terça-feira, agosto 16, 2022

Gripen para o Brasil

Embraer nega irregularidades na venda de aeronaves para Argentina

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

vinheta-clippingA Embraer divulgou nota nesta segunda-feira (29/03) negando possíveis irregularidades no processo de venda de aeronaves para a companhia Austral Líneas Aéreas, do grupo da estatal Aerolineas Argentinas. O comunicado dizia que a Embraer fechou o contrato em termos “rigorosamente consistentes com as referências de mercado”.

Os rumores de irregularidade começaram nesta segunda-feira, depois que o jornal “La Nación”, da Argentina, publicou uma matéria levantando suspeitas sobre as operações envolvendo as duas empresas. Segundo a matéria, a companhia argentina teria pago preços excessivos na compra de aviões da Embraer.

A empresa brasileira havia fechado contrato em maio de 2009, para entregar 20 aviões à Austral Líneas Aéreas. Na manhã desta segunda-feira uma operação foi realizada em Buenos Aires para buscar documentos de compra dos aviões no escritório da companhia aérea.

Segundo a assessoria de imprensa da Embraer, o avião modelo 190 pedido pela Austral Líneas Aéreas tem preço de tabela de 39,5 milhões de dólares, com base nas condições econômicas do início de 2009. Nenhuma aeronave do pedido foi entregue à empresa argentina, acrescentou a assessoria

FONTE: Exame.com

LEIA TAMBÉM:

- Advertisement -

30 Comments

Subscribe
Notify of
guest

30 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sukhoi

Eu ri quando vi essa notícia do Jornal da BAND.

Mesmo porque, várias autoridades brasileiras são conhecidas mundo afora pelo seu exímio “talento” para desviar verbas públicas por meio de superfaturamento de compras e obras públicas.

Isso não é novidade pra ninguém.

Mas… Notaram que a empresa em questão é de um grupo ESTATAL? rs
Acho que já vi essa novela…

É óbvio que ela vai negar, todo mundo nega que fez coisa errada.

joel

Que os argentinos comprem riquixás, afinal nasceram pra puxar carroça.

A Embraer vende avião para o mundo inteiro, só os nossos adoráveis vizinhos criam caso. Que o nosso governo pare de ficar propalando aos 4 ventos que as Falklands são argentinas.O povinho que só cria caso.

Fabio Mayer

Os argentinos simplesmente, não querem pagar.
Típico deles… quando se trata de relações com o Brasil.

Julio

Fabio Mayer, tambem acho a mesma coisa. E mais, o Brasil aceitou renegociar o preço da energia produzida pela Itaipu com os Paraguaios, agora,temos que aquentar nossos hermanos.

Ricardo

Acho que os hermanos viram o exemplo dos gregos, que para não pagar os subs alemães inventaram um monte de problemas neles, e agora dão uma de João sem Braço para o lado da gente. E isto que dá confiar em país que não respeita contratos.

fullcrum

Bom a nota diz que nenhuma aeronave foi entregue, menos mal, vamos vender para que pode pagar, afinal o caras do outro lado da fronteira estão no SPC mundial a muito tempo!!!!

Giordani RS

É por estes que a nossa digníssima diplomacia se expõe ao ridíulo perante o Mundo? É por estes que o celso-acéfalo-amorim defende? Ah…

José Maria Bravo

Escuta, aqui, ó turba: em que os argentinos são piores do que nós, a não ser em anedotas e em futebol? O mínimo de solidariedade e conhecimento histórico revela a qualquer um que a América Latina só se separou em fronteiras pela avidez imperialista, e pela estupidez, como dizia uma antiga letra do excelente e saudoso “Raíces de América”. É típico de uma certa subcultura colonizada se identificar mais com os EUA, que nos exploram a quase 100 anos, do que com argentinos e paraguaios. Aì, claro, o Chanceler brasileiro que se recusa a descalçar os sapatos no aeroporto de… Read more »

Braziliano

Caro Camarada Bolivariano José Maria Bravo.

Menos, por favor.

Também é típico de um certo segmento radical se identificar servilmente com o doentio ditador de uma ilha do caribe.

E se realmente os argentinos estiverem sendo desonestos com a gente?

Sempre lembrando: marxistas são apátridas, materialistas, ateus, hedonistas e internacionalistas. Tudo contra o que nós Brasileiros acreditamos e praticamos.

Eu disse Brasileiros.

Fabio Mayer

José Maria Bravo, Com todo o respeito às suas opiniões (que eu não quero que mudem), eu penso que o Brasil deve se preocupar consigo mesmo, e não com a Argentina ou, pior, Cuba e Venezuela. Os EUA fazem tudo pensando em seus interesses primeiro, são potência global! A China está fazendo tudo pensando primeiro em seus interesses, está virando potência global! A Argentina está caloteando o Brasil, como já fez no regime automotivo e como faz a cada vez que pede revisão das regras do Mercosul a cada uma das muitas crises econômicas em que entra por culta de… Read more »

Fsinzato

Pelo jeito o governo Argentino está sem “din-din” para honrar os compromissos assumidos.

Se insistirem, levar para arbitragem, com a rescisão por culpa dos hermanos, e deixem eles se virarem em conseguir aviões e principalmente financiamento no mercado global.

Abs.

Jorge Nunes

Fabio Mayer, com seu pensamento não seria possível haver a União Européia.

Só pensar em nós mesmos causam mais problemas que soluções. Pois, a indústria brasileira depende que haja classe média nos países vizinhos. E que eles estejam bem.

Ou vamos ter mais trabalhadores ilegais trabalhando como escravos em nossas cidades.

Temos ligações históricas e de idiomas mais próximos que a união européia. Temos que nos aproximar mais de quem está ao lado ensinar e aprender.

Com vizinhos em boas condições sociais podemos vender nossos produtos e serviços e vice versa.

Fsinzato

Jorge Nunes em 31 mar, 2010 às 9:44

Concordo plenamente com o colega, porém com uma exceção.

Somos o maior PIB e extensão territorial da América do Sul e portanto com as responsabilidades inerentes a união continental.

Temos a responsabilidade de auxiliar os países vizinhos?

Sim, porém, não podemos admitir “milongas” de nossos vizinhos ou qualquer malandragem do tipo. Respeito enquanto irmãos e vizinhos.

A União Européia está pagando muito caro pela malandragem à grega.

Abs.

D'Almeida

José Maria Bravo em 31 mar, 2010 às 8:41 Carissimo José Maria Voce seria capaz de se lembrar que país teve um presidente que disse que tinha “relações carnais” os EUA ? Eu só acho que temos que tomar cuidado na AL pois hoje nos destacamos e corremos o risco de sermos visto como o “império do Mal II”, pois estamos cercados por governos populista, salvo o Chile e Peru, que são notoriamente incompetentes e provincialistas. Contrapondo o que disse, estamos exagerando na dose quando se trata de se abaixar demais para esses países. Nosso presidente é megalomaníaco e a… Read more »

D'Almeida

Só para deixar claro: Incompetentes são os governos populistas, não o Chile e o Peru.

José Maria Bravo

Prezados todos O debate flui bem. Sobre nacionalismos e internacionalismos, não existe contradição em se tomar o primeiro como pressuposto do segundo, como penso e a história da União Européia demonsttra. Pretendi chamar a atenção para certos chauvinismos quando se trata das relações externas brasileiras (do tipo “jamais nos aliaremos aos argentinos”), e para certas incoerências nas críticas. Anos a fio o Brasil foi “forte com os fracos e fraco com os fortes”, ou estou errado? Alguém viu Brasília, em algum momento, desagradar a Washongton? Nosso projeto nuclear, iniciado sob Geisel, e quase esquecido depois, é uma boa exceção, mas… Read more »

Lucius Clay

José Maria Bravo, Suas ponderações foram muito coerentes e no meu caso, entendi perfeitamente o que você disse. Também não entendi a afirmação dos demais colegas… quer dizer que tomar uma decisão ou dar uma opinião diferente dos americanos é ser pró-Cuba e pró-Chaves, sinceramente não entendo. Como você destacou bem, o Governo Lula teve o mérito de diversificar nosso comércio ou dar início a tratativas diversas com todos os países, sem olhar se são pró isso ou pró aquilo, é comércio e política envolvidas. Ressalto que no início do Governo houve uma manifestação muito acertada de negociar o que… Read more »

Giordani RS

Este é o Mal que assola a América LAtina: É Governada por quem perdeu a Guerra. O revanchismo hoje impera na AL. Buscar a União regional é utopia! O brasil hoje é visto pelos vizinhos como o imperialista! Defender a argentina, bolívia, perú, equador e venezuela é um atestado de “Falta de Consciência Situacional”. Anotem: Dentro em breve o uruguai vai começar a chiar por alguma coisa que o br fez no passado… Interessante: As pessoas critícam os EUA pela invasão do iraque e afeganistão, dizem aos berros que são contra as agressões, mas vão pra rua quebrar vitrine e… Read more »

Fabio Mayer

O que eu quis dizer, repito: O Brasil tem que parar de se preocupar com problemas dos vizinhos e dar-lhes esmolas e aceitar seus choramingos, principalmente quando eles se dizem espoliados pela Europa ou os EUA. Deve pensar em si mesmo e se fortalecer. É o mesmo que dizer: vocês são ADULTOS, ajam como ADULTOS! Não nego que o Mercosul seja uma boa idéia, mas o fato é que ele não deu certo. A Argentina se aproveita do bloco para justificar as asneiras seguidas dos seus governantes. O Brasil passou por um ajuste fiscal a ferro e fogo entre os… Read more »

Fabio Mayer

Complemento:

Não comparemos a UE com Mercosul.

A UE nasceu da necessidade de pacificar o continente após a II guerra, tem raízes fortes e levou 40 anos para se consolidar dentro de um contexto em que todos os participantes entenderam sua necessidade e vantagem.

O Mercosul é recente demais e nunca a ARgentina demonstrou efetivo interesse em aceitá-lo. Sempre o usou para roubar o Brasil.

lc

Lembram-se daquela música do Chico Buarque? argh!
Pois bem,estamos nos transformando na “GENI” da América Latrina.

Sds.

José Maria Bravo

Eu realmente não estou interessado em discutir “ismos” nesse blog, e não me utilizei de nenhum deles nas mensagens acima.

Porém, gostaria de lembrar que – salvo critérios empiricamente mentirosos, como os utilizados pelo pai dos neoliberais, o austríaco Von Hayeck – o capitalismo de livre mercado não deu certo em lugar nenhum do planeta em seus quase 300 anos. A não ser para “poucos”, e eu acredito que ser humano e pensar em “todos”, e não em “poucos”.

Audaz

Interessante a guinada que se deu neste tópico, passamos a discutir idelogias em vez de avião…rsrs. Mas realmente neste caso as duas coisas estão juntas mesmo, ainda mais quando se fala em Argentina. Pessoamente não tenho todo este preconceito contra os ermanos do sul, mas, tenho minhas convicções políticas e não creio que populismo leve uma nação a algum lugar, ao contrario, no final acaba tudo em mais atraso. A AL tem que parar de olhar o passado e sim buscar o desenvolvimento em todos os níveis, estamos a anos luz das nações mais desenvolvidas e para começar a recuperar… Read more »

ze

Fábio vc está errado em tudo o que vc disse,a Argentina é uma grande nação,tem um povo muito amável,admiram os brasileiros,mas claro tem sempre os espíritos de porco que alimentam algo que não exite ou não era pra existir,se vc pegar a história do nssos continente vai ver que eles durante décadas foram mais avançados que nós em muitas aéras,pergunte ao Sarney quando ele teve acesso aos dados da bomba atomia argentina,ele vai dizer que eles estavam bem mais avançados que nós,muitos brasileiros estão com a sindrome do novo rico,e se esquecem de nossas raizes!

Vilas Nobre

O que eu acho engraçado nisto tudo é que por enquanto o texto fala em “rumores” e “suspeitas” mas isto já evoluiu para uma série de convicções absolutas sobre o assunto. Algumas são muito interessantes, pois me pareceu que os Argentinos estavam reclamando que o Brasil estava VENDENDO (ou melhor, que os aviões foram comprados pelo governo Argentino) por preços superiores ao preço de mercado, mas de uma hora para outra surgiram preocupações de que o nosso governo pudesse estar dando estes aviões de graça ou fazendo caridade com os Hermanos (me perdoem a falta de atenção mas sinceramente não… Read more »

Ilya Ehrenburg

A Embraer vendeu as aeronaves para Aerolíneas Aergentinas, à preço de mercado, mais um aditivo, para treinamento de tripulações, de mecânicos e assistência pós – venda. Nada diferente do que acontece com AIRBUS ou Boeing. Dá-se que na republica austral, verifica-se uma fenômeno análogo ao que acontece nas terras tupiniquins: A chamada grande imprensa, dominada por barões locais da mídia, atrelada a interesses escusos do patronato local, perfaz uma oposição sistemática contra os governantes de turno, disfarçada de “postura crítica”. Ou seja, a mesma coisa que por aqui acontece, com VEJA, Folha de São Paulo, Estado de São Paulo, O… Read more »

Ilya Ehrenburg

Correção: No segundo parágrafo. Uma no lugar de um.

Rodrigo

Estão prejudicando a imagem de uma empresa brasileira séria em função da politicagem interna da Argentina…. Quando o Itamaraty vai se manifestar sobre isso?

José Maria Bravo

Saudações, prezado Ilya Grigoryevich Correto, ético e preciso, como de hábito. Tentando ajudar a alguns leitores, na compreensão da notícia: trata-se de ação judicial que impede a realização da compra de 20 aeronaves Embraer 190, pela Aerolíneas. Então, colocando os pingos nos “ii”, que parecem fugir ao debate legítimo da nota: 1) O questionamento da compra não é feito pelo Governo Argentino, e sim pelo Poder Judiciário daquele País, em ação movida pelo Ministério Público, ambos órgãos absolutamenter independentes do argenteo Executivo; 2) O questionamento da compra não aproveita ao Governo Argentino, muito pelo contrário, pois este é acusado de… Read more »

Deivid

Irregularidade é uma ová!! a Embraer é uma das empresas mais respeitadas do mundo,nuncateve um pingo de reclamações.

Últimas Notícias

Caças Eurofighter Typhoon alemães partem rumo ao Indo-Pacífico para realizar exercícios conjuntos

O desdobramento inclui visitas ao Japão e a Coreia do Sul BERLIM (Reuters) - A Alemanha está enviando 13 aeronaves...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -