terça-feira, maio 18, 2021

Gripen para o Brasil

Comandante da Aeronáutica assina contrato inédito com a França

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

ec725-cougar-1

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, representando as três Forças Armadas, assinará, nesta terça-feira (23), no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, contrato para a produção, no Brasil, e fornecimento de 50 helicópteros militares (EC-725). Este projeto destina 16 aeronaves para a Marinha do Brasil, 16 para o Exército Brasileiro e 18 para a Força Aérea e será firmado pelo presidente da Eurocopter, Sr. Lutz Bertling, representante do grupo europeu EADS que é especializado em Defesa.

O contrato, fruto de uma cooperação no campo aeronáutico entre o Brasil e a França, visa consolidar e ampliar o intercâmbio e a colaboração na área militar, além de incentivar as atividades industriais e comerciais entre os dois países.

Salienta-se, ainda, que o acordo contempla a fabricação das aeronaves no Brasil, no âmbito da Helibras e de parcerias com outras empresas, assim como a transferência de tecnologia e medidas de Compensação Comercial (“Off Set”).

O contrato foi consolidado a partir de exigências de requisitos operacionais estabelecidos pelas três Forças, objetivando a realização de projetos de engenharia, fabricação, adaptação e modernização de helicópteros, bem como capacitação de pessoal, no Brasil.

A assinatura deste contrato com a EADS é inédita, porque representa o primeiro projeto em conjunto das três Forças Armadas para a aquisição de material de emprego militar. A previsão é que as primeiras aeronaves sejam recebidas no final de 2010.

Fonte: CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA AERONÁUTICA

- Advertisement -

170 Comments

Subscribe
Notify of
guest
170 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
gaspar

agora so falta saber os modelos e “opcionais” do pacote…

Vassily Zaitsev

Gaspar,

O modelo é o EC-725 mais conhecido por Super Cougar. Os opcionais ainda não sei, mas creio que estejam incluídos NVG, FLIR, CHAFF, FLARE, etc.

RL

Vamos torcer para que venham COMPLETAÇOS.

Baschera

Galante,
Atenção : O Comando da Aeronáutica deu sinal verde para que iniciem os estudos para de análise da viabilidade técnica-operacional de um vetor de tranporte com payload superior a 40 tons e com capacidade de voar full sem revo por no mínimo 4000KM.
Será que termos C-17 ou IL-76 na FAB ??

Sds.

Bosco

Isso é helicóptero útil. Parabéns!
Já os Mi-35 não gosto não. Opinião pessoal!

Almeida

Concordo com o Bosco! Mas nem pelo aspecto tecnico das aeronaves em si, mas sim pela negociaçao. Esses Super Cougar estao trazendo tecnologia e investimentos para o pais. Os Mi-35, na minha opiniao, soh dor de cabeça. Absurdo nao ter nem um offsetzinho, e nao me venham falar em centro de manutençao pra eles pq isso eh o basico do basico e abrir um centro para apoiar 12 helicopetros aqui e mais 24 na Venezuela nao faz sentido comercial algum! E quanto a primeira compra JOINT da FAs brasileiras, meus parabens! Vamos agora unificar a instruçao basica de asas rotativas,… Read more »

jacubão

Com a essa transferência de tecnologia para o Brasil, a indústria nacional poderia desenvolver uma versão de combate, usando como base o Cougar, como fez a África do Sul.

LeoPaiva

Concordo com o Almeida que por sua vez concorda com o Bosco, apesar de críticas quanto à desatualização do projeto, e que está saindo de linha na Europa, para nós está de bom tamanho, só o fato de ser zerinho e fabricado aqui já empolga bastante. Espero que o índice de nacionalização seja bem superior aos 50% prometidos, para que não sejamos apenas MONTADORES de helis e sim FABRICANTES de helis. fico feliz pela Elbit Systems e a AEL entre outras suas subsidiárias estarem no Brasil a participar de vários projetos como os upgrade nos amx, e talvez atuando como… Read more »

Hornet

Leo Paiva, concordo contigo.

Já que vc concordou com o Almeida, que concordou com o Bosco, então estou concordando com os amigos citados, por tabela.

um forte abraço

Bosco

Esse aí da foto então ta igual a um chevetinho que eu tinha. Todo equipado. Flir, sonda para REVO, metralhadoras, lançadores de flares, gancho de carga, flutuadores infláveis, receptores passivos, etc.
PsiPsiuuuu!

Vassily Zaitsev

Hornet,

já que virou “tabela”, sou mais um nessa fila.

Jacubão,

Não foi a Romênia que desenvolveu uma versão de ataque? E baseado no SA-330 Puma?

A África do Sul usa o Rooyvalk como heli de ataque.

Hornet

Ô loco, Bosco! Que chevetinho era esse, com FLIR, metralhadoras, lançadores de flares, gancho de carga, flutuadores infláveis, receptores passivos?

Quanto que vc pagava de IPVA desse chevetinho?….hehehehe

eu entendi o seu comentário…mas não resisti…hehehe

Na verdade, isso tudo que vc falou é só o que dá pra ver na parte externa do heli (aí da foto). Na parte interna tem MP3 player, rádio AM e FM, ar condicionado, encosto reclinável, frigobar e uma fitinha do Senhor do Bonfim amarrada no retrovisor…kkkkkk

um grande abraço

madvad

Vassily, exatamente a IAR da Romênia desenvolveu uma versão de ataque baseado no 330 Puma ,tem um ensaio em vôo em uma Revista FA antiga.

Pelo que li, lá ficaram bem impressionados com a capacidade do bicho!

Bosco

Alguém sabe o nome certo do “gancho de carga” a que me referi.
Um dispositivo dotado de um sistema de controle, um motor, um carretel, uma série de barras de reforço, uma calha guia, um cabo e com um gancho no finalzinho, e que serve para carregar e descarregar cargas e pessoas, não pode ser chamado só de “gancho de carga”.
“Guincho” seria até mais apropriado.rs.rs……Mas sei que tem um nome próprio. Quem sabe?

Nunão

Será que o chevette da foto vem com bola do câmbio (ou melhor, bola da barra de controle) com siri?

Tem que ter encosto do banco com bolinhas massageadoras.

Nunão

Bosco, que eu saiba, é guincho.

Bosco

Hornet,
isso é porque não falei de um fuscão modelo Fafá que já tive nos bons e velhos tempos. Desse eu só falo quando tiver um post do V-22.rs.rs…
Um abraço.

Bosco

Bola de câmbio com Siri!kkkkkkk
Cara! Aposto que tem uns aí que nunca viram.
E o pneu com faixa branca? Lembra?

Valeu Nunão!

Nunão

Bosco, faixa branca é mais comum que o siri… O fusca 68 do meu sogro, que acumula poeira aqui na minha garagem, tem 4 belos faixas brancas. Aliás, preciso comprar uma bobeirinha de um platinado (lembra disso?) pra botar o bicho pra funcionar de novo.

Voltando aos Helis, interessante que antes se falava em 51, sendo exatamente 17 pra cada força. Agora são 50, 16+16+18. Gostava mais do número anterior, tinha achado uma boa idéia…

Hornet

Bosco e Nunão,

faltou a “mãozinha” que dá tchau grudada no parabrisa….socuerro!!!

Nossa! Manda suspender esse contrato dos helis…acabamos com eles aqui, virge porca miséria!!!…kkkkkk

abração aos dois

Bosco

A versão de ataque da Romênia é o IAR-330. Tem canhão numa torreta abaixo do nariz de CR, foguete, mísseis ar-ar e nada mais, nada menos, que os Spike ER israelenses.

Esse Cougar da foto está configurado igual ao HH-60 americano. Só falta um sistema de supressão do calor das turbinas e um interferidor IR.

Bosco

Com todos esses “opcionais” no meu chevete só vai faltar é pintar de rosa e “vender” pro “Falcão” (o cantor), porque eu tô fora.
Rs.rs.rs….

Francisco M. Xavier

E TEM ATÉ CAIXA DE CORREIO! OLHA A CAUDA 🙂

Francisco M. Xavier

Não gostei muito daquela Lapiseira gigante do lado direito….

LeoPaiva

Francisco M. Xavier,

Aquela lapiseira gigante é a Metralhadora de Apoio Geral ( Mitrailleuse d’Appui General ), MAG, de fabricação Belga, 7,62mm NATO.

Creio que não será difícil vê-la nos nossos futuros EC-725, dependendo da utilização que lhe seja dada, pois os exército opera esse equipamento.

Direto das profundezas da Wikipédia para o colega.
http://pt.wikipedia.org/wiki/FN_MAG

Sds.

Cinquini

Eu já vi um desembarque de paraquedistas do EB de um Cougar e vos digo, pensei que nao ia mais parar de sair gente de lá! Depois quando eu entrei eu como aquilo é uma “lotação” sempre cabe mais um rsss

Parabens para o MD que fez a primeira “grande compra” em conjunto!

welington

Um feliz natal para toda a equipe e participantes dos Blegers poder aereo, nava, terrestre e que o no que vem seja de mais realizaçoes e felicidades.
https://1.bp.blogspot.com/_aNCQJYiqzSc/SVAVx_I7VJI/AAAAAAAAAas/0iHkuJQ8lXc/s1600-h/Feliz_Natal+copy.jpg

Almeida

Os Rooyavalks sul-africanos sao baseados no Super Puma tambem, motorizaçao, rotores, etc.

O Caracal da foto tem supressores IR na saida dos motores, eu ja analisei imagens IR dele com e sem aquela saida de ar.

Tambem conheço como guincho, nas portas laterais para infiltraçao/extraçao de combate e como gancho, na parte inferior da fuselagem para transporte de carga.

A todos os que concordaram comigo e o Bosco orbigado, e que mais ninguem aqui diga que a gente so reclama! 😛

E Bosco, quero comprar esse teu chevelho! 🙂

Noel

A “lapiseira gigante” não é metralhadora, é sonda para reabastecimento em vôo. Os requisitos das aeronaves que equiparão cada Força são determinados por uma Subdiretoria do CTA.

LeoPaiva

Tem razão Noel, pensei que o colega Francisco se referia a metralhadora, mas ela está do lado esquerdo.

Sds.

LeoPaiva

E por falar em sonda, vejam como NÂO se deve usar uma sonda em helis…

O cara fez uma operação de fimose na sonda. Tomara que ele tenha algum combustível ainda na reserva, senão vai voltar a pé.

http://br.youtube.com/watch?v=n-59V6mC-Do&feature=related

Saudações.

dumont

Será que o 725 vai operar com os exorcets?

Francisco M. Xavier

he he! a sonda parece minha lapiseira!

Francisco M. Xavier

Seria mais eficiente se ele fosse dotado da mesma GAU 7.62 dos Blackhawks que tão chegando…

Vovódka Bolivariana da Venezuela

kkkkkkkkkkk!!!!!!! Wellinton a vovo’ aqui adorou o seu cartao de natal pras viuvas de Sukhoi do meu saudoso Brasil varonil!!!!! Feliz Natal e Deus abencoe os meus netinhos queridos que eu vou pedir pros pilotos bolivarianos daqui da Chavelandia pra onde eu me mudei pra voar no Natal em cima de voceis ai no Brasil puxando o papai noel!!!!!!! e a veia aqui vai voar de saco como eles falam por ai!!!!! saco de papai noel!!!!

PS-esse helicoptero e’ muito feio helicoptero russo e’ muito melhor e e’ mais barato e leva muito mais viuva dentro!!!!

Bosco

Welington,
Feliz Natal pra você também e para todos os colegas do blog e seus editores.

Bosco

Dumont, é provável que as especificações de cada força sejam feitas depois, mas “parece” que os Cougars da MB não serão usados na função antisubmarina e nem antinavio, portanto não terão os Exocets e deverão assumir funções gerais. Francisco, metralhadoras montadas nas portas de helicópteros de combate servem mais para deixarem a cabeça do inimigo baixa, tendo muito mais função psicológica, portanto, considero a MAG (ou M240) tão boa quanto qualquer uma. Ta certo que uma Minigun impõe mais “efeito psicológico”, mas consome muita munição, e nesses tempos de vacas magras…. Ao meu ver a melhor metralhadora lateral para helicópteros… Read more »

Bosco

Vale salientar que o conceito do uso de uma GAU-19/A nas laterais dos helicópteros ainda está em desenvolvimento e ainda não é operacional.
https://www.montysminiguns.com/8.jpg

Alfredo_Araujo

Francisco M. Xavier em 22 dez, 2008 às 23:00
E TEM ATÉ CAIXA DE CORREIO! OLHA A CAUDA

ahuahuahuahuahuahuahu
mto boa !!

Alfredo_Araujo

O Super Cougar é similar em tecnologia ao AW-101 ??
Pq esse esta sendo adotado em massa na Europa…
Nao estariamos adquirindo um modelo obsoleto?

Francisco M. Xavier

Bosco, procura no youtube, vasto material, sobre a minigun 7,62 com munição incendiária…. se aquilo não é o inferno na terra eu não sei mais o que pode ser, em termos de metralha lateral…. estas armas com munição perfurante tranformam o chopper portador em uma máquina mortífera para combate urbano e contra blindagens leves, o inimigo não tem onde se esconder!!! já ví vários vídeos e li artigos sobre o emprego de tais armas… é psicológico sim, mas é muito mais letal do que parece ser… e já parece muito! é a diferença do ta-ta-ta-ta-tá e do Vraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, consome munição… Read more »

Bosco

Alfredo, o desenvolvimento dos helicópteros é marginal e lento. Tecnologia avançada mesmo só os tiltrotors como o V-22 e no futuro os helicópteros compostos com o dobro de velocidade e o triplo do alcance. O resto é aperfeiçoamento da roda. Uma tela de LCD aqui, um controle digital ali, um material novo acolá, uma melhora no consumo de combustível, menor número de horas/homens na manutenção, etc. Ou seja, perfumaria pura. Para quem compra P-3A e A-4 do tempo do ronca, esses helis “novinhos em folha” são “tudo de bom” e mais um pouco. Francisco, já vi os vídeos. O problema… Read more »

Alfredo_Araujo

Entendi…
Então nesse caso é melhor adquirirmos uma plataforma testada e confiável ao inves de uma nova nao mto experimentada…

LeoPaiva

Bosco/Alfredo Perfeito seu raciocínio sobre os helicópteros hitec, mas a pergunta do Alfredo procede e já foi tema de discussões acaloradas aqui no blog, com direito até a grosseria de algumas partes. Na verdade, em uma análise rápida e superficial surge um complemento a pergunta do Alfredo, porque comprar um heli que só é usado por um país ( França ), e mesmo assim com apenas 14 unidades compradas? Enquanto uma parte da Europa foi de AW-101 e uma parte maior ainda da Europa foi de NH-90, que são mais capazes, com rampa de embarque de pequenas viaturas e tudo… Read more »

Marine

Bosco,

Concordo com vc sobre esses helicopteros. Estarao novinhos em folha e serao fabricados no Brsil, esta otimo! Claro que uns EH-101 seria perfeito mas os EC-725 servirao o Brasil muito bem.

Com relacao as minigun…elas sao show de bola!! Queria que todos os Helos tivessem elas, claro que e impossivel mas elas sao anjos da guarda p/ infantaria!

Semper Fi!

Cinquini

Vou fazer o papel do diabo aqui (depois por favor algém faça o papel do advogado 😉 por favor rss)

Tenho um amigo na Aviação de Asas Rotativas da FAB que me falou que o Cougar/Super Puma é helicoptero civil com pintura militar.

Joguei a bola, agora chutem 😉 rsss

Abração

Francisco M. Xavier

Eh Marine… o Bosco brincou sobre meu comentário, do vídeo no youtube sobre as miniguns, dizendo que o alvo não atirava de volta… se o alvo, depois de uma saraivada daquelas, pudesse responder ao fogo, só poderia ser um veículo blindado médio e dae nenhuma metraca poderia salvar o Heli do desastre iminente… pois se forem infantes, jipes, humers, lanchas, alvos de menor reação, a coisa fica infernal para o inimigo! não tem comparação com uma MAG, neste sentido, na minha opinião as GAUs 7,62 (mais adequadas ao suporte de fogo e supressão de infantaria, montadas em helis) e as… Read more »

Luciano Baqueiro

Amigos ao ler esta matéria :

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u482747.shtml
fiquei ainda mais confuso vejam falam de 51 helicópteros, mas vejam o que o Jobim disse :

“São sete helicópteros para cada força, com complementações específicas, e 20 helicópteros básicos, além de mais dois híbridos. Nós vamos ter um custo de 1,89 bilhão de euros, através de um financiamento, que já está sendo constituído. E nós vamos pagar isso até 2026.”

Vamos lá : 3×7 = 21 + 20 + 2 = 42 ( 51-42=9 ) para onde vão esses 9 que sobraram ???

Billy

As notícias de hoje citam: “montar helicópteros”. Já não fazemos isto em Itajubá? Isso é repassar tecnologia? Ou seria repassar votos do governador de Minas em 2010?

Bosco

“São sete helicópteros para cada força, com complementações específicas, e 20 helicópteros básicos, além de mais dois híbridos” Esse monte de palavras juntas ou não quer dizer absolutamente nada (embrômes puro) ou quer dizer que meu lado direito do cérebro não está funcionando à contendo. Não entendi nada! Ou melhor, os “7” que estão faltando são as “complementações específicas” seja la o que isso quer dizer. Então ficou assim: 3 x 7 = 21 + 20 + 2 + 7 = 50 sendo 7 para a Marinha, 7 para o Exército, 7 para a Força Aérea, 20 helicópteros básicos (pra… Read more »

Reportagens especiais

Visita ao National Naval Aviation Museum – parte 2

Continuando a visita à parte externa do National Naval Aviation Museum em Pensacola-FL, pudemos fotografar várias aeronaves que marcaram...
- Advertisement -
- Advertisement -