quinta-feira, abril 22, 2021

Gripen para o Brasil

SIVAM, Equador e F-X2: alhos com bugalhos?

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Para a apreciação dos leitores do Blog do Poder Aéreo, texto de Janio de Freitas publicado hoje, 14 de outubro de 2008, no jornal Folha de São Paulo.

Uma lição – Lula reagiu à expulsão da Odebrecht com ato típico da diplomacia dos Estados Unidos na América Latina

Janio de Freitas


A MENSAGEM mandada a Lula pelo presidente Rafael Correa, do Equador, põe em termos corretos um assunto deformado com prepotência pelo governo brasileiro.

Ao sustar a ida de uma comissão ministerial ao Equador, onde estudaria a ligação Manto-Manaus que interessa também ao Brasil, Lula reagiu à expulsão da empreiteira Odebrecht com um ato típico da diplomacia tradicional dos Estados Unidos na América Latina. Foi uma decisão para agradar a onda de parte da imprensa contra os governos acusados “de esquerda”, quando não de “indígenas”, no tema de fermentação destas semanas. Mas a lição de equilíbrio diplomático e convivência altiva veio do Equador, com o pedido de que Lula libere a ida da comissão porque a expulsão da Odebrecht é problema entre um país soberano e uma empresa privada.

Espantoso mesmo, porém, é o alheamento com que o governo Lula adotou a atitude que menos convém ao Brasil, até do ponto de vista mais simples. É fato objetivo e comprovado que a hidrelétrica construída por Odebrecht, sob fiscalização técnica de Furnas, reduziu a apenas seis meses as dezenas de anos de vida útil próprias das suas semelhantes. Pifou. E, com a responsabilidade de gerar 12% da energia para o país, criou-lhe a ameaça de um apagão parcial. É claro que a Odebrecht negou falha sua, mas também é fato que a confirmou na prática, ao entregar-se a obras de reparo.

Diante desses fatos comprovados, o governo equatoriano poderia criar, e explorar, numerosas represálias fortes e problemáticas. Sem faltar com a responsabilidade governamental, a expulsão da Odebrecht, como a de Furnas se ocorrer, eliminou o risco de complicações maiores, inclusive as provenientes da rua, que já se insinuavam. O problema dos pretendidos ressarcimentos fica no plano judicial ou de negociações, com a possibilidade, na primeira hipótese, de que a Odebrecht chegue até a tribunais internacionais. A redução de complicações graves foi muito positiva para o Brasil.

Nesta mesma altura, vê-se o governo Lula sob as recentes notícias de que o Brasil está em dificuldade, ou impossibilidade, de comprar aviões de caça que não sejam de fabricantes americanos, porque o governo dos Estados Unidos não o admitiria. Não são os aviões mais atualizados, não são os mais adequados às dimensões brasileiras, não são de menor preço e custo posterior. O veto pode até facilitar a compra de caças europeus, na qual há grupos muito interessados fora e dentro do governo. Mas negócio não é soberania.

A compra do sistema de vigilância e controle aéreo da Amazônia teve que ser no fabricante americano Raytheon, e não a do sistema europeu mais conveniente, porque o governo americano assim exigiu e Fernando Henrique cedeu. Os americanos seriam capazes de montar para a Amazônia um sistema a cujos dados não tenham acesso secreto? Foram-se o negócio e a soberania, vão-se as informações.
As bases dos Estados Unidos no Equador foram convidadas a retirar-se, e concluir a retirada no decorrer de 2009. Concordaram em sair. O Equador, nos seus cinco séculos, quer conhecer a soberania. O Brasil não tem o direito de opor-se, ainda mais por uma causa tão ruim. Melhor faria se imitasse o Equador.

Fonte: Folha de São Paulo

Fotomontagem: radar do SIVAM (Nilton Ricardo), Rafael Correa (Reuters) e F/A-18E

- Advertisement -

102 Comments

Subscribe
Notify of
guest
102 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RL

Lamentável .

Robson

Maravilha isso…
Como que se diz mesmo? Se ficar o bicho come se correr o bicho pega…
Se o governo nada faz é frouxo e se faz alguma coisa mais contundente a “imprensa” tb vai contra…

paulo

Isso porque ainda não se tocaram nas regras do SINAMOB. Quando perceberem que o Brasil já tem legislação autorizando a mobilização nacional e a intervenção em caso de “risco às instituições nacionais e a cidadãos brasileiro” independente de invasão territorial vão dizer que o lula virou bush. Ou que seu “objetivo é a CONQUISTA!”…..(papinho de Dr. Gori) Defender a não intervenção não significa ser bundão. Se tivessemos agido de forma mais “pró-ativa” no cenário “morales-petrobrás-gás” (quem sabe sobrevoar a cabeça do indio com alguns f5 modernizados, ou disparar nossos poucos astros II na fronteira em “ritmo de teste de fogo”)… Read more »

konner

A ‘análise rasa’ deste fato, feita por este senhor, bem como esta associação, só perde em grandeza para o ‘desserviço’ que ele presta aos seus leitores.

Thomas D. Weiss

Esse sujeito pirou.

Leo

Eu li este texto esta manhã na Folha de São Paulo. É lamentável que um jornal deste gabarito tenha um articulista tão despreparado e capaz de escrever tanta bobagem num único artigo. SWe não conhece o assunto, não comente.

Por que ele não disse que a Odebrecht apenas executou o projeto FEITO pelo governo do Equador? Acho que as empreiteras brasileiras são pilantras até demais, mas, no presente caso, é preciso analisar bem as duas partes para fazer juízo de valor.

Alex

Janio de Freitas é um jornalista sério, um dos mais respeitados neste país, caracterizando-se por uma independencia em suas análises e postura crítica, quando tem que ser, seja com que governo for, foi assim na época do FHC e é assim agora na época de Lula, não sei detalhes do caso Odebrecht mas sei que o Janio de Freitas tem uma postura muito séria em suas afirmações e matérias. Existem muitas colocações sobre este caso que mostram que nem um lado é demonio totalmente e nem o outro é santo e vítima, portanto leio o Janio de Freitas como alguem… Read more »

Gilberto

Esse Janio de Freitas ou é uma tremenda anta ou precisava escrever qualquer bobagem rápido para encher linguiça na sua coluna ou pior de tudo, é grande traidor da nação brasileira. Será que essa besta não vê que o Correa além de tudo que deixar de pagar o empréstimo do BNDES e subtrair o patrimônio brasileiro com as ações contra a Petrobrás?

Acho que está na hora do Brasil deixar de investir nessa vizinhança e partir para locais mais confiáveis…

Marco

“Mas a lição de equilíbrio diplomático e convivência altiva veio do Equador, com o pedido de que Lula libere a ida da comissão porque a expulsão da Odebrecht é problema entre um país soberano e uma empresa privada.” O problema não é somente a questão da construtora com o Equador , mas tudo o que tem ocorrido com as empresas brasileiras nos paises bolivarianos. Ou seja de uma hora para outra os bolivarianos conseguiram descobrir falhas em empresas brasileiras que atuam em várias partes do mundo. Pq só eles conseguem isso ? resposta pq são articulados com Chavez nos bastidores.… Read more »

Clausewitz

Não gosto de inação tipo a “não ação” do Brasil frente ao roubo de ativos nacionais na Bolivia.Também, não gosto da ação excessiva tipo a segunda guerra do Golfo, onde foi forjado uma desculpa para a invasão americana. Simplesmente, cumpra-se os contratos. Todo contrato tem claúsulas de desistências. Fácil, basta aplicá-las. Exemplo de postura adequada foi quando o Irã desistiu de um contrato de exploração de petróleo e pagou o que o contrato previa à Petrobras. Agora, é visível o desejo do Correa, que foi o mesmo do EvoChaves – “aparecer” as custas do Brasil. Se a Odebrecht fez uma… Read more »

Wagner_ASW

Tenho que concordar com este novo Decreto Presidencial. Está mais que na hora de o Brasil tomar peito nessa América Latina, que já esta virando uma Zo… todo mundo ta fazendo o que quer com o Brasil e ninguem aqui fazendo nada. Quando alguém faz alguma coisa vem um jornal (ou colunista sabe tudo) e tenta colocar algumas palavras “bonitas” e bem “enfeitadas” nas páginas e quer dar um jeito de o povo brasileiro achar que o que estamos fazendo é um ato semelhante ao que os EUA fazem quando alguém se opõe ao seus direitos. Eu achei ótimo esse… Read more »

Fábio Max

Quanta bobagem!

Se a Odebrecht é privada,Furnas, não.

E até agora, ninguém explicou direito o que aconteceu na tal usina, pois consta que ela foi utilizada acima de sua capacidade pelo governo equatoriano.

E não há, ainda, resultado sobre o FX-2 que autorize o articulista a declarar que o Brasil vai adquirir o F-18 Hornet.

Um exercício de achismo, muito comum na imprensa pátria.

Nunão

Certamente muita água vai rolar na imprensa até 22 de Abril de 2009, e depois também, é claro. Só para auxiliar o senso crítico dos leitores do blog, lembro que tanto esse artigo de hoje da FSP, quanto a nota citando o “Phantom” da Isto é, não são assinados por “peixes pequenos”.

Janio de Freitas = membro do Conselho Editorial da FSP
Octavio Costa = Diretor da Sucursal de Brasília da Isto é

Walderson

Galera, sou a favor de democracia e imprensa livre, por isso de vez em quando temos de ler esses absurdos. Jornalista é um ser que quer ser entendido de tudo, mas na maior parte das vezes não sabe falar nem do próprio nariz. É claro que não podemos ser injustos, pois existem alguns poucos que sabem onde têm o nariz. Esse artigo é mais um daqueles que não acrescentam nada e só complicam a vida do Brasil, presta apenas um desserviço à nação. Não sei se perceberam, mas enquanto o problema estava só no lado da empreiteira, o governo não… Read more »

Henrique Sousa

Meu bisavô já falava: a imprensa e de quem paga mais. As vezes acontece de quem paga estar em consonância com os interesses da nação, as vezes não. Agora nada como uma boa água correndo por baixo da ponte para mostrar que na prática as coisas são um pouco diferentes das discutidas no conforto das salas universitárias. Não intervencionismo e auto-determinação dos povos são muito bonitas na teoria, mas quando entra em campo o interesse econômico, isso muda bem e quem pode mais chora menos. Foi assim na WWII, no Sudeste Asiático, no Oriente-Médio e em várias outras situações, e… Read more »

marcandrey

São comentários como estes que realmente colaboram contra o desenvolvimento do pais!!! Que as forcas contrarias, retrogadas e mentirosas sejam esmagadas, porque so atrapalham o crescimento do nosso Brasil.

Ja bastava o Godoy com suas maluquices e agora esse Janio de Freitas!!!!

kaleu

Colunista, comunista, chavista, ativista – marxista…. etc… uuuuuuuuuuuu o Brasil adotou a política externa americana…. uuuuuuuuuuuu o Correa deu uma lição de diplomacia….
belo ato “altamente diplomático” este do correa de sequestrar brasileiros e ainda “exigir resgate”, ora Senhor, vá chupar prego !

Vassily Zaitsev

Esse Janio é, com certeza matemática, BOLIVARIANO, um verdadeiro desse Rafael Corrêa. Vamos deixar esse cara ( Corrêa) nos tratar como carrapatos????????????? Cadê a FAB que não manda os F-5M, A-29, A-1 e F-2000 para dar uma coça nos Kfir do lado de lá?????????????????? aposto que Peru nos daria uma ajuda. Reagindo a essa ajuda, Chaveco poria suas manguinhas de fora e mandaria seus SU-30 ajudarem seu pupilo. Aí entraria em ação os R-99A e tchau SU-30, revolução bolivariana, e a mais que enchesse o nosso saco.

Sobraria até para um “índio cocaleiro” doidão.

Douglas

A “falha” da usina, refere-se ao excesso de sedimentos sugados pela turbina.
é questão técnica que tem solução; a empresa ofereceu uma alternativa para resolve-lo; até porque o projeto escolhido é revolucionário, primeiro no mundo com sistema completamente subterraneo.
ao o Correa fez essa parafernalha na imprensa. e tem gente que defende.
Ele já disse tambem que quer Petrobras fora.

nunao

Para o bem deste blog, pedimos aos leitores que não usem palavras de baixo calão, absolutamente desnecessárias para o exercício da crítica, e poupem os editores de perder tempo cortando-as.

paulo

Caracas! O Vassily já anteveu toda a movimentação do TO!
Se o Brasil fosse um país sério tinha mandado um recado pro tal morales quando da invasão da petrobrás…escrito na ogiva de um missil, como fazem os ianques.

J Mitchel

Senhores
Vou escrever o que o Diário da manhã publicou a Pedro II “Pedro guarda tua espada”
Senhores
Somos um poder econômico na américa do sul, por que, em vez de armas, não usamos nosso poder. Barre as importações destes países, ou, atue de maneira a desenvolvê-los e torná-los dependentes de nossos produtos.
Para que arrasar se podemos somar? Não ser subserviente, mas inteligente.
At
Joaca

Beto

Eu acho q o BR. deveria jogar na mesma moeda!!

Hornet

Só um parênteses na “Guerra contra Equador”, achei engraçada essa parte do comentário do Jânio de Freitas: “Não são os aviões mais atualizados, não são os mais adequados às dimensões brasileiras, não são de menor preço e custo posterior.” Ele está se referindo ao Super Hornet, ou melhor (como ele diz) aos aviões americanos. Engraçado, porque salvo engano, o Super Hornet dos 3 finalistas do FX-2 é o que mais se enquadra no que ele disse: é o único (ao menos por enquanto) dos 3 finalistas que opera um radar AESA, o preço é um dos menores, o custo de… Read more »

Nunão

Boa, Joaca!!

PS – mas é bom ter uma espada mais comprida que a dos outros pra qualquer eventualidade…

GustavoB

Alex, esse país está cheio de jornalistas sérios…

Está certo quem disse aí em cima, “se o homem não faz nada, é inoperante, se faz é reacionário”, ou coisa que o valha.

A pergunta que devemos fazer é: a quem serve esse tipo de jornal?

O que interessa é bater no governo. O Brasil? Que se dane.

Hornet

Nunão, Também acho que a espada, por precaução, deva ser comprida…mas aqui na AL não precisamos usá-la. Aqui é fácil de resolver as coisas: é só fechar a “torneirinha” dos investimentos brasileiros, que os países vizinhos já repensam tudo…já refazem todas as bravatas. E, pra falar a verdade, acho que são bravatas mesmo. Mas até concordo que o Brasil não precisa ficar aguentando isso todo dia. Já está na hora de dar um “chega pra lá” em uns ou outros por aqui…mas não em termos militares, é lógico. Em termos diplomáticos e econômicos…tiros de aviso, sabecumé? Não é pra matar,… Read more »

Francisco M. Xavier

Janio de Freitas…. esta vai para “história da decomposição nacional”, sujeito mal intencionado para com o nosso Brasil, um jornalista que apoia, populistas, pseudo-socialistas que na verdade olham muito mais para seu bolso, seu ego, que propriamente o do povo! e a pergunta fica: qual a vantagem de um “brasileiro”, falar, sem razão, distorcendo os fatos e mostrando só o que lhe convem, para desmoralizar o próprio País? não quero insinuar que foi comprado! longe de mim!

Beto

Chile reforça seu poderio aéreo O governo chileno esta dando continuidade ao seu amplo programa de modernização e reforço da FACh (Fuerza Aérea de Chile). A FACh está planejando agora a aquisição de mais 16 caças supersônicos General Dynamics F-16MLU (Mid Life Upgrade) de segunda mão a serem fornecidos pela Holanda para substituir suas 14 aeronaves Northrop F-5E/F Tiger III em serviço no Grupo de Aviação 7, sediado em Antofagasta. O valor da compra está estimado em US$ 170 milhões e as entregas deverão ocorrer ao longo de 2009 se o negócio for confirmado. Os F-5E/F Tiger III da FACh… Read more »

Walderson

Hornet,

só complementando sua explanação, além de parar de comprar, interditemos tb o gasoduto, aproveitaria e deixaria o nosso pedaço europeu no escuro e com frio. Rsrsrs

Um abraço, galera.

Hornet

Caro Walderson,

Não ia dar certo, porque eles são “europeus”, lembra? Se não puderem comprar da Bolivia, certamente eles importariam o gás da Europa Oriental, que, aliás, fica muito mais perto deles que a Bolívia. Nunca entendi o motivo de los hermanos comprarem gás da Bolivia, deve ser por caridade ao países pobres da AL, aquele continente que eles nem sabem direito aonde fica….rs.rs.rs….

Quanta maldade nossa com os argentinos!!! Se eu fosse argentino eu diria: quero morrer amigos desses dois aí…hehehehe

abraços

Baschera

Advogo a total liberdade de imprensa.
Podemos ler ou não ler.
Podemos concordar ou não concordar.
Mas o que mais impressiona, lá em nosso subconsciente, no lugar onde pouco mexemos, no profundo da mente e da consciência, é que SIM, se pudessemos seriamos como os EUA são. Uma vez que tivessemos a espada, nós a usariamos tal qual.
Podem concordar ou não concordar…..
Sds.

tomas

A matilha de “Lobos Vermelhos” está fortalecendo a passos largos a nova “Cortina de Ferro” que vem sendo construida em grande parte de nossas fronteiras. Mas o pior é constatar que as “Lobas pariram Lobos” dentro de nossas terras, infiltrando-se em nossos pastos e perto de nossos celeiros e rebanhos, esperando apenas o comando do “Lobo Alfa” ao qual se submetem.

Luiz Marcelo

Este texto é típico da imprensa brasileira há tempos. O FX2 está comprometido politicamente, pois devido a demora extrema da FAB, Ministério da Defesa e Companhia na definição de uma nova plataforma de caça, cria-se expectativas em todos os lados. Todo mundo fala de uma pressão americana sobre o Governo Brasileiro, porém a decisão pela exclusão do Su35 pode ter sido apenas técnica de ordem econômica, porém sempre ficará a dúvida pairando sobre esta decisão. Agora a FAB também fica alijada de fechar um acordo com a Boeing e compra dos F18 Super Hornets, pois assim segundo a imprensa seria… Read more »

Fábio Max

Rafael Corrêa age de modo claro: ELE QUER DAR O CALOTE NO BNDES e ao mesmo tempo contar com a moleza do governo brasileiro para novamente emprestar dinheiro e novamente ele DAR O CALOTE. O governo brasileiro agiu bem em cancelar a missão ministerial que iria para lá e dar o recado. Foi a primeira vez, em quase 6 anos de governo Lula, que emitiu-se um sinal claro de descontentamento contra atos lesivos ao Brasil por parte de vizinhos sul-americanos. Tem mais é que fazer isso mesmo. Eles querem se aproveitar do dinheiro brasileiro, então, nada de crédito ou assistência… Read more »

Nunão

Sem querer inflamar mais, mas já inflamando, um pouco mais sobre a soberania do Equador e o calote, mas por outro jornal:

http://www.estadao.com.br/internacional/not_int259744,0.htm

Paulo Costa

Senhores,pensando como uma sequencia de fatos que ja vem acontecendo a algum tempo,a Venezuela fornece petroleo para Cuba a preço baixo,pois não tem grana para pagar o preço,e assim fornece assessoria a Venezuela para conquistar novos espaços por aqui, como Bolivia ,Equador. A Bolivia aprontou e agora o Equador,tudo isto como um plano definido.O Equador cancelou a base de Manta,e condicionou a venda dos ST a venda casada do R-99,imaginem para depois alugar para treinar na Venezuela,ou algo.Nada feito,então o Equador esta criando factoides para encher a paciencia. Isto e um resumo do que esta acontecendo na região…. Tem coisa… Read more »

Marcos

Somente algumas considerações: (a) o Brasil não possui fronteiras com o Equador; (b) o problema não é tanto com a Odebrecht, mas sim com a Petrobras; (c) A Odebrecht e outros grandes grupos econômicos transacionais brasileiros estão muito bem na Venezuela, dai, não se pode entender que haja um conserto “bolivariano” para prejudicar o Brasil, ou pelo menos as grandes empresas brasileiras; (d) o poder não exercido unicamente em termos militares; (e) as pretensões de liderança do Brasil na América Latina pressupõem “sangue frio” e a necessidade de se engolir alguns sapos e esperar o momento correto para agir. De… Read more »

CorsarioDF

Eu sinceramente não perco meu tempo lendo essas reportagens “compradas” com interesses escusos contra nosso país. Cidadãos como esse senhor tem que ganhar uma passagem só de ida para Sibéria, pois não tem a menor afinidade com nosso país. Concordo com o Baschera, se tivéssemos a “espada” usaríamos com mão de ferro, como os EUA e a Rússia. Pena que somos pobres… Sds.

kaleu

Sr. Jãnio de Freitas, li em um blog desses “posso não concordar com o que dizes, porém defenderei sempre seu direito de dizê-lo”, porém no seu caso não consigo colocar em prática este belo pensamento, está além das minhas forças, tem muita má intenção de sua parte ou o Sr. é um completo idota (improvável). Só uma pergunta : – Porque no lugar de usar o editorial da FSP como palanque ideológico o Sr. não faz o papel de um VERDADEIRO JORNALISTA e vai ao Equador intrevistar e ver o estado fisico dos brasileiros encarcerados pelo Sr. R.Corrêa em nossa… Read more »

Paulo Costa

Devemos manter o que foi razoavelmente bom para nos,
o mercosul com Argentina,Uruguai,Chile,Paraguai,que apesar dos problemas são melhores vizinhos.Aqueles paises la pra cima,
que temos fronteiras com grande extensão de selva,fariamos
somente ajuda humanitaria,e convenios de saude,etc.
Pra que investir por la ,na atual conjuntura?
Descobrimos gas,e petroleo a vontade,temos farta agricultura,
energia,minerios,vamos trbalhar nesta nossa região.
Equador,pequeno pais,com 11 vulcões,em que o povo sai correndo
ao menor tremor,tem um “rato de vulcão” como dizem por la no comando
do pais,vale o quê?….

Adelmo Jeferson

A matéria do jornalista Janio de Freitas sobre o polemica envolvendo a expulsão da Odebecht no Equador, não mencionou um fata que por si só e mais relevante que os demais citados na reportagem, que é a situação dos funcionários da empreiteira que estão na Embaixada do Brasíl no Equador impedidos de regressar ao país, será que esqueceu? ou para o sr Janio este fato é irrelevante?. Será que o sr Janio fosse um jornalista equatoriano e escrevesse uma reportagem que contrariasse aquele governo não sofreria represálias?.Vejo que o jornalista já se esqueceu dos anos do “chumbo grosso” onde a… Read more »

João-Curitiba

Como diz o esquartejador, vamos por partes: 1) Afinal, o empréstimo foi feito ao Equador ou à Odebrecht? Cada dia surge uma versão. 2) O melhor de tudo é seguir o que está no contrato. Se o contrato foi mal feito, paciência. 3) Onde não somos bem vindos, a iniciativa de sair deve ser nossa mesmo. Sem investimentos nossos nesses países, eles terão imensas dificuldades em desenvolver. 4) Um ano de gelo completo nas relações com estes países, eles vêm correndo pedir perdão com o rabo entre as pernas. 5) Quanto ao jornalista em questão, jornalista é um generalista. Quando… Read more »

Pinchas Landisbergis

´Não canso de dizer : O Brasil é Israel na A.L. , um estranho no ninho. Parece que deixou de miar e agora está rugindo nas fronteiras.
Não podemos nos iludir se bobearmos estes ermanos nos varrem do mapa e repartem entre si os despojos.Só a força é capaz de impor respeito. A diplomacia sem respaldo militar é nada!!

Alte Makarov

Joao Curitiba,

O empréstimo foi feito PARA O Equador. O Governo Brasileiro “camufla” os empréstimos, fazendo com que financiem a empresa (no caso, a Odebrecht). Mas na verdade, foi para o país.

Sobre isso, ha o excelente comentário da Mirian Leitão na CBN
Eis o link:

http://cbn.globoradio.globo.com/cbn/comentarios/miriamleitao.asp

busque o post:

Quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Empréstimo ao Equador foi um risco que o governo Lula decidiu correr

Alte Makarov

Camaradas!!!

Eles estão por aí. Entre um e outro ato abjeto, acabam mandando seu recado. Esse Janio de Freitas é o que podemos chamar de “Comunista Traidor da Pátria”.

Lucius Clay

O Governo Lula é mole mesmo, qual é o segredo? E ainda tem gente que duvida? Se é pra pressionar os americanos e europeus, para mais transferência de tecnologia era só manter o Su-35 e manter o Gripen. Queria ver, os caras não cederem mais… Agora se era pra comprar o Rafale mesmo, acho besteira perder tanto tempo para “decidir” o melhor para o país.

Quem lida com questões de defesa deve pensar estrategicamente e não no curto prazo, pois este só é útil para os políticos brasileiros.

KungFusion

Estes paísinhos vizinhos que se acham pobrezinhos desprotegidos e vivem nos dando coices agora tem que aprender que não somos patetas (ou não seremos mais a partir de agora). Tem um jornal paraguaio em que os comentários são de total ira contra nós, como se fossemos imperialistas, agressores, etc. Entramos legalmente nos países deles, fazendo investimentos bilionários, para o bem deles também, e nos acusam de covardia, de agressão à soberania deles, etc etc. Quantos deles estão no Brasil ilegalmente?? E nem vamos tocar no assunto que o Paraguai é a porta de entrada do tráfico, da muamba, das drogas,… Read more »

KungFusion

Que os países bolivarianos se unem e se isolem do mundo!! Assim como Cuba, Coréia do Norte, Irã, ficarão do lado da Russia pra próxima versão da guerra fria. E daqui a 20 anos, com a população mais pobre e surrada, descobrirão que fôra má idéia, como aconteceu na China comunista. A Venezuela está neste caminho, se militarizando até os dentes, pra depois se isolar do mundo com a paranóia do Chavez – que aliás anda meio quietinho, alguém ouviu algo dele sobre o Brasil ultimamente?

Pinchas Landisbergis

Com o petroleo caindo abaixo de U$ 70, 0 barril quero ver o presidente Hugo Chavez pagar aos “Ivans” suas compras de “ocasião” e manter o aparato todo funcionando, inclusive subsidiando a gasolina .

Reportagens especiais

Poder Aéreo no Fort Worth Alliance Air Show 2015

Em setembro participamos do Fort Worth Alliance Air Show 2015, realizado no aeroporto Worth Alliance em Fort Worth, no Texas. Este show aéreo...
- Advertisement -
- Advertisement -