quinta-feira, maio 6, 2021

Gripen para o Brasil

Desdobramento dos Rafale na Sicília, em Sigonella

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

 

A Base Aérea de Sigonella, na Sicília (Itália), recebeu, em 10 de julho de 2011, cinco Rafale da Força Aérea Francesa. Eles aterrissaram na base da OTAN depois de completar sua missão sobre a Líbia a partir de Solenzara (Córsega).

Os preparativos para a chegada das aeronaves na base da OTAN começaram mais cedo, em 23 de junho de 2011. Foram realizadas várias missões, nas semanas precedentes, para trazer mais de 250 toneladas de carga (armas, grupos geradores, equipamentos de apoio, de telecomunicações, suprimento técnico etc) que requereram a mobilização de importantes meios de transporte logístico (C160 Transall, Casa CN235, Antonov 124 e A310).

Segundo o Ministério da Defesa da França, 160 militares foram desdobrados nesse esforço logístico, que incluiu a montagem de infraestrutura para que o destacamento francês fosse recebido: vinte barracas e um número equivalente de bangalôs, quatro abrigos técnicos, dois abrigos de manutenção do tipo ‘Bachmann’, além de três abrigos tipo ‘para-sol’ para as aeronaves. Essas operações logísticas foram feitas em contato permanente com as autoridades locais. Nas fotos a seguir, disponibilizadas pelo Ministério da Defesa da França, pode-se ver o trabalho de montagem da infraestrutura.

 

A Base de Sigonella já abriga as forças aéreas de sete países: Dinamarca, Suécia, Canadá, Turquia, Emirados Árabes Unidos, Itália, EUA e França, que opera também dois Atlantic 2 da Marinha.

Os Rafale estão prontos então para executar missões sobre a Líbia a partir da base italiana, que hoje hospeda 160 militares franceses. A Força Aérea realiza, com esse desdobramento, um salto de cerca de 800 km em direção à área das operações.

FONTES: Aerocontact e Ministério da Defesa da França 

FOTOS: Força Aérea Francesa (Armée de l’air), via Ministério da Defesa da França 

GRÁFICORafale News

Colaborou (tradução do artigo da Aerocontact): Justin Case – comentário do colaborador: Esse deslocamento também visa aumentar a permanência dos Rafale da Força Aérea sobre a área de operações, para compensar o recolhimento do porta-aviões Charles de Gaulle ao porto, após quatro meses de operação militar continuada.

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ivan

URGENTE – Acidente

“Avião de pequeno porte cai em terreno em Boa Viagem e deixa 16 mortos”
“Bimotor da Noar Linhas Aéreas fazia a linha Recife/Mossoró, com escala em Natal; segundo a Aeronáutica, o bimotor decolou, mas, devido a problemas, piloto tentou fazer pouso forçado.”

http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/acidente/2011/07/13/NWS,536034,4,94,NOTICIAS,766-AVIAO-PEQUENO-PORTE-TERRENO-AVENIDA-BOA-VIAGEM.aspx

A aeronave era um LET L-410 que decolou do Aeroporto Internacional dos Guararapes (Recife) com destino ao Aeroporto Internacional Augusto Severo (Natal) e depois seguiria para Mossoró.

A aeronave ficou totalmente destruida, conforme as fotos no link acima que está sendo atualizado constantemente.

Sds,
Ivan, pesaroso.

Ivan

URGENTE Nota Oficial da FAB: Nota Oficial nº. 1 – Acidente aeronáutico em Recife O Comando da Aeronáutica informa que nesta quarta-feira, 13 de julho, às 06:51h (horário de Brasília), uma aeronave bimotor L410 da Empresa Noar Linhas Aéreas decolou do Aeroporto de Recife. Ato contínuo declarou estar em situação de emergência e que tentaria pousar na praia de Boa Viagem. A aeronave acidentou-se em um terreno baldio entre os bairros de Piedade e Boa Viagem, com totais perdas humanas e materiais. No plano de voo foi informada a existência de 16 pessoas à bordo. Tal informação foi ratificada pela… Read more »

Alfredo Araujo

Interessante foi a penultima foto…

A logistica do pessoal em terra sendo feita por um An-124 da Volga Dnepr…

Justin Case

Amigos, Alguns tipos de aeronaves são de necessidade muito esporádica e específica. Fica muito mais barato alugar essas aeronaves do que mantê-las na Força Aérea, quando ficariam ociosas a maior parte do tempo. Existem empresas especializadas para prestar serviços variados (worldwide) para as forças aéreas, como: 1. O transporte de carga especial ou eventual, como o do exemplo (fora de uma situação de risco, é claro). 2. Reboque de alvos 3. Suporte para vários tipos de ensaio em voo (como alvo radar, como aviao hack para ensaio de equipamentos) 4. Para inspeção em voo (calibração e ensaios de equipamentos e… Read more »

Ivan

Justin, Não é bem assim. É possível transportar as ‘malas e bagagens’, aí incluído todo o material necessário a manutenção, operação e rearmamento do esquadrão, em aeronaves contratadas. Mas fazer isto sempre, como o Armée de L’Air, é um risco operacional e uma falha na logística. Está depositando a expertise do transporte pesado em no estrangeiro, que pode no futuro não concordar com seu deslocamento. Na verdade a logística é uma enorme fragilidade na parte européia da Otan, tanto é que em 2008 se formou um consórcio para compra 3 (três) C-17 Globemaster III, com um total de 12 (doze)… Read more »

DrCockroach

Para considerar:

– o P-A Charles de Gaulle precisava parar ou ficaria muito tempo em manutencao;

– A Franca fez alguns drop-offs de equipamentos militares, semanas atras, aos rebeldes, inclusive de anti-tanks Milan;

Anti-tanks Milan… por que serah?

[]s!

Ivan

Dr. Barata, Os mísseis anticarro MILAN, acrônimo do francês Missile d’Infanterie, Léger, Antichar, é uma arma bastante difundida na Europa e no mundo a alguns anos, bastante efetiva, simples e relativamente leve. Com cerca de 2 (dois) quilômetros de alcance e sendo leve o suficiente para ser levado por um par de infantes ou uma camioneta civil, é a arma ideal para ser doada aos revoltosos líbios. É bom lembrar que a Otan deve ter uma boa quantidade destes mísseis com prazo de validade vencendo em breve, o que significa uma doação conveniente. Supre o novo aliado e descarrega material… Read more »

DrCockroach

Prezado Ivan,

Nao sabia do prazo de validade vencendo, combina isto com os custos de manter os … voando e, eventualmente, atacando, e realmente faz mais $entido entregar uns anti-tank milan… A OTAN estah raspando o tacho desde o inicio, e a maioria dos paises membros tb estao raspando o orcamento.

Valeu Ivan!

[]s!

[]s!

Justin Case

Amigos, boa tarde.

O link que segue apresenta uma análise estratégica das operações na Líbia, publicada hoje no Le Monde.

http://www.lemonde.fr/idees/article/2011/07/14/numerisation-et-robotisation-du-champ-de-bataille-le-combat-aerospatial-d-aujourd-hui_1548604_3232.html

Os interessados no assunto DEFESA vão gostar de ler, mesmo que seja necessário utilizar um tradutor web (está em francês).

Abraços,

Justin

Reportagens especiais

Do T-6 ao T-37

Por Gustavo Adolfo Franco Ferreira ( fotos de Arquivo de Aparecido Camazano Alamino) O primeiro registro de meu interesse pessoal...
- Advertisement -
- Advertisement -