E o Poder Aéreo acertou de novo…

    131
    36

     

    Confirmando-se a aquisição do Rafale pela Índia, com as negociações exclusivas que ocorrerão após ser revelada a informação de que o caça foi o “lowest bidder”, ou L-1 (oferta de menor valor), finalmente a Dassault poderá comemorar sua primeira exportação do modelo, após anos e anos “batendo na trave”.

    Mas falando em trave, quem não anda perdendo gols nos “palpites” para as últimas concorrências é o Poder Aéreo. Quando escolhemos as fotos da matéria que pode ser acessada clicando na imagem ao lado, acabamos revelando nossas apostas para as principais concorrências em curso no final do ano passado.

    Na Suíça, o escolhido foi o Gripen, cuja foto abria aquela matéria – vale lembrar que a ordem das fotos naquele artigo foi definida por motivos estéticos, pelo fato de escolhermos imagens dos caças de frente e a do Gripen ser uma das melhores até aquele momento – depois encontramos imagens dos outros caças exatamente de frente, como era o caso do caça sueco, e as usamos para as matérias dos “placares”, que você pode conferir nos links abaixo.

    No Japão, deu F-35. E o Poder Aéreo acertou pela segunda vez.

    E agora, na Índia, a proposta considerada vencedora foi a do Rafale, cuja foto ilustrou a parte do texto que falava da concorrência MMRCA. Apenas a expectativa de resultados até o final do ano passado, como dizia a matéria, não se cumpriu. A escolha indiana só veio à tona neste último dia de janeiro.

    E, é claro, falta um último palpite para se cumprir, dentre os que fizemos naquela matéria de 2011: Typhoon nos Emirados. Se bem que, com essa vitória na Índia, o cacife do Rafale para finalmente conquistar sua venda aos Emirados Árabes Unidos pode aumentar bastante, se o fato for bem aproveitado pelos executivos da Dassault.

    Mas não vale mudar o palpite depois de feito, mesmo que, nesse caso, o Poder Aéreo possa não terminar esse “campeonato de palpites” invicto. Continuamos com o palpite do Typhoon, mesmo cheirando mais uma possível derrota do caça do consórcio europeu.

    Já sobre o nosso F-X2… Antes de pensar sobre quem será o vencedor, melhor palpitar primeiro se o programa vai conseguir ou não chegar ao final. Se bem que as boas notícias para a Dassault, vindas da Índia, também podem repercutir aqui, já que em 2009 chegou a ser anunciado, naquele sempre lembrado sete de setembro, que o Brasil entraria em negociações para a aquisição do Rafale.

    Algum palpite, caro leitor?

    VEJA TAMBÉM:

    36
    Deixe um comentário

    avatar
    33 Comment threads
    3 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    19 Comment authors
    Guilherme PoggioTadeu MendesBascheraAlmeidaalexandre Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    LuppusFurius
    Visitante
    LuppusFurius

    Será que agora eles param de chorar?
    Será que também haverá carta anônima?

    Roberto F Santana
    Visitante
    Member
    Roberto F Santana

    O Rafale vai na Fidae 2012?

    Marcelo
    Visitante
    Member
    Marcelo

    o melhor caça de 4a geração venceu, em um país que precisa de um caça de verdade.
    agora vou ficar assistindo de camarote os comentários da galera que, por anos, destratou o Rafale…:^)

    Marcos
    Visitante
    Member
    Marcos

    Já assinaram o contrato???

    Já foram lá no Cartório reconhecer firma???

    Já verificaram se não há rasuras no contrato para evitar uma anulação do mesmo???

    Vader
    Visitante

    Não posso deixar de estar contente em ser o único a estar, ao lado do PA, com 100% deve aproveitamento nessa nossa disputa interna. De fato, apenas usei a lógica, aquela velha ingrata, para acertar todos os resultados até agora. Sem confundir torcida com resultados. Lógica pura e simples. Quando saiu a short-list do MMRCA, seguido da reportagem que dava conta da interferência política da Sonia Ghandi no processo, ficou claro que daria Rafale. Com efeito sem interferência política a Dassault não vende seu caça pra ninguém. Boa sorte para os indianos. Eles irão precisar… Quanto ao resto, continuo acreditando… Read more »

    LuppusFurius
    Visitante
    LuppusFurius

    Valeu Nunão…..
    Hoje é bebedeira geral na…… Da$$ault !!!!!!!!!!

    Joker
    Visitante
    Joker

    Tio Vader

    aposta na megasena pra mim?Tbm selve quina,lotofacil ou qlqr outra coisa…

    Voltando a futurologia, o FX Fabiano foi vencido pela Jordânia.

    Alfredo Araujo
    Visitante
    Member
    Alfredo Araujo

    Depois disso como fica o preço do Rafale ?

    A Dassault fez reduções atrás de reduções para continuar no páreo de dispultas aqui no Brasil, nos EAU e na própria India…

    Como deve ficar a questão de futuras vendas ?

    Giordani RS
    Visitante
    Member

    Abre-se uma nova realidade. Antes de tecer essas simples linhas, considero o F-18SH a melhor solução para o FX², mesmo sabendo que o Rafaele é o melhor dos três…
    Se não havia escala para o Rafaele, agora há. Em se confirmando a venda para os EAU, a escala será maior, ou seja, só aí, teremos algo em torno de quase 200 aparelhos. Se realmente fosse o interesse da FAB e do Governo, a hora é agora…mas aqui…

    Se é para apostar? Tampax² e FX-3!

    Parabéns ao Rafaele!

    Vader
    Visitante

    Putz, acabo de verificar que não empatarei com PA, pois me abstive de opinar na Suíça. Continuo 100%, mas com um acerto a menos.

    Joker: loteria não é lógica. Abs.

    Fabio ASC
    Visitante
    Fabio ASC

    Vader, com todo respeito que vc aparentemente merecia ter: vc já viu alguma concorrência ser ganha sem interferência política?

    Conforme-se, o Gripen só ganha em países sem expressão no contexto mundial e sem dinheiro para investir.

    Bom, provavelmente, este comentário nem será publicado.

    Roberto F Santana
    Visitante
    Member
    Roberto F Santana

    Paz irmãos!
    Leia a Biblia.

    Marcelo
    Visitante
    Member
    Marcelo

    é isso aí Fabio ASC, em país que precisa de avião de verdade, deu Rafale.

    Daglian
    Visitante
    Daglian

    Parabéns à Dassault e meus pêsames à Índia.

    Fabio ASC,

    Com todo o respeito, mas no dia que a África do Sul for sem expressão no contexto mundial, os EUA foram o país que criou o socialismo.

    Roberto F Santana
    Visitante
    Member
    Roberto F Santana

    Aqui o espaço é democratico.
    Meus últimos comentários em um outro site foram censurados sem motivo aparente, só depois me dei conta que quase a totalidade dos que lá comentam são ex-poder aéreo.

    uitinaxavier
    Visitante
    uitinaxavier

    Daglian disse: Bem lembrado a africa do sul ainda e bastante lembrada pelo Apartheid, principalmente pelos massacres feitos pela minoria branca, devem se sentir orgulhosos por serem lembrados por isso não por que tem 2 duzias de gripenzinhos bem lembrado. Roberto F Santana disse: 31 de janeiro de 2012 às 12:38 Eu escrevo comentários em diversos sites e Blogs alguns parciais a um lado mas a maioria e imparcial e eu encontro muitos ex comentaristas daqui e maioria deles são gente boa mas temos que ver uma coisa depois que fecharam os comentários públicos muita gente não gostou é achou… Read more »

    Guilherme Poggio
    Editor
    Famed Member

    uitinaxavier disse: temos que ver uma coisa depois que fecharam os comentários públicos muita gente não gostou é achou que estavam favorecendo só as panelinhas de alguns leitores, eu entendo o lado dos sites aqui por que tinha muitos comentários idiotas que viam aqui falar palavrões e tudo mais, mas antes dava gosto de ver as matérias com 100, 150 comentários onde aí sim podia se debater de verdade as matérias Pois é. Veja como são as coisas. Por causa de alguns poucos baderneiros tivemos que cortar os comentários abertos. Naquela época trabalhávamos muito moderando comentários de indivíduos que não… Read more »

    Vader
    Visitante

    Caro Fábio, há menos e mais interferência política. Um bom exemplo é a da USAF na compra dos STs. Venceu o melhor produto e ponto. No caso da Índia sabemos que a interferência política ocorreu de forma pesada, e desde o principio. Motivo pelo qual reafirmo que essa concorrência hindú não passa atestado de nada para o Rafale, mas apenas que pode ser mais barato que o Typhoon, o que de per si significa bem pouca coisa… Alias, nada de novo para um pais que tem como sua gloria maior a de vencer o Paquistão em conflitos fratricidas. E que… Read more »

    Augusto
    Visitante
    Augusto

    Dá para abrir uma Louis Roederer Cristal em homenagem a Dassault!

    Observador
    Visitante
    Observador

    Caro Fábio ASC: Você está apenas parcialmente correto. Se a Suíça não tem relevância mundial, então são pouquíssimos os países realmente relevantes. E ela escolheu o Gripen. Por outro lado, é correto: o Gripen só emplaca em países sem dinheiro para investir em defesa ou sem inimigos que justifiquem um investimento realmente pesado. Igualzinho o Brasil. E, antes que os admiradores do Rafale se animem, o Rafale só é e será vendido para quem por necessidade não pode nem olhar o tamanho da conta (Índia) ou por quem pode jogar dinheiro pela janela (Emirados). Mesmo com a compra destes países,… Read more »

    Roberto F Santana
    Visitante
    Member
    Roberto F Santana

    Caro uitinaxavier,
    Não querendo mais desviar do tópico, obrigado mesmo assim.
    Eu não sabia desse histórico todo mas lembre-se que um bom argumento baseado em fatos e sempre educado não tem “maioria” que possa vencer.

    Deixa pra lá.
    Continuemos com o Rafale!

    Daglian
    Visitante
    Daglian

    uitinaxavier, Não estou entrando no mérito histórico do país. Estou falando em economia. A África do Sul, bem ou mal, está crescendo e criando uma economia forte, tanto que agora está no grupo dos “BRICS”. Se ela tem desigualdade social, ou se os outros países também, neste caso não importa. Vejamos que, nesta mesma moeda, a Índia comprou o Rafale e no entanto tem milhões de pessoas em estado de miséria absoluta. Nenhum país é santo, todos tem algo que não se orgulham. Sobre o Rafale, embora eu não seja fã do vetor, esta vitória foi boa pois, caso seja… Read more »

    Roberto F Santana
    Visitante
    Member
    Roberto F Santana

    Prezado Fernando “Nunão”,

    A atitude e política do Poder Aéreo é bem compreensível e justificavel.
    Abrir comentários pode parecer divertido, por outro lado do que adianta 150, 200 comentários se só uma dezena trazem algo de bom e útil.
    Somente constatei com estranheza, que boa parcela desses…digamos, “rebeldes e dissidentes”, eram outrora sempre presentes aqui.
    Mas não perdamos mais nosso tempo chutando cachorros mortos pela estrada.

    Keep going my friend!

    alexandre
    Visitante
    alexandre

    Essa foi uma importante vitória para a Dassault e para o governo francês sem dúvida. A pergunta que não quer calar agora é: até que ponto a escolha efetivada pela Índia irá influenciar a escolha de nossos 36 caças no tão aguardado FX¹-²-³? Deixo o questionamento aos nobres colegas mais experientes do Poder Aéreo responderem. Abraço a todos.

    Almeida
    Visitante
    Almeida

    Eu já sabia deste resultado desde que os indianos encomendaram 500 MICAs por quase U$ 3 milhões de dólares cada para 49 Mirage 2000 modernizados. Ninguém compra 500 mísseis caríssimos para operar em 49 vetores que serão aposentados em 10 ou 15 anos nom máximo.

    E pra quem acha que análise de mercado e lógica é o mesmo que estatística de loteria, só lamento. Boa sorte pra vocês. Vão precisar.

    Almeida
    Visitante
    Almeida

    Nunão, existem alternativas de CMS e bancos de dados que são muito mais leves, e portanto baratas, que o binômio WordPress + MySQL. Entrem em contato pelo meu email que terei prazer de ajudá-los neste sentido.

    Vader
    Visitante

    Fernando “Nunão” De Martini disse:
    31 de janeiro de 2012 às 14:34

    Quem sentir falta de mais comentários pode dar uma boa olhada na “concorrência” (?) e ver a imensidão de comentários estúpidos, estapafúrdios e ideológicos feitos pela legião de despreparados, mal intencionados e paraquedistas que habita tais espaços.

    Eu de minha parte não sinto saudade nenhuma. Aqui na Trilogia se pode discutir Forças Armadas, e não política ou ideologia.

    Vidas longa ao Aéreo.

    Baschera
    Visitante
    Member
    Baschera

    Esgotadas todas as garrafas de champage Heidsieck safra 1907 no Chateau Dassault….. e a festa só começou….. tá bombando….. com o título “Da Bancarrota Ao Céu”…. eita !!!! Parabéns aos franceses e pêsames aos que vão pagar a conta, os indianos. Eu nunca tive dúvidas que venceriam os sócios da senhora Ghandi….. era só uma questão de tempo. Aliás, os indianos são famosos por ter uma mescla de equipamentos de defesa de vários fornecedores. Quem realmente perdeu, foram os europeus que bem ou mal, antes estavam presentes com o consórcio Sapecat Jaguar…. e agora não mais. Bom, pelo menos os… Read more »

    Almeida
    Visitante
    Almeida

    Baschera, nem comece a falar desta última visita de nossa presidente que senão o barco afunda e a barraca cai aqui no blog. Raiva infinita aqui.

    Tadeu Mendes
    Visitante
    Member
    Tadeu Mendes

    O melhor jato de combate para a FAB e para a MB e o F/A-18E/F Super Hornet.

    Boa sorte para a India…porque vai precisar muito.

    Enquanto isso no Brasil…nada de nada.

    Mas eu li um artigo a respeito do F-35, que entre os paises que poderiam compra-lo incluiram o Brasil.

    Observador
    Visitante
    Observador

    Particularmente, gostei muito quando os comentários passaram a ser bloqueados.

    O baixo nível intelectual e de educação de alguns comentaristas dava nojo.

    O Blog Forças Terrestres era o pior; reunia a nata (estragada) dos mal-educados e recalcados. Vi várias vezes os moderadores deixarem alguns mal-educados no “gancho” (suspensos) por dias.

    Eu prefiro que tenha só meia dúzia de gatos pingados (eu inclusive) e que o debate seja interessante.

    Se quisesse ver baixaria, ligava a TV.

    Fabio ASC
    Visitante
    Fabio ASC

    Vader, concordo com você sobre as pressões.

    Mas. argumente “comigo”: o que eu não consigo entender, racionalmente falando, como 04 grandes países europeus conseguem exercer menos pressão política que a França? Na minha humilde opinião, só se esta pressão francesa tiver algo de “atômico” no meio.

    O que vc acha?

    Fabio ASC
    Visitante
    Fabio ASC

    1 Perguntinha de leigo mesmo:

    Os custo de operação de uma aeronave de alta performance diminuem quando existem muitas no mercado ou não? Apenas os custos de manutenção reativa é que diminuem?

    Para facilitar minha pergunta que nem eu mais to entendendo: ex: se eu tenho 200 caças o custo de hora/voo é maior do que se eu tiver 550 caças?