sábado, junho 12, 2021

Gripen para o Brasil

AMX italianos voltam pra casa após exercícios nos EUA

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

amx-italianos-volta-da-red-flag-foto-aeronautica-militare

Os 10 AMX da Força Aérea Italiana participaram dos exercícios Green Flag e Red Flag

A Força Aérea Italiana informou que, no último dia 8 de setembro, os 10 aviões de ataque AMX que participaram de exercícios nos EUA retornaram à Itália. No total, foram aproximadamente 900 horas de voo, distribuídas em 313 missões.

As aeronaves deixaram a Base norte-americana de Nellis em 5 de setembro rumo a Bangor (Maine, costa leste dos EUA), onde pousaram após seis horas e meia de voo. No dia seguinte, decolaram rumo ao arquipélago de Açores, que atingiram após mais 8 horas de voo. Por fim, decolaram no dia 8 rumo à Itália, sendo que 2 unidades pousaram em Amendola e 8 em Istrana. Para o traslado, foram realizados onze reabastecimentos em voo, sete deles sobre o Atlântico, com o emprego de um avião tanque KC-10 norte-americano.

Das 313 missões realizadas nos dois exercícios nos EUA, 140 foram da Red Flag 09-05, com destaque para as missões noturnas, empregando NVG (Night Vision Goggles – óculos de visão noturna), e a “destruição” de baterias móveis de mísseis Scud, utilizando tanto os canhões Vulcan de 20mm quanto bombas Mk 82.

amx-italianos-volta-da-red-flag-revo-foto-aeronautica-militare

FONTE e FOTOS: Força Aérea Italiana

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

21 Comments

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tiago Jeronimo

Um belo avião de ataque e ainda muito útil principalmente no cenário sul-americano. Falem o que quiserem mas sou fã do AMX, e o A-1M vai ser nosso mais importante vetor até a chegada do ganhador do FX-2.

Mas só uma ressalva, destruir bateria SAM com fogo de canhão e ainda por cima a noite parece um pouco irreal. Ninguém hoje em dia ataca bateria SAM a fogo de canhão a não ser que queira ser abatido naminha opinião.

Bruno Rocha

AMX, o melhor avião que o Brasil tem!

F/A-18E Super Hornet

Esperava ver algum pod designador de alvos no AMX italiano. Aparentemente, só foram utilizadas bombas burras no exercício.

Abraços

Bruno Rocha

Não necessariamente o MELHOR, mas é o que eu mais gosto.

RL

Fico imaginando as capacidades dos nossos AMX depois de sua modernização.

Vão fazer bonito também, principalmente no cenário Sul-Americano.

Deio

Tiago Jerônimo:

o texto fala em destruição de mísseis Scud, que é um míssil balístico móvel.

Abraços

Nunão

“F/A-18E Super Hornet em 14 set, 2009 às 21:54 Aparentemente, só foram utilizadas bombas burras no exercício.” Prezado F/A-18E Super Hornet, Clicando nos links ao final do texto, você verá mais detalhes sobre os exercícios. Não foram utilizadas apenas bombas burras, muito pelo contrário. Tiago, O texto não diz que a destruição das baterias de Scud foi à noite (repare no uso do “e”). E claro, como ressaltou Deio, Scud não é SAM. Não esquecer, também, que na Red Flag as aeronaves operam em “pacotes” e, no caso de baterias de SAM ou de canhões antiaéreos protegendo os Scud, para… Read more »

Mauricio R.

No Brasil seu upgrade será mais uma chance perdida de capacitar o restante de industria aeroespacial brasileira, assim como o upgrade do A-4, ambos entregues de mão beijada á Embraer!!!

F/A-18E Super Hornet

Ah, valeu pelo toque Nunão.

Abraços

Jaique Sparro

Quero ver quando o nosso A-1 estiver armado com o MAR-1,se eles vão usar os canhôes.

Fábio Mayer

A miopia política no Brasil nos fez adquirir somente 56 AMX, colocando 53 em operação e modernizando apenas 43. Um avião como este, com os devidos upgrades e modernizações, poderia servir na linha de frente da força até a chegada do FX-2 e depois, como treinadores avançados ainda por muito tempo. No blog do Vinna hoje, tem um artigo sobre os AMX-T que seriam produzidos para a Venezuela, que demonstra bem as potencialidades da aeronave. Vamos acabar adquirindo M-346 ou coisa parecida, quando podíamos usar de algo produzido aqui mesmo, testando tecnologias nossas e soluções nacionais. Seria um vetor que… Read more »

Tiago Jeronimo

É verdade Deio e Nunão, me equivoquei, quando li a palavra “baterias” pensei logo em baterias anti-aereas e consequentemente em SAM, não tinha reparado que eram Scud. Obrigado pela correção.

Andre de POA

Vamos aguardar melhores informes do desempenho dos AMX nestas operações.

alvespereira

Bom dia,

O AMX além de ser uma boa aeronave, é uma tecnologia que o Brasil já detém, porque não melhorar o projeto para treinador, visto que estamos apenas com o SH turbo hélice para esta função, e necessitamos de um jato, até mesmo para preparar os pilotos para o vencedor do FX-2.

Abraços.

Marcelo Tadeu

Interessante que os nossos A-1 são mais bonitos que os italianos. Esta pintura cinza envelhece o avião. Já a camuflagem que a FAB usa faz o A-1 parecer mais sinistro. Eu também acho o A-1 um avião espetacular e um vetor estratégico, ainda mais modernizado. Será o último avião a ser substituído pelo F-X2 (Rafale, heheh!!)

Olha o Maurício R. “defendendo”a Embraer aí de novo!!!! rsrsr

Sds,

Challenger

No Kosovo eles tiveram desempenho melhor que os Tornados e F-16, eram chamados de Bins(Abelha) por terem baixa RCS nos AWACS da OTAN, e sistemas de EW e navegação melhor.

Ele é um avião muito legal, pena que a carencia de equipamentos de ponta ofuscaram um pouco o desempenho dos A-1A Brasileiros, a falta de um Radar foi um pecado, mas agora ele terá a chance de chegar ao nivel que sempre mereceu.

Challenger

Ops

Corrigindo, é Bees(Abelha) e não Bins.

Francisco AMX

Tem gente que não lê direito e sai falando bobagem… e o pior, é recorrente o negócio… Estes A-1, já que vamos modernizar os nossos, e eles estão desativando os deles, não seriam uma boa compra? até mesmo para canibalização, pois devem estar bem mais “rodados” que os nossos “enferujadinhos”? Poucos sabem, mas manter um AMX é mais caro que manter um F-16, e os nossos, sem haver mais nenhum no mundo, serão caríssimos de manter nos próximos 10 anos! não duvido que eles sejam aposentados antes deste tempo… A opção por modernizar um vetor como o F-16 seria mais… Read more »

RODRIGO

Sou leigo no assunto.
Gostaria de saber se o caça AMX(modernizado), teria condições de ser usado pela Marinha em seu porta aviões, e a explicação da resposta?

josue

nós ver quer o brasil precisa muito de tecnologio por calsa do pretoleo quero ver novo fx -2 tá na hora quer o brasil mudaa é tem mais tecnlogia para defesa nacional!!!

josue

eu acho que o brasil precisas muda os novo avioes de caça;;;;

Reportagens especiais

Poder Aéreo visita o ‘The National WWII Museum’ em New Orleans

Nova Orleans, cidade no estado americano de Lousiana, foi o lar do historiador e autor Stephen Ambrose, que escreveu...
- Advertisement -
- Advertisement -