terça-feira, abril 13, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer confirma venda de Super Tucano para o Equador

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

a-29-3

A Embraer confirma a assinatura de um acordo com a Força Aérea Equatoriana (FAE) para a venda de 24 aeronaves turboélice Super Tucano, com efetivação do contrato no ano passado. Os aviões, todos configurados como bipostos, serão utilizados em missões de vigilância de fronteiras e treinamento de pilotos. O início das entregas está previsto para o final de 2009.

“Estamos muito honrados em expandir nosso relacionamento com o Governo do Equador, país que opera diversos modelos de aeronaves da Embraer”, disse Orlando José Ferreira Neto, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Defesa e Governo. “O Super Tucano é a aeronave ideal para executar missões de vigilância e treinamento e estamos certos que atenderá plenamente às necessidades da Força Aérea Equatoriana. Com este acordo, atingimos a marca de 169 aviões Super Tucano vendidos.”

A relação entre a Embraer e o Governo do Equador vem se estreitando ao longo dos últimos anos. A companhia aérea estatal TAME Línea Aérea del Ecuador opera atualmente dois jatos EMBRAER 170 e três EMBRAER 190. Em setembro de 2008, a Embraer entregou um jato ERJ 145, de 50 assentos, à empresa estatal Petroecuador, que utiliza a aeronave para transportar empregados entre as unidades da empresa no país, e, em dezembro, a FAE recebeu um jato Legacy 600, com capacidade para 13 passageiros.

O acordo com a FAE inclui um amplo pacote de Suporte Logístico Integrado (Integrated Logistic Support – ILS) e um avançado sistema de treinamento e apoio à operação (Training and Operation Support System – TOSS), abrangendo não somente a aeronave, como também estações de apoio em solo e um simulador de vôo (Flight Simulator – FS).

Este é o quarto contrato de exportação que a Embraer assina para fornecer aeronaves Super Tucano para uma força aérea da América Latina. Em agosto de 2008, a Empresa anunciou acordo com a Força Aérea Chilena (FACh) para a venda de 12 aeronaves e, no início deste ano, confirmou a venda de oito unidades para a Força Aérea da República Dominicana. O Super Tucano opera atualmente nas Forças Aéreas do Brasil e da Colômbia, sendo utilizado com sucesso na vigilância de fronteiras e em outras missões operacionais.

super-tucano-2

Sobre o Super Tucano

O Super Tucano constitui uma inovadora evolução do bem-sucedido avião de treinamento básico Tucano, que conta com cerca de 650 unidades em serviço em 15 forças aéreas no mundo inteiro.

O Super Tucano foi projetado para operar nos cenários mais complexos de combate, incluindo a funcionalidade de visão noturna, armamento inteligente e tecnologia de enlace de dados (data link, em inglês). Além de uma estrutura reforçada para operações em pistas não preparadas, o Super Tucano conta com um avançado e preciso sistema de navegação e pontaria de armas que lhe garante alta precisão e confiabilidade na realização de missões, mesmo em condições extremas e sem apoio logístico.

A fabricação da aeronave prossegue em ritmo acelerado em uma linha de produção ativa e flexível, condizente com a capacidade da Embraer de atender as necessidades de seus clientes e entregar aeronaves em prazos curtos. Um item muito importante para o ciclo de vida operacional da aeronave é a existência de um sistema amplo, eficiente e confiável de suporte logístico distribuído pelo mundo, apoiando aeronaves que voam em cinco continentes.

No segmento de Defesa e Governo, tal sistema apóia 650 aviões Tucano, 250 Bandeirante e várias outras aeronaves em mais de 20 forças aéreas. Em termos da aviação comercial, a Embraer fornece suporte para mais de mil jatos regionais da família ERJ 145 e 500 E-Jets
(família de jatos com capacidade para 70 a 122 assentos) no mundo.

Fonte: Embraer

NOTA DO BLOG: Com a aquisição do Super Tucano, são fortes as chances dos mesmos substituírem os A-37B da FAE, ainda operados pelo Esquadrão de Combate 2311. Também existe a possibilidade dos mesmos substituírem os Strikemaster Mk.89 do Esquadrão 2312.

Os Esquadrões 2311 e 2312 pertencem à Ala Aérea 23 e estão baseados em Manta, uma unidade da FAE especializada em ataque leve, COIN e treinamento avançado (missões típicas do A-29). Regularmente estes esquadrões deslocam-se para bases avanças da Amazônia equatoriana.

Os aviões da Ala Aérea 23 participaram da Guerra do Cenepá em 1995. Naquele conflito, um dos A-37 foi atingido por um SA-16 na raiz da asa direita desligando um dos motores e arrancando o flap. Mesmo assim a tripulação conseguiu trazer a aeronave de volta para a base.

A escolha do Super Tucano pela FAE, além de garantir um grande salto tecnológico, permitirá uma economia substancial de recursos no médio/longo prazo, uma vez que o consumo dos turboélices brasileiros é bem mais baixo e os operadores de A-37/Strikemaster possuem dificuldades na aquisição de peças sobressalentes no mercado internacional.

O A-29 ainda tem um mercado potencial de usuários de A/T-37 espalhados pelo mundo. Em relação ao Strikemaster, esta é uma versão de ataque to jato inglês BAC Jet Provost. E foi exatamente o Jet Provost a aeronave substituída pelo Shorts Tucano na formação de pilotos da RAF no início dos anos noventa.

Peru, Honduras, Uruguai e Guatemala ainda seriam fortes candidatos na América Latina para a aquisição de Super Tucano, em substituição aos velhos A-37 Dragonfly.

- Advertisement -

115 Comments

Subscribe
Notify of
guest
115 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tiao

Espero que pagem a vista, este governo do Equador é CALOTEIRO!!!!

Nunão

Pois é, Tiao, mas parece que aviões eles pagam direitinho, vide o link da compra do Legacy 600, no texto.

A efetivação dessa compra vem em boa hora, afinal o número de 24 aeronaves é expressivo.

Edilson

sem comentários, muito bom espero que o S/tucano se espalhe pelas selvas amazônicas ehehe.
muito bom mesmo seria um sivam integrado tal como se pretende, mas temos que contar com a boa vontade dos nostros hermanos…

Rodrigo Marques

Acho que depois do ataque bem sucedido por supertucanos colombianos a um acampamento das FARC em território equatoriano, o governo desse país se deu conta da adequação deste equipamento brasileiro às suas necessidades.
Abraços

Jacubão

Pois é, o SUPER TUCANO é tão fodalho que até a USAF/USN, não estão resistindo ao charme dele, hehehehe… e digo mais, se os EUA realmente encomendarem o ST, ele vai explodir em vendas no mundo inteiro.

Carlos

Hoje este o homem (Rafael Correia) estava apoiando o Presidente Lugo, do Paraguai contra o Brasil na questão da Itaipu.Que é bom a Embraer vender isso é verdade, mas pra certo tipo de caloteiro, não vale a pena, essa política do PT me faz vontade de vomitar, deixa eu tomar um sal de fruta antes que a situação piore. MAG, Celso Amorim, como esse PT conseguiu ajuntar tanta gente boa.

Patriota

Exelente noticia realmente não existe um turbo helice multifunção no mundo tão eficiente quanto o super tucano o Equador fez uma exelente escolha, em tempos de crise uma compra destas certamente
é muito importante para a EMBRAER.

Tiao

Este problema com o Equador ja foi superado não há mais motivos para tanta preocupação, muitas empresas brasileiras fizeram muitos negocios bem sucedidos com este país.

saudações

john connor

Eles podem apoiar o lugo e dai? Se o lugo cair pra dentro voce acha que ele vai se meter conosco? Vai levar uma surra igual o paraguaio entao relaxa.

evandro

Mais um Calote vem por ai!!!!

Wilson Johann

Essa compra tava caindo de madura. Eles não iriam achar outro avião com as qualidades do Super Tucano, o peso pesado dos turboélices para treinamento, ataque leve, vigilância e contra-insurgência. Tem outros por aí, se fazendo de durões, mas não não páreos para o nosso ST.

Abraços!

jeferson

podem ficar tranqui… eles vao pagar,
fazem um pouco de barulho mais pagão.

Robson Bandeira

Excelente venda, ponto p/ Embraer, poxa pessoal a foto poderia ser outra, poís esta já foi usada diversas vezes.

Sds a todos.

fernando

esse caloteiro, nao vai pagar nao,ja estou vendo o embaixador brasileiro de volta para o brasil!!!!

Tiao

Por medida de segurança a Embraer poderia inserir no código fonte dos Tucanos a seguinte linha de código:

if prestacao=’Vencida’ then
situacao:=’aviao nao decola’;
else
situacao:=’aviao decola’;
endif

Tiao

Concordo com o Robson poderiam usar outras fotos essa e a dos Tucanos Colombianos ja estão muito batidas!!!

gaspar

ST padrao “colombiano”…
quer dizer que os ST da Colombia sao tecnologicamente mais avancados que os ST brasilis ?!?!?!?!?
alguem sabe qual a configuracao top dos nossos ST ??

AL

Pessoal, essa “venda” foi um tiro no pé, teria que haver mais critérios, o Rafael Correa já falou de calote uma vez, já falou de novo semana passada, e vai pagar esses aviões sabe-se lá quando e de que jeito, depois de recebê-los vai vir com essa história de que houve superfaturamento… Para o Equador, Bolívia, Paraguai e Venezuela o Brasil tinha mais é que virar as costas e deixá-los falando sozinhos, pois só nos trazem problemas… Ah, e a Argentina idem, essa então nem se fala!!!! Abraços.

joao terba

A Embraer vende os tucano, e os armamento,o tucano pode usar qualquer tipo de missíl,existe código de fonte no super tucano,alguem poderia me explicar.um abraço.

João Dias

Engraçado, os paises do Regime Bolivariano estão se armando.

Venezuela, Bolivia e Equador.

Todos liderados por Hugo Chaves, que por sua vez tem apoio da Rússia.

Venezuela e Rússia estão se aproximando muito, e isso não é muito bom para alguns países da Região.

Marcos T.

Vamo enche os “céus de Tucanos”
Acho o super tucano a melhor aeronave no seu segmento no mundo hoje.
Porem se a embraer não aproveitar o momento e começar a projetar um sucessor logo pode aparecer concorrentes de peso.
Eu apostaria em alguma coisa mais robusta ao estilo do A-10 Thunderbolt, más que sustentasse no minimo 3 horas de cobertura aérea.

Fábio Max

O Uruguai não opera Dragonflys?
Se bem que é provável que os substitua pelo AT63-Pampa.

Poggio

Bem lembrado Fábio Max. O Uruguai também é usuário de A-37.

Quanto à substituição pelos AT-63, lembre-se que as relações com a Argentina não vão bem desde o caso da “papelera”.

Douglas

aproveitando o gancho.

Poderiamos comprar um lote de F 15 SE da Boeing junto como ocontrato dos F 18 e em troca as FA deles comprariam da embraer umas 250 unidades do Super Tucano.

marujo

Reforço o questionamento feito pelo Gaspar e que continua ainda sem resposta: em que a versão brasileira do Super Tucano é inferior à vendida pela Colômbia?

Galante

Marujo, o A-29 da FAB é inferior sim, mas não é surpresa, quase tudo por aqui é downgraded. Na época dos Cascavel da Engesa, os blindados de exportação eram muito melhores que os do EB.

jeferson

gostei do codigos do Tiao

Por medida de segurança a Embraer poderia inserir no código fonte dos Tucanos a seguinte linha de código:

if prestacao=’Vencida’ then
situacao:=’aviao nao decola’;
else
situacao:=’aviao decola’;
endif

foi massa

Virtualxi.phalanx

Embraer não dá tiro no escuro. Nunca deu. Nem quando era estatal. Aliás, quando era do governo, o único defeito que possuia era ser administrada erroneamente para dar a impressão de empresa falida e portanto, ser apta a privatização. Mas essa já é outra história….

Ricardo

O Equador nos deu um calote com o BNDES, e agora, quem pagará o Pato..???

gaspar

grato marujo/galante

sera que das 99 unidades compradas nao teremos nenhum ST equivalente/superior aos ST da Colombia, Equador ?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!
quantos ST faltam ser entregues para a FAB ??

Galante, poderia postar um comparativo entre os ST do Brasil, Equador, Colombia, Rep. Dominicana…

marujo

Informação importante, Galante, muito obrigado. Mas em que consiste a diferença dos ST brasileiros e colombianos? É uma vergonha vendermos aparelhos melhores para nossos vizinhos mais pobres que nós. Estão sempre na nossa frente em míssis, aeronaves, carros de combate …quase tudo.

Tiao

Da até medo deste FX-2, se compramos um equipamento fabricado aki num modelo bem inferior ao exportado, imaginem agora com vai vir esses SH???? Peladinhos da silva com a bundinha e todo o resto a mostra!!!!

Galante

Marujo, a Força Aérea Colombiana usa bombas guiadas a laser faz tempo. Já ouviu falar de algum caça da FAB ter lançado uma?
Pois é, o ST colombiano tem RWR, os nossos não.

Lucius Clay

Esse Robson Bandeira é invocado! Bicho a foto é bonita cara, o avião é o mesmo! KKKKKKkkk

Francisco AMX

O Super tucano, é, sem d´´uvida, o melhor vetor, hoje, contra insurgentes e guerrilhas com capacidade AA limitada, até mesmo mais eficiente que o A-10, dada as devidas proporções, é o legítimo sucessor do A-1 Skyrider, só que mais “franzino” mas com grande capacidade de lançar armas tecnológicas, o que de certa forma ameniza a capacidade de carga menor do ST.
É uma alívio para as tropas aliadas contar com o apoio cerrado de um avião como o ST! vejo um grande futuro para este vetor, se não for boicotado por interesses escusos…

Tales

Gaspar/Marujo Os STs da Colômbia tem têlemetro a laser (aparelho que mede a distância exata do avião até o alvo), que, ao que parece, tbm funciona como designador a laser para o lançamento de bombas guiadas por esse metódo. Como o Galante já disse, os STs colombianos tbm possuem Radar Warning Receiver. Embora os nossos STs tenham provisão para chaff e flares (despistadores de radar e de sistemas de busca por IR) ao q tudo indica não receberam tais sistemas, até mesmo pq não tem o RWR q, em tese, daria o alerta “antecipado” do avião estar sendo “trackeado” (adquirido… Read more »

leonardo

alguem pode me dizer u que e aquilo na ponta
das asas

Robson Bandeira

Meu amigo, Lucius Clay, agora sim o pessoal do blog adicionou fotos belíssimas, a foto do interior do Super tá demais, barabéns ao blog
gostei.

Sds a voçê meu amigo Lucius e a todos do blog

Felipe Cps

Era pra num vender nada presse perro filho de uma rapariga, comunista de mierda… Cucaracho dos infernos, ele que vá comprar armas em outra freguesia, se é que tem cojones e se é que consegue quem lhe venda… A REPORTAGEM NÃO FALA, MAS O DINHEIRO DO FINANCIAMENTO PRA PAGAR A EMBRAER VIRÁ CERTAMENTE DO BNDES OU DE ALGUMA OUTRA FONTE DOS MUY AMIGOS PETRALHAS! OU SEJA: NOSSO! Aí, tome calote desse vagabundo daqui a dois anos… Se o governo PeTralha vermelhuxo tivesse um mínimo de brio e amor à pátria vetaria integralmente a venda e mandaria esse vagabundo ir para… Read more »

Francisco AMX

Perfeito Felipe!

Poggio

Felipe Cps,

Como jogada política, o governo brasileiro havia vetado o financiamento do BNDES. Veja o link da notícia a baixo.

http://www.aereo.jor.br/?p=2083

Após algumas conversas de bastidores, a coisa deve ter mudado.

Hornet

Poggio e Felipe,

pelo o que saiu ontem nos jornais e sites de economia, não houve mudança nenhuma. O BNDES não está financiando esta venda da Embraer para o Equador. Se a dúvida e o motivo para tanta indignação é essa…estão fica aqui o que saiu ontem no G1:

“A assessoria de imprensa do BNDES informou nesta segunda-feira ao G1 que os entendimentos para financiar a compra das aeronaves para o Equador não foram adiante – o país teria decidido buscar crédito com outra fonte ou adquirir as aeronaves com recursos orçamentários.”

(http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL1055215-9356,00.html)

abraços

Tailhooker

O próximo operador será a INDONÉSIA, aguardem.

Billy

Incrível como o próprio governo brasileiro vende armas a um país que ainda pouco acusou empresas nacionais de trapaça, ameaçou calote em dinheiro público dos brasileiros, sequestrou nossos engenheiros e abrigava a terroristas das FARC . Neste momento o Sr CORREA está no paraguai fazendo agitação contra o Brasil no que se refere a ITAIPÚ, assunto que nada tem com o equador. Será que pagarão pelos aviões?

Pinchas Landisbergis

Não sou a favor desta venda pois existe uma razoável chance de se voltarem contra nós , este governo do presidente Rafael Correa não é confiável.
Com certeza existem outros compradores interessados mais confiáveis e estes 24 não vão fazer falta à Embraer.

Francisco AMX

Dae Maurão! entendo teu ponto de vista, só acho que o governo brasileiro tem que fazer isso que tu fala mas tb e deixar claro, como fazem os USA, que quem com ferro fere, com ele será ferido! e o Governo tá dando uma de “irmãozinho mais velho”, coisa que não compete a um governo e sim a uma política de estado, que o Brasil não tem, realmente, mas já está na hora de começar a projetar esta linha. Acho que o Brasil não deveria vender o ST em padrões tão avançados para nenhum país da AL, deveriam ser como… Read more »

Felipe Cps

É isso aí Francisco, perfeito. O que alguns sonsos sonhadores (que estes sim, recusam-se a enxergar FATOS) não percebem é que o “vermelhismo” não acabou, apenas transmutou-se do velho comunismo de inspiração russa ou chinesa para o “bolivarianismo”, que vem a ser uma perigosa e insidiosa mistura de socialismo com populismo rastaquera, travestido de democracia. Mas tudo bem, já dizia Kant que os sentidos percebem apenas o que queremos que eles percebam… Deixemos os sonhadores utópicos ou, aqui sim, MAL-INTENCIONADOS, de lado, porque não se vence uma utopia (como a socialista, por exemplo) ou a mal-intenção, com discussão e sim… Read more »

Francisco AMX

He he Felipe, o sangue aflorou? 🙂 as vezes me revolto pelos mesmos motivos! mas hoje to mais light!

Abraço Bro!

Rodrigo Marques

Felipe,

Concordo 100% com o que você escreveu. O problema é que o nosso governo não vê os bolivarianos como inimigos.

Logo após o caso da tentativa de não pagar o financiamento do BNDES, o Rafael Correa foi recebido pelo Apedeuta na Costa do Sauípe com sorrisos e abraços…

Felipe Cps

Ah Mauro tomei o cuidado de não lhe falar diretamente, mas já que vc fala a mim concede-me o direito de lhe responder: já falei o que tinha pra falar, não vou me alongar discutindo com o amigo, porque aprendi de longa data que ninguém muda ninguém, as pessoas apenas se alteram quando lhes convém. Seja como queira então… Só digo que esta postura condescendente e de relativismo axiológico travestido de pragmatismo sua é o que me preocupa em alguns patriotas. O amigo dá dados falsos e utiliza-se de situações completamente divergentes para justificar suas teses estapafúrdias. Chega ao absurdo… Read more »

Igor

Mauro, não sei como vc perde tempo com esses radicais, complexados do qual visão ideológica ultrapassa o bom senso.

Combates Aéreos

Começou o exercício multinacional de operadores do Gripen, o Lion Effort 2015

Nesta edição que vai até 24 de maio, o exercício que ocorre a cada três anos é realizado na República...
- Advertisement -
- Advertisement -