quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Força Aérea da Índia diz que Rafale continua na concorrência

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

rafale-13

A Força Aérea da Índia negou oficialmente que o Dassault Rafale tenha sido eliminado do Programa MMRCA, como foi veiculado na semana passada por agências internacionais de notícias.
“Nós ainda não eliminamos ninguém da competição do MMRCA”, disse um porta-voz da IAF, que confirmou que a Força ainda está avaliando os concorrentes. “Os testes ainda não foram concluídos. As avaliações técnicas acabaram de ser feitas e os voos de testes estão programados para começar no próximo mês. Todos estão na competição.”
Na semana passada, vários jornais indianos relataram que o Rafale tinha sido eliminado após falhar na avaliação técnica e a notícia chegou como uma bomba em plena LAAD 09. Quando contatada, a Dassault disse que estava à espera de informações da embaixada francesa na Índia, pois as negociações são conduzidas de governo-a-governo.
Na “guerra dos caças” na Índia, assim como em outras disputas comerciais, informações e contra-informações são usadas para enfraquecer e fortalecer concorrentes. Desta vez o alvo foi o Rafale, quem será o próximo?

FONTE: Flight International

- Advertisement -

104 Comments

Subscribe
Notify of
guest
104 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo

Ótima noticia, mas na índia acho que o mig-35 leva. sera que alguem poderia me tirar uma duvida? o Rafale e o mig-35 possuem quantos pontos para colocação de armamentos cada um ?

LynO____

Me corrijam se eu estiver errado mas são 9 pontos duros para o MIG-35 contra 14 pontos duros para o Rafale.

Carlinga Carenada

Pessoal, aguardem uma inundação de F-16 e F-15 usados e “no estado” para países em desenvolvimento… é melhor se posicionar bem na fila… olha que a fila anda e o AMARG não é tão grande assim.

Leo

As notíciais publicadas na semana passada foram baseadas numa entrevista oficiosa com um ofical da IAF. Em princípio, acho algo um tanto quanto absurdo, porque estaria desqualificando um concorrente sem informá-lo oficialmente.

Todovia a mesma notícia foi confirmada por diversas agências e jornais indianos. É possível que o tal oficial tenha se adiantado ao processo.

Rodrigo Rauta

Ou então esse “oficial” foi agraciado com uma certa “sorte” e achou uma maleta cheias de verdinhas com os seguintes dizeres:” esse ´[e seu dia de sorte. Basta falar que o rafale ta fora da concorrencia e essa maleta será sua.” Ass Genio da Mala Preta!
Galera, hj em dia, vale qualquer coisa!!!
Deve te neguinho apelando ate pra vudu! eheheheh
Aqui não foi diferente..vide o executivo da LM!!
Abraços a todos!!!

Felipe TP

Eu gostaria de fazer uma crítica construtiva aos responsáveis pelo blog. Eu não achei um lugar melhor para postar, como um email por exemplo. Talvez alguém goste ou ache útil e espero que os responsáveis leiam. Queria pedir que colocassem algum espaço em branco entre os parágrafos de texto, uma ou duas linhas. Eu acho muito cansativo ler textos muito “aglutinados” na internet. Tenho a certeza que um espaço entre os parágrafos ajuda muito. Talvez para muitos isso seja uma coisa boba ou idiota, mas fica ai uma sugestão para a melhoria do blog. Desculpem desviar o assunto. Sobre o… Read more »

Francisco AMX

Eu sempre acreditei que seria uma “queimação” total do Rafale, desclassificá-lo antecipadamente aos outros que seriam tb desclassificados, num processo de escolha da IAF, demonstraria extrema falta de bom senso e muita “sacanagem”, e deixaria claro ma fé! pois temos (o mundo rsrsr) certeza que o Rafale é um exelente caça! na verdade está bem próximo, ao meu ver, do Typhoon ….

Leo

Esta questão de “sacanagem” é bem relativa. Um outro colega, postou num fórum, que a IAF está a punir a Dassault porque esta tentou dar o mesmo golpe que foi dado no FX-1 no Brasil e na seleção de helicópteros Cougar. Ela se associa a uma empresa local, para tentar burlar a concorrência e forçar o governo a comprar um produto que não é desajado pelas FFAA. Portanto, em matéria de “sacanagem” a Dassault é professora! Se não fosse ela o FX-1 brasileiro teria terminado há muito tempo. Se os indianos estão a dar o troco à empresa francesa, acho… Read more »

Mauricio R.

Que pena, poderia ser verdade.

Edmar

Acho que a “Dassault” ainda vai dar uma grande volta e vai levar o FX2 da FAB, e vai ganhar também a concorrencia na India.

General

Se o Rafale ganha na India, provavelmente ganhara no Brasil ou vice-e-versa

Hornet

Bem, pelo o que eu havia lido nos jornais indianos eles de fato conseguem ser mais bagunçados que nós na época do finado FX. Comparar o nosso FX2 com o MRCA da India não por onde. Apesar dos pesares, estamos muito mais organizados e dentro dos prazos que os indianos…mas enfim…é uma outra questão esta daqui… E como eu havia dito no outro post, não houve teste algum com os caças…estes testes começam daqui 3 meses. E serão feito dentro de um padrão que a IAF chama de “quente-frio”. Ou seja, testarão os caças desde as geleiras do Himalaia até… Read more »

Hornet

ops! “não por onde” = não tem por onde

Roberto CR

Tenho que concordar com alguns comentários de outros post sobre as fotos do Rafale. Sempre muito bonitas.

Hornet

Lembra do outro post: Rafale eliminado na Índia?

“Hornet em 17 abr, 2009 às 15:47

Roberto CR

a chave para a compreensão da história toda será quando a India informar oficialmente a Dassault…no entanto, precisamos saber se isso será divulgado publicamente. Espero que sim.”

Ééééé… ninguém enrola os participantes desse blog, gente!!!
Mais uma justificativa para as 46.000 visitas da semana!!!
Parabéns aos administradores que não dormem no ponto!!!

Abs

Hornet

Só pra complementar as minhas informações a respeito do MRCA da India. A escolha será, uma vez mais, política. E a India tem uma certa tendência a se manter não alinhada politicamente no plano internacional, ao mesmo tempo que mantém ótimas relações militares com a Russia (70% do material bélico da India é de origem russa). Nos últimos tempos houve uma pequena aproximação dos indianos com os EUA, chegando inclusive, a assinarem acordos na área nuclear (o Brasil também assinou um acordo com a India, na área nuclear, recentemente). A França também tem um histórico de parceria com a India… Read more »

Hornet

Roberto CR,

exatamente!!!

abração

marcelo tadeu

Apesar de não ter sido verdade e eu torcer sempre pelo Rafale, acredito que na índia ele não leva. Eles estão muito próximos dos Russos em programas de defesa.

Luciano Baqueiro

No post da eliminação coloquei em 2 comentários aquela que era p/ a chave da minha incompreensão da eliminação por não atender tecnicamente o requerido ( foi isso que se disse na época ) :
‘Não consigo ver tecnicamente nada que TODOS os outros concorrentes tenham e o Rafale não.’
O Rafale pode até ser eliminado tecnicamente, mas sozinho, sem nenhum outro deixar a disputa ? Acho muito difícil.

Luciano Baqueiro

Vem aí mais um complicador p/ o FX-2 :

“Super Tucanos para a Força Aérea Sueca” ( defesanet.com.br/06_air/f-x2/flygvapnet.htm )

A SAAB que desequilibrar a concorrência. Só falta agora a França prometer comprar o KC-390.

Luciano Baqueiro

Correção :

A SAAB queR desequilibrar a concorrência.

Roberto CR

Luciano Baqueiro Rapaz, eu acho que a SAAB quer é equilibrar a equação porque, pelo que se lê por aqui, ele é o último da fila do FX-2, salvo poucas e honrosas exceções. Só que eu acho que esta proposta está parecida com o que o Felipe Cps (20 abr, 2009 às 16:59) afirmou em um comentário no post “PAK-FA – uma encruzilhada para os russos…”: compra casada. E aí eu acho que não é um bom negócio pra nós, e o pessoal da Pilatus iria ter um segundo infarte, talvez fulminante dessa vez, por causa do Tucano. O primeiro… Read more »

Hornet

Luciano Baqueiro,

acho muito bom a SAAB querer os Super Tucanos, acharia muito bom a França querer o KC-390, os americanos quererem os dois e por aí vai…

É assim mesmo que o Brasil deve se colocar no mundo: querem fazer negócio com nós? Então, senta aí na mesa e vamos ver o que vcs têm pra oferecer além dos caças que vcs querem vender.

Quanto mais esses caras quiserem vender estes aviões pra nós, tanto melhor…dá pra negociar de forma mais vantajosa, não concorda?

abraços meu caro

Hornet

Complementando:

Entretanto, precisa-se ver a viabilidade (tanto comercial como militar) deste tipo de coisa…pois se um país hipotético promete comprar os Super Tucanos pra vender os seus caças pra nós, promete comprar o Tejas pra vender seus caças pra India e por aí vai…pode ser que este país esteja muito interessado em vender suas caças e ao mesmo tempo montar uma coleção de aviões…hehehe

enfim…quanto mais se aproxima da reta final do FX2 mais “informações” aparecerão na imprensa. Quanto a isso não tenho dúvidas.

abraços

Felipe Cps

Bem que tinha achado estranha essa notícia…

Wolfpack

Colocar a India como parâmetro referência para um programa FX de reaparelhamento da FA é brincadeira… A Índia não têm uma Força Aérea, ela dispõe de uma Coleção de Aeronaves. O FX2 é bem diferente, são três equipes de pilotos testando as aeronaves, milestones bem definidos, e tudo está seguindo o cronograma e a FAB não dá margem a especulação, o Ministro Jobim até tenta mas o Saito vai lá e dá uma freada nas especulações, como foi a do SU35 e do EF2000. A Índia vai continuar comprando equipamento Russo, pois ela busca quantidade e não qualidade para se… Read more »

Francisco AMX

Leo, o que tu afirma, sobre a França ter “sacaneado” os Indianos, é um ponto de vista controverso, se formos considerar isso, deveríamos fechar a EMBRAER! que se associaou a Dassault, fez lob e pressão para emplacar o Mirage 2000-MK5…, isso é parte do negócio tentar vender seu produto! eu achei esta decisão da EMBRAER infeliz! burra naverdade…, mas dae a dizer que é “sacanagem”é meio demais!….Já, desqualificar um Vetor, em p[ublico, dizendo que este não atende tecnicamente, os requisitos da força, é clara a intenção de prejudicar o caça, pois mantem outros até menos capazes na disputa….o que o… Read more »

Luciano Baqueiro

Roberto CR, falei em desequilibrar, pois depois das demissões em massa existe uma pressão muito grande de sindicatos e imprensa sobre a EMBRAER e o governo p/ recontratação e um pedido de 30 a 40 ST poderia entrar nessa panela de pressão. Daí ter pensado em um contra-ataque da França c/ o KC-390. Hornet meu friendi, fiquei na dúvida se achou que eu estava criticando, não tô não, só estou relatando os fatos e extrapolando numa jogada francesa p/ não ficar p/ trás, até porque já disse aqui uma vez que mesmo sendo sócia do projeto do A-400M este é… Read more »

Adelfi Zero Uno

Interessante, se o Rafale perde é uma queimação do avião. Então o que dizer do SU-35 que nem no short list ficou !?!?!?

Tailhooker

Essa história da SAAB querer colocar o Super Tucano na jogada seri uma boa, se fosse verdade.
Mas a notícia firme que se tem é que os suecos estão negociando com os Suíços para “trocar” 21 Gripen por 50 Pilatus PC-21. Querem o Super Tucano ou o Pilatus PC-21? . Parece que os treinadores serão a moeda de troca dos suecos, aquele “algo a mais” na proposta de offset.

J roberto

Esta não foi a primeira vez que a imprensa indiana noticiou que uma aeronave teria sido eliminada após uma criteriosa avaliação. No início do ano foi noticiado que o Gripen havia sido eliminado, o que também se provou falso. O que ocorre na Índia pode estar ligado à baixa confiabilidade da imprensa local. Matérias pagas são comuns naquele país e provavelmente foi o que aconteceu com o Gripen no início do ano e agora com o Rafale. O Rafale não foi levado para o show Aero India/09, em fevereiro, em Bangalore, o que gerou as especulações de que a aeronave… Read more »

Hornet

Luciano Baqueiro,

não, nem pensei isso.

O que eu quis dizer nos meus posts anteriores foi o seguinte: neste momento de reta final do FX2, teremos notícias aos montes prometendo de tudo…vai ser uma festa, pode acreditar. Só não sei se dá pra acreditar muito nas notícias que virão…hehehe

não achei que vc tivesse criticando nada, não.

abração meu caro

Hornet

Mauro, vc tocou num ponto interessante: quem será que plantou está notícia na imprensa indiana (que pelo visto é tão honesta e profissional quanto a nossa)? Curiosamente, a notícia surgiu bem nos dias da LAAD e foi desmentida logo que o evento terminou…os jornais brasileiros deram mais destaque a esta desclassificação do Rafale na India que ao próprio evento, a LAAD (a rigor, a grande imprensa ignorou a LAAD…só falou do contrato da Embaer com a FAB e MB e olhe lá)… Interessante! Mundo globalizado…cheio de coincidências… Será que alguma empresa concorrente no FX2 chegaria a tal ponto, a um… Read more »

Marlos Barcelos

Na India ou ganha o mig-35 ou Rafale, não há a mínima condição dos americanos levarem essa, principalmente depois que deram para trás nos motores L2500 para os navios indianos, e olha que já estavam comprados e foi neste tipo de motor que os indianos fizeram seu porta-aviões, os americanos não são nem um pouco confiáveis e os indianos sabem muito bem disso.

Marlos Barcelos

Na India ou ganha o mig-35 ou Rafale, não há a mínima condição dos americanos levarem essa, principalmente depois que deram para trás nos motores L2500 para os navios indianos, e olha que já estavam comprados e foi neste tipo de motor que os indianos fizeram seu porta-aviões, os americanos não são nem um pouco confiáveis e os indianos sabem muito bem disso.

Marlos Barcelos

Tailhooker

21 gripens por 40 pilatus, isso é absurdo, um Gripen vale pelo menos uns 10 pilatus,isto em dinheiro, só um péssimo negociador para fazer uma troca dessas.

Cantarelli

Meus caros temos q botar preçao nesses paises compramos seus caças e vcs compram os nossos e ai vai alguem discorda?

Abraços.

Edmar

Concordo com o Caro amigo Mauro.:

Os Americanos, como eu já disse várias vezes, eles só pensam neles, e ainda, eles não vão transferir toda a tecnologia do avião, o que não é interessante para o Brasil.

Acho que o “Dassault Rafale F-3” é sem dúvida o melhor vetor para o Brasil. Além da transferencia de tecnologia, este avião é sem dúvida uma super máquina, carregada de alta-tecnologia…, acho até que é bem melhor que o “Boeing F/A-18E Super Hornet”.

Tailhooker

Marlos Barcelos, Meu filho, vc não viu que coloquei “trocar” entre aspas? Interpretação de texto não é o seu forte. É ÓBVIO que isso nunca seria uma troca simples. Isso deve fazer parte se um pacote de OFF-SET. ” ZURICH, 17 April (Reuters) – Swiss jet manufacturer Pilatus Aircraft could sell training planes to Sweden in exchange for Switzerland buying Saab-built fighter jets in a deal valued at 1 billion Swiss francs, Swiss television reported on Thursday. The deal could act as an incentive for the Swiss government to in turn buy several fighter jets from Swedish defence and aerospace… Read more »

Abrivio

Roberto CR, “O Gripen é o último da fila como se lê”, blog é blog, concorrência é concorrência. Alguém aqui leu as propostas? Alguém aqui vai voar os caças no teste operacional? Tudo é boato. O que eu entendi até agora é o contrário. O Rafale é o preferido do MD (parceria com a França), o Gripen é o favorito da FAB (mais barato de operar). O F-18 tem restrições de uso, restrições de venda de armas e restrições na integração das armas nacionais, tudo isso pelo mesmo preço dos demais, além de ser uma aeronave em fim de vida,… Read more »

Luciano Baqueiro

Off-topic :

Amigos, sugiro a leitura do artigo sobre o programa F-5BR( M ) :

alide.com.br/joomla/index.php/component/content/article/78-edicao-40/302-f-5mike-do-primeiro-conceito-ao-primeiro-voo

Está bem feito e rico em detalhes sobre os vários obstáculos encontrados nas diversas etapas do programa.

Roberto CR

Caro Abrívio Se entendi bem o seu comentário, acho que no meu comentário anterior eu deveria ter elaborado melhor a frase. E você mesmo faz isso no 2º parágrafo do seu. Eu não sei qual a preferência do MD e nem da FAB, e não vi isso em lugar algum. E sim, minhas considerações foram sobre as informações que leio aqui. Por isso só me atrevo a afirmar que prefiro o Rafale por achar o negócio mais vantajoso.Tecnicamente não opino, apesar de não simpatizar com o F-18 porque acompanhei sua história desde o nascimento, e olha foi um parto difícil.… Read more »

kaleu

Caro Luciano Baqueiro,

Grande indicação… belo texto …. obrigado, assino embaixo de tuas palavras e recomendo a todos os amigos…

abraço
Kaleu

kaleu

Essa é a mais bela foto do Rafale, talves pela luminosidade do ambiente … principalmente a cor ficou muito linda … claro … SEMPRE acompanhado dos bons e velhos tanques subalares …

Kaleu

kaleu

Luciano, ao ler o texto, fica evidente o desgaste da FAB com Americanos e Franceses … esses últimos principalmente pela embraer ter se envolvido na disputa do FX-1 o que evidentemente minou seus planos originais e irritou a Força … os Americanos pelos motivos de sempre… na sua opinião, esses fatos da história recente não poderiam favorecer o Gripen ? considerando a parceria saudável que ocorre no R-99 ?

Apreciaria seu comentário

abraços
Kaleu

Edmar

Caros Amigos.:

Está muito claro que o vencedor do FX2 será o “Dassault Rafale F-3” ou o “Saab Gripen NG”.
Certamente um desses aviões será o vencedor do FX2.

Raphael Barros

A India opera aviões Mirage 2000 então eles tem “moral” com a frança mais na boa o Mig-35 é superior ao Rafale F3 e é por isso que o Mig-35 tem mais chances bem eu creio nisso.

Pelo amor de deus se vier Grippen para o Brasil nunca mais quero saber da FAB e suas burradas.

kaleu

Que “burradas” amigo ?

Luciano Baqueiro

Amigo Kaleu, sempre que encontro algo interessante coloco um comentário, pois creio ser uma pequena contribuição aos que fazem destes 3 Blogs uma verdadeira comunidade de aficionados pelos temas de Defesa, Tecnologia e também História, então fico feliz ao ver que pelo menos 1 ( vc ) aproveitou a dica. Quanto à sua pergunta, não creio que os suecos levem vantagens, o tempo passou e a realidade nossa e dos países e fornecedores é muito diferente política e talvez principalmente econômica, agora o comprador que souber tirar vantagem desta situação estará c/ a faca e queijo na mão. Além disso… Read more »

Luciano Baqueiro

Outra coisa, a situação c/ os suecos no R-99 era bem diferente. O radar PS-890 Erieye foi fornecido pela Ericsson não pela SAAB – que inclusive era na época concorrente da EMBRAER ( o mod. 340 concorria c/ o Brasília ) – como um item fechado, sem transferencia de tecnologia, é o mesmo que acontece quando, por exemplo, a BOEING escolhe a GE p/ fornecer turbinas p/ algum de seus projetos. Era apenas um negócio bom p/ ambas as partes. Abraço.

Marcus

Os israelenses estão passando por um momento semelhante ao Brasil. Eles porém precisam fazer escolhas caríssimas (F-22, F-35, etc.) além de estarem inseridos num ambiente de grande complexidade que é o Oriente Médio.

Interessante porém que as vezes se vê nas discussões entre os leitores israelenses, um aqui e outro ali, defendendo que Israel construa seu próprio caça. E não raro citam a possibilidade de um projeto conjunto para construção de caças entre Israel, Índia e também o Brasil.

Reportagens especiais

Fort Worth Alliance Air Show 2015 – B-52

Sim, ele é grande, é feio, é gordo e faz estrago, não é à toa que o apelido do B-52...
- Advertisement -
- Advertisement -