terça-feira, abril 13, 2021

Gripen para o Brasil

F-22 em Okinawa

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

f-22-okinawa-1

Seis caças stealth F-22A Raptor chegaram no sábado à base aérea americana de Kadena, Okinawa, num desdobramento de três meses, em apoio ao Comando Americano do Pacífico. É o segundo desdobramento dos Raptors da Langley Air Force Base, na Virgínia, em dois anos. A chegada dos aviões foi acompanhada de 250 pessoas da equipe de apoio. Outros seis Raptors estão programados para chegar à base na segunda-feira à tarde.

Em 2007, no primeiro deslocamento dos Raptors para Okinawa, durante três meses os F-22 puderam duelar com forças americanas e japonesas. Em exercícios recentes no Alaska e em Nevada, os Raptors teriam marcado um recorde impressionante de vitórias, com uma kill-rate de mais de 100:1, contra F-15, F-16 e F-18.

f-22-okinawa-2

f-22-okinawa-3

f-22-okinawa-4

f-22-okinawa-5

- Advertisement -

229 Comments

Subscribe
Notify of
guest
229 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bosco

Pelo jeito os F-22 ainda não estão operando os AIM-9X e nem o capacete JHMCS. Sinal que ainda não estão preocupados com combates à curta distância.

Wilson Johann

Esse índice de vitórias explica o “porquê” de os EUA não quererem vender este caça nem para os seus aliados mais fortes, e devo imaginar que o insignificante número de derrotas deve ter sido por bobeadas dos pilotos. Se conseguiu esse índice sobre três dos melhores caças da atualidade, imagina-se que sobre outros caças (Typhons, Rafales, Migs e Sukoys) deva acontecer o mesmo.

Abraços!!!

Richard

100 por 1………..se o número não for propaganda, os céus, definitivamente, já tem um novo dono.

Don D

sinceramente, acredito que o F-22 é um excelente vetor, mas esse “rate” é irreal, pura propaganda intimidatória, se fosse assim nossos F-5 sendo velhos, não teriam o desempenho que têm, não me convence, só em combate de verdade mesmo para saber, até porque os americanos têm um medo terrível de combate direto com inimigos que oferecem algum perigo. O Red Flag serve pra isso, pra medir a capacidade dos adversários, seja qual for nossa escolha no FX-2 tenho certeza que será bem aproveitado, é só tomar Israel como exemplo, nem todos os aviões são de ponta, mas são utilizados com… Read more »

Democracia

100 pra 1…. não seria 10 pra 1, é mais realista.

Viva a República!!!

Tiago Jeronimo

Eles podem até ter 100 para 1 com os F-15, F-16 e F/A-18, mas contras os Rafales que veem e travam ele no radar a mais de 100km ou contra o SU-35BM que o vô a 400kms não tem a minima chance, e além disso nem autonomia eles tem, olha só as fotos, precisam de tanques subalares…

Não é Marlos e Wellington? :X

Rs…

Alfredo_Araujo

Para um caça que consegue disparar seus misseis antes de ser detectado… pq nao o score de 100:1???

Acredito q é o mesmo q comparar nossos antigos MirageIIIE com misseis de curto alcançe com F-15/16/18 com os Aim-120… a proporção de vitorias dos F-15/16/18 ficaria alta igual a do F-22..

Erich Hartmann

100:1 mes desculpem a sinceridade e o extravaso…NEM EM SONHO mesmo se somadas a utilização das capacidades (física,psíquica ou mesmo espiritual/trancendental se fosse possível) dos melhores ases da história…É cláro que há imensa propaganda imersa nestes números,pois o mesmo diziam dos caças soviéticos antes da derrocada da URSS quando o ocidente através do acesso aos conjuntos Mig-29/A-11 verificaram que estes conseguiam engajar antes do adverssário numa proporão superior a 10:1. O F22 é impressionante pelo conjunto apresentado(supercruise mach 1.5,Stealth,provável velocidade máx. mach 2.5,datalinks etc),mas certamente adverssários de capacidades e determinações e treinamento similares deven atenuar em muito essas vantagens tão… Read more »

Galante

Pessoal, lembrando que o F-15 no auge de sua vida operacional, tinha kill rate 50:1 sobre os F-5E agressors, antes destes instalarem RWR.
Depois que os F-5E receberam esse equipamento, a kill-rate caiu para 5:1.
Infelizmente, queiramos ou não, a realidade é dura. Os EUA estão mesmo com o melhor avião de combate do mundo, têm o domínio do espaço aéreo em qualquer região do globo e ainda vai demorar para que alguma nação consiga chegar perto dessa capacidade.

jacubão

Esses caças são lindos.

welington

No combate BVR longo pode até ser mas em combate medio esses numeros cairiam bastante e em um conbate aprossimado o F-15 se equipararia com o F-22.
Tiago Jeronimo contra o F-22 qualquer vetor atual é inferior mas não é impossivel de perder um combate tudo depende da situação, apoio, aarmamento e logistica mas se tudo se equiparar em um combate aprossimado um F-5EM com um A-DARTER pode vencer um F-22 no combate aprossimado, o F-5 não é um cãça comparavel no combate ao F-22 mas o missil é.

welington

Não coloquei o principal a doutrina.

Storm

Os Japoneses ficam só babando e nos também… Falando sério, Concordo com o Tiago Jeronimo os F-22 podem até conseguir 100 para 1 com os F-15, F-16 e F/A-18, Mas contras outras aeronaves como os Rafales Typhons ou SU-30 não acredito nisso, não por causa dos aviões mas sim pelos operadores, ou seja outras Forças aéreas. Por exemplo, é provável que a Russia já tenha desenvolvido uma doutrina contra os F-22, capaz de derrubar alguns destes para compensar o fato de atualmente não terem uma aeronave a altura do F-22. Mesmo que essa tática signifique algum sacrifício. Os reais resultados… Read more »

Francisco AMX

Boa Storm! penso da mesma forma! Welington! já que vc usa muito esta palavra, vou te contar que ela se escreve com X e não 2 esses! 🙂 descubra qual!: “No combate BVR longo pode até ser mas em combate medio esses numeros cairiam bastante e em um conbate aprossimado o F-15 se equipararia com o F-22. Tiago Jeronimo contra o F-22 qualquer vetor atual é inferior mas não é impossivel de perder um combate tudo depende da situação, apoio, aarmamento e logistica mas se tudo se equiparar em um combate aprossimado um F-5EM com um A-DARTER pode vencer um… Read more »

Francisco AMX

Este F-22 com Canopy aberto me deixa com tesão! hauuhauh A pergunta que eu faço para os “cegos” defensores contumazes desta superioridade avassaladora do F-22 (100 vs 1) é: Se ele é capaz de derrotar 100 inimigos do nível do F-15, antes de sucumbir, pq contruir tantas unidades???? é só colocar 10 em cada continente e tá tudo resolvido! coloquem um sistema ultra-full de defesa anti-aérea de ponto e regional, junto as bases do F-22 e pronto… em 1 dia eles dão cabo de qualquer força aérea do planeta! imaginemos que cada Raptor pode levar 12 AMRAM, 2 elementos twin… Read more »

Tóna

Tiago Jerônimo!!!!!!!!!!!!!!!!!! (desculpe pela brincadeira) não sei se poderíamos confiar na capacidade dos radares dos Rafale e Sukhoi em enxergar os f-22 a tais distâncias; imagina o montante de dinheiro que foi investido na diminuição do rcs, se assim fosse porque gastariam tanto em um avião com capacidades similares (ao menos neste quesito) aos já existentes.

Bosco

O 1 do “100 pra 1” foi as vezes em que o F-22 não pode evitar o combate WVS (alcance visual) e tenha se metido com um caça de alto desempenho e dotado de mísseis de quarta e quinta gerações apontados pelo capacete. Em uma situação típica de combate BVR o “escore” seria 100 pra 0. Mesmo que os russos ou quem quer que seja possam detecta-lo com radares VHF (o que acha difícil) e possam vetorar caças ao seu encontro, o F-22 poderá detectá-los antes e atacá-los com mísseis AMRAAM’s e fugir em velocidade supersônica. A única vantagem de… Read more »

Bosco

Correção:
“A única CHANCE de um oponente atual do F-22 seria…” e não ” A única VANTAGEM…”

Bosco

Com certeza essa grande vantagem do F-22 só é possível em uma configuração stealth, ou seja, com 6 AMRAAMs, 2 Sidewinders e 480 projéteis de 20 mm.
Qualquer configuração diferente desta degrada sua furtividade, velocidade e manobrabilidade e compromete sua superioridade.
Mas mesmo com uma configuração de armas nos cabides subalares ele é no mínimo tão bom quanto qualquer caça de quarta geração e meia.

Tiago Jeronimo

Meus deus ainda tem louco que concorda comigo mesmo quando eu estou dizendo totalmente o contrário do que ele acredita, isso que é uma compreênssão de texto maravilhosa. 1º: O F-15 em combate aproximado não se equipararia ao F-22, porque a manobrabilidade do F-22 é muito superior, se você dizesse que o SU-30MKI e o SU-35BM se equiparariam ou até fossem melhor ficava calado, mas apesar de o F-15 ser uma caça maravilhoso não chega nem perto da manobrabilidade do F-22. 2ºFrancisco AMX, Se contarmos os sub continentes(America do Sul, Central, Oriente Médio e etc vai dar quase isso aê,… Read more »

welington

Françisco é verdade foi mau, mais valeu pelo toque.
Tiago Jeronimo o F-22 tem uma relação peso potencia maior que o F-15 e é superior a este vetor e manobrabilidade porem o que quis dizer é que estes valores de 100×1 cairiam e poderia se equiparar(depende dos armamentos, doutrina, piloto, apoio, etc.) ao numero de vitorias……….

Bosco

Tiago, eu só divirjo do seu comentário em dois pontos. Hoje é capaz que o F-15 (pelo menos alguns) tenha mais probabilidade de vencer o F-22 no combate aproximado por estar equipado com o capacete JHMCS e com mísseis AIM-9X e os F-22 ainda não possuírem esses 2 itens. Já no dogfight eu concordo que o F-22 se sairia melhor por contar por ser mais manobrável e ter uma maior reserva de potência. O outro ponto é que como disse acima, eu “acho” que os F-22 ainda não possuem os AIM-9X e sim os AIM-9M, de terceira geração e menos… Read more »

welington

Mauro meu visinho tem uma placa escrita cuidado dobermann, mas tem um vira lata de um 15 centímetros de altura rsrsrsrs, funciona varias pessoas já me perguntaram se lá tem cão bravo mesmo e eu claro que sou aliado do mesmo respondi tem sim e bravo para caraia rsrsrs.
Acho perfeitamente possível o F-22 entrar em combate aproximado(claro que fora dos EUA) em outras terras é perfeitamente possível mas em território americano é muito improvável de acontecer.
Um abraço a todos.

welington

Bosco tenho que parar de utilizar combate aproximado por causa dos capacetes JHMCS, mas o F-15E é um super adversario para o F-22 no combate aproximado mas no dogfight direto o F-22 leva vantagem.
Um abraço a todos.

welington

Desconsiderem o ultimo comentário ele não esta completo.

Tiago Jeronimo

Bosco é verdade que algums F-15 estão equipados com HMD(JHMCS) e AIM-9X mas esses equipamentos devem ou deveriam estar disponiveis para o F-22 o que faz a balança pender novamente para o lado do último. E se o F-22 tiver mesmo a capacidade de levar 4 e não apenas 2 AIM-9x vai ser um pesadelo ainda maior para os inimigos. Wellington é verdade que o 100:1 poderia cair se fosse apenas ou também contabilizados combates aproximanos, mas o F-22 foi construido para ver-atira-destruir antes que seja visto portanto o “se” não vale de muita coisa. Sds meus caros 😉 O… Read more »

Bosco

O curioso sobre a provável vulnerabilidade dos stealths aos radares VHF é que só quem acredita nisso e propaga o feito aos 4 ventos são os fabricantes de radar. Já os fabricantes de caças, mísseis e UAVs desconsideram totalmente essa remota possibilidade e continuam mandando bala nos seus projetos. Só por conta daquele infeliz F-117 que saiu umas 4000 vezes e levou um míssil no lombo uma única vezinha a moda pegou e colocaram o coitado do radar de baixa frequência com a obrigação de caçar os caças “invisíveis”.rsrrsss….Agora aguenta. Eu duvido da proficiência desses radares até prova em contrário.… Read more »

Raphael

Bosco, se voce notar nas fotos estes sao os F-22 do 27th Fighter Squadron. Foram os primeiros F-22 operacionais, e nao tiveram pelo projeto de modernizacao. Os 100 F-22 mais novos jah vieram com a capacidade de disparar o AIM-9x e se nao me engano tem JHMCS tambem.

Bosco

Rafael,
se for então o Tiago tem razão.
Você sabe se são “acomodados” dois AIM-9X no lugar de um AIM-9M?

Raphael

Bosco, pelo que eu sei o espaco fisico para dois AIM-9x tem, o problema eh ter que desenvolver o sistema de lancamento para 2 em vez de 1. E no momento nao se tem interesse nisto ($).

Bosco

Rafael,
em uma busca rápida eu achei uma referência pelo menos de que ele é configurado para 2 AIM-9X por compartimento lateral, totalizando 4 AIM-9X.
Eu havia postado uma foto de um F-22 com 4 AIM-9X mas não achei novamente, mas está em algum lugar aqui do blog.
Neste site (http://www.f22fighter.com/weapons.htm) fala sobre os 4.
Eu acho que é só colocar um suporte duplo no sistema hidráulico de exposição do míssil que já deve ter previsão do sistema.
Não coloquei o link direto para não ter que esperar a moderação.
Um abraço.

welington

Só pra te aziar Mauro rsrs, uma aeronave de alerta antecipado tem um RCS maior que 3,2m2 sendo detectada por volta dos 400km por um SU-35 BM ai é só lançar um KS-172 que tem um alcance de 400km e destruir o avião de alerta antecipado, ai o F-22 ficaria um pouco mais vulnerável sem apoio, mas mesmo assim poderia vencer um combate contra um SU-35 BM com apoio de uma aeronave de alerta antecipado, o vencedor se daria por quem utilizasse a melhor doutrina a vantagem estaria com os Russos neste momento, mas significa que venceriam. Agora o PAK… Read more »

Wolfpack

Os oponentes se resuminaram a Japoneses ou existiu outras Forças envolvidas?
O F22 é o melhor vetor já produzido e para isso foi desenvolvido. Para derrotá-lo é necessário muita coordenação AWACS, atitude AIM120 R77 ou coisa similar, eficiência no combate BVR e sorte, além de uma força numericamente superior. Acredito que antes do primeiro FX2 ser produzido a furtividade do F22 será derrotada. Confio muito nas novas capacidades de IRST e Radar Laser que estão em desenvolvimento. E um Raptor contra outro Raptor, quem ganha? Acho que ganha a carta Sílvio.

Bosco

A USAF não precisa de um míssil assim por ter caças stealths. Todos os projetos anti-AWACS americanos foram abandonados (versões do SRAM e do cancelado ASALM).
Mas concordo que é uma arma espetacular se bem usada e se os Su’s passarem pelos F-22A avançados, já que um míssil contra aeronaves (900 km/h) e desse alcance (400 km) é altamente dependente de um link com o caça, portanto, o lançador não pode ser abatido prematuramente porque nos 5 minutos de vôo a Mach 4 o alvo se afasta do seu ponto inicial em cerca de uns 80 km.

Marine

Galante, Concordo com o que disse. Realmente a realidade e dura! Uma futura combinacao de umas “poucas” centenas de F-22s e outras “muitas” centenas de F-35s e F-18E/F sao um trio que continuara nao havendo adversarios a altura por muitos anos ainda. E esse e o objetivo americano, continuar disparados a frente do resto do mundo com o que ha de mais avancado e em maior numero do que qualquer mais no mundo seja em futuros NAes, Subs, Escoltas, Cacas, bombardeiros, Tanques, Op. Especiais e tropas de elite… E por isso que gastam esse dinheiro todo e o povo nem… Read more »

pedro

O bicho custa por baixo 250 milhões a unidade. Os senhores querem que os caras falem: “Senhores congressistas, fizemos um avião que custa 2 eurofighters e meio e ele tem razão de abate de três para um com um avião russo que custa 20% do nosso ou 1,5 para 1 com um frances que custa 33% do nosso! Por isso continuem a comprar essa beleza, ainda que cara….” Jamais! É como a “maquiagem” do ultimo Cruzex nos resultados de abate, levado a cabo para que “nossos politicos” não pensassem: Com “essa eficiência” não precisamos do FX2! Corta tudo! Não me… Read more »

Valmor

Cada um vende o peixe a sua maneira! se o fator humano não fizer + a diferença…vamos discutir UCAV e ponto final.

Bosco

A USAF e a OTAN sabem que seus AWACS, E-8, centros de comando, aviões de guerra eletrônica e seus aviões tanques são alvos prioritários do inimigo e os protegem a contendo. É tão difícil derrubar um destes quanto afundar um Nimitz. A melhor defesa quanto aos mísseis anti-AWACS dos russos é avançar a defesa, principalmente se forem usados os F-22 na tentativa de destruir o vetor antes que lance seus mísseis. Os russos usam a mesma tática para para tentar destruir os AWACS que a usada para tentar destruir os NAe americanos. Atacar de longe com mísseis supersônicos. A segunda… Read more »

Roberto camarada

Radares de baixa frequencia , é capaz de detectar aeronaves Stealth com facilidade e com capacidade até de identificação do aparelho. “Nada é invisivel ao radar de frequencia abaixo de 2GHz”. Curiosamente, na Russia e China há uma consideravel quantidade de radares que utilizam a detectação de baixa frequencia. Esse tipo de radar utiliza-se de um tecnologia básica, mas se aplicado as mais sofisticadas tecnologia de microprocessadores, sua performance pode mudar drasticamente. Depois disso, basicamente teria que se desevolver um software capaz de tirar o “ruido” desse tipo de detectação. A partir dai, poderia se detectar qualquer tipo de objeto… Read more »

Bosco

Roberto,
eu continuo com minha dúvida. Porque então, dada à eficiência da tecnologia dos radares de baixa frequência (que é tão fantástica a ponto de detectar caças stealth então pra detectar caças convencionias deve ser uma verdadeira maravilha) os projetistas de aeronaves e de radares não parecem influenciados por ela?
O chodó (ou seria xodó?) da tecnologia são os radares “phased array” na faixa de microondas, mesmo sabendo que nos próximos 15 anos teremos alguns milhares de caças, navios, mísseis, UAVs, UCAVs, todos “furtivos” e para o qual os mesmos são “invisíveis”.

Rodrigo

” Dependendo do poder do radar, as aeronaves stealth seriam detectadas, mas seriam confundidas com pequenos pássaros voadores.”

portanto, se o seu radar indicar um pato voando a mach 1.4 a 40000ft de altitude, fogo nele!

Marlos Barcelos

Tiago Jeronimo Só acredito nessa superioridade toda dos f-22, se fizerem 100:1 em exercícios como o Red Flag, ou seja, com outras forças aéreas com vetores modernos, queria ver os f-22 contra os eurofighters e rafales. Enquanto isso acho tudo sso propaganda para justificar um caça de 180 milhões de dólares. Se ele fosse tão espetacular assim porque não fabricam mais do que os 180, até mesmo porque uma força armada dos EUA que gastam 2,5 bilhões em um únco submarino e fabricam 2 por ano, não é tanto dinheiro assim, eu desativaria o programa f-35 e ficava só com… Read more »

Bosco

O mundo da ciência e da tecnologia são embalados por paradigmas.
A derrubada de uns e a formulação de novos é determinante. A ciência e a tecnologia militares não são diferentes das outras.
Um paradigma que parece ter sido derrubado não promoveu ainda nenhum alteração no rumo dos acontecimentos, pelo menos de modo perceptível.

Marlos Barcelos

tecnologia stealth é coisa velha , tem mais de 20 anos, portanto não acredito que ainda não saibam localizar este tipo de avião. Vocês se lembram do f-117 abatido na iuguslávia por equipamentos da década de 60? Imagine agora com técnologia do século XXI. Por isso só discuto a “invisibilidade” dos f-22 quando colocarem realmente a prova, e não em exercícios que ninguém vê, ninguém participa, a[i os f-22 são o máximo, porque não os colocaram no Red Flag para humilhar os Rafales e justificarem d verdade o custo desses caças e pedir mais deles? acho que eles não são… Read more »

Leandro

Isso explica a insistência do Japão em adquirir esses aviões, creio que a liberação da exportação do F-22 (para os principais aliados) está condicionada ao desempenho do PAK FA, se ele conseguir igualar pelo menos o F-35 aí eles vendem caso contrário só no final da sua vida útil, como aconteceu com o F-15 para Coréia do Sul e Cingapura.

Valeu.

Francisco AMX

Tiago Jerônimo, claro que é utópico! quis somente ilustrar, pois todos aqui comparam, quando o fazem, o F-22 contra SU35, Rafales, Typhoons…. ora quais os países que possuem tais vetores???? seja menos obtuso em favor dos seus ansejos amigo. Além do mais reforça meu pensamento de que o F-22 é o Best porém não é isso tudo, e os americanos sabem disso, pois se somente a Rússia, hoje e nos próximos 10 anos, teria a capacidade de contrapor o poderio aéreo do Império, e mesmo assim teria de enfrentar a Inglaterra… somente com o arsenal “convencional” (f-15 , f18 e… Read more »

Henrique Sousa

Putz, tem horas que doi a cabeça ler certos argumentos de “especialistas”….. Tem um pessoal com o raciocínio tão limitado que parecem contrapor uma taxa de vitórias de 100:1 com o argumento de “quero ver se um F-22 consegue abater 100 Su-35. Estes norte-americanos são todos cascateiros…….” São uns argumentos tão vazios (mas mesmo assim respeito o “direito” de terem estas idéias absurdas) que contraponho com outro argumento ridículo: se o Su-35 e esta maravilha baratíssima, quase dando pau no F-22 e detonando Typhoon, Rafale, F-35 com sobras, pq a Rússia não produz enxames deles e esquece do PAK esta… Read more »

Bosco

Marlos, apesar da sua insistência em julgar uma tecnologia por apenas um evento no meio de milhares, indo totalmente contra o bom senso científico, eu também insisto em querer saber por que a tal tecnologia anti furtiva não é dominante na fabricação nem de caças e nem de radares? Não existe tecnologia humana 1oo% confiável. Indíces de 8o% já seriam altamente significativos. Se não fosse altamente efetiva a tecnologia usada no F-117 eles seriam derrubados às dezenas. Mas isso parece não ser percebido por você que insiste em distorcer os fatos, que ao meu ver, longe de ser um dado… Read more »

Bosco

Se o mundo todo não tivesse certeza que a tecnologia stealth é efetiva em reduzir substancialmente as chances de uma aeronave ser abatida no campo de batalha e em permitir a iniciativa por parte dos que a possuem, todos os projetos militares atuais não buscariam essa tecnologia, que vale salientar é caríssima, e pelo que eu saiba, ninguém é bobo nesse ramo.

Nelson Lima

O F22 é um caça absoluto, ao contrário do F35, que é caro e limitado.

Combates Aéreos

Caças Su-30 indianos ‘jammearam’ mísseis AMRAAM disparados pelos F-16 paquistaneses

Pilotos de caça paquistaneses dos aviões de combate F-16 dispararam de quatro a cinco mísseis AMRAAMs americanos (AIM-120 advanced...
- Advertisement -
- Advertisement -