 11 da finada com kit de reabastecimento se é que existe para este modelo especifico

Dell72
Dell72
10 anos atrás

A-bomb

Estas a mandar todos nós para o paraguai isso é uma tentativa de invasão?
hehehehehe
Olha parece que tem algo de particular em teu “odio” pelos paraguaios e por isso dou por encerrado o assunto.
só mais uma coisa não precisa ser tão ofensivo: “amontoado de indios burros…”
isso não é bom mas enfim cada um cada um.
Esqueçam quem é quem, analisem o fato em si, os pontos estrategicos do assunto.

joel
joel
10 anos atrás

Prezado Emerson, Realmetne alguns assuntos cansam, mas antes de vc se cansar, poderia, por favor, nos brincdar qual a fonte de informação que vc considera apropriada, haja visto que jornal etado de são paulo, folha e veja não estão à altura… Gostaria muito de estar errado na minha analise, mas não sei de nada que a Bolivia tenha feito em prol do nosso pais em contrapartida de qualquer coisa que demos a eles. O grande merito do Morales ate agora foi fazer com que a petrobras parasse de investir nosso dinheiro na bolivia e voltasse a investir no Brasil. Como… Read more »

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Esse heli já foi aposentado nos EUA, já estava na hora da FAB jogar isso fora!

Aviãozinho
Aviãozinho
10 anos atrás

emerson em 11 out, 2009 às 18:52

Se apenas um, UM (1), tucano fez um estrago nas FARC’s (a ponto de alavancar sua vendas, e mostrar para o mundo o que turbohélice é capaz de fazer), com um Mi-35 então, so de saberem que o Brasil (o Brasil tem morau aqui) tem esses helis, vão pensar 2 vezes antes de nos encomodar.