Home Estratégia Boeing entrega o segundo C-17 do Catar

Boeing entrega o segundo C-17 do Catar

811
19

Na quinta-feira passada, 10 de setembro, o segundo e último C-17 Globermaster III encomendado pelo Catar foi entregue em cerimônia realizada em Long Beach. A entrega da primeira aeronave deu-se praticamente um mês antes, em 11 de agosto.

O Catar foi a primeira nação do Oriente Médio a encomendar o C-17, em acordo assinado em 21 de julho de 2008, referente a duas aeronaves, equipamentos e serviços associados. Em 24 de fevereiro deste ano, os Emirados Árabes Unidos anunciaram a intenção de adquirir quatro unidades.

Esses dois aviões de transporte estratégico do país estão incluídos no  “C-17 Globemaster III Sustainment Partnership”, recebendo suporte operacional, incluindo a administração de estoque de peças, pela Boeing. Segundo a empresa norte-americana, o C-17 foi desenvolvido para ter alta taxa de disponibilidade, podendo estar preparado para voo em mais de 90% do tempo.

Como curiosidade, pode-se reparar pela foto acima que esta segunda aeronave, apesar de registrada como avião militar, recebeu a pintura da empresa estatal de aviação comercial “Qatar Airways”. O objetivo é chamar a atenção para a participação do país em operações ao redor do mundo. A Força Aérea do Catar pretende utilizar seus C-17 em missões militares, humanitárias e de apoio no caso de calamidades, a partir da Base Aérea de Al Udeid.

Com a entrega desta segunda unidade para o Catar, somam-se agora 17 aviões do tipo em serviço junto a outros operadores que não a USAF: Catar (Qatar Emiri Air Force), Reino Unido (RAF), Canadá, Austrália (RAAF) e os 12 membros do consórcio SAC (Strategic Airlift Capability), que inclui países da OTAN e da Parceria pela Paz. No total, 206 C-17 operam no mundo, 189 deles nos EUA (incluindo unidades da reserva).

FONTE e FOTO: Boeing

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Linda aeronave, bela foto…

Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
10 anos atrás

A FAB não tinha iniciado estudos para adquirir de 2 a 4 destes aviões? a quantas anda este programa?

Abraços!

Luciano
Luciano
10 anos atrás

isso é pouco…]

tinha que ser no minimo o An-225 😀

Alex
Alex
10 anos atrás

como estamos atrasados em relação aviação desse porte.

matheus
matheus
10 anos atrás

Tinha, mas enquanto não sair o FX-2 os outros programas não serão avaliado. O objetivo da FAB hoje é os caças.

matheus
matheus
10 anos atrás

Tinha, mas enquanto não sair o FX-2 os outros programas não serão avaliado. O objetivo da FAB hoje é os caças.

Paulo Renato
Paulo Renato
10 anos atrás

Sonhar não custa nada !!!!

poderíamos ter 2 desses C17 por aki e ainda pelo menos uns 4 MI26T (Helis de Transporte). Seria de bom uso.

Abs.

Lucas Urbanski
Lucas Urbanski
10 anos atrás

Seria ótimo ver uma meia dúzia destes vetores operando na FAB, dão a qualquer força aérea uma grande mobilidade logística devido a grande quantidade de carga.

alvespereira
alvespereira
10 anos atrás

Bom dia,

Seria um ótimo vetor para REVO e transporte de grandes proporções, dois destes seriam bem vindos, e seriam suplementados pelo vetor nacional KC-390 em maior quantidade.

Saudações.

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
10 anos atrás

Paulo Renata concordo contigo, seria otimo ter ao menos 4 desses e uns 6 mi 26

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
10 anos atrás

desculpe paulo Renato, é o sono velho……

gaspar
gaspar
10 anos atrás

a capacidde(peso/distancia) de a400M nao eh a mesma dessa “jubarte” ???

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
10 anos atrás

Caipira e Gaspar, C-17 Globemaster III 102 soldados/paraquedistas 48 macas e 54 pacientes e atendentes(médicos/enfermeiros) 76,64 toneladas (170,900 libras) de carga (18 posições para pallets) A-400M 37 Toneladas de carga 116 soldados totalmente equipados/paraquedistas até 66 pacientes acompanhados por 25 O C-17 está um categoria acima do A-400M no que diz respeito ao transporte de carga tendo em vista que ele pode transportar o dobro de carga do A-400M e por isso não são concorrentes diretos. No site abaixo tem uma comparação do C-17 com o C-5 e com o A-400M e apesar de ser feita pelo site do fabricante… Read more »

Caipira
Caipira
10 anos atrás

Qual é a capacidade de carga? Umas 40ton?

Deio
Deio
10 anos atrás

O site Defesanet traz uma entrevista do eBand com o professor Fernando Catalano da EESC-USP

http://www.defesanet.com.br/fx2/eb_14set09.htm

Nela ele menciona que, se houver um cordo de cooperação entre EMBRAER E Dassault no desenvolvimento do KC 390, isso inibiria um projeto conjunto entre EMBRAER e Lockheed no desenvolvimento da aeronave KC 380, que seria um competidor direto do A400.

Alguém sbe algo a esse respeito?!

Abraços

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
10 anos atrás

São apenas possibilidades e hipóteses até agora Deio penso eu.

Deio
Deio
10 anos atrás

Ok, mas nunca li ou vi qq desenho a respeito.
Vamos aguardar.

gaspar
gaspar
10 anos atrás

para transporte de tropas ainda sou fa de planadores…
exatamente como na II guerra…
o KC390 poderia “rebocar” dois planadores ao mesmo tempo com capacidade entre 80 a 100 tropas equipadas…
logico que teria que ser fabricado em materias compostos e ser stealth…

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
10 anos atrás

Acho que o assalto aerotransportado que era feito por planadores hoje é inviavel Gaspar, as perdas seriam enormes. Se já na SGM as perdas já foram imensas imagine hoje em dia com os sistemas anti-areos disponiveis.