Home Indústria Aeroespacial Governo português aprova alterações nos contratos com a Embraer

Governo português aprova alterações nos contratos com a Embraer

166
2

O Governo aprovou hoje duas minutas de aditamento aos contratos a celebrar pelo Estado com a Embraer Portugal Estruturas em Compósitos e a Embraer Portugal Estruturas Metálicas e aprovou novos contratos com outras empresas, no total de 220 milhões de euros.

“Estes diplomas aprovam as minutas de contratos de investimento com processos negociais já concluídos, bem como aditamentos a contratos de investimento, fixando-se os objetivos e as metas a cumprir pelo promotor e os benefícios fiscais a conceder”, informa a resolução do Conselho de Ministros.

Segundo o comunicado, “os contratos correspondem a um investimento total de 220 milhões de euros e dizem respeito a projetos que o Governo considera revestirem especial mérito e interesse para a economia nacional”, que, acrescenta, reúnem “as condições necessárias para a concessão dos incentivos fiscais legalmente previstos”.

“Trata-se de um conjunto de contratos importante para a mobilização do investimento produtivo em Portugal nos mais variados setores, como sejam nas áreas da energia, da hotelaria e do turismo, da indústria dos componentes automóveis, da metalomecânica ou da indústria têxtil”, informa o documento.

Os contratos cujas minutas foram hoje aprovadas serão divulgados, depois de assinados, numa lista pública dos contratos fiscais em vigor, no site do Ministério das Finanças.

A empresa brasileira de aeronáutica vai ter duas fábricas em Évora, cuja construção vai arrancar em novembro, revelou em julho o presidente da Embraer Europa aos jornalistas portugueses na feira internacional de aviação de Farnborough, perto de Londres.

De acordo com Luiz Fuchs, presidente da Embraer Europa, as obras estarão concluídas no final de 2011 e a produção começará a partir de 2012.

“A produção das fábricas estará em ‘full power’ em 2013”, avançou o responsável à margem de uma conferência promovida pelo AICEP Portugal Global e pelo Barclays Corporate, que decorreu em Londres.

A operação que a empresa brasileira está a lançar em Portugal representa um investimento de 150 milhões de euros e criará 600 postos de trabalho, a maioria altamente qualificados.

No mesmo evento, Luiz Fuchs defendeu que existem oportunidades para uma cooperação futura entre a empresa brasileira e as empresas portuguesas, dizendo que “tudo vai na direção certa”.

“A Embraer está a cada ano mais envolvida com Portugal”, realçou o responsável, apontando para as duas fábricas que a terceira maior companhia de aviação do mundo vai montar em Portugal.

FONTE: ionline

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Otus scops
Otus scops
10 anos atrás

Lusofonia industrial! vida longa ao projecto.

eduardo
eduardo
10 anos atrás

É vida longa sim;mas a embraer tem mais parcerias c/ tds os paises ,ela deveria investir aqui no brasil e ñ se tornar uma simples montadora é o que eu penso que ela se tornou.talves eu esteja enganado mas fazer o que ne.