domingo, setembro 19, 2021

Gripen para o Brasil

Array

AWACS da OTAN vigiará espaço aéreo na fronteira ucraniana

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-16 AWACS - 1

A OTAN está enviando aeronaves de alerta aéreo antecipado (AWACS) para realizar voos de reconhecimento sobre a Polônia a e Romênia para “monitorar a crise na Ucrânia”, disse um porta-voz da OTAN na segunda-feira (10/3).

“Essas rotas estão bem estabelecidas e serão executadas a partir das suas bases aéreas regulares de Geilenkirchen, na Alemanha, e Waddington, no Reino Unido “, disse o porta-voz em um e-mail de Segunda a Força Aérea Times.

Os voos ocorrerão exclusivamente em território da OTAN, disse o porta-voz, que não poderia dizer quantos aviões AWACS serão envolvidos na missão.

Em 28 de fevereiro, as tropas russas invadiram a região da Crimeia da Ucrânia logo após o ex-presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, ser derrubado por manifestantes anti-governamentais. Um referendo está previsto para 16 de março, quando os eleitores na península da Crimeia irão decidir se permanecem na Ucrânia ou se juntam à Rússia.

mapa ucrania

Os EUA tem respondido à crise através do envio de um avião de reabastecimento aéreo KC-135 e seis caças F-15 para a Lituânia para ajudar a proteger o espaço aéreo Báltico, reforçando os quatro F-15 que estão lá desde 1º de janeiro.

O ministro da Defesa polonês, Tomasz Siemoniak, teria dito que os EUA estão enviando 12 caças F-16 e 300 soldados para o seu país. Mas um porta-voz do Comando Europeu dos EUA não confirmou esses números.

“Não temos nada ainda para anunciar sobre o envio de aviões para a Polónia e ainda estão trabalhando nos detalhes”, disse o comandante da Marinha Gregory Hicks em um e-mail para a Air Force Times.

Se o referendo for a favor da anexação da Crimeia à Rússia, as tropas ucranianas estacionadas na Crimeia poderiam representar um problema para a Rússia. Um general da reserva dos EUA com experiência na região disse que espera que os ucranianos lutem se forem atacados.

“Minha experiência foi de que a infantaria ucraniana foi muito dura”, disse o general Mark Hertling, comandante do Exército dos EUA na Europa entre 2011-2012. “Eles são soldados duros. Eles são usados ​​para condições difíceis, e sua liderança foi se tornando mais profissional conforme nós trabalhamos com eles na Europa”.

FONTE: Air Force Times (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

FOTO: meramente ilustrativa

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rinaldo Nery

As aeronaves AWACS são fundamentais na guerra moderna. São olhos e ouvidos dos comandantes.
Como dizem os norte americanos da USAF, com AWACS você ganha a guerra, sem eles você perde.

Últimas Notícias

Força Aérea Indiana vai comprar 24 caças Mirage 2000 de segunda mão

A frota Mirage 2000 de 35 anos da IAF, que teve um desempenho excepcional durante a operação Balakot de...
- Advertisement -
- Advertisement -