Home Força Aérea Brasileira Aeronaves da FAB levam tropas para reforçar a segurança da população baiana

Aeronaves da FAB levam tropas para reforçar a segurança da população baiana

296
3

Aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) estão engajadas no transporte de 1400 homens e mulheres da Força Nacional e do Exército Brasileiro para Salvador. É a chamada Operação Bahia. Os policiais e militares irão apoiar o governo da Bahia em razão da greve de policiais no Estado.

O primeiro voo partiu de Brasília, por volta das 22h desta quinta-feira (2/2), levando a bordo do KC-137 (Boeing 707) da FAB 150 policiais da Força Nacional. Um segundo avião decolou na manhã desta sexta-feira (3/2), da Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, transportando 150 militares da Brigada Paraquedista do Exército. Ao longo do dia, dois aviões farão o transporte de mais 600 militares do Exército, de Recife para Salvador.

No final da tarde de hoje, decolou de Campo Grande (MS), uma aeronave C-105 Amazonas, do Primeiro Esquadrão do Décimo Quinto Grupo de Aviação (1º/15ºGAV), levando 50 policiais da Força Nacional, com previsão de chegada às 23h em Salvador. Amanhã a aeronave deve transportar mais 35 policiais da Força Nacional de Altamira para Salvador. Também para este sábado (4/2), está prevista a partida de Natal (RN) de mais um voo do KC-137 com 150 militares do Exército, chegando às 13h na capital baiana. Outros voos transportando militares devem ser programados. Além disso, a FAB designou 400 militares para cuidar do funcionamento regular dos aeroportos públicos em todo Estado da Bahia.

Até a noite deste sábado, 1170 militares e policiais serão transportados pela FAB para auxiliar o policiamento na Bahia.

Demonstrando a sua mobilidade e flexibilidade, a FAB transporta, em menos de 48 horas, uma grande quantidade de militares provenientes das cinco regiões do país: Foz do Iguaçu (Sul), Rio de Janeiro (Sudeste), Campo Grande (Centro Oeste), Altamira (Norte), Recife e Natal (Nordeste).

FONTE/IMAGEM: CECOMSAER

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera
Baschera
8 anos atrás

Na boa….. mas trazer 35 militares de Altamira, no Pará, até Salvador, com um KC-137….. é queimar dinheiro público !!

Não dava para vir com uma linha aérea civíl…. de passageiros ??

Que diferença fazem apenas 35 homens ??

Também mudaram cidades de estado (mapa) !!

Sds.

Marcos
Marcos
8 anos atrás

Quando a coisa complica, chamam os milicos.

Em português bem claro, melhor, em francês que é mais chique e muitos não entenderão e talvez passe no filtro: uma hora dessas acontece uma grande “merde”, e com as FFAA completamente desaparelhadas, não haverá muito o que fazer.

Almeida
Almeida
8 anos atrás

E os “sucatões” estão aí cumprindo seu dever, apesar das adversidades!

Quando chegam os novos MRTT e o Aerodilma?