domingo, junho 26, 2022

Gripen para o Brasil

Upgrade do MiG-21 Bison e do MiG-27M da Força Aérea da Índia

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Com uma pitada de eletrônica moderna, velhos aviões de combate ainda dão muito trabalho para os mais novos, como disse o coronel da USAF Terrence Fornof.

mig-21-upgrade

mig-27m-upgrade-poster

- Advertisement -

77 Comments

Subscribe
Notify of
guest
77 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ivan

Parabens a HAL pelo trabalho.
Aparentemente a India aprendeu com Israel a lição do upgrade.
A nossa FAB tambêm aprendeu, com muito sucesso.
Entretanto é bom ver que estes Migs tem, originalmente, muito mais motor que nossos F-5 e AMX.
Quando leio sobre a razão de subida de um Mig 21 fico me perguntando porque não pegamos um punhado de F-16 usados para modernizar a 10 anos atrás?

Cinquini

Ivan,

Eu até estou “feliz” pelo fato de não termos comprado F-16 usados antes, sabe pq? Eles ainda não teriam sido modernizados e ao invés do FX-2 nós estaríamos hoje fazendo licitação pra moderninzar os F-16. Pelo menos hoje estamos fazendo licitação para a compra de um novo vetor de caça.

E vamos ser sinceros, dentro do cenário geopolítico da AL nós ainda somos soberanos. Agora se a briga for com o “irmão” do norte ai já era rss

Abração

Fábio Max

Li em algum lugar, acho que no Blog do Vinna, que o Brasil aventou comprar dezenas de Mig-21 junto a China na década de 80. Se tivesse feito isso, teria hoje uma plataforma que, modernizada, ainda daria muita dor de cabeça para quem opera vetores mais modernos, sem contar que, já está provado, são aviões com boa capacidade de receber upgrades.

Storm

Na minha opinião: compensa modernizar o MIG-21, pois é um avião pequeno rápido e robusto. Pelo seu tamanho e agilidade é um alvo difícil; e modernizado sendo capaz de lançar mísseis BVR seria mesmo um osso duro de roer.

Agora se eu fosse os indianos largava mão desse MIG27 (23) aviãosinho feio grande e ultrapassado, só compensa se eles tem ainda muitos destes com muitas horas de vôo ainda disponivel.

Pedro Rocha

Olá senhores! Lembro que nos anos 80 fora publicado sobre estudos da FAB para aquisição de J-6 (versão chinesa do MiG 21). Mas na verdade era tudo jogo de cena para conseguirmos alguns F-5 usados ex USAF. Sou um defensor de upgrade de meios, principalmente com nacionalização da cadeia de suprimentos.
Em tempo: A versão chinesa do MiG 21 era a F muito inferior as versões H e J que os indianos modernizaram, mas se ocorreu essa jogada política a FAB realmente tem muita experiência em negociações com os Gringos!
Saudações!

Francisco AMX

Storm, o Mig-27 é um poderoso avião de ataque, com alta capacidade de penetração, muito rápido e com características muito superiores ao AMX, na verdade tudo é superior ao AMX! se é feio não vem ao caso :), eu acho ele bem imponente! foi o avião Mig menos abatido nas guerras que participaram os 17/21/22 e 27, se não me engano!

Abraço
Francisco

dumont

Varias fontes falam da relação vitoriaxderrota do MIG 21, as simpaticas ao avião russo dizem que houve mesmo um equilibrio entre o MIG 21 e o F4, mas qdo a comparação passa a ser com o F5, ai o MIG da banho. Isso acaba preocupando pois o próprio MIG 21 é vetor bastante superado.

Não acho que é ruim termos a politica de upgrade com os F5s mas acho que este não deveria ser vetor pricipal, há algum tempo. è isso q fazem os indianos, tem o Bison mas não como vetor principal.

Matheus Borges

Editor do blog, favor colocar uma matéria sobre aviões russos que foram modernizados!!!

Com fotos!!!

Agradeço desde o início!!!

Walderson

Fala sério, Israela, Índia e outros países fazem modernizações. É só elogio. Quando o Brasil a faz, inclusive com elogios, a galera só malha. Na boa, respeito a opinião, mas se o país é tão ruim, só faz M… e não presta, fico pensando porque os malhadores não se mudam. Fala sério, somos um país POBRE, SEM GUERRAS A VISTA, COM UMA POPULAÇÃO QUE EM MUITOS CASOS PASSA FOME. FICA DIFÍCIL JUSTIFICAR A PRETENSÃO DAQUELES QUE QUEREM O PAÍS COM UMA MÁQUINA DE GUERRA SEMELHANTE AOS PAÍSES DE PRIMEIRO MUNDO OU QUE ESTÃO IMERSOS EM COMBATES OU PROBLEMAS DE VIZINHANÇA.… Read more »

Storm

Francisco AMX, concordo, belesa não se poe na mesa, sei que o MIG-27 é um avião de ataque muito rápido capaz de chegar a 1.900 Km !!! e com grande capacidade bélica muito superior ao AMX. Sou um defensor das modernizões de vetores mais antigos, desde que seja comprovada a sua eficiencia após estas modernizações (Como nos nossos bicudos) apenas na minha opinião no MIG-21 essa modernização me parece mais acertada. Agora entendo que a India modernize os seus MIG-27 afinal eles adquiriram desde 1985 mais de 291 unidades deste aperelho sendo 127 inclusive montadas na Índia. Atualmente 120 estão… Read more »

Storm

correção: “beleza não se põe na mesa”

Roberto

Além de modernizar seus MIG-21, a Força Aerea da India solicitou a Aeronautical Developmente Agency(ADA), a elaboração de um projeto para a fabricação de um caça de médio porte com características Stealht.Responsável pelo desenvolvimento do caça indiano Tejas, a ADA ficou encarregada de projetar um substituto para os Mirage 2000 e Jaguar a partir de 2015.O caça birreator de 20 ton a ser desenvolvido, é para complementar os atuais SU-30 MKI da FAI e os futuros 126 caças multimissão que serão escolhidos pela concorrência que está em curso.Agora eu acho que o histórico desses Mig’s em combate não são dos… Read more »

Fábio Max

Penso que modernizações são boas, mas elas tem limites.

O problema das que ocorrem no Brasil não é exatamente sua qualidade. Transformaram o F5M em uma arma moderna, assim como farão com o A1M, o problema é que vieram tarde demais e foram comprometidas por sucessivos cortes orçamentários.

Mas avião modernizado nem sempre tem capacidade de receber todas as novas tecnologias militares, de modo que em certo momento, exige-se sua substituição ou, pelo menos, que sua função seja alterada, saia da linha de frente e passe para a segunda linha da força aérea.

Tiago Jeronimo

O brasil realmente tentou adquirir a versão chinesa do Mig-21 quando os EUA não liberaram a venda de mais F-5s, o Coronel(não sei se ele tem a mesma patente hoje em dia) Potengy inclusive foi a chinea voar o
Chengdu F-7(Versão de exportação do J-7), ainda bem que depois disso os EUa voltaram atrás e venderam os F-5.

dumont

Não quis criticar a modernização dos F5s, acho muito interessante o resultado e certamente o pais ganhou. Só acho que o F5 em si não é o melhor vetor para responder pela superioridade aérea de uma FA. O F5 não era o melhor vetor no seu tempo (F4, MIG21, mirrages, etc…) para SA, imagine agora.

POt outro lado, como vetor suplementar, para atuar em conjunto (LO) com um mais moderno, ai acho ótimo. Que venha o FX2!

Francisco AMX

Walderson! como que tá blz?! olha só, eu, por exemplo, acho que se deveria modernizar vetores, porém o F-5 é um caça carente de potência e capacidade de carga/autonomia, estamos gastando uma banana para modernizarmos estes vetores, que gosto muito, mas sinceramente deveríamos ter comprado um lote de 40 F-16A, que custam umas 8/15 milhas cada, dependendo do estado, modernizar com o mesmo padrão que estamos fazendo com o F-5 e estaríamos bem servido de vetor até a entrada do FX-2, que é para 2015, depois os F-16 poderiam ser a parte Lo do esquema, não precisariamos nem modernizar os… Read more »

Almeida

OBS importante: comparar o Mig-23/27 com os AMX é como comparar maças e bananas. O custo de aquisição e operação desses MIGs é infinitamente superior aos custos do AMX, por isso as grandes diferenças. A manutenção dos MIG-23/27 era tão complicada que a URSS adiantou os programas para sua substituição, que deram no Mig-29 e SU-27, aposentando os Flogger bem antes do previsto.

Prefiro 2 AMX voando baixo e subsônico do que um Mig-23 no chão.

Almeida

Re: Roberto em 19 jan, 2009 às 14:16

Os aviões mais modernos à disposição do Egito durante a Crise de Suez eram os Mig-17. O Mig-21 ainda era protótipo e o tal 22 nem existe. Se você estava se referindo ao Su-22, este nem protótipo era naquela época.

Rodrigo

Pessoal, vocês esquecem de toda a tecnologia que a EMBRAER e a FAB absorveram na modernização do F-5, que fazem com que a gente possa discutir em um nivel bem mais profissional o que deve ter no novo vetor F-X.

As modernizações servem para que, com um baixo custo, a força aérea possa desenvolver uma nova doutrina, que norteará as futuras aquisições. Acredito que sem o F-5BR, a FAB não saberia o que exigir do F-X, e poderia fazer uma compra precipitada de um vetor menos eficiente no cenário da guerra moderna.

Wolfpack

Mais uma vez eu volto ao Blog para pedir que não se compare Brasil com Índia, China ou Rússia. Por favor, são situações geopolíticas totalmente diferente das nossas, com níveis de desenvolvimento e regimes políticos diferente dos nossos. Todos eles têm armas nucleares e apresentam diferenças com seus vizinhos, e diferenças graves em seu próprio território. A Índia está fazendo o certo, maximizando sua força de combate aéreo. O domínio do espaço aéreo é fundamental desde a Segunda Guerra Mundial, e a Índia tenta de todas as formas manter a dianteira frente o Paquistão e porque não seu vizinho a… Read more »

Roberto

Almeida,

É verdade,segundo dados de reconhecimento fotográfico israelense, a força aérea do Egito(FAE)possuia 110 MIG 15,14 Meteor, 44 Vampire e 28 II-28 distribuidos em 8 bases.Já as forças franco-britânicas contavam com 115 Bombardeiros a jato Canberra e Valiant,48 caças-bombardeiros Venom,24 caças Hunter F5 e 36 caças táticos F-84F,mais 163 bombardeiros(Sea Venom,Sea Hawk,Wyvem e Cosair)a bordo de porta-aviões.

sds.

RL

Ajunta tudo, joga fora e compra MIG-35 ou Sukhoy -35. Imaginem a quantidade de dinheiro que vai sair pra manter peças de reposição, logistica, putz…

Olienick

Ola por um acaso alguem sabe oque a FAB vai fazer com os mirage2000 apos a chegada do ganhador do FX-2 se e que vai ser finalizada essa compra. Afinal eles ainda teriam uma vida util respeitavel em 2013-2015 mais longa que a dos F-5 hoje.

Nunão

Olienick, Pelo que sei, a vida útil dos F-2000 não é muito maior que a dos F-5, levando-se em conta as horas de voo anuais das duas frotas na FAB. Os F-5 são bem mais velhos, mas na média voaram anualmente menos que os Mirage 2000 voaram na França, principalmente os Mirage que adquirimos, que além de serem os mais antigos do tipo produzidos, cumpriram boa parte de sua vida útil no esquadrão que faz a transição operacional para o tipo no Armée de l’air (esqueci o número do esquadrão) Assim, conforme ouvi dizer, por volta de 2015 não deverá… Read more »

TENENTE

Tambem gostaria de saber o provavel destino dos F-2000 da FAB.

Nunão

Esqueci de acrescentar / corrigir: vários dos F-5 provavelmente voaram mais na média anual do que os M-2000, mas passaram por reconstrução estrutural para tanto.

Storm

No meu palpite, Os F-2000 vão pra Argentina ou direto pro Musal

Francisco AMX

Almeida não comparei o AMX ao Mig 27, pois não tem comparação! simplesmente disse que ele era superior em quase tudo. E que conversa é essa de manutenção complicada??? o mig 23 e 27 sempre foram os cavalos de batalha russos pela sua robustez e disponibilidade, foram substituidos pela modernidade dos sucessores! senão não seriam o que foram! é a versão voadora do T-34 junto com o Mig-21, só fiz um paralelo com o AMX, pois este´será modernizado também, e nosso colega achou que os Indianos não deveriam modernizar os Mig-27 e eu discordei, pegas o bonde andando e quer… Read more »

Francisco AMX

Ah! e antes que distorçam as coisas, considero o AMX, para o Brasil, melhor que os Mig27 e 23, para o Brasil, apenas pela logística e operação “alienígena” na FAB! pois o AMX não tem a mesma taxa de sobrevivência em combate do que estes dois Migs, o AMX não sobreviveria num ambiente de vetores de 4 geração, nem modernizando o bicho! um exemplo: sem escoltas os AMX modernizados seriam destroçados pelos SU-30 ou F-16B50 chilenos, caso ousassem invadir seus territórios para um ataque, mesmo que preventivo, nos moldes de Israel. Já se fossem Migs 27 modernizados, as chances de… Read more »

Francisco AMX

Ah, e ALmeida! quase todo o “mundo” oriental/asiático produz peças para os Mig 27/23/21…. quem produz sobreçalentes par o AMX??? exatamente!

Abraço
Francisco

Zero Uno

Olha Francisco AMX. O que está em jogo na realidade é a nossa capacidade de fabricar e manter nossos próprios aviões de combate. A nossa opção pelo projeto AMX junto com a Itália, foi para crescermos tecnologicamente em projeto, aviônicos, logística e manutenção de uma aeronave desse porte tecnológico… Afinal, os ERJ 145 são filhos dessa aeronave. Com o projeto AMX a EMBRAER entrou na era do CAD, CAD3d e outros programas avançados para projetar aeronaves. O AMX nos deu o que toda nação quer: AVANÇAR TECNOLÓGICAMENTE. Além do mais o AMX é um projeto dos anos 80 em que… Read more »

Roberto

Em 14 de abril de 99,os AMX foi empregado pela primeira vez em combate,utilizado na operação Allied Force,no Kosovo.Armados com bombas inteligentes do tipo Elbit Opher,de 500 lbs com guiamento infra-red,foram responsáveis por mais da metade das cerca de 500 missões da Italia.Ofato de estarem utilizando bombas com guiamento infra-red permitiu que os pilotos as lançassem mesmo quando os seus alvos estavam encobertos momentaneamente por nuvens ou fumaça,uma situação que afeta negativamente as bombas guiadas por laser e que em muito atrapalharam as forças da Otan naquele conflito.Instalações de radar, baterias de mísseis e de canhões anti-aéreos,carros de combate e… Read more »

Almeida

Grande camarada Francisco AMX, Eu tirei as informações sobre a manutenção cara dos Mig-23/27 de algumas edições do século passado da Air Forces Monthly. Durante a confusão na Bósnia eles aproveitaram para fazer um levantamento das FAs dos países do antigo bloco do Pacto de Varsóvia, lançando um review de cada Força Aérea mensalmente, e todos elas tinham este problema com a operação destas aeronaves. Em uma matéria sobre o desenvolvimento do Su-27 na Tecnologia e Defesa isto também é citado como um dos fatores para alavancar o desenvolvimento do Flanker. Entrei de chuteira porque não aguento mais ver as… Read more »

Francisco AMX

Almeida, sobre a sola: Tá limpo!, sobre o AMX: sei tudo isso que todos falam do AMX e realmente não sei se isso é tão verdade assim, a EMBRAER já caminhava a passos largos antes dele em termos de projeto, e pagamos bem caro por esta “tecnologia” já ultrapassada nos anos 80! (não existe almoço de graça!)…. sei lá… mas isso que falei foi para defender a modernização do Mig-27 Indiano, que também não é um avião de superioridade aérea, assim como o AMX, que para mim é um treinador avançado com alta capacidade de ataque, suas características aeronáuticas são… Read more »

Francisco AMX

Zero Uno, captado, assimilado, e concordado com a maioria do teor do seu post! 🙂

Abração
Francisco

Walderson

Caro amigo Francisco AMX, concordo contigo em alguns pontos: primeiro, uma pequena correção, o AMX custou o relativo a DOIS F-16. Na Itália, ele era chamado de F-32 (Rsrsrs); segundo, concordo com o que vc falou em relação ao f-5 ter baixa potência. O negócio é que a FAB escolheu um caminha diferente da FACh. Ela preferiu modernizar o F-5 a comprar um lote de F-16. Mas por que? Porque ela queria não só entrar na era digital, de combate moderno, mas ter um parque industrial que pudesse prover o país de equipamentos modernos. Daí o acordo com Israel, por… Read more »

Francisco AMX

Claro Walderson! acho que a maioria sabe que somos diferente de todos os países asiáticos e do oriente médio pela suas políticas, vizinhos, relações com os USA e tal… mas neste caso (do mig 27) só estava defendendo o ponto de vista Indiano de que vale a pena a modernização de um avião eficiente como este! e para tal ilustrei nossa relação com a modernização do AMX. Agora no que tange a procedimentos de aquisição, a India, ao meu ver faz um papel mais consistente do que o Brasil, ao comprar seus novos vetores! simplesmente experimentando, e bem, cada um… Read more »

[…] indianos continua a receber modernizações, de que já foram objeto as frotas de Jaguar, MiG-27 e  MiG 21-BIS, sendo que o programa do MiG-29 está em andamento e o do Mirage-2000 deverá ser iniciado em […]

Ivan

Parabens a HAL pelo trabalho.
Aparentemente a India aprendeu com Israel a lição do upgrade.
A nossa FAB tambêm aprendeu, com muito sucesso.
Entretanto é bom ver que estes Migs tem, originalmente, muito mais motor que nossos F-5 e AMX.
Quando leio sobre a razão de subida de um Mig 21 fico me perguntando porque não pegamos um punhado de F-16 usados para modernizar a 10 anos atrás?

Cinquini

Ivan,

Eu até estou “feliz” pelo fato de não termos comprado F-16 usados antes, sabe pq? Eles ainda não teriam sido modernizados e ao invés do FX-2 nós estaríamos hoje fazendo licitação pra moderninzar os F-16. Pelo menos hoje estamos fazendo licitação para a compra de um novo vetor de caça.

E vamos ser sinceros, dentro do cenário geopolítico da AL nós ainda somos soberanos. Agora se a briga for com o “irmão” do norte ai já era rss

Abração

Fábio Max

Li em algum lugar, acho que no Blog do Vinna, que o Brasil aventou comprar dezenas de Mig-21 junto a China na década de 80. Se tivesse feito isso, teria hoje uma plataforma que, modernizada, ainda daria muita dor de cabeça para quem opera vetores mais modernos, sem contar que, já está provado, são aviões com boa capacidade de receber upgrades.

Storm

Na minha opinião: compensa modernizar o MIG-21, pois é um avião pequeno rápido e robusto. Pelo seu tamanho e agilidade é um alvo difícil; e modernizado sendo capaz de lançar mísseis BVR seria mesmo um osso duro de roer.

Agora se eu fosse os indianos largava mão desse MIG27 (23) aviãosinho feio grande e ultrapassado, só compensa se eles tem ainda muitos destes com muitas horas de vôo ainda disponivel.

Pedro Rocha

Olá senhores! Lembro que nos anos 80 fora publicado sobre estudos da FAB para aquisição de J-6 (versão chinesa do MiG 21). Mas na verdade era tudo jogo de cena para conseguirmos alguns F-5 usados ex USAF. Sou um defensor de upgrade de meios, principalmente com nacionalização da cadeia de suprimentos.
Em tempo: A versão chinesa do MiG 21 era a F muito inferior as versões H e J que os indianos modernizaram, mas se ocorreu essa jogada política a FAB realmente tem muita experiência em negociações com os Gringos!
Saudações!

Francisco AMX

Storm, o Mig-27 é um poderoso avião de ataque, com alta capacidade de penetração, muito rápido e com características muito superiores ao AMX, na verdade tudo é superior ao AMX! se é feio não vem ao caso :), eu acho ele bem imponente! foi o avião Mig menos abatido nas guerras que participaram os 17/21/22 e 27, se não me engano!

Abraço
Francisco

dumont

Varias fontes falam da relação vitoriaxderrota do MIG 21, as simpaticas ao avião russo dizem que houve mesmo um equilibrio entre o MIG 21 e o F4, mas qdo a comparação passa a ser com o F5, ai o MIG da banho. Isso acaba preocupando pois o próprio MIG 21 é vetor bastante superado.

Não acho que é ruim termos a politica de upgrade com os F5s mas acho que este não deveria ser vetor pricipal, há algum tempo. è isso q fazem os indianos, tem o Bison mas não como vetor principal.

Matheus Borges

Editor do blog, favor colocar uma matéria sobre aviões russos que foram modernizados!!!

Com fotos!!!

Agradeço desde o início!!!

Walderson

Fala sério, Israela, Índia e outros países fazem modernizações. É só elogio. Quando o Brasil a faz, inclusive com elogios, a galera só malha. Na boa, respeito a opinião, mas se o país é tão ruim, só faz M… e não presta, fico pensando porque os malhadores não se mudam. Fala sério, somos um país POBRE, SEM GUERRAS A VISTA, COM UMA POPULAÇÃO QUE EM MUITOS CASOS PASSA FOME. FICA DIFÍCIL JUSTIFICAR A PRETENSÃO DAQUELES QUE QUEREM O PAÍS COM UMA MÁQUINA DE GUERRA SEMELHANTE AOS PAÍSES DE PRIMEIRO MUNDO OU QUE ESTÃO IMERSOS EM COMBATES OU PROBLEMAS DE VIZINHANÇA.… Read more »

Storm

Francisco AMX, concordo, belesa não se poe na mesa, sei que o MIG-27 é um avião de ataque muito rápido capaz de chegar a 1.900 Km !!! e com grande capacidade bélica muito superior ao AMX. Sou um defensor das modernizões de vetores mais antigos, desde que seja comprovada a sua eficiencia após estas modernizações (Como nos nossos bicudos) apenas na minha opinião no MIG-21 essa modernização me parece mais acertada. Agora entendo que a India modernize os seus MIG-27 afinal eles adquiriram desde 1985 mais de 291 unidades deste aperelho sendo 127 inclusive montadas na Índia. Atualmente 120 estão… Read more »

Storm

correção: “beleza não se põe na mesa”

Roberto

Além de modernizar seus MIG-21, a Força Aerea da India solicitou a Aeronautical Developmente Agency(ADA), a elaboração de um projeto para a fabricação de um caça de médio porte com características Stealht.Responsável pelo desenvolvimento do caça indiano Tejas, a ADA ficou encarregada de projetar um substituto para os Mirage 2000 e Jaguar a partir de 2015.O caça birreator de 20 ton a ser desenvolvido, é para complementar os atuais SU-30 MKI da FAI e os futuros 126 caças multimissão que serão escolhidos pela concorrência que está em curso.Agora eu acho que o histórico desses Mig’s em combate não são dos… Read more »

Últimas Notícias

VÍDEO: Colaboração Real 4 – Episódio 15 – O Comando de Preparo

A implementação de um sistema como o Gripen Brasileiro, gera um grande desafio para os profissionais que conduzem esse...
- Advertisement -
- Advertisement -