Home Sistemas de Armas Testamos o simulador do Gripen

Testamos o simulador do Gripen

394
227

Depois de voarmos no simulador do F/A-18F Super Hornet no dia 14, hoje foi a vez de experimentar o simulador do caça SAAB Gripen, no stand da companhia na LAAD 09.
Aproveitamos um tempinho entre a correria das visitas aos stands para voar e comparar rapidamente as impressões obtidas com o Super Hornet.
A cabine é um pouco mais “justa”, mas confortável, com todos os dispositivos à mão. O manche é mais parecido com um joystick na dinâmica de operação, muito sensível, diferentemente do Super Hornet, cujo controle tem um feeling mais convencional.

O Gripen já começa a impressionar na decolagem, com potência de sobra para fazer uma corrida curta e sair do chão rapidamente.  Entre 2 e 3 mil pés de altitude fizemos um looping fácil e poderíamos continuar fazendo outros em seguida, pois o avião perde pouquíssima energia. A agilidade do caça é fantástica, fizemos várias curvas extremamente fechadas a baixa altitude, disparamos um míssil guiado por calor contra um MiG-29 e depois derrubamos outro com canhão, este último mais difícil de acertar.

O pouso foi tranquilo, o avião é muito dócil, fiz a curva para a final com a pista bem próxima. A sensação era de que estava muito alto, mas o instrutor me disse na hora que estava na rampa correta e que só devia continuar diminuindo a potência e ajustando o nariz com o pedal. Toque suave na pista, saímos do simulador surpresos com a potência e agilidade do pequeno caça sueco.

Subscribe
Notify of
guest
227 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Felipe Cps
Felipe Cps
11 anos atrás

Caraca, bem q eu gostaria de dar uma voltinha virtual no vencedor do FX2, deve ser bem legal mesmo. Parabéns ao blog pela imparcialidade.

A pergunta ao Sr. Galante é: qual é o melhor (sob vários aspectos)?

Felipe Cps
Felipe Cps
11 anos atrás

Me refiro ao melhor dos três simuladores, obviamente (mas acho q num rolou o Rafale ainda é isso ou estou enganado?)

ely
ely
11 anos atrás

ta cheirando a gripen o vencedor

RJ
RJ
11 anos atrás

Essa sensação de estar vindo alto para o pouso é característica comum em todos os Delta.

ely
ely
11 anos atrás

uma perguntinha: há projeto de uma versão embarcada ??

RL
RL
11 anos atrás

Caraca….o pessoal adora derrubar um MIG hein…

rsrrssr

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
11 anos atrás

RL,

Não será porque é mais fácil??? 🙂

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

O Monoreator é o patinho feio do FX2 mas seu custo menor pode viabilizá-lo… Não acrescentaria nada a doutrina atual da FAB ter este vetor em seus quadros… e o AESA do Gripen? e o armamento? Alguém perguntou a SAAB? Os Amraam serão vetados? e a autonomia? O Rafale já respondeu quanto as provas em combate, enlace digital de dados e sobre o AESA e até a versão naval… Os outros dois já responderam tais perguntas? A Boeing parece estar vendendo um avião de catálogo e não parecem dar a mínima para o FX2. A SAAB vende até as filhas… Read more »

brazilwolfpack
brazilwolfpack
11 anos atrás

Algo interessante: um dos melhores pilotos da Luftwaffe era brasileiro…http://www.luftwaffe.cz/albrecht.html

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
11 anos atrás

Epa,epa,epa……………….

Senhor editor galante,

E o que combinamos na matéria do teste do F-18E????? Não valeu nada?????

O sr. acabou de perder US 1 milhão.

Não quero mais ser sócio dos seus blogs.

abraços.

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Moral de estória: o simulador do F-18E é mais confiável.rsrs….

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Vassili,

que história é essa de acordo “por fora” com o Blog e que eu não estou sabendo?!!!

Como subordinado da Resistance vc tem que dividir qualquer suborno, nota fria, dinheiro por fora, chantagem, ou coisa do tipo, com seus superiores…

Isso está no estatuto, lembra?…hehehehe

abração

Super Hornet
Super Hornet
11 anos atrás

Sr. brazilwolfpack,

Tivemos vários brasileiros lutando nas outras forças. Temos relatos na RAF, Luftwaffe e USAAF.

Só para constar, o maior ás frances da Segunda Guerra Mundial e primeiro frances das Forças da França Livre a pisar no seu solo pátrio depois durante o Dia D era nascido em Curitiba – PR 😉

Semper Fidelis

marcandrey
marcandrey
11 anos atrás

Ainda bem que inveja não mata!!!!!

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
11 anos atrás

Amigos a dassault não troxe o simulador do Rafale, mas eu voei o Gripen e o SH, e a diferença é muito grande pra quem entende de combate aereo, pois os principais comandos de seleção de armas e radar alem do D-link do gripen me surpreenderam, a carga de trabalho ao piloto é muito leve e dá espaço para este se concentrar no combate propriamente dito, o Gripen voa particamente sozinho, vc pode ate soltar o manche e ele matem o voo nivelado da maneira como vc deixou antes de soltar o manche, vejo o Gripen como a solução ideal… Read more »

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
11 anos atrás

Amigos a dassault não troxe o simulador do Rafale, mas eu voei o Gripen e o SH, e a diferença é muito grande pra quem entende de combate aereo, pois os principais comandos de seleção de armas e radar alem do D-link do gripen me surpreenderam, a carga de trabalho ao piloto é muito leve e dá espaço para este se concentrar no combate propriamente dito, o Gripen voa particamente sozinho, vc pode ate soltar o manche e ele matem o voo nivelado da maneira como vc deixou antes de soltar o manche, vejo o Gripen como a solução ideal… Read more »

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Eu, como nunca voei em um simulador, gostaria de saber se o mesmo “simula” as diferentes configurações, ou seja, será que o F-18 pilotado pela Galante não estava com todos os tanques externos, mais 2 toneladas de bombas, mais 4 mísseis ar-ar, mais 1 pod ATFLIR, mais um piriquito no banquinho de trás?rsrs…. E o Guipen, estava como? Desmilinguido ou recheado? Um grande abraço a todos e parabéns para a turma do blog. Fofoca: me contaram que o Galante entrou na fila do Gripen 3 vezes pra voar no simulador e quando saia pra dar lugar pra outro ficava “emburrado”.… Read more »

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Brincadeira Galante!

Cantarelli
Cantarelli
11 anos atrás

Sera que esses sumuladores sao confiaveis ? fica a pergunta

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Como já dizia a minha finada bisavó: simulador de caça à jato é tão confiável como cueca samba canção.

Paulo Renato
Paulo Renato
11 anos atrás

Gripen NG na cabeça !!!
Esse pequeno notável é quem mvai levar esse FX2 !!!
Rafale é caro e o SH es´tará se aposentando então vammos Gripen NG

Gripen, Gripen e Gripen !!!

Abs.

kaleu
kaleu
11 anos atrás

Caro amigo Bosco,

O simulador de vôo do fabricante serve, inclusive, para treinamento dos pilotos, tem a pretenção de ser o mais realista possível, principalmente no que diz respeito às reações da aeronave, geralmente fazem parte do “pacote de compra” … lógico que os Mig-29 são um alvo “apetitoso”… facim, facim… rsrsrs

abraço
Kaleu

kaleu
kaleu
11 anos atrás

Galante… a “impressão” que eu tinha do Gripen NG é quase que exatamente como descrita por vc… potência de sobre, agilidade e boa manobrabilidade…

Acho que vamos de Gripen NG no FX-2… a cada dia fico mais convencido disso.

PARABÉNS pela cobertura e PRINCIPALMENTE por nos “colocar” no cockpit desses dois fant´sticos caças SH e Gripen,,,

abraços
Kaleu

kaleu
kaleu
11 anos atrás

Caro Angelo Nicolaci, Informações “preciosas” que nos troxe ao “intrevistar” os representantes da SAAB e Boeing, com relação ao D-Link, já li muito a respeito, e a que tudo indica o D-link do Gripen é superior aos demais concorrentes, pela tradicionalidade e pioneirismo Suéco neste campo. Existe uma preocupação geral aqui dos amigos do blog, sobre eventuais restrições americanas, e todos sabemos que o Gripen tras componentes made-in USA, gostaria de saber de vc (se souber.. claro) se tais componentes são sensíveis e se isso pode afetar os interesses da FAB, que segundo consta, “listou” as tecnologias que quer como… Read more »

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

o f-18 é o caça com tecnologia mais antiga, é um avião desenvolvido na década de 70, não dá para compará-lo com os novos vetores thyphoon, Rafale, Su-35 e o Gripen, todos esses são superiores aos f-18, por isso os f-22 e os f-35.

Paulo Silva
Paulo Silva
11 anos atrás

Será que a decisão do FX2, também não se baseará na quantidade de células existirá no futuro? Poderemos ser os únicos a ter este caça em sua força aérea, e isso será um problema!Será que a SAAB irá montar uma linha de montagem para somente 36 caças? E quanto as peças de reposição?Temos que pensar na longística!!!

Abraços

Paulo

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Será que devido a “imensa” verba destinada ao F-X2 o vencedor virá com todos os opcionais ou a FAB vai exigir uma versão verde e amarela mais raquítica?
Tipo assim: Ganha o Rafale mas vem sem o Spectra e sem o IRST e sem o Meteor. Ganha o F-18 mas vem sem o AESA, o AIM-9X e o capacete. Ganha o Gripen e manda uma dúzia, mas sem o …? O que é o que o Gripen tem mesmo? rsrs…..

Nesher69
Nesher69
11 anos atrás

Já dizia o velho ditado: “Avião bonito voa bem”.

Não é o caso do Grippen.

Perto do Rafale ele é um “patinho feio” cheio de amor pra dar.

Quem está auditando e certificando os parâmetros dos simuladores concorrentes na LAAD????

Paulo
11 anos atrás

Vamos esperar, pois as equipes estão testando os caças de verdade. Não consigo entender onde o Gripen é superior, pois tecnologicamente esta 10 anos atraz do hornet, A marinha americana ja usa o SH com radar AESA desde 2005, o rafale usará em 2012, e o Gripen, so Deus sabe.

Marcos T.
Marcos T.
11 anos atrás

Será que não deram uma turbinada no simulador ? Afinal é um pouco mais que um video game.
O texte real é que vale.

Felipe Cps
Felipe Cps
11 anos atrás

Bosco e Paulo, doze razões para que o Gripen NG vença o FX2: 1. Menor preço de aquisição; 2. Baixo custo por horas de vôo, importantíssimo para um orçamento militar altamente oscilante e errático (um infeliz precedente histórico…); 3. Facilidade e menor equipe de terra na manutenção e ressuprimento; 4. Modularidade dos aviônicos (a aeronave pode ser modernizada com mais facilidade, velocidade e menor custo); 5. Transferência tecnológica em tempo real (com desenvolvimento conjunto) de todas as tecnologias sensíveis (precisamente as que o Brasil não domina – as tecnologias americanas, etc, não são as sensíveis, podendo ser transferidas ou substituídas);… Read more »

JSilva
JSilva
11 anos atrás

F/A-18,

Mais convencional…hummmmm

Mais rustico…hummmmm

Não seria porque ele é para Guerra, para matar gente ao invés de ficar parado na linha de voo pegando pó e voando uma vez por ano, quando tem dinheiro, no 7 de setembro.

Os outros dois sao bonitinhos……mas qual e o score?

Felipe Cps
Felipe Cps
11 anos atrás

JSilva:

Não, no caso do F-18 é porque ele é velho mesmo. E não falamos de fuzis, que precisam de alto grau de rusticidade. Caças precisam em primeiro lugar é de alta tecnologia.

Sérgio
Sérgio
11 anos atrás

Muito embora não decidimos nada, mas a integração “livre” dos armamentos segundo a Svenska Aeroplan Aktiebolaget (SAAB) – companhia a qual já nos forneceu aviões civis (o Scandia 90A-2 da VASP) em outros tempos – são o forte da proposta. Alem de tudo existem duradoras relações comerciais com os suecos e uma parceria com a EMBRAER seria bem vista, mas ainda permanece uma duvida e não sei onde esclarece-la: Ainda temos algo acionário ou contrato com a Marcel Dessault? Alguém completa?

kaleu
kaleu
11 anos atrás

Felipe Cps,

Concordo contigo…

13º motivo : – total integração de dados (D-Link), com os nossos R-99 … aumentando sobremaneira sua letalidade…

abraços
Kaleu

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Simulador é um game sofisticadíssimo! a única coisa que tem de “real” móvel são os motores e cilindros elétricos e hidráulicos que movimentam o canopy… o resto é software, é só configurar! e vcs acreditam que estes simuladores não estão “chitados”??? que a potência do Gripen não pode ter recebido uma “overdose” de adrenalina?? que esta suavidade pode ser só virtual?! não existe física atuando no brinquedo de forma violenta…. tolinhos! :)… e isso serve para qualquer simulador de “venda” como estes aí! de qualquer fabricante! não é o simulador das forças!

Abraços

Marcos
Marcos
11 anos atrás

Cara voar no Simulador do Gripen deve ser muito massa!!

Mas queria saber uma coisa!!

1) So existe Mig-29 pra abater nesses simuladores? Cade os Sukhois, Dassault entre outros caças que são osso duro de roer?
2) Em que nivel que ficam esses simuladores para exibição? Será que vai do Easy até o nivel Ace?
3) Logo de cara o F-18 ou o Gripen manobra melhor nesse quesito, vale lembrar q o f-18 tinha os pedais um pouco duros..
4) Tem como baixar da internet os simuladores…heheh

Abraço a todos!!!

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Já imaginaram o SH simulando “real” sua decolagem de uma pista (pois ele vem para FAB) “carregado”??? he he, ninguém compra o vetor! 🙂

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
11 anos atrás

Amigo kaleu, os sistemas eletronicos do Gripen não sofrem qualquer restrição dos EUA pq são de fabricação sueca, sendo inclusive os sistemas D-Link os mesmos utilizados nos R-99 ja em serviço na FAB. Quanto a quantidade de aquisição inicial realmente se trata de 36 caças, mas como todos sabem este é o primeiro lote, pois as intenções de nossa FAB é substituir todos os vetores F-5, A-1, Mirrage 2000-5 pelo vencedor do fx a medio longo prazo, oq torna atrativo ao vencedor criar uma estrutura no pai´s para fabricação do caça, seja em parceria com a embraer ou avibras dentre… Read more »

Rosemberg
Rosemberg
11 anos atrás

ACHO QUE O BRASIL ESTÁ GRIPADO!!!

ENTAO TEM QUE COMPRAR BENE GRIPEN……….

BRINCADEIRAS A PARTE, CREIO SER A UMA BOA OPÇAO.

SAUDAÇOES

E ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE!!

kaleu
kaleu
11 anos atrás

Sérgio, … vou arriscar…

Qualquer pessoa fisica ou juríca pode adquirir ações da Embraer, entretanto existem ações:

-ordinárias (que dão direito a voto e consiquente participação nas decisões) e
-preferenciais (que dão preferência ao portador no recto. dos dividendos)
as ações ordinárias são emitidas de forma limitada e geralmente direcionada (pois, corre o risco da empresa perder seu poder de decisão).

Isto posto, entendo que a Embraer não correria o risco de perder o controle das decisões… prova disso é que o FX-2 servirá DECLARADAMENTE para transf de tecnologia, tendo a Embraer como a maior beneficiada.

abraço
Kaleu

Algol
Algol
11 anos atrás

Felipe, não sei não, como vamos escolher um caça que NÃO EXISTE e nem sabemos se funcionará? Pelas matérias e foruns que tenho lido o NG será muito diferente do C/D, algo como o Super Hornet é diferente do Hornet. O Gripen Demo também não é o NG. Como podemos afirmar que os custos de operação do NG serão baixos apenas levando em conta o fato de que ele será pequeno e monomotor? Se ele tiver pouca coisa em comum com o A/B/C/D e formos os únicos operadores do NG no mundo, a manutenção dele provavelmente será muito mais cara… Read more »

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
11 anos atrás

Ah amigo Kaleu, esqueci de mencionar que a FAB preve a suite avionica com diversos sensores da elbit e outros nacionais, justamente pra contornar possiveis sanções americanas.

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

A próxima geração de caças da FAB poderá chegar a 120 aviões!!

Sinceramente, Gosto do Gripen, mas torço pelo Rafale.

Esta história de desenvolver uma versão navalizada a meu ver não tem fundamento nenhum. Parece que é só pegar o projeto e reforçar o trem de pouso! Não é bem assim não!!

sds

Felipe Cps
Felipe Cps
11 anos atrás

Algol: 1. Entendo seu ponto de vista, mas discordo. O NG será mesmo o que a Saab promete, os suecos não são de fazer promessas vazias. 2. O Gripen Demo nada mais é que o NG em processo de evolução. 3. Só o fato de ser monomotor já torna o Gripen bem mais barato e de mais fácil manutenção do que qualquer outro dos dois concorrentes. 4. Não penso que o Brasil será o único operador do NG, na seqüência virão outros países, como a África do Sul, por exemplo, que já opera Gripen D. 5. Quanto ao “mundo povoado… Read more »

Paulo
11 anos atrás

Desculpe, mas o gripen é um mico danado, pois o preço da manutenção esta relacionado com a quantidade produzida, por isso a manutenção do gripen será infinitamente superior a qualquer outro caça da concorrencia. Pois não existe nenhuma encomenda para o Gripen, se entrar-mos sozinhos nele, daqui a uns 10 anos, estarao todos na chon, por falta de peças.

Felipe Cps
Felipe Cps
11 anos atrás

Paulo, com todo o respeito, mas mico mesmo é o tal de F-35: caro, feio e “not so good”…

Como disse, o Brasil apenas será o primeiro a operar o NG, mas não o único. E com o Rafale é a mesma coisa, por sinal: só a França o opera e, provavelmente, continuará sendo só a França por bastante tempo.

Quem tem medo de arriscar um nadinha que seja compra a velharia toda vetada do SH…

MARSP
MARSP
11 anos atrás

O que eu posso dizer ?

A não ser que o editor do BLOG é o cara mais sortudo do mundo…

Voar no similador do gripen e do F-18…

Se ainda voar no do rafale, será melhor ainda…

Pena que você não tera a chance de voar no SU-35, já pensou em executar umas manobras cobra ??? hehe

Seria de mais…

Abraço

kaleu
kaleu
11 anos atrás

Amigo Angelo Nicolaci,

Mais uma informação de extrema relevância… obrigado… a utilização de aviônica Elbit é, sem sobra de dúvida, a decisão mais acertada… creio que a maioria aqui concorda, pois, além de nos diferenciar das demais F.As., mantém a filosofia de combate da FAB e sobretudo triplica a letalidade de nossa Força aérea em razão das interações com F-5M, AMX-M, A-4M e R-99, baixando o custo de manutenção e criando indepenência no aprimoramento tecnológico… TUDO DE BOM !

OBRIGADO AMIGO !
abraços
Kaleu

Everson
Everson
11 anos atrás

Parabéns pela cobertura…
Estou impressionado com as informações…
Nicolaci vc poderia me responder se os Saab Gripen adquirudos recentemente pela Africa do Sul são similares aos oferecidos no FX2?