Home Noticiário Internacional Brasil ofereceu oposição à Chávez em troca de venda de Super Tucanos

Brasil ofereceu oposição à Chávez em troca de venda de Super Tucanos

299
127

Documentos confidenciais do Departamento de Estado americano, obtidos pelo WikiLeaks, mostram que o Brasil teria oferecido, em 2005, apoio a opositores do governo de Hugo Chávez na Venezuela em troca de autorização americana para vender aviões de treinamento Super Tucano. A proposta, revelada ontem pelo jornal francês Le Monde, teria sido recusada pelos EUA, que viam na venda dos aviões um risco “real”.

Os diálogos entre diplomatas do Brasil e dos EUA sobre a Venezuela foram destaque do jornal francês ontem. Segundo os documentos relatados pelo Le Monde, o veto à venda de aviões de treinamento Super Tucano à Venezuela, que conta com tecnologia de empresas americanas, teria sido alvo de discussões entre os dois países.

“O Brasil não quer que a Venezuela compre um avião fora da região. A aquisição de um aparelho mais avançado, dos russos, poderia provocar um desequilíbrio das forças aéreas da América do Sul”, diz o documento secreto, datado de novembro de 2005.

O governo brasileiro teria argumentado que o veto seria desnecessário, já que, em caso de instabilidade política, “a esquadrilha da Venezuela ficaria presa ao chão pela recusa de manutenção ou de reposição de peças, da mesma forma que os americanos fizeram com os F-16 venezuelanos”.

Então, a Embaixada Brasileira em Caracas teria proposto um acordo: em troca da autorização de Washington para vender os Super Tucanos, o Brasil apoiaria a ONG venezuelana Súmate, uma associação civil que se diz apartidária, mas que é opositora a Chávez. A proposta não teria sido aceita.

Em outro telegrama, de 2006, os diplomatas americanos justificam a recusa: “a ação brasileira pela Súmate seria simbólica, enquanto os Tucanos seriam bem reais”. Mais tarde, em 2009, a representação de Washington em Brasília lamentaria o veto ao Super Tucano, que estaria prejudicando a venda dos caças F-18 Super-Hornet na disputa com o francês Dassault Rafale e o sueco Saab Gripen.

FONTE: Estadão / FOTO: Alexandre Galante – Poder Aéreo

Subscribe
Notify of
guest
127 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gerson Carvalho
Gerson Carvalho
10 anos atrás

Caros amigos, os vazamentos de documentos comprovão a intenção francesa não resta mais duvidas sobre ToT.

Transferência ‘irrestrita’

Outro documento da diplomacia americana revelado ontem afirma que a França está preparada a dar ao Brasil os códigos dos caças, caso seja confirmada a compra do modelo Rafale. A revelação desse despacho foi feita pelo jornal francês Le Monde, em sua edição de domingo. Esses códigos computadorizados são descritos pelo jornal como “o coração digital da aeronave”. O Le Monde nota ainda que os outros dois concorrentes relutam em transferir essa informação.

Daniel Rosa
Daniel Rosa
10 anos atrás

Gerson Carvalho disse: 6 de dezembro de 2010 às 11:32 Ficaria mais bonito se eles refizessem a frase: “Transfêrencia irrestrita da tecnologia francesa no Rafale”! Em outro post anterior a este eles, em outras palavras, disseram que “vão pedir a benção para o Tio Sam, na tentativa de facilitarem nosso acesso aos componentes americanos do avião…”! Qualquer um dos três finalistas tem componentes americanos, alguns em maior, e outros em menor grau! A verdade é que de qualquer forma vamos bater na porta dos EEUU! Agora, quanto mais se fuça nesse balaio, mais fede! A WikiLeaks tá jogando b@#t@ no… Read more »

2demaio
2demaio
10 anos atrás

Não acredito nessa informação, se uma coisa nós temos la fora é moralidade em politica internacional.

Zavva
Zavva
10 anos atrás

Seriam os franceses mais “bonzinhos” que a gente ? 🙂

A propósito…transferencia de tecnologia irrestrita não existe em lugar nenhum do mundo !

vplemes
vplemes
10 anos atrás

A abertura dos “códigos fontes” dos caças são uma condição prévia para o short list. Se algum caça está ai no short list é porque se comprometeu a abrir o código fonte para a FAB, pois ela exige esta abertura a fim de poder integrar equipamentos e armamentos de origem brasileira. Mais do mesmo. Puro Vaporware.

Ricardo_Mga
Ricardo_Mga
10 anos atrás

Amigos, da mesma forma que não pudemos vender ST pra venezuela, tb não poderiamos vender o Rafaele, pois ainda é passivel de embargo dos componentes americanos do Rafa.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Por dinheiro até o companheiro Chavez, vai pro limbo…

ahahahahaha

Sensacional..

vplemes
vplemes
10 anos atrás

Engraçado é que não vi nenhum dos defensores do Itamaravilha aqui para defender a posição de nossa diplomacia. Quer dizer que quando são os outros que bancam os trairas não pode, agora quando somos nós é justificado? Quanta hipocrisia. Pessoalmente concordo com o Bashera naquilo que ele costuma dizer: Paises não tem amigos, tem interesses!

Nick
Nick
10 anos atrás

Essa notícia é surpreendente mesmo, e mais, mostrou um pragmatismo claro:

Vendemos Super Tucanos à Venezuela, e caso Chavéz radicalize, estes ficarão no chão….

Pensando por esse aspecto, os americanos não foram muito espertos na não autorização de venda aos venezuelanos.

E pode-se traçar um paralelo da venda do Rafale por aqui, os americanos autorizam os compos yankees, e caso a política por aqui se radicalize a lá Iran ou Venezuela, é só interromper o fornecimento de reposição para os caças “independentes” Rafale.

[]’s

Fábio Mayer
Fábio Mayer
10 anos atrás

O engraçado desse negócio do Wikileaks é que:

a) Quando revelam alguma coisa negativa sobre os EUA, todo mundo acredita, diz que eles conspiram mesmo, que são imperialistas, vagabundos, falsos, etc…

b) Quando revelam coisas negativas sobre o Brasil, tem gente que limita-se a dizer que não tem certeza da fonte, não acredita.

Poker
Poker
10 anos atrás

Vixi. Por esta ninguém esperava. Oposição a Chavez x Super Tucano. Grande erro Americano não ter autorizado a venda dos Super Tucanos a Venezuela. Pode ter custado o FX2 a eles.

Alexandre Galante
10 anos atrás

Pois é, eu achei essa notícia a melhor do dia até agora!
O engraçado é os EUA temerem tanto a venda do Super Tucano e prejudicarem a Boeing no F-X2 por causa do embargo à Venezuela.

O pragmatismo da diplomacia brasileira também é surpreendente: a política externa ideológica se vende por um punhado de dólares.

Fábio Mayer
Fábio Mayer
10 anos atrás

O problema é que os americanos não são idiotas. Vendiamos os ST(s) pro Chaves e o governo brasileiro dava uns quebrados para a ONG, os quebrados não dariam nem para imprimir meia dúzia de santinhos… o Brasil quis é dar o chepéu nos americanos!!! Ehehehe…

tell
10 anos atrás

Isso mostra a falta de abilidade e de preparo dos embaixadores americanos em relação a America Latina. Nota-se a falta de visão geopolitica e o despreparo do governo americano ao lidar com seus aliados. O resultado desses erros, descaso e despreparo, na condução de sua politica esterna em relação principalmente a America Latina. 1º Perderam negocios com a Venezuela e ganharam um inimigo. 2º Obrigaram a Venezuela a comprar os aviões Russos, o que desiquilibrou as forças militares na AL provocando uma corrida armamentista na região. 3º Vão perder a concorrencia no FX2 no Brasil e perderão as demais que… Read more »

ZE
ZE
10 anos atrás

Gerson Carvalho disse: 6 de dezembro de 2010 às 11:32 Há tópico próprio aqui no Poder Aéreo para falar sobre o Rafale (nessa mesma página, um pouco mais abaixo) ! A FAB já disse que NÃO quer todas as tecnologias, mas apenas um grupo específico de tecnologias; Todos os concorrentes nessa licitação me-engana-que-eu-gosto, já se comprometeram a tranferir as tecnologias pedidas pela FAB; Um dos motivos que alguns dos concorrentes NÃO foram para o short list, foi justamente a negativa em transferir a tecnologia pedida pela FAB. Em outras palavras, TODOS os competidores do short list (Gripen NG, Super Hornet,… Read more »

DrCockroach
DrCockroach
10 anos atrás

Quem sabe os Bolivianos (e demais bolivarianos) nao estao certos em verem o Brasil como “demonio imperialista” da America do Sul… Qual seria o equivalente ao um “Yankee”… 🙂

[]s!

Baschera
Baschera
10 anos atrás

Há ….hahaha…. me perdoem…… não parei de rir ainda…. rssss.

Mas é o “cumpanhero” chapolin…. e o “bolivariano” Lulla…..

S[i, pero no mucho….. judas !!

Não canso de dizer : Este WikiLeaks…… estou preocupado em que não divulguem minhas correspondências da época de solteiro e de noivado….rsssss.

Como já bem disse o colega ZE : Países não tem amigos, tem interesses…

Sds.

Vader
10 anos atrás

Ahahahahehehehe… olha a proposta dos caras, hehehehe… apoiar ONG pra vender avião… Pow, quer fazer alguma coisa séria contra o Chavez monta uma guerrilha na fronteira, rsrsrs… E mostra como os bolivarianos são “muy amigos” uns dos outros, hehehe… Com efeito, o pior inimigo de um esquerdista é outro esquerdista… que o diga Trotsky, rsrsrs… É aquela velha história: o Brasil quer dar uma de “malandrete” com assunto sério. Quer se dar “bem na fita” ficando eternamente em cima do mundo, enquanto faz seu joguinho sujo em busca da BA por debaixo dos panos. É que a irrelevância do Brasil… Read more »

Sabre
Sabre
10 anos atrás

Tio chavez vai dizer que o Brasil é filhote do demo,o cão do satanás,hahahahaha!

Baschera
Baschera
10 anos atrás

“O governo brasileiro teria argumentado que o veto seria desnecessário, já que, em caso de instabilidade política, “a esquadrilha da Venezuela ficaria presa ao chão pela recusa de manutenção ou de reposição de peças, da mesma forma que os americanos fizeram com os F-16 venezuelanos”.

Imperialista, malvado, colonialista….. e mais alguns listas…..estes barbudinhos do Itamaraty…… quem diria !!

A roda gira….

Sds.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Pessoal, no ST tem coisa muito avançada…

A esta altura do campeonato ia ter gente a mando do barbudinho vesgo vendo o que elas fazem e principalmente não fazem.

Não me lembro se já naquela época o Chavez estava lambendo os russos e iranianos.

Vader
10 anos atrás

Ops, “em cima do muro” hehehe…

eduardo
eduardo
10 anos atrás

Ricardo_Mga disse: 6 de dezembro de 2010 às 11:48 “tb não poderiamos vender o Rafaele, pois ainda é passivel de embargo dos componentes americanos do Rafa.” Eu acho que nós não venderemos o Rafale simplesmente porque ninguém vai querer o avião, não por qualquer tipo de embargo. Quanto aos motivos do embargo sobre a venda dos Super Tucanos acho que o maior receio dos americanos não era o uso que o Chávez faria dos aviões, uma vez que sob essa perspectiva, o argumento brasileiro de que bastaria não fazer a manutenção dos aparelhos para inviabilizar seu uso é correta. Acho… Read more »

Soldier
Soldier
10 anos atrás

ZE disse:
6 de dezembro de 2010 às 12:11

Belo comentário…

Sabre
Sabre
10 anos atrás

Lula mando-te meus Sukhoi SU-30, para acabar com o pequeno império do mal sulamericano, 🙂

RtadeuR
RtadeuR
10 anos atrás

A proposta do Brasil não foi ruim, aliás acabou acontecendo o que o Brasil previa, isto é a compra de caças russos que realmente desequilibrou as coisas. Os EUA à época ainda estavam atrelados à subserviência brasileira que só sabia dizer amém- palavras do Jobim. Agora nem S Tucano nem S hornet. De lá para cá quem aprendeu mais com a história foi os EUA, que viu o Brasil sair do engatinhar para andar, agora nós queremos correr. Vendo isso os EUA tenta de toda forma uma nova reaproximação, mas fica difícil nos antigos termos , pois os EUA sofre… Read more »

João Augusto
João Augusto
10 anos atrás

Total apoio para essa postura, se for verdade. Retiremos o F-18 da jogada por reciprocidade diplomática. Agora só falta agir do mesmo modo com os franceses que não querem de jeito nenhum os nossos produtos agrícolas. Final das contas, politicamente só o Gripen mesmo. Agora, sobre mudar de postura por dinheiro, acho válido… Política com os pés no chão é bem melhor que as utopias que normalmente vemos no campo da diplomacia brasileira. Mil vezes preferiria os dólares dos Tucanos ao programa nuclear “civil” iraniano ou ao direito venezuelano de dizer “não” ao “satã do Norte”. E quem diz que… Read more »

Fernando Gasparini
Fernando Gasparini
10 anos atrás

kkkkkkkkkkkkkkk Ganhei meu dia com essa noticia adorei!
FInalmente o Brasil ta aprendendo a ser gente grande..
parece que esse governo vermelhuxo como dizem nao é tao inocente assim…

Foi burrice dos EUA nao terem aceitado perderam a chance de terem como aliados o pais mais forte da AS.

Soldier
Soldier
10 anos atrás

É a velha frase:

” A esquerda só é unida quando está na cadeia”…

Más será que a venda dos ST para a Venezaruela só seria permitida pelo congresso americano?

Sei não hein…

Luiz ECB
Luiz ECB
10 anos atrás

Fora do topico

“Ministério da Defesa prepara política industrial para setor”

link:

http://economia.ig.com.br/ministerio+da+defesa+prepara+politica+industrial+para+setor/n1237847549462.html

Desculpem

Abraços.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Amigos, o coração do ST é o EGIR da Honeywell…

O Honeywell HG-764 EGIR, mais especificamente também é utilizado no F22 em

uma versão distinta.

Arriscar que isto fosse parar no Irã/China/Rússia é um milho que os gringos não precisariam comer.

Quando os gringos pararam o lote para vir para os ST e para o P3, foi justamente para saber onde iriam parar de verdade.

ZE
ZE
10 anos atrás

Soldier disse: 6 de dezembro de 2010 às 12:23 Valeu ! Por falar em Wikileaks, o momento para se escolher o vencedor da licitação fajuta chamada de F-X2, é PÉSSIMO ! Obviamente, nem o Lula, nem o Jobim estavam esperando por isso. Eles não tiveram como ver a bomba caindo. Foram pegos de surpresa. Hoje, mais do que nunca, a opção pelo Rafale é INSUSTENTÁVEL, tanto politicamente, quanto juridicamente ! No que pese o que acabei de falar, ainda assim, eles vão ESCOLHER o Rafale. Como já disse antes, ESCOLHER é diferente de COMPRAR. O Ministério Público, o STF, eu,… Read more »

Marcelo Silva
Marcelo Silva
10 anos atrás

Agora quando o Chavez for discursar na ONU, ele vai dizer que ainda está sentindo o cheiro de enxofre na tribuna deixados pelo grande satã do norte e, agora reforçado, pela maligno, diabólico e imperialista país do sul.

RolandTFlackphayser
RolandTFlackphayser
10 anos atrás

Os EUA não aceitaram a proposta brasileira simplesmente por que não confiam no governo brasileiro “vermelhuxo” para manter sua palavra. Os americanos temiam liberar os ST´s e os mesmo serem esmiuçados por técnicos-espiões russos ou chineses ou quer quer seja que estivesse esperando a oportunidade.

Ficção?

Wikileaks!

Alexandre Galante
10 anos atrás

Rodrigo, bem lembrado! A plataforma de navegação inercial a laser é um ítem crítico.

Vader
10 anos atrás

Ah sim, quem topa apostar que o Bufão de Caracas vai ficar “muy contento” com essa notícia??? 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂

Edcreek
Edcreek
10 anos atrás

Olá,

Rodrigo desencana de defender os Gringos, os itens embargados foram embargados pela volatilidade do congresso Americano, não tente defender os Gringos mais, ta ficando feio, cada dia uma bomba diferente sobre eles…

Sobre esse caso do Supertucano fiquei intrigado com a noticia, então messie Lula chutaria o cumpanheiro Chavez por 400 milhas?

Demais!!!!

Abraços,

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Galante…

Agora vamos a questão básica, que vale para o Rafale.

Digamos que haja a necessidade de trocarmos o modelo da Honeywell…

Vamos colocar o que no lugar ?

Tem um EGIR alternativo da Sta Efigênia ? Eu creio que não!

RolandTFlackphayser
RolandTFlackphayser
10 anos atrás

Buena, esqueci de postar sobre a teoria de que Assange, o grão mestre do caos, conseguiu todos os seus dossiês de algum espião russo ou israelense ou americano ou ….

Wikileaks.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Edcreek disse: 6 de dezembro de 2010 às 13:03 Não é defesa Edson é a realidade dos fatos.. Não é você que adora falar dos “estabilizadores” do ST ? Coloquei ai o fabricante e o modelo dele… Procure saber o que ele é e veja se vale a pena um equipamento com este nível de tecnologia ir parar nas mãos do adversário. Olha a diferença que é “embargar” por motivo de segurança e embargar por causa de dinheiro como os franceses fizeram com Israel e repetiram agora com o Paquistão. Aguardo ansioso a sua resposta. Ahhhh os franceses não tem… Read more »

grifo
grifo
10 anos atrás

Rodrigo, bem lembrado! A plataforma de navegação inercial a laser é um ítem crítico.

Caro Galante, só para lembrar, apesar de terem tecnologia semelhante no Rafale (SAGEM SIGMA 95N), os franceses também se recusam a nos transferir conhecimento sobre a fabricação de INS com giroscópios a laser.

Irrestrita? Só no marketing da Dassault…

Giordani RS
Giordani RS
10 anos atrás

Penso, que dos males o menor. A FAV sob a sombra bolivariana não merece o A-29…

Justin Case
Justin Case
10 anos atrás

grifo disse:
6 de dezembro de 2010 às 13:19

“Rodrigo, bem lembrado! A plataforma de navegação inercial a laser é um ítem crítico.

Caro Galante, só para lembrar, apesar de terem tecnologia semelhante no Rafale (SAGEM SIGMA 95N), os franceses também se recusam a nos transferir conhecimento sobre a fabricação de INS com giroscópios a laser.

Irrestrita? Só no marketing da Dassault…”

Grifo, boa tarde.

Não entendi.

Você queria que a França tivesse oferecido ToT de inercial a laser do Rafale antes mesmo que o F-X2 tivesse começado?

Pode explicar? Quando isso foi solicitado?

Abraço,

Justin

Edcreek
Edcreek
10 anos atrás

Olá, Rodrigo a questão não é bem essa se eles não querem repassar o “sistema” é simples a Embraer(Governo Brasileiro) pediu e eles respondem olha não dá é muito avançado ou vcs não são confiaveis, ou vcs são muito feios etc…. Agora voce liga e pede e eles dizem ok do pedido de 100 e entregam um lode 50 e quando é para vir o segundo lote ele embargam? isso não me parece certo, ou vende ou não vende simples assim… Israel é Israel, Paquistão é Paquistão e Brasil é Brasil os Supertucanos são Brasileiros assim como o P-3, um… Read more »

defourt
defourt
10 anos atrás

vplemes disse: 6 de dezembro de 2010 às 11:50 “Engraçado é que não vi nenhum dos defensores do Itamaravilha aqui para defender a posição de nossa diplomacia. Quer dizer que quando são os outros que bancam os trairas não pode, agora quando somos nós é justificado? Quanta hipocrisia. Pessoalmente concordo com o Bashera naquilo que ele costuma dizer: Paises não tem amigos, tem interesses!” Não de minha parte senhor VPlemes! Embora eu não seja defensor de ninguém! Eu sou apaixonado mesmo é pela Justiça! Então reprovo estas medidas. O editor Galante bem disse: “A política externa brasileira se vende por… Read more »

Sérgio Araújo
Sérgio Araújo
10 anos atrás

Rodrigo disse:
6 de dezembro de 2010 às 11:49

Por dinheiro até o companheiro Chavez, vai pro limbo…

Até nosso crivo e opinião sobre esta licitação comissionada.

grifo
grifo
10 anos atrás

Você queria que a França tivesse oferecido ToT de inercial a laser do Rafale antes mesmo que o F-X2 tivesse começado?

Caro Justin Case, desculpe mas não sei se entendi a sua pergunta. Eu não queria que a França transferisse a tecnologia antes que o FX-2 tivesse começado, gostaria que ela transferisse como parte do FX-2.

Como você certamente sabe, a tecnologia de navegação inercial a laser é uma das tecnologias críticas que tanto americanos quanto franceses se recusam a transferir para o Brasil.

Galileu
Galileu
10 anos atrás

Da nada não, Wikileaks, “Isso Non Ecxiste” hahahahahah

Phacsantos
Phacsantos
10 anos atrás

Alguém sabe o horário que termina a reunião??rs

Tô doido pra confirmar o Gripen na FAB!

André Luis
André Luis
10 anos atrás

Amigos, amigos, negócios à parte.

Não há “ideologia” que resista às verdinhas do Tio.
O que me surpreende é que ainda existe muita gente falando da tal ToT irrestrita.