segunda-feira, maio 10, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Caças bizarros que quase vingaram parte 2

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Pemberton-Billing (Supermarine) P.B.31E: o quadriplano caçador de Zeppelins

Problemas urgentes muitas vezes levam a soluções inovadoras. Ou a soluções desesperadamente equivocadas, que surpreendem por serem levadas a sério por mais tempo que o bom senso recomendaria. A última opção parece ser o caso deste “interceptador” bimotor e quadriplano da Primeira Grande Guerra, comparável em porte e peso a vários dos bombardeiros do conflito, exceto quanto aos anêmicos motores Anzani de 100hp (radiais de 9 cilindros).

Como no início da guerra as incursões dos dirigíveis alemães sobre as ilhas britânicas eram de difícil interceptação, levando-se em conta os frágeis caças disponíveis, surgiu a idéia de criar uma aeronave capaz de se manter em vôo por muitas horas. Grande capacidade de combustível e motores econômicos (daí serem só dois de 100 hp) pareciam ser a solução, numa aeronave de grande porte para também carregar armamento pesado e a tripulação necessária.

O P.B. 29E (imagem ao lado), predecessor deste bizarro caça e equipado com motores ainda menos potentes (90hp), voou no inverno de  1915-1916 e se acidentou logo nos primeiros vôos. Ainda assim, os resultados parecem ter sido promissores o suficiente, pelo menos para seus idealizadores e projetistas, e prosseguiu-se no desenvolvimento, chegando ao modelo 31E que realizou seu primeiro vôo em fevereiro de 1917. Nessa época, a Pemberton Billing já havia mudado de nome para Supermarine Aviation e o quadriplano ganhara o pretencioso apelido de “Night Hawk”.

No papel e em algumas capacidades, esse “Falcão da Noite” até que não era de todo mal. Poderia se manter no ar por aproximadamente 9 horas, esperando pela chegada dos Zeppelins. Poderia procurar suas presas iluminando a noite com um farol de busca no nariz (ou seria a presa a primeira a percebê-lo quando acendesse o farol?). E poderia derrubar o dirigível até que facilmente, caso o atingisse, devido ao poder de fogo de seu canhão Davis de 1,5 libras, instalado sobre a asa superior, ou com disparos de suas duas metralhadoras de 7,7mm.

Poderia, se conseguisse alcançar o alvo…

Seus 2.788 kg de peso carregado, 18,29m de envergadura e 11,24m de comprimento eram uma carga por demais pesada para seus dois econômicos motores de 100 hp, fazendo com que o “caça” atingisse os 3.000m de altitude só após uma hora de vôo. Atingindo 120 km/h de velocidade máxima (o que pode ser considerado difícil, dada a motorização, quando completamente carregado de combustível e munições), não era muito mais veloz que suas próprias presas. E mesmo na remota possibilidade de que o Zeppelin cruzasse seu caminho próximo o suficiente para que a pouca velocidade adicional não fosse problema, o dirigível poderia ascender rapidamente para uma altitude fora de alcance.

Em julho de 1917, a idéia foi posta de lado. O protótipo foi sucateado e um segundo exemplar, ainda incompleto, abandonado. Os caças “convencionais”, por essa época, já eram mais do que páreo para os Zeppelins. Entre a concepção e o abandono do projeto, praticamente 2 anos se passaram, muito tempo para descobrir que a idéia era ruim demais para vingar.  Felizmente para a Supermarine e a própria RAF, a companhia projetou uma safra de aeronaves muito mais inspirada décadas depois…

Para ver o artigo anterior desta série, clique aqui.

Para ver o próximo, clique aqui.

- Advertisement -

33 Comments

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hornet

Este aí até que não achei tãaaooo bizarro…só achei-o um pouco medonho, mas num concurso de bizarrice aérea até que ele se sairia bem…digo, mal…não ficaria entre os primeiros.

Tem um avião-radar, ou seria um radar-avião, da FACH, que na minha opinião é um forte candidato ao prêmio: avião bizarro do século!!!rs.rs.rs.

abraços a todos

Excel

Essa ai não é a do Buttly do desenho animado???

Hornet

Excel,

sei não, mas o simpático avião aí da foto parece mais uma das invenções geniais do Klunk, da Esquadrilha Abutre…”pegarrr pombo!!!”

http://www.hotink.com/wacky/dastrdly/

um forte abraço

Democracia

Notaram a existência de uma cabine fechada ?,
ou seja ele não era tão bizarro assim ja que maioria não tinha, agora, se eu o visse voando por ai eu ia correr (de susto)

Viva a República!!!

Nunão

Hehe, gostei do link, Hornet. Conforme essa série de caças bizarros avançar, vc vai se surpreender como vários exemplares da IGM têm tudo a ver com a Esquadrilha Abutre. Na real, creio que os desenhistas consultaram avidamente os mesmos arquivos que estou consultando agora… Mas vai levar um tempinho até a série voltar aos tempos do Mutley. O primeiro da série foi um bizarro do início da era do jato, o segundo, da IGM. O terceiro provavelmente será do período “intermediário” entre os dois iniciais, aí trataremos talvez aos tempos modernos antes de voltar aos primórdios da caça ao pombo.… Read more »

Excel

Hahaha !! Boa Hornet !!
Raios !! Raios !!! Raios duplos !!!
Caramba … estamos ficando véios ….

Excel

Esse avião deve ter banheiro também …. Hahaha !!!

Hornet

Nunão,

hehehe…estou até imaginando o que vem por aí…

Excel,

pois é, a vida passa e ninguém pega esse pombo! rs.rs.rs.

um abraço aos amigos

paulo costa

Estes aviões deviam ter um arrasto,tem um filme com o
Terry Thomas,era uma competição,e em determinado momento
varios gansos tentavam pousar no avião para descansarem,
de tão lento que estava.

Nunão

Paulo, o filme que vc está falando era figura fácil nas sessões da tarde dos anos 70 e 80: “Esses homens maravilhosos e suas fantásticas máquinas voadoras” (Those Magnificent Men in Their Flying Machines), 1965. 20th Century Fox. Inglaterra. De Ken Annakin http://cafecomcinema2.blogspot.com/2008/08/esses-homens-maravilhosos-e-suas.html Trilha sonora sensacional, e o concorrente francês na corrida aérea do filme pilotava um Demoiselle. Obviamente o mocinho era norte-americano (Acho que era um Glenn Curtiss fictício, mas já não lembro direito). Do mesmo ano era o filme “A Corrida do Século”, com Natalie Wood, Tony Curtiss (mocinha e mocinho) e Jack Lemmon (vilão), mas não sei… Read more »

Luciano Baqueiro

No post ‘Caças bizarros que quase vingaram
– parte 1’ lancei um desfio e ninguém respondeu. Faço então uma nova tentativa :

Luciano Baqueiro em 29 nov, 2008 às 17:38
Eis um pequeno desafio : que peça rara é isso que aparece nos 2 links abaixo ?

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36876&d=1092410417

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36875&d=1092410370

Ducca

Perdoem-me em usar esse espaço para voltar ao assunto da fraude no Concurso de Formação de Sargentos da Aeronáutica.Isso precisa ser levado bastante a sério, pois em vários segmentos estão formando quadrilhas especializadas nessas fraudes. Percebam que as vagas de milhares de pessoas que se dedicam um, dois, três anos, para alcançar a realização de um sonho, estão sendo preenchidas por pessoas sem escrúpulos e sem nenhuma qualificação. Isso no Executivo, no Legislativo e no Judiciário. Futuros Sargentos fraudarores, futuros Tecnicos do Judiciário fraudadores, futuros Juízes fraudadores, futuros Delegados fraudadores, dentre tantos outros. A Polícia Federal precisa fechar o cerco… Read more »

paulo costa

Com certeza este avião é europeu…..

Luciano Baqueiro

Paulo Costa,

p/ ser mais preciso, francês.

[…] Para ver o artigo anterior desta série, clique aqui. […]

[…] Para ver o próximo artigo desta série, clique aqui. […]

Hornet

Este aí até que não achei tãaaooo bizarro…só achei-o um pouco medonho, mas num concurso de bizarrice aérea até que ele se sairia bem…digo, mal…não ficaria entre os primeiros.

Tem um avião-radar, ou seria um radar-avião, da FACH, que na minha opinião é um forte candidato ao prêmio: avião bizarro do século!!!rs.rs.rs.

abraços a todos

Excel

Essa ai não é a do Buttly do desenho animado???

Hornet

Excel,

sei não, mas o simpático avião aí da foto parece mais uma das invenções geniais do Klunk, da Esquadrilha Abutre…”pegarrr pombo!!!”

http://www.hotink.com/wacky/dastrdly/

um forte abraço

Democracia

Notaram a existência de uma cabine fechada ?,
ou seja ele não era tão bizarro assim ja que maioria não tinha, agora, se eu o visse voando por ai eu ia correr (de susto)

Viva a República!!!

Nunão

Hehe, gostei do link, Hornet. Conforme essa série de caças bizarros avançar, vc vai se surpreender como vários exemplares da IGM têm tudo a ver com a Esquadrilha Abutre. Na real, creio que os desenhistas consultaram avidamente os mesmos arquivos que estou consultando agora… Mas vai levar um tempinho até a série voltar aos tempos do Mutley. O primeiro da série foi um bizarro do início da era do jato, o segundo, da IGM. O terceiro provavelmente será do período “intermediário” entre os dois iniciais, aí trataremos talvez aos tempos modernos antes de voltar aos primórdios da caça ao pombo.… Read more »

Excel

Hahaha !! Boa Hornet !!
Raios !! Raios !!! Raios duplos !!!
Caramba … estamos ficando véios ….

Excel

Esse avião deve ter banheiro também …. Hahaha !!!

Hornet

Nunão,

hehehe…estou até imaginando o que vem por aí…

Excel,

pois é, a vida passa e ninguém pega esse pombo! rs.rs.rs.

um abraço aos amigos

paulo costa

Estes aviões deviam ter um arrasto,tem um filme com o
Terry Thomas,era uma competição,e em determinado momento
varios gansos tentavam pousar no avião para descansarem,
de tão lento que estava.

Nunão

Paulo, o filme que vc está falando era figura fácil nas sessões da tarde dos anos 70 e 80: “Esses homens maravilhosos e suas fantásticas máquinas voadoras” (Those Magnificent Men in Their Flying Machines), 1965. 20th Century Fox. Inglaterra. De Ken Annakin http://cafecomcinema2.blogspot.com/2008/08/esses-homens-maravilhosos-e-suas.html Trilha sonora sensacional, e o concorrente francês na corrida aérea do filme pilotava um Demoiselle. Obviamente o mocinho era norte-americano (Acho que era um Glenn Curtiss fictício, mas já não lembro direito). Do mesmo ano era o filme “A Corrida do Século”, com Natalie Wood, Tony Curtiss (mocinha e mocinho) e Jack Lemmon (vilão), mas não sei… Read more »

Luciano Baqueiro

No post ‘Caças bizarros que quase vingaram
– parte 1’ lancei um desfio e ninguém respondeu. Faço então uma nova tentativa :

Luciano Baqueiro em 29 nov, 2008 às 17:38
Eis um pequeno desafio : que peça rara é isso que aparece nos 2 links abaixo ?

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36876&d=1092410417

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36875&d=1092410370

Ducca

Perdoem-me em usar esse espaço para voltar ao assunto da fraude no Concurso de Formação de Sargentos da Aeronáutica.Isso precisa ser levado bastante a sério, pois em vários segmentos estão formando quadrilhas especializadas nessas fraudes. Percebam que as vagas de milhares de pessoas que se dedicam um, dois, três anos, para alcançar a realização de um sonho, estão sendo preenchidas por pessoas sem escrúpulos e sem nenhuma qualificação. Isso no Executivo, no Legislativo e no Judiciário. Futuros Sargentos fraudarores, futuros Tecnicos do Judiciário fraudadores, futuros Juízes fraudadores, futuros Delegados fraudadores, dentre tantos outros. A Polícia Federal precisa fechar o cerco… Read more »

paulo costa

Com certeza este avião é europeu…..

Luciano Baqueiro

Paulo Costa,

p/ ser mais preciso, francês.

[…] Para ver o artigo anterior desta série, clique aqui. […]

[…] Para ver o próximo artigo desta série, clique aqui. […]

Rafa

“No começo, existiam apenas biplanos… Os aliados inovaram com o triplano, plagiado e melhor aproveitado pelos alemães. Os aliados, invejosos achavam que poderia vencer com quatro asas (duas asas bom, três asas melhor, quatro asas melhor ainda(tributo ao autor de “a revolução dos bichos”, e agora me esqueci do nome dele))ESPEREM O PENTAPLANO!!!!

Reportagens especiais

Infográfico: Caças a jato dos Estados Unidos da América – 1945 a 2015

Os aviões de combate dos Estados Unidos da América continuam na liderança tecnológica No infográfico de autoria de u/numante, podemos relembrar...
- Advertisement -
- Advertisement -