Home Divulgação A Finmeccanica na FIDAE Air & Space 2010

A Finmeccanica na FIDAE Air & Space 2010

486
11

M346

Colaboração com a indústria chilena no setor aeroespacial e de defesa

vinheta-destaque-aereoA Finmeccanica estará presente na FIDAE Air & Space show 2010 (Feria Internacional del Aire y del Espacio), que será realizada na cidade de Santiago, Chile, de 23 a 28 de março, 2010, com suas empresas Alenia Aeronautica, Alenia Aermacchi, SELEX Sistemi Integrati e SuperJet International – uma joint venture entre a Alenia Aeronautica (51%) e Sukhoi Holding (49%).

A Finmeccanica está particularmente interessada no mercado da América do Sul e em seu forte crescimento, e pretende aumentar a sua presença na região criando novas parcerias com empresas locais para reagir a desafios e necessidades globais. O Chile não é apenas um mercado importante para a Finmeccanica e suas empresas, mas também um parceiro em potencial, através de algumas das maiores empresas chilenas como a ASMAR, a FAMAE e a ENAER.

ATR42-500MP

A Alenia Aeronautica é a maior empresa de aeronáutica da Itália e uma das maiores do mundo. A empresa desenha, desenvolve e fabrica aviões civis e militares, veículos aéreos não tripulados e aero-estruturas. Na FIDAE, a empresa estará exibindo um modelo de avião de transporte regional ATR 42MP, a versão de patrulha marítima do ATR 42, que desempenha tarefas de controle costeiro.

O avião pode ser utilizado para missões de patrulha marítima, busca e resgate, antipirataria e anticontrabando, monitoramento ambiental, transporte de bens e pessoas, saúde e evacuação humanitária.

C-27J Spartan

A Alenia Aeronautica também deve exibir um modelo do avião de transporte militar C-27J Spartan, que oferece um alto nível de flexibilidade operacional, permite operações diurnas e noturnas em qualquer condição atmosférica e tem ótima relação custo benefício.

O C-27J é o campeão de vendas em sua categoria, capaz de desempenhar várias missões, como transporte de tropas, bens e remédios, evacuação médica (MEDEVAC), operações de fornecimento aéreo, lançamento de pára-quedistas, missões de busca e resgate, reabastecimento logístico, assistência humanitária, combate a incêndios e missões de suporte à segurança nacional. A Alenia North America, subsidiária da Alenia Aeronautica sediada nos Estados Unidos e responsável pela expansão da presença industrial e comercial da Alenia Aeronautica na América do Norte, estará presente na FIDAE dentro da área de demonstração da equipe C-27J-JCA, localizada na área de exibição da L-3, principal fornecedor do programa JCA (Joint Cargo Aircraft) para a venda de aviões C-27J para o Exército e Força Aérea dos EUA.

M346 2

Também na área de aeronáutica, a Alenia Aermacchi, uma das maiores empresas globais para o desenho, desenvolvimento e produção de sistemas integrados de treinamento em todas as fases de treinamento, estará exibindo um modelo do M-346 “Master” na FIDAE.

Esse modelo é uma caça de treinamento básico, a solução mais avançada para as atuais necessidades de treinamento de pilotos militares e alvo de muito interesse de vários países. A sua presença na FIDAE confirma a trajetória de crescimento da Alenia Aermacchi, iniciada nos anos 70, com mais de 270 aviões de treinamento vendidos na América Latina. Durante a última edição da FIDAE, a Alenia Aermacchi finalizou um Memorando de Entendimento (MoU) com a ENAER, criando os termos da parceria em programas relacionados ao M-346 “Master” e ao M-311 (avião de treinamento básico-avançado) na América Latina, que também inclui um intercâmbio de tecnologias de última geração e o desenvolvimento de atividades de pesquisa conjuntas. A compra dos primeiros 6 de 15 aviões M-346 “Master” pela Força Aérea Italiana confirmou a excelência dessa nova geração de aviões de treinamento, representando um grande sucesso para a indústria aeronáutica italiana.

A SELEX Sistemi Integrati é uma empresa do Grupo Finmeccanica que desenha e desenvolve Grandes Sistemas para Defesa Nacional, sistemas e radares para defesa aérea, gestão do campo de batalha, defesa naval, administração de tráfego aéreo e no aeroporto e soluções para vigilância costeira e marítima.

RAT31DL radar de defesa aérea

Na FIDAE, a SELEX Sistemi Integrati estará exibindo um modelo do RAT31DL/M DADR (Radar de Defesa Aérea Portátil), versão móvel do RAT31DL – uma avançada antena sólida em fase L-band (NATO D-band), um radar 3D para defesa aérea, com alcance efetivo de mais de 450 km; um modelo do Radar KRONOS, adar C-Band 3D, multiuso de alcance médio, cujo principal papel é o monitoramento do espaço para detectar, rastrear e identificar alvos e fornecer sua indicação ao sistema de armamentos. O radar KRONOS é disponível em duas versões, para missões em terra (KRONOS Lnd) e navais (KRONOS NV).

A SELEX Sistemi Integrati também exibe um Demonstrador ATM executando o SAIL, um A-SMGCS (Advanced Surface Movement Guidance and Control System – Sistema de controle avançado para guia de movimento em superfície), e o MXC (Mode-S eXtended squitter Capability – transmissor com capacidade extensiva a Mode-S), um ADS-B (Automatic Dependent Surveillance- Broadcast – Rede de vigilância dependente automática). A solução integrada SAIL é um A-SMGCS flexível e modular projetado para implementação numa grande variedade de aeroportos. A solução suporta integração total entre as Centrais de Administração de Tráfego Aéreo da Torre, Aproximação e Trânsito, compartilhando cobertura, rede de segurança de voo e informações atmosféricas. A MXC é a Estação Terrestre ADS-B de alto desempenho para aplicativos de tráfego, terminal e vigilância do aeroporto, de acordo com o padrão 1090 MHz Mode-S para transmissores extensivos.

Super Jet 100

A SuperJet International, joint venture entre a Alenia Aeronautica (51%) e a Sukhoi Holding (49%), também estará presente no evento em Santiago, Chile. A empresa comercializa, vende, customiza e entrega aviões de transporte regional Sukhoi Superjet 100 na Europa, nas Américas, na Oceania, na África e no Japão, oferecendo atendimento pós-venda no mundo inteiro. A SuperJet International também desenha e desenvolve versões VIP, empresariais e de carga desse avião. No estande da Finmeccanica na FIDAE, a SuperJet International estará exibindo um modelo do Sukhoi Superjet 100, uma nova geração do jato regional com 75-100 assentos (uma versão adicional com 115-120 assentos está em desenvolvimento) fabricado pela SCAC (Sukhoi Civil Aircraft Company), joint venture entre a Sukhoi e a Alenia Aeronautica. O Sukhoi Superjet 100 é o jato regional mais avançado e ecologicamente correto dessa nova geração.

No setor Aeroespacial e de Defesa, as empresas do Grupo Finmeccanica já lançaram várias colaborações no Chile nos últimos anos. No setor de helicópteros, a AgustaWestland foi selecionada para fornecer 4 helicópteros AW109 Power aos Carabineros (policiais) do país. No setor de equipamentos eletrônicos para defesa e segurança, a SELEX Communications forneceu sistemas de comunicação ao Exército Chileno, com equipamentos de rádio, capacidade de comutação de rede e enlaces de rádio para operações táticas e estratégicas. A Elsag Datamat ganhou contratos no Chile para sistemas biométricos usados pelas forças policiais locais.

Na área de sistemas de defesa, a Oto Melara já forneceu canhões navais de pequeno e médio calibre e torpedos de grande porte, os WASS Black Shark. No setor espacial, dentro do programa ALMA, a Thales Alenia Space (Thales 67% e Finmeccanica 33%) ganhou um contrato para fornecer 25 antenas na construção do Observatório de Astronomia Internacional.

FONTE: Finmeccanica

11
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Alex NogueiraEddy WallanCarlitoChallengerJacubão Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Francoorp
Visitante
Francoorp

“A SuperJet International, joint venture entre a Alenia Aeronautica (51%) e a Sukhoi Holding (49%)”

Esta parece ser uma comcorrente direta da Embraer nos aviões civis.

A cada dia que passa aeste M346 me convence mais para uso na FAB, pecado que pra ter ascesso à tecnologia dele, deveremos esperar que os Italianos ganhem um pouco primeiro com ele, dopo se vedrá!!

Valeu!!

Jacubão
Visitante

Curiosidade…
Por que será que pintaram o “verde e amarelo” na cauda do ATR-42??????

Challenger
Visitante
Challenger

Porque não conseguimos ter uma feira como a FIDAE?

Carlito
Visitante
Carlito

“Jacubão em 22 mar, 2010 às 20:58

Curiosidade…
Por que será que pintaram o “verde e amarelo” na cauda do ATR-42??????”

Esta aeronave na foto pertence à “Guarda di Finanza”, que uma espécie de força policial subordinada ao Ministério da Economia e das Finanças.

Esta é a pintura oficial que o avião ostenta.

Carlito
Visitante
Carlito

Correção…

“Guardia di FInanzia”

Carlito
Visitante
Carlito

Correção Parte II…

“Guardia di Finanza”

Jacubão
Visitante

Mas alguma correção… 😀

Eddy Wallan
Visitante
Eddy Wallan

q bacana… a pintura verde-amarelo lembra o E-190 (VC-2) do Lula hehehe
podia ter um bandeco pintado assim tb pra Lula ir nas citys pekenas

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Vendo os ATR versão ASUW/ASW me pergunto o porquê do Brasil ter comprado os P-3 Orion defasados….. ainda mais tendo a possibilidade de ter comprado o C-295 também em versão patrulha maritima, que traria racionalização da logistica junto aos outros C-295 já adquiridos…..

Carlito
Visitante
Carlito

Alex, Realmente os P-3 estão muito longe de serem modernos ou atuais, o que não significa em hipótese alguma que sejam ruins. Mesmo sendo uma plataforma antiga, as características de vôo do P-3 ainda são muito boas (como alcance e velocidade, por exemplo). Esta plataforma será usada ainda por muitos anos em várias das principais forças armadas do mundo, inclusive nos EUA. É válido lembrar que os aviões da FAB serão modernizados e contarão com equipamentos relativamente modernos e eficientes. Quanto ao ATR, a versão ASW ainda está em fase de desenvolvimento. E quanto ao C-295, não há exatamente uma… Read more »

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Só para constar existe uma versão do C-295 chamada “Persuader” que utiliza o mesmo sistema FITS que vai ser empregado nos P-3BR, que por sinal foi trazido até o Brasil a alguns anos atrás para demonstração, que desempenha a missão ASUW/ASW. Saiu na revista força aerea de 2003 se não me engano….