sábado, abril 17, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Japão receberá Raptors em janeiro

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Sim, é isso mesmo que você leu, mas antes que os mais apressados pensem que os EUA liberaram a tão solicitada (pelos japoneses) venda dos F-22, avisamos que se trata de aeronaves da USAF que operarão desdobradas no Japão, como já aconteceu anteriormente. Em todo caso, se você se assustou com o título, pode relaxar vendo essas belas fotos.

A USAF informou que doze Raptors, provenientes da Base Aérea de Langley, se deslocarão para a Base Aérea de Kadena, no Japão, onde deverão permanecer por três meses. Também atendendo às necessidades do Comando do Pacífico, outras 12 aeronaves se deslocarão temporariamente para Guam (Andersen Air Force Base), provenientes da Base de Elmendorf (Alasca).

Fonte e fotos: USAF

- Advertisement -

178 Comments

Subscribe
Notify of
guest
178 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Raphael

Pra que Raptors quando se pode comprar Rafales??

Tiago Jeronimo

12 Raptors? Nada que 6 SU-35BM não resolvam.

rodrigo rauta

Ora ora,pq com os rafales seria covardia!!!!

marcelo

o negocio e aviao russo su-35 pra cima deles

Rodrigo

A USAF vai iniciar os textes reais com os Raptors… Vão textar as defesas da Rússia, China e Coréia do Norte.

Marlos Barcelos

Invisível ao radar? prove.Só da pra discutir se o f-22 é essa maravilha toda se enfrentar em exercícios ou em combate os principais caças su-35, eurofighter, rafale, Gripen, até lá todas as informações sobre a grandiosa superioridade dos f-22, não me convence, quero ver resultados, até mesmo porque, a furtividade é dos anos 80 e não acredito que levem mais de 30 anos sem descobrir um jeito de localizar um avião que usa este tipo de tecnologia, coloquem no Red Flag ou em outro exercício e aí tiraremos a prova dos 9.

Marlos Barcelos

Os fabricantes do su-35 com radares pesa dizem localizar um stealth a 90km, queria ver quem está certo os ianques ou russos.

Bosco

A furtividade dos submarinos foi “anulada” quando da criação do sonar, só esqueceram de contar pra ele e até hoje ele é o terror dos mares. O mesmo está acontecendo com as várias tecnologias que se arvoram em ser os carrascos dos caças stealth. Veremos… Quanto a colocarem o F-22 no Red Flag eu acredito que ele saia vencedor mesmo sem usar a sua furtividade, apenas usando os seu outros atributos mais convencionais. Agora, tirar conclusões de exercícios simulados com regras definidas e condições controladas e monitoradas, ainda mais promovidos pelos americanos, sobre a performance de qualquer caça, e principalmente… Read more »

Bosco

Como não poderia deixar de ser os exercícios Red Flag, organizados e patrocinados pelos americanos, visam treinar e desenvolver doutrina para eles, já que são eles que dão as cartas e pagam a conta. Convidam os participantes que aceitam de bom grado terem suas técnicas, táticas, procedimentos e equipamentos esmiuçados pelos anfitriões, já que em geral os convidados tentam usar de todos os meios ao seu dispor para poderem “ganhar” dos poderosos donos da casa, mas com essa atitude expõe seus “modos operandi”. De brinde, eles se deixam abater vez por outra e rasgam seda sobre a eficiência e profissionalismo… Read more »

Marlos Barcelos

MAs a questão é furtividade. Radares mais antigos os pesa, dizem os russos que localizam um stealth a 90km, os americanos dizem que o ecs é do tamanho de uma bola de gude, quem está certo? só veremos em tetes reais como o red flag, ou outro qualquer, não acredito em tudo que dizem, nem os russos, nem os ianques, acredito no que vejo e acho que os dois exageram bastante.

Marlos Barcelos

correção rcs

RL

Acredito que agora ISRAEL irá forçar mais ainda a barra pra cima do Tio Sam, para terem também os Raptors manobrando por aquelas bandas.

Apesar de o cenário tanto politico como militar sem bem diferente de um Japão e ter muito mais peso em qualquer decisão que seja, ISrael va pegar pesado pra ter algo parecido.

Bosco

Os radares de baixa freqüência são teoricamente capazes de detectarem aeronaves stealth, pelo menos em em condições controladas. Seriam os alvos preferências do primeiro dia de ataque por um agressor que tenham tais aeronaves, já que suas enormes antenas são facilmente reconhecidas pelos radares de abertura sintética (ASR) e podem ser atacados por armas guiadas por GPS, etc, a partir de distância segura. Nenhum navio moderno ou sistema avançado de mísseis sup-ar incorporam esses radares que podem denunciar a presença de um caça furtivo assim como um ataque de pombos ou um ataque de granizo. Também os fabricantes dos vetores… Read more »

Gustavo

Acho engraçado alguns comentárioas de defesa de caças russos. Dúvido que a escolha de um modelo russo resolveria nossos problemas neste setor. Já escuto que os 12 helicopteros estão fora do plano de logistica, agora imagina dezenas de caças…

dumont

O Bosco disse tudo, o F22 é superior em varios ítens, talvez empate em alguns mas vai levar vantagem mesmo que tenha sua capaciade furtiva comprometida. É claro que saber explorar a tecnologia dsponível é outro ponto importante, mas mesmo nessa área o americanos são sistematicos. Outro ponto que já foi mencionado no blog é o seguinte: na melhor das hipóteses vc detecta o inimigo a 90 km (já em desvantagem?) e ai? Pode ser que o PESA permita a detecção mas o missil não vai ter a mesma capacidade. Vai tentar iluminar para uma missil passivo? Tentar chegar perto… Read more »

LeoPaiva

Bosco, Muito boa colocação sobre os exercícios lá nos EUA, com toda certeza um dos motivos para convidar países com vetores dos mais variados é justamente para analisar seus dados e conseguir a maior quantidade possível de informações sobre esses vetores, por isso vão Rafales, Gripens, SU-30 entre outros, o futuro é incerto e um dia eles talvez tenham que enfrentar essas máquinas e aí já estarão com todos os macetes sobre as mesmas. O mesmo ocorre quando convidam nossos subs para participarem de manobras. Só não concordo contigo quanto a rasgação de seda, isso não ocorre sempre, vide as… Read more »

welington

Não entendo os comentarios sobre rades PESA e sobre os AESA todos são de varedura eletronica, a diferença como ja expliquei em posts anteriores é que o AESA utiliza centenas de transeptore(antenas de emisão e recepção) em vez de uma no caso do PESA, o radar do PAK FA vai ser baseado no Tikhomirov NIIP Irbis-E (N035E) ele vai continuar com a potencia de 20 kilowats porem vão substituir a antena PESA por uma AESA, ele vai ter o mesmo alcanse atual porem vai poder vasculhar masi pontos de uma vez e em centenas de frequencias diferentes e cada transeptor… Read more »

Claudio

Bem, os EUA tem um grande problema, caso não façam novos pedidos do F-22 a linha de produção será fechada, o que vai acarretar demissões em toda a cadeia produtiva, isto no meio da maior recessão.
Como nestes tempos bicudos não há previsão de novos pedidos, a saída vai ser vender para o Japão, Israel e Austrália.
Acho que em 2009 nós vamos ver isso acontecendo.

Tiago Jeronimo

Claúdio, Com os pedidos atuais a linha de produção do Raptor estará aberta até 2011. Segundo a Wikipédia: “On September 24, 2008, US Congress passed a defense spending bill with funding for F-22 long lead items for future production.[20] On November 12, 2008, the Pentagon released $50 million of the $140 million approved by Congress to buy parts for an additional four planes, thus leaving the Raptor program in the hands of the incoming Obama Administration.” Tudo indica que a força aérea pressionará ainda mais e conseguirá que Obama libere a produção de mais caças. Já sobre vender o F-22… Read more »

welington

Concordo o PAK FA t-50 (SU-50) vai chegar na força aérea Russa em números aceitáveis somente em 2020 e justamente nessa época provavelmente Irã, síria, índia, Venezuela, Alemanha(demonstrou grande interesse no mesmo) e diversos outros países estarão adquirindo o SU-50 e principalmente Israel estará acuado e com certeza os EUA vão vender o F-22, mas não acho que vai demorar tanto acho que la por 2016 quando o PAK FA T-50 estiver começando a ser produzido em serie e os países começarem a adquirir esta aeronave os EUA liberaram o F-22 para qualquer nação que poder pagar por ela claro… Read more »

Francisco M. Xavier

É BONITO ESTE BIXO HEIM?! ! 🙂

Igor

Eu confesso que tomei um susto. =X

Robson

A pergunta até pode ser tola, mas tenho essa dúvida.
Um Raptor pode derrubar outro Raptor sem ser com o canhão?

Raphael

Welington, o primeiro radar AESA nao foi russo.
Marlos, soh pra voce hein:
http://br.youtube.com/watch?v=Bcwahy_n4dM

Tiago Jeronimo

Quando eu disse que o PAK-FA vai começar a ser produzido em 2020 esatava sendo otimista, ae lá vem o louco dizendo que ele vai começar a ser produzido em 2016. Me mostre um desenho do design final do PAK-FA por favor? Uma foto do protótipo? Algum fato concreto que comprove o seu delirio? O projeto ATF começou em 1981, o protótipo do F-22 Raptor teve seu primeiro vôo em 1986 e a primeira unidade se tornou operacional em 2003. Então se passaram 27 anos desde o começo do projeto e 22 anos desde do primeiro vôo do protótipo. Estamos… Read more »

Raphael

Tiago,

Nao duvide dos Russos:

http://www.aeroworldnet.com/fls15.htm

Alvaro

Prezados Boa Tarde!!! Consulto… Sistemas de misseis de médio e longo alcance capazes de abater o abutre já estão disponíveis há tempos, o problema então é rastrear a “bola de gude” no radar (segundo o que dizem a atenuação rcs chega a -70db)…então eu acho que estão todos num esforço concentrado tentando resolver este problema tecnológico…quando a concentração é muito justificável e intensiva pela relação custo / benefício (o que é mais barato e leva menos tempo? fazer um novo abutre ou desenvolver um novo sistema de detecção??!! e também pelo fato do progresso do conhecimento na área estar andando… Read more »

welington

Bom ia dizer que louco é a sua mãe, mas não vou fazer isto! Se quiser posso te mostrar as mais novas projeções do PAK FA T-50, o PAK FA esta em desenvolvimento há quase 30 anos e como você sabe que não existe um protótipo (acorda estamos falando de EUA e Rússia) mas vamos deixar de achismo você esta duvidando da capacidade de desenvolvimento Russa, quase todas as tecnologias estão prontas e se prefirir ele pode voar normalmente com o motor do SU-35 BM sem nenhum problema alias essa era a intenção, só que eles preferiram desenvolver um novo… Read more »

Tiago Jeronimo

Eu pedi fatos concretos e não mais achismos. Mas isso parece impossivel para você.

Wolfpack

Somente mudando de assunto um pouco, onde o Lula e o Itamaraty pensam que vão chegar com atitudes como essa na Costa do Sauípe, quase o banana do nosso Presidente assinou uma nota contra os Estados Unidos, abraçou o irmão banana do Castro, abraçou o Chapolim, abraçou até o Índio que arrebentou com a Petrobras na Bolívia, abraçou o Padre que deixa-se perseguir os Brasiguaios que plantam soja naquela M… de País vizinho, abraçou o caloteiro do Correia… Aonde ele pensa que vai levar o Brasil? Aonde está a cabeça destes caras do Itamaraty pensando em retirar da OEA os… Read more »

Vassily Zaitsev

Nunão,

Levei um tremendo susto. Pensei: Como é que é????????, aí li as explicações e fiquei mais “carmo”.

Bosco

Robson, “the one million dollar question” O radar do F-22 opera na faixa de alta frequência e portanto só conseguiria detectar outro F-22 provavelmente em alcance visual ou não seria capaz de fazê-lo em distância nenhuma, e mesmo que consiga provavelmente não poderia travar no “alvo”, portanto o AMRAAM está fora de questão já que precisa obter informação do radar para se guiar através do data-link. Em curta distância o radar da cabeça de busca do AMRAAM precisaria travar no F-22, o que acho difícil. Ou seja, o AMRAAM não pode! No combate em curto alcance (visual) o AIM9X no… Read more »

Marlos Barcelos

Robson, não dê muito ouvidos ao bosco é fanático demais. Os f-22 podem se enxergar a pelo menos 15 km de distância pelos radares aesa, a 100km pelos IRST, e dizem os russos que localizam um stealth a 90km de distância, site do su-35, na guerra do golfo usando radares de ondas longas os franceses conseguiram localizar e acompanhar os f-117 a 100km de distância e os e2c que são awacs americanos localizavam e acompanhavam os f-117 a 180km de distância, quanto ao míssil BVR, podem ser orientados por radares de ondas longas que são capazes de localizar um stealth… Read more »

Francisco M. Xavier

Bosco, já que como vc acha, o F-22 para derrubar um outro, teria que usar canhão ou o AIM9-X, certo? e para o seeker do IR ele teria que estar fora dos silos do F-22? nas asas? ou ele tem eficiência nos silos? O F-22 não usa pos combustão? acho que vc está equivocado nessa, ele não precisa para manter velocidade supersonica só isso, para atingí-la de modo satisfatório ele usa sim, e para aceleração de combate tb, e isso é lógico se o piloto precisar maior razão de subida etc etc…, a idéia do supercruiser é para economizar e… Read more »

Bosco

Francisco, o F-22 pode abrir os compartimentos de mísseis laterais e os AIM9X mesmo serem “expostos”, ficando com a cabeça de busca pra fora fazendo a varredura e podendo trancar antes de ser lançado. O AIM9X funciona nesse caso como um IRST descartável, enviando imagens para a cabine. Pode também usar o velho sistema de sinal sonoro nos fones pra avisar que “travou” No caso de usar a mira pelo capacete ou mira por radar (e no futuro por IRST) ele é ejetado sem precisar fazer isso, ou seja, ele já sai porque vai trancar no alvo depois do lançamento.… Read more »

Wolfpack

Farncisco é óbvio que o F22 precisa de afterburn pra chegar em MACH2 e ultrapassar esta marca, se consegue ultrapassar a barreira do som e ir a MACH1.4 com o supercruise. A questão sobre a falha de um equipamento, bem sem comentários pois existem componentes no F22 bem mais critícos no F22 que podem colocá-lo no chão. Com sua geometria ele só se sustenta no ar devido a parafernalha de computação que corrige segundo a segundo sua trajetoria e sustentação. Abraço

Bosco

É claro que com as portas dos compartimento abertas e o míssil exposto aumenta o RCS , mas no combate de curta distância o fator “surpresa” proporcionado pela furtividade já foi prás cucuias há muito tempo.
Tentei achar uma foto que mostra 2 AIM9X em cada compartimento lateral de mísseis mas não achei. Vou continuar tentando e vou postar aqui.
Se for possível que o F-22 leve 4 AIM9X, somados aos 6 AMRAAM no compartimento central, ele terá ao todo 10 mísseis AAMs numa configuração Stealth.

Bosco

Francisco, quanto à possível pane no sistema hidráulico da antena do APG77, ele não tem. Existem alguns radares AESA que se movem um pouco para aumentar o ângulo de varredura, mas no F-22 é fixo. Ele deverá incorporar mais uma antena AESA de cada lado (os espaços para essas antenas e para o IRST foram conservados) dando cobertura de mais de 280 graus. Ele poderá usar os AMRAAMS em altos ângulos e poderá atualizar os mesmos por data-link mesmo estando “de lado” em relação ao alvo. Olha aí o F-22 com 4 AIM9X: https://i3.photobucket.com/albums/y97/petsan/F2210missilebattler.jpg Essa também mostra ele numa configuração… Read more »

Bosco
Bosco

Um dos motivos do F-22 ter ganho a concorrência com ao YF-23 foi a localização lateral dos compartimentos dos mísseis Sidewinders que permite ao mesmo fazer uma varredura de maior ângulo.
No YF-23 ele era transportado num compartimento único central o que limitava o uso em high off boresigth no modo LOBL.

Bosco

Francisco,
eu postei umas imagens que estão aguardando moderação para serem liberadas. São interessantes!
Quando da entrada em operação do PAK-FA T-50 (se houver) o F-22 será um caça totalmente novo e pronto para os novos desafios.
Um abraço e me desculpe pelo tanto de posts.
Eu surtei!Rs.rs.rs………

Henrique Sousa

Quem um dia passou perto de um projeto industrial, por mais simples que seja, conhece minimamente a diferença entre poder ser, e de fato ser.

O F-22 é, o PAK pode vir a ser.

Bosco

Francisco, quando comentei que os F-22 não usam os PCs foi em sentido geral, me referindo à sua furtividade. É claro que se ele foi provido dos mesmos é porque deles necessita e deve usá-los em situações específicas. Agora, para romper a barreira do som e chegar à velocidade por volta de 1,5 mach, salvo engano, ele não precisa. Pode fazê-lo de modo “gradual”, sem usá-los. Eu acho. Mas você pode estar certo, o que de modo algum desqualifica o sentido do meu comentário, mas o complementa. Mudando de assunto, os AMRAAMs que ficam nos compartimentos internos não podem ser… Read more »

Bosco
Bosco

Três novas armas estão previstas para o F-22 além de 2012. A versão SDB II com orientação terminal tripla e capaz de engajar alvos táticos (IIR, laser semi-ativo e radar MMW) móveis a distâncias de 80 km e a partir de 17.000 m de altitude. Um mini míssil cruise chamado de SMACM, com propulsão por um microturbojato, pesando menos de 100 kg e com alcance de mais de 400 km, orientação tripla semelhante a SDB II e ogiva multimodo. E por último, a partir de 2018, o sucessor do AMRAAM, que possivelmente será o JDRADM. Pesará cerca de 200 kg,… Read more »

Marlos Barcelos

Bosco

Com essas armas todas vem o darth vader para se aliar aos Eua e conquistar o mundo.

Marlos Barcelos

Primeiramente temos que ver se os EUA serão super-potência daqui a 7 ou 8 anos, com essa crise dúvido que não estajam reduzindo drasticamente os gastos militares.Incliundo os f-35, que dúvido que chegue perto de 1000 unidades, e olha que os ianques querem 1.700.

Ivan

Bosco, Obrigado pelas novas imagens. O F-22 é uma aeronave sensacional e, apesar dos protestos do Marlos e do Welington, é o melhor caça em operação hoje no mundo e o único em operação de 5ª Geração. Sou fã dele só pelas fotos e pelos dados divulgados. Como vc, acredito que a furtividade veio para ficar. Os submarinos são um exemplo “vivo” disso. Furtivos na sua orígem, mesmo com ASDIC depois SONAR, MAGE e toda sorte de parafernálea para achá-los, continuam furtivos… e perigosos. Com os aviões furtivos será o mesmo, vamos achá-los mais vai dar um trabalho danado. Em… Read more »

Ivan

Mas, Bosco, atenção!
O PAK-FA ou SU-50 vai voar sim. Com dinheiro chinês ou indiano eles irão voar.

Combates Aéreos

Caças Su-30 indianos ‘jammearam’ mísseis AMRAAM disparados pelos F-16 paquistaneses

Pilotos de caça paquistaneses dos aviões de combate F-16 dispararam de quatro a cinco mísseis AMRAAMs americanos (AIM-120 advanced...
- Advertisement -
- Advertisement -