Home Sistemas de Armas Porta-voz da Dassault afirma que empresa espera concluir venda dos Rafale em...

Porta-voz da Dassault afirma que empresa espera concluir venda dos Rafale em 2010

110
60

A fabricante francesa Dassault espera concluir a venda de 36 aviões Rafale ao Brasil em 2010, informou nesta segunda-feira um porta-voz da empresa, depois da decisão de princípio anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva de adquirir o avião de combate francês, nunca antes exportado.

“Pensamos que as negociações serão finalizadas no próximo ano”, declarou.

O presidente Lula anunciou nesta segunda-feira em Brasília a seu colega francês, Nicolas Sarkozy, em visita oficial de 24 horas, a decisão de princípio de comprar 36 aviões Rafale, elogiando “a amplitude das transferências de tecnologias” consentidas pela França.

“A declaração do presidente Lula significa claramente que o Rafale ganhou a competição”, garantiu o porta-voz da Dassault.

“Haverá negociações técnicas sobre o perímetro da oferta, o avião, a manutenção e o armamento. Elas serão seguidas por discussões financeiras e comerciais e por uma fase de negociação das cláusulas contratuais”, enumerou.

O porta-voz se recusou a confirmar o valor do contrato, avaliado pela presidência francesa em pelo menos cinco bilhões de euros (13,23 bilhões de reais).

A venda seria a primeira para um país estrangeiro do avião construído pela Dassault, após uma longa série de reveses no exterior.

De acordo com a empresa, a obtenção deste contrato foi possível pelo “forte envolvimento pessoal dos dois chefes de Estado” e pela “atratividade da proposta francesa, especialmente em termos de performances do Rafale e de transferência de tecnologias”.

FONTE: AFP

60
Deixe um comentário

avatar
60 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
29 Comment authors
dumontAlexandre G.R.S.maneLucas CalabrioMOsilva Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Amaral
Visitante
Amaral

Foi o que afirmei no post anterior: Amaral em 08 set, 2009 às 19:28 O Wallacy acima e o Hornet esplicaram bem a formalização das compras. Não se trata de concorrência pública, e sim de compra governamental com financiamento internacional. Quais pendências? Quais acessórios (ToT), o preço (o governo deixou claro ontem que quer o preço pago pelo governo francês: $ 58 milhões por unidade enquanto o preço ofertado por cada 36 Rafales tá em mais de $100 milhões); algumas cortesias (10 F1 para a Marinha Brasileira e seus porta-viões a preços simbólicos, menor do que os $ 58 milhões).… Read more »

Deio
Visitante
Deio

Bem creio que podemos dizer o seguinte:

quero comprar seu avião, porém vamos negociar e refinar alguns pontos.

O que acham?

Amaral
Visitante
Amaral

Pole position.

Deio
Visitante
Deio

Outra coisa.

Se a efetivação da compra é um prêmio para a Dassault e se ela realmente corre sério risco de sobrevivência se esta compra não sair, então temos a faca, o queijo e a goiabada na mão.

Tiago Jeronimo
Visitante
Tiago Jeronimo

Espero que o porta-voz da Dassault não acabe mordendo a lingua. No final de tudo culpa de Lula e sua Equipe que não conseguem nem ser claros com o que pretedem dizer. Esse anúcio deveria ter sido feito com companhia do Minitro da Defesa e do Brigadeiro Saito para mostrar ou pelo menos aparentar uma unidade na escolha do vetor.

O tempo passa, o tempo voa, e o Brasil continua nos envergonhando a toa.

Deio
Visitante
Deio

Só não sai se algum der para trás.

Patriot
Visitante
Patriot

Caros colegas do Blog, não vejo o porque de tanta agitação. Se o Brasil “entrou em negociações” para a compra dos aviões rafale, é porque a escolha já está tomada. No entanto o contrato só será assinado depois das negociações. Será que algum colega do Blog, chega na agência de automóveis e vai logo assinando o financiamento do carro, sem antes entrar em neociação com o vendedor? Esta fase é uma das principais, senão a principal em um processo como este. Não se pode comprar um pacote deste calibre sem antes se cercar de todas as garantias. Não se pode… Read more »

Leandro_O.
Visitante
Leandro_O.

Pra mim ta de bom tamanho o acordo com a Franca nas atuais circunstâncias!
O Brasil tambem não precisa esfolar demais os franceses!!!

Deio
Visitante
Deio

Se apertar demais espana. Porém parece que estamos em uma posição muito boa. Alguém imaginaria isso 10 anos atrás? Teriamos saido com Mirage 2000-5 e olhe lá.

Vic
Visitante
Vic

“Le Brésil n’est pas um pays sérieux”

Charles de Gaulle

Deio
Visitante
Deio

Caro Patriot, concordo contigo. E foi o que escrevi, de forma simplificada, em meu primeiro post.

Abraços

“Deio em 08 set, 2009 às 19:55

Bem creio que podemos dizer o seguinte:

quero comprar seu avião, porém vamos negociar e refinar alguns pontos.

O que acham? “

mauro dias
Visitante
mauro dias

Jerônimo, acho que o protocolo presidencial não comportariam, naquele momento que o anúncio, já que se trata de um acordo de governo, ser pronunciado por outro que não o chefe maior da nação.
Abraços

Asterix
Visitante
Asterix

Sinceramente, não sei quem está esfolando quem…
Por quê outros países não compraram o Rafale??
Já li, em outro post, que o radar do Rafale parece o Stevie Wonder, em comparação ao radar do SH.
Alguém aqui sabe alguma coisa à respeito?

mauro dias
Visitante
mauro dias

Caro colega de blog ,VIC podemos não ser sérios na visão deles , mas nunca fomos colaboracionista , como o governo Francês de Vich , na segunda guerra.
Abraços

Patriot
Visitante
Patriot

Caro Asterix

Sendo a França um país detentor de tecnologia de ponta e livre das amarras dos americanos. Eles são um dos únicos , senão o único finalista da concorrência que se dispos a tranferir tecnologia.
È transferência de tecnologia o “prato principal” nessa negociação com a França.
Por outro lado o brasil sai como uma “salvação” para a Dassault que está em dificuldades financeiras. Juntou a fome com a vontade de comer.

Asterix
Visitante
Asterix

Prezado Patriot.

Apesar do Gripen NG estar ainda em desenvolvimento, a SAAB, se não me engano, também se comprometeu a transferir tecnologia. Acabo de ver uma reportagem no JN, em que um parlamentar afirmou categoricamente que o Brasil ainda está aberto a outras propostas.
Na minha opinião já são favas contadas.

Felipe Cps
Visitante
Felipe Cps

URGENTE: Acabou de sair no Jornal Nacional que o Jobim disse que “foram iniciadas negociações quanto ao preço e o prazo de entrega, mas nada impede que os EUA ou a Suécia façam outras propostas”.

É parece que acabou… mas nem tanto…

Sds.

Deio
Visitante
Deio

Caros,

salvo uma força em contrário, o vencedor é o Rafale.
Entendam como força contrária uma extraordinária oferta americana ou sueca ou, então, uma escorregada violenta da posição francesa.

Estranho
Visitante
Estranho

Só no Brasil o vencedor é conhecido, mas não foi encerrada a licitação. O preço cada um diz uma coisa. Alguém já viu uma licitação ganha e depois vc vai querer baixar o preço, parece piada. É uma pataquada esse governo. O Brasil não é um país sério e com LULA e Jobim é uma comédia de baixo nível. 5 bilhões de euros só se for para transferir a fábrica da França para o Brasil. Será que até 2012 o radar AESA vai estar nos aviões? Acho que o Rafale é o melhor caça dos três, mas como a Dassault… Read more »

bandeira
Visitante

É parece, que foi o efeito “51” novamente, será que no planalto, não existe ninguém que diga ao Sr. Presidente “porque no te calas”
Vamos continuar pagando mico até quando?

Deio
Visitante
Deio

Não é uma licitação, mas uma concorrência técnica e política. A ela não se aplicam regras de compra de instituições públicas. Se o MD quisesse, dava as costas aos franceses amanhã mesmo é sentava à mesa com suecos ou americanos.

Agora é que a questão comercial será detalhada. A escolha é preliminar e, para passar disso, muita água vai rolar.

Abraços

F/A-18E Super Hornet
Visitante
F/A-18E Super Hornet

“Por quê outros países não compraram o Rafale??”

Devido ao fortíssimo lobby da concorrência: Coréia e Singapura são países que têm imensa influência norte-americana, isso é histórico. Fato que derrotou a escolha do Rafale.

Um país que tem grandes chances de adquirir o Rafale, além do Brasil é a Líbia, tome nota. O Rafale também participa de concorrências de compra na: Suíça e Índia (espécies de FX-2). E possíveis aquisições em Omã e Kuwait (compra direta).

Abraços

gaspar
Visitante
gaspar

teremos Rafales com AESA, misseis russos, israelenses, sul africanos/brasileiros alem dos Meteor…
nao sei do que o povo esta reclamando…

Deio
Visitante
Deio

Senhores, o que faz um foguete voar?

Não é o combustível, mas o dinheiro. Quem aprova este é o Congreso e quem libera é o governo.

Aqui o caso é o mesmo.

Não estão comprando uma frota de ambulâncias. São aeronaves de combate e está em jogo mais do que as qualidades da aeronave. É uma política entre dois governos.

Mineiro
Visitante
Mineiro

Decidir “começar uma negociação para compra” é bem diferente de ” fechar o negócio”. Acho que devido à ansiedade houve uma precipitação geral.Sei não! Tá parecendo mais um recadinho sutil do Lula para o Sarcozi quanto à necessidade de realmente melhorar a proposta. O mesmo está sob uma pressão tremenda na França e dissemos a ele: – é só voces realmente quererem, a grana tá aqui ou seja, a abelha quer mel???.

Hornet
Visitante
Hornet

“Acho que devido à ansiedade houve uma precipitação geral”, Mineiro, em partes é isso mesmo. E em partes é aquilo que comentei em outro post: houve a liberação por parte do governo de a FAB e o MD negociar diretamente com a França. Acabou de sair esta nota no MD. COMUNICADO À IMPRENSA (08/09/2009) Programa FX-2 No dia 06 de setembro, o Presidente da França, Nicolas Sarkozy, em encontro com o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, manifestou o interesse do governo francês em aprofundar a parceria entre os dois países também no setor aeronáutico. Afirmou que o Governo Francês… Read more »

kaleu
Visitante
kaleu

Srs. Sem delongas … NÃO ACABOU !! COMUNICADO À IMPRENSA (08/09/2009) Programa FX-2 No dia 06 de setembro, o Presidente da França, Nicolas Sarkozy, em encontro com o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, manifestou o interesse do governo francês em aprofundar a parceria entre os dois países também no setor aeronáutico. Afirmou que o Governo Francês assume, além de outros, o compromisso de fazer ofertar os aviões Rafale ao Brasil com preços competitivos, razoáveis e comparáveis com os pagos pelas Forças Armadas da França. Informou, ainda, da disposição da França de adquirir aviões KC-390, em fase de projeto na… Read more »

Hornet
Visitante
Hornet
Hornet
Visitante
Hornet

ops! Não tinha esquecido do link…mas tudo bem…postei duas vezes, fazer o quê?…hehe

kaleu
Visitante
kaleu

E essa declaração (Abaixo) é uma “pressão” ao Gov Brasileiro que infelizmente age com IMPERÍCIA, IMATURIDADE, AMADORISMO E PRECIPITAÇÃO …

““A declaração do presidente Lula significa claramente que o Rafale ganhou a competição”, garantiu o porta-voz da Dassault.”

abc
Kaleu

PS não aceitamos pressão nem dos gringos … vamos aceitar desses comedores de lagosta ?

Hornet
Visitante
Hornet

Kaleu,

fomos rápidos no gatilho, hein?…hehehe

abração

Getulio - São Paulo
Visitante

Esta declaração do Jobin é sofrível para quem foi jurista. Pois quem conhece a Constituição Federal, sabe claramente que numa república manda o Presidente que é o Chefe de Estado e ao mesmo tempo Chefe de Governo, pois não há Primeiro Ministro. Portanto, quando o presidente assinou a resolução conjunta dos dois países, dos dois governos está sacramentado o pedido de compra e venda. Cabe ao ministro no seu papel, negociar os termos do acordo, só isto. Agora acrescentar em seu texto dizendo que a concorrência continua, ele carreia para sí responsabilidade que o presidente não lhe outorgou em sua… Read more »

COMANDANTE MELK
Visitante
COMANDANTE MELK

Senhores, mais subsidios a discussão. Lá vai… BRASIL E FRANÇA – Interesses em jogo Zero Hora Frota renovada para proteção das riquezas A explicação para o acordo com a França é de que o Brasil precisa renovar a frota da Marinha para ter condições de proteger as megarreservas nacionais de petróleo. Até 2020, o Brasil pretende ter a maior e mais poderosa força naval da América Latina, com submarinos, fragatas, navios leves e corvetas, além de mísseis de longo alcance, torpedos, aviões e helicópteros de tecnologia avançada. Negócios vão além da área militar A França vê no Brasil um parceiro… Read more »

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Sim, agora está claro, o que deve-se fazer de hoje até o final do ano é refinamento do contrato, com datas, conteúdo, forma de financiamente, contra-partidas, tudo nos mínimos detalhes e registrado no cartória mais próximo com reconhecimento de firma e tudo…
abs

kaleu
Visitante
kaleu

Hornet … parto do princípio de que a FAB já entregou o relatório elaborado pelo GPF-X2 … se ainda não entregou … foi uma tremenda FALTA DE RESPEITO com todos aqueles que trabalharam SERIAMENTE nas análises dos equipamentos e demais aspectos envolvendo o FX-2 … e um p… amadorismo do GOV FED … pelo amor de deus … só pra fazer oba, oba com o Sarkozy ? … e o esquadrão de demonstração deles não teve nem a sendibilidade de que a fumaça fosse verde e amarela … “pintaram” os céus de Brasília de Azul, Vermelho e Branco em pleno… Read more »

Leandro Mello
Visitante
Leandro Mello

Pelo o que eu entendi é que o Rafale já foi escolhido e que seus “acessórios” vão ser negociados. Mas nada impede de que possamos escolher os dois outros finalistas, isso se ouver alguma coisa que atrapalhe o pocesso de negociação, o que eu acho que não ocorrerá.

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Ao contrário dos Alemães que ficam chorando pelos cantos, os Franceses têm o objetivo bem claro de aproximação com o Brasil e vender reatores para novas usinas nucleares, trem de alta velocidade, infra-estrutura aeroportuária (Copa do Mundo de 2014) e enquanto isso na na terra da Angela Merkel, a Thyssen Krupp e HDW choram e reclamam e ameaçam, e finalmente perdem negócios no Brasil.

Getulio - São Paulo
Visitante

Em tempo: numa república presidencialista como a nossa.

Getulio - São Paulo
Visitante

Em tempo 2: Se o Jobim não gostou da decisão do chefe, então, que peça a conta, é o respeito a hierarquia.

Hornet
Visitante
Hornet

Kaleu, trapalhada foi. Mas não sei de quem, se do governo ou da imprensa que já deu o caso por encerrado sendo que o programa não é e nem nunca foi uma concorrência. Este ponto, (o fato de o FX2 não ser uma concorrência e sim uma compra direta), é que confudiu toda a discussão que se fez aqui no blog ao longo destes meses todos. E o pior é que sabíamos que não era uma concorrência, que era uma compra direta. Mas enfim… E o que foi anunciado ontem está totalmente de acordo com o fato de o FX2… Read more »

Hornet
Visitante
Hornet

Em tempo, pois acho que me expressei mal.

A trapalhada, no caso, foi da imprensa em geral, e não do Blog. O Blog informou o que saiu na imprensa. Não tem culpa de nada.

gerson
Visitante
gerson

Caros amigos,

Os EUA não levam porque o senado deles não vai aprovar transferir nada. a Suécia só se eles vederem a SAAB para a Embraer ( o NG é um bom prototipo, só isso), agora os Franceses levam porque além de tranferir toda a tecnologia solicitada, tem muito mais acordos em diversas áreas com os Franceses prontinhos pra sair do forno que vão beneficiar muito as indústrias, universidades, detre outras que precisam se desenvolver.

Paulo
Visitante
Paulo

O jogo só acaba quando termina. Pelas propostas já apresentadas o Brasil acertadamente vai de Rafale, todavia, se o Obama, em desespero, resolver oferecer F35 com abertura total dos códigos fonte quem disse que não podemos avaliar. Se até a assinatura da compra as propostas não melhorarem vamos de Rafale, senão de outro. É uma inteligente forma de jogar a derrota dos outros concorrentes integralmente nas costas americanas e suecas, para que ninguém venha reclamar. Se eles queriam tanto ganhar o FX2 por que não ofereceram os F35 ou os F15 SE com abertura dos códigos e materiais de produção?… Read more »

Tiago Jeronimo
Visitante
Tiago Jeronimo

Chamada do Jornal da Globo de hoje:

“Governo volta atrás e diz que não comprou o caça Francês ainda.”

HENRIQUE
Visitante
HENRIQUE

36 milhões d euros por cada helicóptero, 125 milhões de euros por cada rafale. Absurdo….NUNCA UM PAIS NO MUNDO PAGOU TANTO POR TÃO POUCO……ESSAS ____________SÃO FEITAS DE OURO?

Ainda por cima esse mesmo molelo de helicóptero já foi comprado pelo EB por menos de 12 milhões de dólares a poucos anos.

HENRIQUE
Visitante
HENRIQUE

36 milhões d euros por cada helicóptero, 125 milhões de euros por cada rafale. Absurdo….NUNCA UM PAIS NO MUNDO PAGOU TANTO POR TÃO POUCO……ESSAS M_____________ SÃO FEITAS DE OURO?

URUTAU
Visitante
URUTAU

Boa Noite Senhores bom como voces devem saber pelos meus inumeros comentarios vejo com serias restrições essa nova parceria esse novo alinhamento com a França drvo ressaltar novamente não quanto aos produtos franceses pois este são sem duvida de excelente qualidade são produtos confiaveis e tecnologicamente de ponta mas sim com o custo beneficio são produtos de valor de aquisição salgado e valor operacional tambem muito alto mas ate mesmo isso seria contornavel para mim o maior problema em si é na realidade este total alinhamento creio ser muito muito mas muito mesmo temeroso este total alinhamento com os franceses… Read more »

MOsilva
Visitante
MOsilva

Repassando uma postagem anterior minha… Baschera e Hornet Vocês colocaram de forma mais clara o que eu queria dizer: como não há uma licitação (que era o caso do programa FX), não há um “vencedor”. E é exatamente este o ponto que destaco: se não há um acerto formal de intensão de compra, não há compra. Até porque é necessário a liberação de verba para tal (papel do congresso). A FAB, pelo que sei, não faz negociação direta de compra. Este é um trabalho da diplomacia. Coube (exatamente assim, no passado) a FAB destacar os pontos positivos e negativos de… Read more »

Hornet
Visitante
Hornet

MOsilva, estou fazendo o mesmo com meu comentário (acho que este post é mais apropriado que o outro para esse nosso diálogo). MOSilva, exatamente. O ponto é bem este: o FX2 só termina quando um contrato for assinado, quando o Congresso liberar a verba etc. Esse é o final verdadeiro do FX2. O que ocorreu ontem foi uma clara indicação da preferência do governo. Se a FAB está de acordo ou não, não sei te afirmar. No entanto, uma coisa é certa e inquestionável: quem lutou pela TT em primeiro lugar, bem antes do FX2 começar, foi a própria FAB.… Read more »

URUTAU
Visitante
URUTAU

Prezado MOsilva

meus parabens pelas suas colocações e observações meu amigo muito sensatas e coerentes bem embasadas e com visão politica-estrategica
realmente compartilho com seu pensamento creio que para o BRASIL isto seria ou até melhor cairia como uma luva

SDS