quarta-feira, abril 21, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer formaliza entrega do Link-BR2

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Sistema possibilita intercâmbio tático de dados durante operações

A Embraer concluiu a entrega do protocolo a ser empregado no sistema de enlace de dados em rede denominado Link-BR2 para o Comando da Aeronáutica do Brasil. Desenvolvido pela Embraer, com total interação com a Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) do Comando da Aeronáutica, após assinatura de um contrato em 2006, este protocolo permitirá a viabilização de um moderno sistema de intercâmbio de dados durante operações da Força Aérea Brasileira (FAB), podendo
também ser adequado para interoperabilidade com a Marinha do Brasil e o Exército Brasileiro,
em operações conjuntas.

“Estamos muito satisfeitos em ter participado desse importante projeto do Comando da Aeronáutica”, disse Orlando José Ferreira Neto, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Defesa. “Este produto permitirá que o sistema Link-BR2 se torne uma realidade operacional, dotando a FAB de um protocolo de enlace de dados de alta qualidade, equiparável aos mais modernos protocolos de sistemas táticos de conexão em rede utilizados no mundo.”

Nos últimos anos, a Embraer tem investido no desenvolvimento de softwares embarcados para aeronaves de combate, de modo a fornecer não somente as plataformas dos aviões, mas também serviços de integração dos sistemas de sensores e de missão. Dentre os projetos mais recentes, destacam-se o da aeronave Super Tucano, a modernização dos jatos F-5 e A-1 (AMX) da FAB e a família de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (Intelligence, Surveillance and Reconnaissance – ISR).

A Empresa também oferece soluções em solo para o segmento de Comunicação, Computação, Comando, Controle e Inteligência (C4I) e atua na área de treinamento, tendo desenvolvido o Sistema de Apoio para Treinamento Operacional (Training Operational Support System – TOSS) para o Super Tucano, uma ferramenta computacional integrada composta por quatro sistemas: o CBT (Computer Based Training), treinamento computadorizado que melhora o aprendizado dos pilotos; o FS (Flight Simulator), simulador
de vôo; o MPS (Mission Planning Stations), para planejamento de missões de navegação e ataque; e o MDS (Mission Debriefing Station), para análise dos dados e resultados das missões realizadas.

FONTE: Embraer

- Advertisement -

26 Comments

Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
dumont

finalmente… com esse DL os resultados do RedFlag teriam sido ainda melhores…

Caipira

Incrível….
Parabéns as FAs e a EMBRAER….
Na guerra moderna a tal da “consciencia situcional” é muito importante não?

Sopa

Esse sistema (C4I)da Embraer (FAB), será que está em pé de igualdade com os do EUA ?

gaspar

isso seria um DataLink criptografado ??? algo parecido ??

Sérgio

Bem melhor pois qualquer “sucata” vira plataforma, só falta a produção própria de “mísseis alem do alcance visual” e aí podemos reativar o T-6 do Cel. Braga, ir no museo do Campo dos Afonsos e fazer a festa. Basta de F-x’SS.

Isso faz a diferença entre os países da AL, massa encefálica, infraestrututa educacional e industrial por consequência. Mas a melhor notícia é ter um sistema de Comando e Controle que abraçam as três armas, dando um verdadeiro sentido de Defesa e otimizando os meios.

Zero Uno

Importantíssimo passo dado pela EMBRAER e um importantíssimo passo a ser dado por nossas Forças Armadas para sua total integração. Tecnologia própria é o que mais interessa para uma nação e espero mais e mais desenvolvimentos tecnológicos Made In Brasil.

Aos céticos, a resposta…

RL

Gente, isso tudo a gente consegue a duras penas com esforço heróico de gente que quer esse país como uma grande nação. Imaginem vocês como brasileiros, se o governo fizesse um pouuuuuuuuuuuquinho mais do que faz onde iriamos estar em nível capacitacional e profissional de nossas FAA´s. Poh, tem notícia melhor em saber que uma industria nacional possui uma infraestrutura dessa desenvoltura e tão capaz? Nâo sei os amigos, más eu particularmente estou muito feliz com as recentes notícias vinculadas as FAA´s. Claro que poderia ser melhor, más um passo por vez, chegaremos lá. Desenvolvimentos em grande escala. O próprio… Read more »

kaleu

Simplesmente Fantástico …

A integração das 3 armas + radares terrestres + família IRS, traz uma interoperabilidade sem precedentes na A.L., formando assim um “escudo” de respeito … parabéns FAB e Embraer …

Que venhas os Grifos solidificar esse escudo !!

abraços
Kaleu

Carlos Augusto

Porque não o Rafale, Kaleu. Junto com o Rafale a fabricação do Exocet MM40, Mica e o Meteor, isso fica melhor para a FAB e para o Brasil.

Christian Villada

Boa noite pessoal Por lo que entiendo de la nota lo que entrego Embraer es un protocolo para intercambio de datos que sera utilizado en los medios de transmision que ya posee la FAB (como las radios Rhode and Scwartz por ejemplo). Seguramente con esto estan reemplazando el protocolo actual que no debe ser propio. Muy buenas noticias para la FAB creo yo. Respecto del sistema C4I, notar que Embraer lo ofrece pero no dice alli que la FAB lo haya aceptado. Hasta donde se la FAB utiliza un sistema de origen Chileno. Desarrollar softwares de este tipo no es… Read more »

Felipe Cps

Amigo Christian, o TOSS integra o Super-Tucano; este engloba o CBT, MPS, FS e MDS. A Embraer acabou de entregar o centésimo Super-Tucano para a FAB. Logo, a FAB utiliza o sistema TOSS em suas aeronaves de vigilância (AT-29).

Sea bienvenido. Sds.

kaleu

Carlos Augusto, Alto custo de aquizição, operacional e manutenção … demasiada dependência da França … alto custo na integração de novas armas, bem como, custo de integração sistêmica aos atuais equipamentos de nossa força. Grifo já vem integrado ao R-99, A-Darter, bem como, os ensaios de lançamento do BVR Meteor estão sendo realizados pelo Gripen. (Vide Tecnologia & Defesa nº 117 – deste mês), trazendo substancial economia de tempo e recursos. Caro Carlos, a SAAB convidou a Embraer para, conjuntamente, concluir o desenvolvimento do Gripen NG, que será operacional em 2014, isto sim, é verdadeiramente “transferência de Tecnologia”, que capacitará… Read more »

Christian Villada

Oi Felipe

El TOSS esta en servicio con la FAB pero no es un sistema de C4I. Embraer se esta refiriendo a un sistema distinto.

Slds!

dumont

finalmente… com esse DL os resultados do RedFlag teriam sido ainda melhores…

Caipira

Incrível….
Parabéns as FAs e a EMBRAER….
Na guerra moderna a tal da “consciencia situcional” é muito importante não?

Sopa

Esse sistema (C4I)da Embraer (FAB), será que está em pé de igualdade com os do EUA ?

gaspar

isso seria um DataLink criptografado ??? algo parecido ??

Sérgio

Bem melhor pois qualquer “sucata” vira plataforma, só falta a produção própria de “mísseis alem do alcance visual” e aí podemos reativar o T-6 do Cel. Braga, ir no museo do Campo dos Afonsos e fazer a festa. Basta de F-x’SS.

Isso faz a diferença entre os países da AL, massa encefálica, infraestrututa educacional e industrial por consequência. Mas a melhor notícia é ter um sistema de Comando e Controle que abraçam as três armas, dando um verdadeiro sentido de Defesa e otimizando os meios.

Zero Uno

Importantíssimo passo dado pela EMBRAER e um importantíssimo passo a ser dado por nossas Forças Armadas para sua total integração. Tecnologia própria é o que mais interessa para uma nação e espero mais e mais desenvolvimentos tecnológicos Made In Brasil.

Aos céticos, a resposta…

RL

Gente, isso tudo a gente consegue a duras penas com esforço heróico de gente que quer esse país como uma grande nação. Imaginem vocês como brasileiros, se o governo fizesse um pouuuuuuuuuuuquinho mais do que faz onde iriamos estar em nível capacitacional e profissional de nossas FAA´s. Poh, tem notícia melhor em saber que uma industria nacional possui uma infraestrutura dessa desenvoltura e tão capaz? Nâo sei os amigos, más eu particularmente estou muito feliz com as recentes notícias vinculadas as FAA´s. Claro que poderia ser melhor, más um passo por vez, chegaremos lá. Desenvolvimentos em grande escala. O próprio… Read more »

kaleu

Simplesmente Fantástico …

A integração das 3 armas + radares terrestres + família IRS, traz uma interoperabilidade sem precedentes na A.L., formando assim um “escudo” de respeito … parabéns FAB e Embraer …

Que venhas os Grifos solidificar esse escudo !!

abraços
Kaleu

Carlos Augusto

Porque não o Rafale, Kaleu. Junto com o Rafale a fabricação do Exocet MM40, Mica e o Meteor, isso fica melhor para a FAB e para o Brasil.

Christian Villada

Boa noite pessoal Por lo que entiendo de la nota lo que entrego Embraer es un protocolo para intercambio de datos que sera utilizado en los medios de transmision que ya posee la FAB (como las radios Rhode and Scwartz por ejemplo). Seguramente con esto estan reemplazando el protocolo actual que no debe ser propio. Muy buenas noticias para la FAB creo yo. Respecto del sistema C4I, notar que Embraer lo ofrece pero no dice alli que la FAB lo haya aceptado. Hasta donde se la FAB utiliza un sistema de origen Chileno. Desarrollar softwares de este tipo no es… Read more »

Felipe Cps

Amigo Christian, o TOSS integra o Super-Tucano; este engloba o CBT, MPS, FS e MDS. A Embraer acabou de entregar o centésimo Super-Tucano para a FAB. Logo, a FAB utiliza o sistema TOSS em suas aeronaves de vigilância (AT-29).

Sea bienvenido. Sds.

kaleu

Carlos Augusto, Alto custo de aquizição, operacional e manutenção … demasiada dependência da França … alto custo na integração de novas armas, bem como, custo de integração sistêmica aos atuais equipamentos de nossa força. Grifo já vem integrado ao R-99, A-Darter, bem como, os ensaios de lançamento do BVR Meteor estão sendo realizados pelo Gripen. (Vide Tecnologia & Defesa nº 117 – deste mês), trazendo substancial economia de tempo e recursos. Caro Carlos, a SAAB convidou a Embraer para, conjuntamente, concluir o desenvolvimento do Gripen NG, que será operacional em 2014, isto sim, é verdadeiramente “transferência de Tecnologia”, que capacitará… Read more »

Christian Villada

Oi Felipe

El TOSS esta en servicio con la FAB pero no es un sistema de C4I. Embraer se esta refiriendo a un sistema distinto.

Slds!

Reportagens especiais

PAMA-SP 2014: Poder Aéreo no Domingo Aéreo – parte 3

Evento mostrou cinco caças F-5EM em diferentes estágios de revisão nível parque. No ano passado, eram dez - Quem compareceu ao...
- Advertisement -
- Advertisement -