segunda-feira, maio 17, 2021

Gripen para o Brasil

Os flares do A-1

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

a-1-flares-foto-fab

a-1-flares-2-foto-fab

a-1-flares-3-foto-fab

Belas fotos de lançamento de flares por aeronave A-1 da FAB, disponíveis no site da Força Aérea Brasileira.

- Advertisement -

62 Comments

Subscribe
Notify of
guest
62 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alfredo_Araujo

Com essa carga de bombas axo q da para decolar, lançar as bombas na torre de controle da base aérea e voltar correndo para nao ficar sem combustivel…

To brincando….
Alguem sabe a autonomia de um A-1 com essa carga de armas?

Corsario-DF

Bonitas fotos. O A-1 é um excelente vetor de Ataque, ainda mais se for modernizado com a inclusão do radar, para os padrões sul americanos ele está de muito bom tamanho, só tendo adversários difíceis de driblar no Chile (F-16) e na Venezuela (F-16 e Su-30) que são muito eficazes na caça, mas do resto ele ataca com excelente precisão qualquer país sul americano, prova disso foi a missão realizada do “oiapoque ao chuí” apenas com reabastecimento aéreo.

Sds.

Bosco

Vou chutar.
O alcance nessa configuração (+ ou – 2,5 t e sem tanques externos) e num perfil HI-LO-HI deve ser de 700 km. Sem REVO é claro.
Lindas fotos!

Nunão

Eu chutaria pra menos, Bosco. Conforme a configuração da foto, a carga deve ser de mais ou menos 1816 kg (oito Mk82 de 227 kg). Segundo a própria FAB, o alcance do A-1 com metade dessa carga e com dois tanque subalares é: Raio de Ataque com 907 kg de armamentos, 5 min de combate e 10% de reserva com dois tanques extras de 1000 l cada: Hi-Lo-Hi: 809 km, Lo-Lo-Lo: 555 km Eu chutaria uns 500 km num perfil Hi-Lo-Hi com essa carga. O que não é ruim não, afinal o A-1 tem apelido de “Monstro” pela quantidade de… Read more »

Fernando-Canoas

Amigo Corsário-DF…
A missão foi do sul para o norte….portanto do Chuí ao Oiapoque..rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
Abs….

Mauricio R.

Cuidado c/ o urubú!!!

LeoPaiva

Na reforma futura está prevista a instalação também, além de flares, de Chaffs internos, que poderão ser acionados automaticamente pelo receptor de aviso de radar (RWR), o que é imprescindível nos novos cenários da AL com os SU30 e seus Rxx de médio alcance, e outros MRAAM que possam aparecer.

Na maratona de sul a norte realizada pelos AMX, foram 6.900km percorridos e 3 REVO, daria para atacar qualquer ponto da AL ou chegar a África, e dizem que não foram detectados por radares durante esse exercício.

Bosco

Nunão,
eu falei de uma carga em torno de 2500 quilos porque computei os 2 mísseis Sidewinders e os cabides de lançamento (eles não entram no cálculo?)
Também as Mk82 embora tenham um peso nominal de 500 lbs (227 kg) na prática me parece que em média ficam em torno de 240 kg.
Se a carga útil for maior que os 1816 kg então o raio de ataque diminui mais ainda.
O que você acha?

F-15

O A-1 é tao bonitinhu, parece um brinquedinho kkkk
Eu li uma vez que o A-1 nao disparava missel, so tinha o cabide la pra infeite mesmo, dizia que ia passa por uma modernização pra lançar, ja fizeram essa modernização ou vao fazer ainda?, se nao fizeram pra que ele fica desfilando com misseis? o.o

Hornet

amigo da USAF (F-15),

a modernização do AMX já está em curso:

http://www.aerovirtual.org/forum/index.php?showtopic=95069

abraços do amigo da US Navy (F-18)

Flávio

Cláro que os caças multi-propósito atuais são mais capazes que o A-1, que é um projeto da década de 80. Mas não podemos deixar de valorizar um avião que trouxe muita capacitação para a nossa indústria e aprendizado para a FAB inserindo na doutrina e no dia-a-dia dos esquadrões novos equipamentos como RWR,HUD,HOTAS, modos mais avançados de lançamentos de bombas etc. Acho que até hoje a FAB não pode aproveitar todas as potencialidades do A-1 como vetor de ataque, devido a falta de radar, integração com armamentos mais avançados etc. Espero que depois da modernização o A-1 possa cumprir todos… Read more »

Nunão

Bosco, A conta da FAB da “metade” do que está na foto dá a entender que eles contam com peso de 227kg para a Mk82, mas vc está certo de que na conta da foto tem que entrar os dois MAA-1 (uns 90 kg cada, se não me engano) e os cabides duplos. Mas de qualquer forma, se é pra chutar… Tinha aqui em casa uns dados mais completos de cargas / alcance do A-1 mas não sei onde estão não. Se achar e houver alguma configuração parecida com essa, mando. Mas assim, de lembrança, continuo com o meu chute…… Read more »

Almeida

Raras fotos essas, de avioes da FAB voando com armamento de verdade e mostrando suas capacidades! Parabens!

Luciano Baqueiro

Amigos,

preciso compartilhar algo bizarro que acabou de acontecer. Pedi p/ o altavista traduzir uma página em francês cujo título é :

‘Dassault toujours en lice pour vendre le Rafale au Brésil’ ( http://www.meretmarine.com/article.cfm?id=109143 ) e saiu :

‘Dassault em sempre liça para vender a Rabanada no Brasil’ ( http://66.196.80.202/babelfish/translate_url_content?lp=fr_pt&trurl=http%3A%2F%2Fwww.meretmarine.com%2Farticle.cfm%3Fid%3D109143&.intl=br )

A legenda passou de ‘Avions de combat Rafale’ p/ ‘Aviões de combate Rabanada’.

Isto é, esqueçam os caças, compraremos rabanadas, ou fazendo uma licença poética da famosa frase de Maria Antonieta :
Se não tem caças, que comam rabanadas.

Vassily Zaitsev

Nunão,

Antes de tudo, bonitas fotos,

Uma questão: Como as fotos provam, o AMX pode carregar e disparar MK-82.
Também é sabido que ele pode levar a MK-83, de 454Kg ( 1000 lb ).

Mas, e a MK-84 de 907 Kg, ele pode levà-la, ao menos no cabide central?

Eu tenho um belo vídeo sobre o AMX disponível em meu PC. Como faço para disponibilizá-lo aqui no site? Mostra como é um ataque à baixa altura, com bombas HE.

abraços.

Vassily Zaitsev

F-15,

Realmente, o AMX não pode disparar nenhum tipo de míssil, pois nem o cabeamento necessário para ligar o míssil à cabine do piloto ele tem. Mas está previsto a instalação dos mesmos na modernização à ser feita pela Embraer. Os Mísseis só podem ser de manejo, ou treinamento.

abraços.

Alfredo_Araujo

“Vassily Zaitsev em 27 dez, 2008 às 20:57
Eu tenho um belo vídeo sobre o AMX disponível em meu PC. Como faço para disponibilizá-lo aqui no site?”

Youtube !!! =]

marcos silva

Vamos nos contentar,no teatro de operações do amx,como cabide de bombas burras ! Mais vamos esperar a tão sonhada modernização na embraer !!

Vassily Zaitsev

Alfredo,

bem que tentei, mas como meu conhecimento em informática é bem grande, não consegui.

abraços.

Hornet

Luciano Baqueiro, Não é fácil entender a lógica dos tradutores de computadores. O seu tradutor fez um caminho doído e buscou no léxico da palavra Rafale (Rajada de Vento) os vários significados possíveis em português e achou um arcaísmo (o tradutor fez um caminho difícil pra caramba, que nem eu sabia que fosse possível): Léxico rabanada: rajada rabanada, além de ser aquele paõzinho de natal, é também sinônimo de um tipo de vento: a Rajada (um arcaismo, visto que o rabo de um animal em movimento produz uma rajada de vento) Rabanada – Rajada ou Pé de Vento. Ufa! deu… Read more »

Nunão

Vassili, mande o vídeo para:

nunonunao@naval.com.br

Saudações!

Pinchas Landisbergis

É um ótimo vetor para bombardeio ,e continua eficaz no TOA sul americano mesmo sem modernização, existiu sim um lobby contra classificando-o com caça que “matou” as possibilidades comerciais da aeronave. Modernizado, nos colocará num patamar único na America do Sul, pois poderá se esquivar até dos Sukois e F16 e bombardear qlq localidade neste TOA.
Como sempre é o Loooongo tempo que demoram para fazer tudo neste país, o grande entrave para o sucesso, as decisões são sempre politicas e seguem o ritmo deles “passo de tartaruga marchem!!!.

Luciano Baqueiro

Hornet meu friendi e amado mestre,

obrigado pela aula e p/ se recuperar do esforço, que tal comer uns rafales, digo umas rabanadas …

Abraço.

Hornet

Luciano Baqueiro,

boa idéia!…hehehehe

grande abraço

Vassily Zaitsev

Nunão,

Enviei o vídeo. Como é a 1ª vez que faço esse procedimento, não sei se chegou ao destino. Mas, se chegou, tente publicar ele em um tópico futuro, algo mais ou menos como: Vejam como os argentinos faziam para tentar parar a frota inglesa, é uma boa sugestão de título.

abraços.

Noel

Os A-1’s ainda são vetores com desempenho satisfatório, até para o TO europeu, haja vista que os italianos desistiram de “aposenta-los”, e já iniciaram um programa de modernização dos mesmos. Quem tiver dúvidas das qualidades do A-1 em combate real, é só pesquisar sobre o seu desempenho na campanha da OTAN na Bósnia.

Cinquini

Os A-1 com a modernização devida ainda terá uma longa vida pela frente!

Nunão

Vassili, o vídeo não chegou não. Mandei uma mensagem pra você.

Bosco

Vassili,
vou te ensinar como faço pra mandar um vídeo: “vou ao correio”
Rs.rs.rs….

Vassily Zaitsev

Muito obrigado Bosco. To rindo até agora. Ajudou demais essa “des”informação. Tirou uma com a minha cara bonito.

abraços.

Lucas

E ai pessoal tudo certo.

O AMX brasileiro não tem capacidade para disparar mísseis ar-ar porém a versão italiana sim, não sei se é verdade, mas ouvi dizer que na FAB eles colocam o Sidewinder mesmo sem a capacidade de dispara-los para reduzir o arrasto induzido, também conhecido como arrasto de ponta de asa.

Alfredo_Araujo

Com essa carga de bombas axo q da para decolar, lançar as bombas na torre de controle da base aérea e voltar correndo para nao ficar sem combustivel…

To brincando….
Alguem sabe a autonomia de um A-1 com essa carga de armas?

Corsario-DF

Bonitas fotos. O A-1 é um excelente vetor de Ataque, ainda mais se for modernizado com a inclusão do radar, para os padrões sul americanos ele está de muito bom tamanho, só tendo adversários difíceis de driblar no Chile (F-16) e na Venezuela (F-16 e Su-30) que são muito eficazes na caça, mas do resto ele ataca com excelente precisão qualquer país sul americano, prova disso foi a missão realizada do “oiapoque ao chuí” apenas com reabastecimento aéreo.

Sds.

Bosco

Vou chutar.
O alcance nessa configuração (+ ou – 2,5 t e sem tanques externos) e num perfil HI-LO-HI deve ser de 700 km. Sem REVO é claro.
Lindas fotos!

Nunão

Eu chutaria pra menos, Bosco. Conforme a configuração da foto, a carga deve ser de mais ou menos 1816 kg (oito Mk82 de 227 kg). Segundo a própria FAB, o alcance do A-1 com metade dessa carga e com dois tanque subalares é: Raio de Ataque com 907 kg de armamentos, 5 min de combate e 10% de reserva com dois tanques extras de 1000 l cada: Hi-Lo-Hi: 809 km, Lo-Lo-Lo: 555 km Eu chutaria uns 500 km num perfil Hi-Lo-Hi com essa carga. O que não é ruim não, afinal o A-1 tem apelido de “Monstro” pela quantidade de… Read more »

Fernando-Canoas

Amigo Corsário-DF…
A missão foi do sul para o norte….portanto do Chuí ao Oiapoque..rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
Abs….

Mauricio R.

Cuidado c/ o urubú!!!

LeoPaiva

Na reforma futura está prevista a instalação também, além de flares, de Chaffs internos, que poderão ser acionados automaticamente pelo receptor de aviso de radar (RWR), o que é imprescindível nos novos cenários da AL com os SU30 e seus Rxx de médio alcance, e outros MRAAM que possam aparecer.

Na maratona de sul a norte realizada pelos AMX, foram 6.900km percorridos e 3 REVO, daria para atacar qualquer ponto da AL ou chegar a África, e dizem que não foram detectados por radares durante esse exercício.

Bosco

Nunão,
eu falei de uma carga em torno de 2500 quilos porque computei os 2 mísseis Sidewinders e os cabides de lançamento (eles não entram no cálculo?)
Também as Mk82 embora tenham um peso nominal de 500 lbs (227 kg) na prática me parece que em média ficam em torno de 240 kg.
Se a carga útil for maior que os 1816 kg então o raio de ataque diminui mais ainda.
O que você acha?

F-15

O A-1 é tao bonitinhu, parece um brinquedinho kkkk
Eu li uma vez que o A-1 nao disparava missel, so tinha o cabide la pra infeite mesmo, dizia que ia passa por uma modernização pra lançar, ja fizeram essa modernização ou vao fazer ainda?, se nao fizeram pra que ele fica desfilando com misseis? o.o

Hornet

amigo da USAF (F-15),

a modernização do AMX já está em curso:

http://www.aerovirtual.org/forum/index.php?showtopic=95069

abraços do amigo da US Navy (F-18)

Flávio

Cláro que os caças multi-propósito atuais são mais capazes que o A-1, que é um projeto da década de 80. Mas não podemos deixar de valorizar um avião que trouxe muita capacitação para a nossa indústria e aprendizado para a FAB inserindo na doutrina e no dia-a-dia dos esquadrões novos equipamentos como RWR,HUD,HOTAS, modos mais avançados de lançamentos de bombas etc. Acho que até hoje a FAB não pode aproveitar todas as potencialidades do A-1 como vetor de ataque, devido a falta de radar, integração com armamentos mais avançados etc. Espero que depois da modernização o A-1 possa cumprir todos… Read more »

Nunão

Bosco, A conta da FAB da “metade” do que está na foto dá a entender que eles contam com peso de 227kg para a Mk82, mas vc está certo de que na conta da foto tem que entrar os dois MAA-1 (uns 90 kg cada, se não me engano) e os cabides duplos. Mas de qualquer forma, se é pra chutar… Tinha aqui em casa uns dados mais completos de cargas / alcance do A-1 mas não sei onde estão não. Se achar e houver alguma configuração parecida com essa, mando. Mas assim, de lembrança, continuo com o meu chute…… Read more »

Almeida

Raras fotos essas, de avioes da FAB voando com armamento de verdade e mostrando suas capacidades! Parabens!

Luciano Baqueiro

Amigos,

preciso compartilhar algo bizarro que acabou de acontecer. Pedi p/ o altavista traduzir uma página em francês cujo título é :

‘Dassault toujours en lice pour vendre le Rafale au Brésil’ ( http://www.meretmarine.com/article.cfm?id=109143 ) e saiu :

‘Dassault em sempre liça para vender a Rabanada no Brasil’ ( http://66.196.80.202/babelfish/translate_url_content?lp=fr_pt&trurl=http%3A%2F%2Fwww.meretmarine.com%2Farticle.cfm%3Fid%3D109143&.intl=br )

A legenda passou de ‘Avions de combat Rafale’ p/ ‘Aviões de combate Rabanada’.

Isto é, esqueçam os caças, compraremos rabanadas, ou fazendo uma licença poética da famosa frase de Maria Antonieta :
Se não tem caças, que comam rabanadas.

Vassily Zaitsev

Nunão,

Antes de tudo, bonitas fotos,

Uma questão: Como as fotos provam, o AMX pode carregar e disparar MK-82.
Também é sabido que ele pode levar a MK-83, de 454Kg ( 1000 lb ).

Mas, e a MK-84 de 907 Kg, ele pode levà-la, ao menos no cabide central?

Eu tenho um belo vídeo sobre o AMX disponível em meu PC. Como faço para disponibilizá-lo aqui no site? Mostra como é um ataque à baixa altura, com bombas HE.

abraços.

Vassily Zaitsev

F-15,

Realmente, o AMX não pode disparar nenhum tipo de míssil, pois nem o cabeamento necessário para ligar o míssil à cabine do piloto ele tem. Mas está previsto a instalação dos mesmos na modernização à ser feita pela Embraer. Os Mísseis só podem ser de manejo, ou treinamento.

abraços.

Alfredo_Araujo

“Vassily Zaitsev em 27 dez, 2008 às 20:57
Eu tenho um belo vídeo sobre o AMX disponível em meu PC. Como faço para disponibilizá-lo aqui no site?”

Youtube !!! =]

marcos silva

Vamos nos contentar,no teatro de operações do amx,como cabide de bombas burras ! Mais vamos esperar a tão sonhada modernização na embraer !!

Vassily Zaitsev

Alfredo,

bem que tentei, mas como meu conhecimento em informática é bem grande, não consegui.

abraços.

Reportagens especiais

Embraer KC-390: um avião que carrega o desafio de conquistar muitas bandeiras

Fernando “Nunão” De Martini e Alexandre Galante (matéria publicada originalmente na revista Forças de Defesa nº 14) Na manhã de...
- Advertisement -
- Advertisement -