Protótipo biposto do HAL Tejas deverá voar no início de 2009

    247
    56

    Na foto, o protótipo da versão de treinamento do HAL Tejas, caça leve projetado e produzido pela Índia. O primeiro vôo do biposto, que oficialmente é o protótipo nº 5, deverá ocorrer no início de 2009. Para saber mais sobre o HAL Tejas, clique aqui para ver matéria anterior do Blog do Poder Aéreo.

    Fonte e fotos: IAF (Força Aérea da Índia / Bharat Rakshak)  – S. Simha

    Subscribe
    Notify of
    guest
    56 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    TENENTE
    TENENTE
    11 anos atrás

    Os xavantes precisam ser substituidos. Essa seria uma opção? SDS.

    Manfred Von Richthofen
    Manfred Von Richthofen
    11 anos atrás

    O biplace é mais bonito que o monoplace. Grande pequeno caça!

    Invincible
    Invincible
    11 anos atrás

    Realmente o avião é bonitinho! Linhas levas típicas de uma aeronave que voa bem.

    welington
    welington
    11 anos atrás

    Esta aeronave tem um desempenho similar ao JF-17, é uma ótima aeronave principalmente para ataque, pois pode lançar armas de precisão como bombas guiadas a laser e consegue se defender de um possível contra-atraque inimigo graças ao seu canhão GSh-23 de 23 mm e seus mísseis R-73 e o míssil BVR indiano Astra , alem de ser muito leve e ser construída com materiais compostos que diminuem significadamente o seu RCS, e ter um custo de manutenção muito baixo, é um ótimo vetor e tem um desempenho superior ao nosso F-5M, e tem um custo de aquisição bastante baixo cerca… Read more »

    Nunão
    Nunão
    11 anos atrás

    Pois é, Manfred, também achei o biposto muito mais bonito que o monoposto (não que esse seja feio). O Tejas e o KAI T-50 são meus favoritos para uma vaga de Lift por aqui – projetos novos (apesar do design não ser exatamente novo nos dois casos) e com o diferencial de desempenho supersônico, além de terem alguma possibilidade de se ajudar no desenvolvimento, podendo-se fazer parcerias pra isso, quem sabe, mesmo que apenas para adaptações locais. Seriam bons Lifts, eu acho, e caças leves para a parte “lo” dos F-X2 “hi” da FAB, assunto que eu não me canso… Read more »

    Luciano Baqueiro
    Luciano Baqueiro
    11 anos atrás

    Amigos,

    por esse dias postei um link sobre novidades do C-390 ( http://www.tecnodefesa.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=278:embraer-apresenta-nova-concepcao-do-c-390&catid=35:noticias&Itemid=55 ) e agora em outro ( http://airway.uol.com.br/site/noticia/not1934_71.asp ) fala-se em parceria c/ a África do Sul, confiram.

    edilson
    edilson
    11 anos atrás

    Também achei mais bonito, e tem cara de AMX em delta…

    marco
    marco
    11 anos atrás

    ATENÇÃO A TODOS QUE PRETENDEM DAR SUA OPINIÃO NA “POLITICA DE MOBILIZAÇÃO NACIONAL – ENCERRAMENTO DIA 15 https://www.defesa.gov.br/eventos_temporarios/2008/depmob/ POLÍTICA DE MOBILIZAÇÃO NACIONAL Em conseqüência da aprovação da Lei nº 11.631, em 27 de dezembro de 2007, que dispõe sobre a Mobilização Nacional e cria o Sistema Nacional de Mobilização – SINAMOB e da publicação do Decreto nº 6.592, de 02 de outubro de 2008, que regulamenta a referida lei, o Ministério da Defesa apresenta o projeto da Política de Mobilização Nacional – PMN para apreciação da sociedade.   Esta consulta tem a finalidade de proporcionar a transparência necessária na elaboração… Read more »

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    O que seria melhor, tentar uma parceria com a HAL/Índia para construir o Tejas ou investir no AMX biposto com novos materiais, turbinas e avionicos???

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    Tejas naval com turbinas GE F-414… Mais uma alternativa.

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    Tejas mono e biplace melhorado com turbinas GE F-414???

    marujo
    marujo
    11 anos atrás

    Eu sei que é coisa para outro blog, mas não resisti: esse avião pode decolar com carga máxima do PA São Paulo? Apesar de me parecer um avião para ataque terrestre, pode funcionar como caça de defea de frota? Pelo seu baixo preço (US$ 25 milhões), vale mais a pena comprá-los do que reformar o A-4?

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    AMX revisado com turbina GE F-414 sem pós combustão…
    Seria uma alternativa nativa válida?

    Manfred Von Richthofen
    Manfred Von Richthofen
    11 anos atrás

    Senhores, esqueçam o AMX. Tem gente que até acha que essa modernização do AMX é dinheiro jogado fora que deveria ser empregado na compra de caças de verdade.
    Parabéns à Índia que não parou no tempo.

    Manfred Von Richthofen
    Manfred Von Richthofen
    11 anos atrás

    Sim Marujo, o Tejas Naval promete, mas pro nosso PA não serve. Com certeza nós veremos o Tejas Naval a bordo do Vikramaditya, decolando de ski-jump.

    Ulisses
    Ulisses
    11 anos atrás

    Manfred Von Richthofen,o AMX não é um caça e sim um avião de ataque terrestre,se fosse assim os russos já tinham dispensados seus SU-25,avião que tem performance comparavel com o nosso AMX,a Itália também não vai trocar os seus tão cedo.Pro AMX modernizado só falta mísseis anti-tanque e Joint Stand off Weapon,porque bombas de cacho,foguetes e bombas convencionais nós já temos.

    kaleu
    kaleu
    11 anos atrás

    Concordo contigo Nunão, excepcional opção para um caça Low, pra operar em conjunto/complemento ao FX-2 Higth, excelente custo benefício se as informações sobre preço estiverem corretas.

    Entretanto surge aí uma questão… motor GE F404 (USA), radar Raytheon (USA) ou ereye (Sueco), só pode ser AESA se caça de 4,5 G, se adicionarmos aviônica c/datalink Elbit (Israel), pergunto : – A EMBRAER NÃO ESTÁ EM CONDIÇÕES DE FABRICAR NOSSO PRÓPRIO CAÇA LOW ??

    O que acha Nunão ?

    abraço
    Kaleu

    marujo
    marujo
    11 anos atrás

    Manfred, e se dotarmos o São Paulo de sky-jump? Não é algo tão caro que a MB não possa fazer.

    Nunão
    Nunão
    11 anos atrás

    Kaleu, adoraria ver um caça leve da Embraer, mas a mesma não parece muito interessada em iniciar um programa como esse (vide entrevista recente à RFA). O mercado também está bastante saturado, seja de opções de caça “hi” ou “lo”. Assim, creio que seria mais interessante se juntar a alguma opção já existente ou projeto em andamento e entrar com dinheiro / encomendas / especificações locais (e aí entram vários itens que vc listou) e conseguir algum conhecimento no processo. Senão vamos gastar muitos anos e muito mais recursos somente na fase de reinventar a roda. Isso na minha opinião,… Read more »

    Francisco AMX
    Francisco AMX
    11 anos atrás

    Para vcs verem! este Indianos não sabem nada, a FAB e o MD que sabem, a FAB vive em combate com o Paquistão, tem muita experiência… o MD vive estudando estratégia e como levar uma crise de guerra de forma eficiente. O que é bom para eles não serve para nós! somos muito mais inteligentes e experientes! Avião que voa no nosso céu tem que ser diferente! os indianos são alienígenas e sabem muito pouco deste planeta….Nosso FX2 é muito especial! é o mais especial do planeta e tem que levar 7 anos para efetivar! mais uns 3 para doutrinar!… Read more »

    Baschera
    Baschera
    11 anos atrás

    Jesus…. perdoa…. OUTRA VEZ a história do Sky-Jump no Opalão e DE NOVO sobre o AMX….. deixem os defuntos descançarem, no máximo acendam umas velas.

    Putz !!

    edilson
    edilson
    11 anos atrás

    ehehe
    Salve Baschera
    Vamos beber os mortos, o AMX, o SU-35 (sou viúva) e ao Sky.jump do Opalão.
    chamamaos a velha louca viúva do Pavel e bebemos uma garrafa de Vódka
    deveriamos é fazer um sky dive do opalão sobre nossos amigos bolivarianos…Caixa de pandora com todo amianto que tem e que vamos ter que reciclar e não temos como… depois deles abrirem, o serviço ficaria facilitado…

    Ducca
    Ducca
    11 anos atrás

    Perdoem-me em usar esse espaço para voltar ao assunto da fraude no Concurso de Formação de Sargentos da Aeronáutica.Isso precisa ser levado bastante a sério, pois em vários segmentos estão formando quadrilhas especializadas nessas fraudes. Percebam que as vagas de milhares de pessoas que se dedicam um, dois, três anos, para alcançar a realização de um sonho, estão sendo preenchidas por pessoas sem escrúpulos e sem nenhuma qualificação. Isso no Executivo, no Legislativo e no Judiciário. Futuros Sargentos fraudarores, futuros Tecnicos do Judiciário fraudadores, futuros Juízes fraudadores, futuros Delegados fraudadores, dentre tantos outros. A Polícia Federal precisa fechar o cerco… Read more »

    Nunão
    Nunão
    11 anos atrás

    Está “perdoado” Ducca, mas não faz sentido algum discutir esse assunto neste post – a matéria vizinha a esta, que trata da descoberta da fraude, não vai sair de lá.
    Saudações

    trackback
    11 anos atrás

    […] equipar os caças leves (LCA-Light Combat Aircraft) Tejas, projetados na Índia. Por enquanto, os protótipos do Tejas utilizam turbofans GE F-404 devido ao fato dos motores Kaveri não estarem plenamente […]

    trackback
    11 anos atrás

    […] três protótipos e duas aeronaves de pré-produção participando do desenvolvimento, e um protótipo biposto já montado, o projeto estaria ganhando “momentum” e maturidade, e o ministro da defesa A K Antony […]

    trackback
    11 anos atrás

    […] Aéreo (clique nos nomes a seguir) sobre o M-346 Master, o T-50 Golden Eagle, o BAE Hawk, o Mako, o Tejas, o AT-63 Pampa, o L-15, o L159 ALCA e o Yak-130. Não deixe também de clicar nos vários links das […]

    trackback
    11 anos atrás

    […] Protótipo biposto do HAL Tejas deverá voar no início de 2009 […]

    TENENTE
    TENENTE
    11 anos atrás

    Os xavantes precisam ser substituidos. Essa seria uma opção? SDS.

    Manfred Von Richthofen
    Manfred Von Richthofen
    11 anos atrás

    O biplace é mais bonito que o monoplace. Grande pequeno caça!

    Invincible
    Invincible
    11 anos atrás

    Realmente o avião é bonitinho! Linhas levas típicas de uma aeronave que voa bem.

    welington
    welington
    11 anos atrás

    Esta aeronave tem um desempenho similar ao JF-17, é uma ótima aeronave principalmente para ataque, pois pode lançar armas de precisão como bombas guiadas a laser e consegue se defender de um possível contra-atraque inimigo graças ao seu canhão GSh-23 de 23 mm e seus mísseis R-73 e o míssil BVR indiano Astra , alem de ser muito leve e ser construída com materiais compostos que diminuem significadamente o seu RCS, e ter um custo de manutenção muito baixo, é um ótimo vetor e tem um desempenho superior ao nosso F-5M, e tem um custo de aquisição bastante baixo cerca… Read more »

    Nunão
    Nunão
    11 anos atrás

    Pois é, Manfred, também achei o biposto muito mais bonito que o monoposto (não que esse seja feio). O Tejas e o KAI T-50 são meus favoritos para uma vaga de Lift por aqui – projetos novos (apesar do design não ser exatamente novo nos dois casos) e com o diferencial de desempenho supersônico, além de terem alguma possibilidade de se ajudar no desenvolvimento, podendo-se fazer parcerias pra isso, quem sabe, mesmo que apenas para adaptações locais. Seriam bons Lifts, eu acho, e caças leves para a parte “lo” dos F-X2 “hi” da FAB, assunto que eu não me canso… Read more »

    Luciano Baqueiro
    Luciano Baqueiro
    11 anos atrás

    Amigos,

    por esse dias postei um link sobre novidades do C-390 ( http://www.tecnodefesa.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=278:embraer-apresenta-nova-concepcao-do-c-390&catid=35:noticias&Itemid=55 ) e agora em outro ( http://airway.uol.com.br/site/noticia/not1934_71.asp ) fala-se em parceria c/ a África do Sul, confiram.

    edilson
    edilson
    11 anos atrás

    Também achei mais bonito, e tem cara de AMX em delta…

    marco
    marco
    11 anos atrás

    ATENÇÃO A TODOS QUE PRETENDEM DAR SUA OPINIÃO NA “POLITICA DE MOBILIZAÇÃO NACIONAL – ENCERRAMENTO DIA 15 https://www.defesa.gov.br/eventos_temporarios/2008/depmob/ POLÍTICA DE MOBILIZAÇÃO NACIONAL Em conseqüência da aprovação da Lei nº 11.631, em 27 de dezembro de 2007, que dispõe sobre a Mobilização Nacional e cria o Sistema Nacional de Mobilização – SINAMOB e da publicação do Decreto nº 6.592, de 02 de outubro de 2008, que regulamenta a referida lei, o Ministério da Defesa apresenta o projeto da Política de Mobilização Nacional – PMN para apreciação da sociedade.   Esta consulta tem a finalidade de proporcionar a transparência necessária na elaboração… Read more »

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    O que seria melhor, tentar uma parceria com a HAL/Índia para construir o Tejas ou investir no AMX biposto com novos materiais, turbinas e avionicos???

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    Tejas naval com turbinas GE F-414… Mais uma alternativa.

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    Tejas mono e biplace melhorado com turbinas GE F-414???

    marujo
    marujo
    11 anos atrás

    Eu sei que é coisa para outro blog, mas não resisti: esse avião pode decolar com carga máxima do PA São Paulo? Apesar de me parecer um avião para ataque terrestre, pode funcionar como caça de defea de frota? Pelo seu baixo preço (US$ 25 milhões), vale mais a pena comprá-los do que reformar o A-4?

    Ivan
    Ivan
    11 anos atrás

    AMX revisado com turbina GE F-414 sem pós combustão…
    Seria uma alternativa nativa válida?

    Manfred Von Richthofen
    Manfred Von Richthofen
    11 anos atrás

    Senhores, esqueçam o AMX. Tem gente que até acha que essa modernização do AMX é dinheiro jogado fora que deveria ser empregado na compra de caças de verdade.
    Parabéns à Índia que não parou no tempo.

    Manfred Von Richthofen
    Manfred Von Richthofen
    11 anos atrás

    Sim Marujo, o Tejas Naval promete, mas pro nosso PA não serve. Com certeza nós veremos o Tejas Naval a bordo do Vikramaditya, decolando de ski-jump.

    Ulisses
    Ulisses
    11 anos atrás

    Manfred Von Richthofen,o AMX não é um caça e sim um avião de ataque terrestre,se fosse assim os russos já tinham dispensados seus SU-25,avião que tem performance comparavel com o nosso AMX,a Itália também não vai trocar os seus tão cedo.Pro AMX modernizado só falta mísseis anti-tanque e Joint Stand off Weapon,porque bombas de cacho,foguetes e bombas convencionais nós já temos.

    kaleu
    kaleu
    11 anos atrás

    Concordo contigo Nunão, excepcional opção para um caça Low, pra operar em conjunto/complemento ao FX-2 Higth, excelente custo benefício se as informações sobre preço estiverem corretas.

    Entretanto surge aí uma questão… motor GE F404 (USA), radar Raytheon (USA) ou ereye (Sueco), só pode ser AESA se caça de 4,5 G, se adicionarmos aviônica c/datalink Elbit (Israel), pergunto : – A EMBRAER NÃO ESTÁ EM CONDIÇÕES DE FABRICAR NOSSO PRÓPRIO CAÇA LOW ??

    O que acha Nunão ?

    abraço
    Kaleu

    marujo
    marujo
    11 anos atrás

    Manfred, e se dotarmos o São Paulo de sky-jump? Não é algo tão caro que a MB não possa fazer.

    Nunão
    Nunão
    11 anos atrás

    Kaleu, adoraria ver um caça leve da Embraer, mas a mesma não parece muito interessada em iniciar um programa como esse (vide entrevista recente à RFA). O mercado também está bastante saturado, seja de opções de caça “hi” ou “lo”. Assim, creio que seria mais interessante se juntar a alguma opção já existente ou projeto em andamento e entrar com dinheiro / encomendas / especificações locais (e aí entram vários itens que vc listou) e conseguir algum conhecimento no processo. Senão vamos gastar muitos anos e muito mais recursos somente na fase de reinventar a roda. Isso na minha opinião,… Read more »

    Francisco AMX
    Francisco AMX
    11 anos atrás

    Para vcs verem! este Indianos não sabem nada, a FAB e o MD que sabem, a FAB vive em combate com o Paquistão, tem muita experiência… o MD vive estudando estratégia e como levar uma crise de guerra de forma eficiente. O que é bom para eles não serve para nós! somos muito mais inteligentes e experientes! Avião que voa no nosso céu tem que ser diferente! os indianos são alienígenas e sabem muito pouco deste planeta….Nosso FX2 é muito especial! é o mais especial do planeta e tem que levar 7 anos para efetivar! mais uns 3 para doutrinar!… Read more »

    Baschera
    Baschera
    11 anos atrás

    Jesus…. perdoa…. OUTRA VEZ a história do Sky-Jump no Opalão e DE NOVO sobre o AMX….. deixem os defuntos descançarem, no máximo acendam umas velas.

    Putz !!

    edilson
    edilson
    11 anos atrás

    ehehe
    Salve Baschera
    Vamos beber os mortos, o AMX, o SU-35 (sou viúva) e ao Sky.jump do Opalão.
    chamamaos a velha louca viúva do Pavel e bebemos uma garrafa de Vódka
    deveriamos é fazer um sky dive do opalão sobre nossos amigos bolivarianos…Caixa de pandora com todo amianto que tem e que vamos ter que reciclar e não temos como… depois deles abrirem, o serviço ficaria facilitado…