Home Estratégia Compra de caças franceses ilustra corrida armamentista na AL, diz ‘Monde’

Compra de caças franceses ilustra corrida armamentista na AL, diz ‘Monde’

265
83

rafale-13

vinheta-clippingO acordo para a compra de caças franceses pelo Brasil, anunciado na segunda-feira pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Nicolas Sarkozy, ilustra a corrida armamentista vivida atualmente pela América Latina, diz o jornal francês Le Monde desta terça-feira.

“Sarkozy também finaliza em Brasília a venda de helicópteros de combate e a construção de quatro submarinos convencionais e um submarino nuclear – o que configura o maior contrato militar já assinado pelo Brasil”, afirma o diário.

“Com isso, o Brasil está tentando reforçar sua posição estratégica na região (da América Latina) e se opor à influência americana sobre o continente sul-americano.”

Em entrevista ao Le Monde, analistas ressaltam que a decisão do Brasil de procurar parceiros fora da América Latina para a obtenção de know-how de tecnologia militar pode “provocar uma corrida armamentista no continente e ser um obstáculo a uma maior cooperação com os países vizinhos no setor da defesa”.

Colômbia e EUA

Segundo o jornal, o orçamento militar dos países sul-americanos aumentou 91% entre 2003 e 2008.

O diário cita como exemplos a aquisição pelo Chile de tanques Leopard 2 e o recente acordo de cooperação militar entre os Estados Unidos e a Colômbia, que provocou reações negativas da Venezuela e do próprio Brasil.

“Esses anúncios aceleraram a compra de armamentos por Argentina, Peru, Equador e Bolívia”, afirma o Le Monde.

“Além disso, a tensão se agravou nos últimos meses, com o golpe de Estado em Honduras, que lembrou aos países latino-americanos que as armas ainda têm sua voz no continente.”

Ainda de acordo com os analistas ouvidos pelo jornal, por se oferecer a fabricantes franceses, o Brasil acabou contrariando seu próprio discurso de ser soberano em matéria de armamentos.

“O Brasil deveria dar o exemplo e não contribuir para a criação, no continente, de um cenário de possíveis enfrentamentos geopolíticos entre grandes potências estrangeiras”, disse ao diário o analista brasileiro Thiago de Aragão.

‘Bilhete premiado’

O acordo entre França e Brasil também foi destaque no jornal francês Libération, segundo o qual, trata-se de um “bilhete premiado” para a indústria bélica francesa, que atualmente atravessa uma crise.

O diário informa que os aviões Rafale, que o Brasil deve importar, serão vendidos “nus”, o que deve obrigar o país a comprar também da França os armamentos que vão equipar as aeronaves.

O Libération diz ainda que, sem o mercado brasileiro, a fabricante do Rafale, a Dessault Aviation, poderia fechar.

“Desde sua chegada ao poder, Nicolas Sarkozy se dedica a dar a Serge Dessault, o grande patrão da empresa e também do jornal Le Figaro, um lugar central no jogo industrial francês”, comenta o diário de oposição.

FONTE: BBC Brasil

83
Deixe um comentário

avatar
83 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
56 Comment authors
KarenErnisioBascheraWolfpackVerdeAmarelo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
CMG Omicron
Visitante

Fica nítida na matéria a clara influência da oposição do Sarkozy nas opiniões.

Asterix
Visitante
Asterix

Será mesmo que o caça virá “pelado de fábrica”?
Eu, particularmente não acredito que os orgãos competentes concordem com essa condição. A tão alardeada TT não tem nada à ver com isso??

billy
Visitante
billy

Já começou? no dia seguinte? será que a frança vai querer ser associada à uma corrida armamentista na AL? Será que sarkozi vai querer perder o controle sobre o armamento vendido?

Flower Flap
Visitante
Flower Flap

Nada de novo, somente mais uma trapalhada da dupla Lula/Jobim, que sobra p/ o Brasil pagar o pato.
Entre a promessa de ToT, ou como chamam aqui TT, ao Brasil e a realidade de manter empregos de franceses, qual questão vcs acham que vai prevalecer???

Asterix
Visitante
Asterix

Pelo que entendi então, Prezado Flower, esses caças seriam meros “enfeites”, enquanto os Brasil não gastar mais ainda com as parafernálias suficientes para torná-los adversários à altura para certos invasores?

Felipe Cps
Visitante
Felipe Cps

Uai, vem pelado? E as armas? Xiiiiii… Será que acabada uma novela começará outra?

Pessoal, estou lendo por aí que o anúncio do Mulla pegou a FAB totalmente desprevenida, e que o processo ainda esta(va) em andamento! E que tem muito FABiano de alto escalão indignado! Se isso ocorreu, parece-me algo grave! E o tal Conselho de Defesa, não opinou?

Aguardemos notas oficiais. O que quero ver mesmo é o pronunciamento da FAB. Aliás, tá demorando já. Mas gostaria de saber a opinião dos colegas.

Abs.

Andre
Visitante
Andre

Pois eh, serah igual cartucho de impressora. O preco da impressora pode ateh ser atraente mas qdo vc vai comprar o cartucho… No longo prazo entao, nem se fala. O custo vai pras alturas. Nao confio nos franceses. Mesmo.

João
Visitante
João

Somente eu que acho hilário a matéria de uma agencia de notícias fazer comentários sobre uma matéria de jornal?
Em outras palavras comentarista de comentarista? Aff o jornalismo está realmente decadente.

Lucas Calabrio
Visitante
Lucas Calabrio

Prezados
O que está ocorrendo é o entendimento, pois a dassault ficou em primeiro lugar , mas se as negociações não sairem como combinado, vamos de outro caça, o que é preciso ficar claro é que quem mais precisa neste momento é a dassault e não o Brasil tem a saab e a boeing.
sds

fabio
Visitante
fabio

Boatos, falações, veborrargia… O Brasil comprou um otimo equipamento e com certeza vai desenvolvê-lo e adaptá-lo as necessidades da FAB. Contentes e descontentes tem em todo lugar. Imaginem o bá fá fá entre os milicos do Tio San quando anunciaram a redução do projeto F22 Raptor… normal a falação. Se o Brasil tivesse comprado F35 tb apareceria a turma dos descontentes… enfim.. agradar a todos é IMPOSSIVEL.

Lex
Visitante
Lex

Pessoal não acredito qe vcs ainda vão comentar sobre essa materia?!?!
Isso ta na cara qe é baléla da oposição!!

Asterix
Visitante
Asterix

Essa do cartucho foi bem legal. Cheiro de mais uma trapalhada no ar…..

germa
Visitante
germa

Acredito que a matéria é meio sensacionalista pq:

1)Não acredito que o Brasil esteja contra os EUA como se fosse um rebelde.Simplesmente(como se fosse assim tão simples)o pacote francês
foi mais interessante que o americano e o suéco.

2)O orçamento militar cresceu em face do crescimento econômico da região.crescimento economico é a velocidade do almento do lucro,
em 2008 a venezuela almentou 1% em quanto a colombia 3,8%.O que em valores absolutos é pouco.

3)Brasil e Honduras são países muito diferentes e não podem ser comparados.

4)Pode ser que os jornais citados, estejam fazendo uma oposição ao Sarcozy.

abs 😉

Esdras
Visitante
Esdras

Vamos ver muito absurdo sendo falado por aí. Se o Rafale era mais caro, logicamente ele vira com armas, porque o F-18 viria.
Quem coordenou a compra não riria cometer essa gafe, depois de longos 11 anos.

Lucas Calabrio
Visitante
Lucas Calabrio

é cumprir o que foi acordado

LBacelar
Visitante
LBacelar

Senhores,

Ao0nde no contrato do FX2 tinha escrito que entre os 36 caças deveria vir tbm o armamento completo? Na nota sobre a transf de armamento dos EUA tbm havia separado o contrato dos armamentos.

Procedimento normal o contrato afirmado será somente para os caças, para os armamentos serão outros 500…

Quanto a FAB ter sido pega desprevinida é balela, p/ não falar que é mentira, pois a mesma entregou os relatórioa em agosto ultimo. Já começou o choro dos derrotados? Daqui a pouco vai ter lobbysmo que nem em outro blog rsrs

Asterix
Visitante
Asterix

Mas, sem dúvida, o caça é espetacular!!
O que a matéria está dizendo, ao meu entender, é que não será cumprida a importantíssima TT. Será que seria viável adaptar um sistema de armas e aviônica à partir de tecnologia Brasileira?
Será que o Brasil tem know how para isso?

Lex
Visitante
Lex

Até parece qe nos dias de hj iriamos comprar um caça sem armamentos…
Ainda + depois dessas exigencias todas qeo MD e a FAB fez!

Ighor Melo
Visitante
Ighor Melo

Olá a todos. Minha leitura não foi essa que está no texto. O jornal Liberation se referiu que o preço divulgado inicialmente (não me lembro qual era) inclui somente os aviões, e que os armamentos, fazem parte da oferta só que o preço destes não foi agregado ao total, pois aguarda negociação. A verdade é que a compra ainda não foi feita de fato, e não é necessário entrar neste tipo de detalhe. As negociações começaram apenas e devem se arrastar por mais de seis meses, no mínimo. Ao final delas saberemos qual o acerto final em termos de preços… Read more »

Lucas Calabrio
Visitante
Lucas Calabrio

a tinta é de ótima qualidade

Roberto CR
Visitante
Roberto CR

LBacelar Concordo plenamente com suas colocações. E que coisa mais sem sentido é essa: “…analistas ressaltam que a decisão do Brasil de procurar parceiros fora da América Latina para a obtenção de know-how de tecnologia militar…”. Qual pais na América Latina tem algum know-how digno do nome e que nos interesse? Mas a melhor parte é a do Sr. Thiago de Aragão: “O Brasil deveria dar o exemplo e não contribuir para a criação, no continente, de um cenário de possíveis enfrentamentos geopolíticos entre grandes potências estrangeiras”. A quem não sabe, essa tese defendida pelo sublime acima pode ser chamada… Read more »

Moreau
Visitante
Moreau

Se o Rafale vem “pelado de fabrica” como estão dizendo e os franceses salgarem muito o preço do pacote de armas não chega a ser um grande problema já que teremos os códigos fonte e poderemos integrar armas nacionais ou de outro fornecedor como Israel e África do Sul.

fullcrum
Visitante
fullcrum

Analista, todo mundo pode se identificar como especialista, analista. O cara tem a cara de pau de falar que nos estamos dando munição a uma corrida armamentista por aqui, tá demais hein!!!!!

JC
Visitante
JC

Felipe CPS, tb li a respeito disso e todos estao ignorando o fato, q provavelmente eh real, visto q o mulla e o MD tratam os militares como querem e estes nao abrem a boca pra nada.
Como aqui todos estao euforicos com tudo q aconteceu, eu fico quieto….mas TUDO q vem desse governo eh criminoso ateh prova em contrario.

BVR
Visitante
BVR

Jornalismo mediocre é mediocre aqui e lá fora. “Brasil deveria dar exemplo e não incentivar corrida armamentista no continente!?!?!!!” Fala sério !!!! Como bem colocou “germa em 08 set, 2009 às 13:33 “, também vejo pelo lado econômico e mais, estava mais do que na hora das forças armadas atualizarem o arsenal. É natural que o país que venda tenha aumento nos postos de trabalho; a questão é que DESSA VEZ, serão garantidos postos de trabalho aqui também. Esse acordo beneficia (de maneira indireta é claro) até os jornais, pô. Já não tinham mais o que estampar nas manchetes, era… Read more »

massa
Visitante
massa

Estranho mesmo é a contratação da Odebrechet, sem licitação, para construir obras de infra-estrutura: estaleiro e base naval. Vão sair pela bagatela de R$ 5 bilhões. E por que não licitação? Segundo a versão oficial, sabe-se lá por qual estranha razão, essa teria sido uma exigência dos franceses !
É mesmo? Quer dizer que eles só fariam contratos da ordem de R$ 38 bilhões se uma empreiteira em particular cuidasse daquelas obras?
Mais um pouco Sarkozy exigiria que comprássemos CDs de Carla Bruni junto com os aviões franceses…

william
Visitante

O Brasil tem o destino histórico de andar na contramão, como diria o Tricolor Nelson Rodrigues. Quem conhece equipamento militar sabe que essa compra do Rafale é uma grande e caríssima bobagem – o preço a ser pago é um roubo escandaloso, para dizer o mínimo. No que se refere a interceptadores para a FAB, o principal aspecto a ser considerado é o radar de bordo, uma tecnologia reconhecidamente de domínio dos norte-americanos. No caso, o F/A-18 Super Hornet é infinitamente superior aos demais concorrentes, por conta de possuir um excelente conjunto propulsor, ser uma aeronave multitarefa que pode operar… Read more »

Jonas Rafael
Visitante
Jonas Rafael

Estão fazendo alarde com essa corrida armamentista da mesma maneira que a história da 4a frota. A única coisa em que o Brasil avançou foi em relação ao Sub Nuc. De resto é substituição de equipamento antigo. Ora, eles acham que o F-5 vai durar pra sempre? Alguém pode reclamar que o Rafale acrescenta em muito à capacidade bélica brasileira e isso é verdade. Mas será que mudaria muito se ao invés disso tivéssemos adquirido 36 F-16 usados? Sobre a falta de armamentos para o Rafale, fica difícil responder agora, mas vale lembrar que se a promessa de abertura de… Read more »

Felipe Cps
Visitante
Felipe Cps

É, essa da Odebrecht é pra discutir lá no Naval, mas que cheira a enxofre cheira… O FX2 nem tanto, já era uma coisa mais planejada…

Mas tenho lido até que o Saito estaria pedindo o boné, por conta do Mulla e NJ terem passado em cima dele e da FAB…

Xiiii, sei lá, aguardemos, mas parece que a coisa tá fedendo pros lados do Ninho das Águias tb…

Sds.

Marcos T.
Visitante
Marcos T.

“Para que gastar R$25 bilhões em armas se não estamos em guerra?”
“E a saúde?” “E a educação?”

Nunca ouvi tando essas perguntas em tão pouco tempo.

E tem muita gente aqui falando besteira.

Ganhou o Rafale, para quem ainda tem duvida.
O resto é papo de “viuva”.

Flower Flap
Visitante
Flower Flap

O problema não é o Saito pedir o boné, pela forma como a FAB foi tratada na questão, a dupla Lula/Jobim está pouco se lixando.

mane
Visitante
mane

‘Quanto a FAB ter sido pega desprevinida é balela, p/ não falar que é mentira, pois a mesma entregou os relatórioa em agosto ultimo. Já começou o choro dos derrotados? Daqui a pouco vai ter lobbysmo que nem em outro blog rsrs”

O relatório não foi entregue, e sequer tinha chegado ainda ao conhecimento do Alto Comando da FAB.

O Jobim simplesmente se meteu no meio de uma concorrência em andamento e declarou o nome do vencedor, sem respaldo de estudo ou documento algum.

Este país… e ainda tem gente comemorando.

Leoamx
Visitante
Leoamx

7 de setembro de 2009 o dia em que o Brasil ficou dependente da França, o que é pior para isso ainda desenbolsamos 26 Bi de reais, e em troca gamhamos um monte de sucatas para marinha, verdadeiras banheiras submergíveis, e um esquadrão de aviões que eles só venderam para nós troxas. Nem mesmos os parceiros europeus da França no projeto do Rafale engoliram esta porcaria. Há mais tem um consolo, no dia anterior a pior tragédia que o vosso lula (MULA) presentiou a nossa nação, o fantastico nos presentiou com uma matéria da primeira dama francesa, alias e um… Read more »

J Curitiba
Visitante
J Curitiba

Dadas as atuais condições da FAB qualquer uma das três aeronaves seria um ganho.

Mas, passar po cima da FAB como foi feito, decidir uma matéria tão importante da forma como foi decidida é de um amadorismo absurdo!!!

Dá vergonha.

Luciano Baqueiro
Visitante
Luciano Baqueiro

Calma amigos, desde quando jornalistas são donos da verdade ? Só porque algum jornal publica uma informação ( Rafales ‘pelados’ ) ela deve ser tratada como inquestionável ? Tiveram acesso a alguma informação restrita ? Quais suas fontes ? Não tem nada disso na matéria. A maioria de nós ‘leigos esclarecidos’ sabe que hoje a aeronave é basicamente um vetor que compõe um Sistema de Armas, me parece que a FAB também já tem conhecimento disso ( ironia minha, ok ? ) – tanto que já trabalha c/ data link tornando um vetor muito limitado como o F-5 um interessante… Read more »

Leoamx
Visitante
Leoamx

Igor Melo seu paga pau. Sobe em um rafale bi-place (claro que de aviação tu num entende nada, e vc vai de carona, com uma saco de vómito na cara) e vai tirar uma com um SU-32, Mig-27, F-15K, F-18 SR , Gripen , nem digo o F-22 que é covardia. ah antes de subir se vc tiver dependente prepara o seu testamento pra num fazer mais cagada na vida. E ver no q é que dá, vc vai virara pó, a não ser se o assento inglês Martin-Baker não te livrar a cara e vc resistir ao tranco. Amigo… Read more »

tomastomaspriet
Visitante
tomastomaspriet

Diante do preço pago por estes caças só espero que o Governo e FAB tenham exigido condicionantes vantajosas à França. Esta compra só será adequado para o Brasil desde que o repasse de tecnologia seja de no mínimo 50%, tanto estrutural, avionica, radar e motor. Na verdade estamos comprando um caça que se tornou muito caro pelas poucas encomendas que teve até pela França, país que enfrenta problemas de fluxo de caixa há tempos. A falta de encomendas está levando a Dassoult praticamente à insolvência. Caso o Brasil venha a produzir de 120 a 150 caças, como é a intenção… Read more »

tyrion
Visitante
tyrion

1.Creio que a decisao sobre o rafale ja estava tomada desde o começo de agosto, o resto foi cortina de fumaça para nao dar muito bafafa…e a FAB ja estava sabendo da coisa…sem problema.
2.com isso ja se sabe que a força aerea embarcada para o sao paulo sera mesmo o rafale e ta bonito.
3.A corrida amarmamentista na AL ja começou faz tempo e o Brasil pra variar seu atrazado…

Soldier
Visitante
Soldier

Amigos, Na minha opinião esse “especialista” Thiago Aragão deve ser “especialista” em fazer piadas sem graça. Essa cara não sabe nada e muito menos se tocou como “especialista” que na América do Sul, excluindo o Chile, o que ocorre não é corrida armamentista e sim a substituição de equipamentos obsoletos por novos e/ou usados no estado da arte. Falar que o Brasil está fomentando um corrida armamentista é abusar da nossa inteligência. Por favor né!!! Quanto ao o que o colega disse sobre adquirir F16 ao invés dos Rafales, sinceramente eu não concordo. O Rafale é um avião muito mais… Read more »

gerson ( fronteira sul)
Visitante
gerson ( fronteira sul)

meu deus??
tomara que tudo isso seja mentira.
comprar um caça tipo rafale e adaptar no brasil.
credo. imagine..rsrsr
metralhadora .50 e lança foquetes…

por isso eu torçia pelo f-18e cuja proposta estava ((escrita)) e contava com diversos tipos de armas e sensores.

abraços

Tiago Jeronimo
Visitante
Tiago Jeronimo

Claro que como Jornal de Oposição o Le Monde vai meter o pau, politica é igual em todo lugar, só muda o nome do partido. Mentiras do Le Monde: * Dizer que os Rafales virão “Nus”. * Dizer que o Brasil que começou a corrida armamentista. * Dizer que o Brasil acabou contrariando seu próprio discurso de ser soberano em matéria de armamentos. É por essas e outras que pra ser jornalista não precisa mais de diploma. O que eu quero mesmo saber é se a escolha foi ou não aprovada pela FAB. Alguém já sabe? Já vi que disseram… Read more »

URUTAU
Visitante
URUTAU

Senhores

não quero jogar agua no chopp de voces mas recomendo esta excelente leitura para todos e digo de coração aberto e brasileiro até a morte só espero que eles tenham mudado pois caso contrario estaremos literalmente em maus lençóis mais dia menos dia
http://www.naval.com.br/historia/lagosta/lagosta1.htm
MEU BRASIL BRASILEIRO VIVA TEU NOME TUA HISTORIA TEU POVO TUA TERRA

SDS Senhores

Andre de POA
Visitante
Andre de POA

Esse Thiago Aragão, por favor, deveria silenciar em vez de cometer esse crime de lesa-patria com seus comentários insentos de inteligência.
Off topic: A triade de blogs naval, aereo e forças terrestres poderia dar divulgação ao brasileiro que mostrou ao mundo que temos massa crítica (cérebros) para entender (não usar) a “mecânica” dos explosivos nucleares.
O digno físico brasileiro escreveu uma obra aonde decifra o processo nuclear antes, durante e após o evento zero.
Para saber maishttp://www.livrariadafisica.com.br/detalhe_produto.aspx?id=31458:

Leoamx
Visitante
Leoamx

tomastomaspriet
O Brasil não exige nada de nimguem, vide o caso gaz da Bolívia , Itaipú do Paraguai… estamos aqui a 500 anos trocando nossas riquezas naturais , por bugingangas. Olha a nossa grande (segundos os que nos querem nos iludir) balança comercial os itens de comodite de matéria-prima são cerca de 65% to total. Isto é pais avançado?

Abre o olho

bulldog
Visitante
bulldog

Vem “pelado” pq teremos os códigos fonte e “vestiremos” com as “roupas” que quisermos!!!!

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

O Brasileiro é complicado mesmo, o equipamento nem mesmo chegou e ja estão metralhando o investimento. Vamos esperar chegar e ver se são bons mesmo, ai da para metralhar a vontade, em relação ao preço, quem conseguir comprar uma FERRARI por 10.000 reais, por favor me avise, quero comprar uma para mim.hahahahahahahhhahh O problema do preço meus amigos é que o Brasil deixou para comprar tudo de uma vez, qto tempo faz que o Brasil não compra um bom helicoptero! Qtos submarinos nos construimos! Qtos AMX foram comprados! A verdade é que depois de 1985, o governo Lula, não quero… Read more »

Felipe Cps
Visitante
Felipe Cps

LEOAMX:

Não sou editor do blog mas, em nome de todos, peço que o amigo modere o linguajar e a agressividade contra o amigo Ighor Melo e o amigo tomastomaspriet. Eles deram suas opiniões sensatas e ponderadas, sem agredir ninguém.

Calminha tá? Todo mundo aqui tem direito a opinar, o tema é complexo mesmo e ninguém é dono da verdade ok?

Sds.

mauro dias
Visitante
mauro dias

Os franceses precisam mais desta venda do que o Brasil adquirir deles este caça.Esta venda irá , com certeza, influenciar outras em que a França, tenta colocar seu caça. Quanto aos armamentos, a FAB sempre deixou claro que queria livre decisão quanto a estes, se não para que TT?, ( viram LAAD-09?, e FAB com Africa do Sul DENEL? O negócio esta feito, se tem reclamam que não tem , se tem nunca esta de acordo, não da para entender. Só falta agora aparecer algum colega de blog achando que deveria-mos derrubar o governo para incorporar o Brasil aos USA,… Read more »

GERSON VICTORIO
Visitante
GERSON VICTORIO

O relatório da FAB foi entregue na segunda semana de agosto.

Angelo Nicolaci
Visitante
Angelo Nicolaci

Felipe cps

Vamos ter aparelhos basicão, armas são a parte, é como comprar carro, vc paga pelo carro , se quiser os acessorios paga mais caro ainda, esses rafales vão muito o que falar ainda, é só o inicio do calvário, vão ser FIAT (Fod… Isso Agora e Teu)