terça-feira, outubro 4, 2022

Gripen para o Brasil

F-20 ‘Tigershark’ no Wings

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br
- Advertisement -

29 Comments

Subscribe
Notify of
guest

29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
rodrigo avelar

Da raiva só de pensar que este projeto completinho foi ofericido para nós por algumas centenas de milhões e não compramos, hoje estariamos com vários f-20 produzidos e vendidos para países da AL e Africa, já teriamos a tecnologia que buscamos hoje, e estariamos em algum projeto só nosso de 5° geração.

Paulo Victor

Bela aerovave!

Os amigos do blog acham que ela ainda teria no cenário aereo atual? (Com alguns upgrades é claro).

Abraços!

Ivan

Paulo Victor em 23 mar, 2010 às 7:07 Paulo, Um avião como o F-20 MLU teria mercado nos países de 3º mundo e até mesmo em países como o Brasil, Índia e Paquistão. Contudo este mercado já está sendo preenchido por dezenas aeronaves que estam sendo retiradas da linha frente em países mais ricos ou que demandam vetores mais modernos. Como exemplo temos os F-16 FighterFalcon, Mirage 2000 e Kfir C-7 e C-10, além de aeronaves russas. Para o futuro próximo haverá o LCA Tejas indiano, o FC-1 / JF-17 sino-paquistanês e o A-50 GoldenEagle coreano entre outros. Todos serão… Read more »

emerson

É um belo caça, mas acho que tem a cara dos anos 70. Vi o filme e tentei compara-lo com os atuais caças e dá para perceber que seu desenho esta desatualizado, tanto pelas asas quanto pela posição do piloto dentro do canopi. Imagino que se estivesse na FAB hoje, nossa discussão seria sobre seu substituto e estaríamos debatendo entre moderniza-lo em um padrão M ou substitui-lo definitivamente, com muita gente defendendo estender suas vida até 2020 para que o F35 pudesse ser seu substituto, enquanto outros talvez, estariam comparando sua aviônica com os Sukhoi venenzuelanos ou F16 novos chilenos.… Read more »

Roberto

Emerson, Por favor não inicie uma discussão inútil e imaginativa, como é do feitio de boa parte dos comentaristas desse blog. É óbvio que F-20 já passado avionicos do início dos anos 80 e aerodinâmica do final dos 50 e começo dos 60. Caros Editores do Poder Aéreo, O que se propõe nesse blog? Dois ou três tópicos passados vi uma patética discussão sobre uma suposta reestruturação nas bases da FAB, Um festival de palpitagem e opinionismo que chega até ser cômico, com pérolas do tipo com enventual ataque à embarcações no oceano pacífico usando aeronaves do tipo AMX,uma discussão… Read more »

Matheusts

ele é um derivado do F-5
só que ta bem melhor pode comparar
que vai ser meio identico

emerson

Caro Roberto, Não foi minha intenção iniciar uma discussão inútil e imaginativa nesse post, mas sistematicamente leio ou encontro referência à oferta americana do F20 para a Embraer na década de 80, inclusive em um dos comentários colocados antes do meu, contudo nunca encontrei algo que confirmasse isso, um depoimento, um documento, coisa assim. E exatamente por isso, fiz uma proposta para que possamos colocar esse mito em análise e possamos definitivamente encerrar esse tema, seja confirmando-o ou desmentido-o, daí a referencia ao “mithbuster”. Posso não ter sido feliz em lembrar da série da Discovery, afinal nem todos gostam da… Read more »

Jacubão

Calma senhores…

Roberto

Emerson,
Minha crítica não foi a você em específico e nem aos editores.
Quanto ao F-20, também é um dos meus preferidos.Tanto que consengui até mesmo o Manual de Võo (Flight Manual).
Vou se acho o relatório do acidente do que destruiu o segundo protótipo matando o piloto.Mando pra você

Carlos Augusto

Emerson, essa é uma curiosidade que eu também tenho, já vi em muitos blogs falando sobre o F-20 que foi oferecido ao Brasil e a Embraer, mas sinceramente eu não acredito que a Northrop e o governo dos EUA tenha oferecido nada ao Brasil, principalmente quando eu me lembro que em 1970, os EUA era o governado pelo Jimmy Carter, um presidente que durante o seu governo olhou o Brasil e America Latina com desprezo, e durante o seu governo nunca pós os pés no Brasil, vindo ao Brasil muitos anos depois numa Conferência das Igrejas Batista na Bahia por… Read more »

emerson

Caro Roberto e Jacubão, Acho que a cara emburrada de meu avatar cria a falsa impressão que estou exaltado ou meio zangado… nada mais longe da verdade hoje. Além de tudo, tenho certeza que o Roberto não teve a intenção de criticar-me especificamente. Relaxemos quanto a isso. Resgatei ainda a lembrança do Odissey de meu primo…. Mas ainda fica minha dúvida sobre a oferta americana do F20 para a Embraer. Verdade ou Mito? Seria outra lenda urbana que infesta nosso imaginário? Sobre cenários hipotéticos e imaginativos, uma das coisas que volta e meia passam pela minha cabeça é o que… Read more »

Alexandre Galante

Pessoal, se a FAB faz milagre com o F-5M “underpowered”, imaginem com o F-20 com turbina de F-18?

bbc_poa

O caça de Taiwan (F-CK-1) é fortemente baseado no F-20, com motores e radar “downgraded”, se não me engano. De resto é bem semelhante.
E os F-CK-1 ainda estão dando um caldo lá.

É realmente uma pena. Se tivéssemos comprado o projeto (e se realmente ele estivesse à venda), seria uma oportunidade de ouro.
É um exemplo clássico de como a política suplanta a técnica (talvez em 20 anos isso fique evidente em um certo país sul-americano…)

Nick

Queria saber se realmente houve essa oferta da Northrop ou é apenas mais uma lenda da internet. Se o Blog conseguir desvendar esse mistério seria muito elucidativo.
Imagino a Embraer produzindo nos anos 80 o F-20… com padronização da frota, substituindo os “old” F5-E e MIII. Custo de manutenção reduzidos, possibilidades de desenvolver o design, futuros upgrades, e todo um knowhow, que poderia estar sendo aplicado em 5ª geração para desenvolvimento em conjunto com alguma outra nação, até mesmo a França….
Realmente os anos 80 foi a década perdida.

[]’s

Galileu

AFINAL o projeto do F20 foi ou não oferecido para o brasil?? eu nunca tive certeza quanto a isso….

Mas concordo se o f5 voa até hoje..imagina o F20

Tenho mais uma pergunta o F20 na época já tinha fly-by-wire??

abraço

Alex Nogueira

è um dos meus caças favoritos, se tivesse sido produzido em quantidade e tivesse sido adquirido pelo Brasil, hoje, provavelmente nem estariamos comprando novos vetores, visto que o F-20 modernizado atenderia a todas as nossas exigências. O único problema do F-5E ao meu ver (em relação ao cenário Brasileiro) é a pouca potência , autonômia e os comandos de voo que não são FBW, se ainda estivesse em produção e com essas modernizações com certeza seria um sucesso comercial.

Roberto

Galileu,
O F-20 não tinha fly-by-wire, tinha os amortecedores e “melhoradores” de cabrada e guinada digitais,
numa linguagem própria da aviação:
Dual-channel digital pitch and yaw control augmentation.

Fonte:Jane’s All The World´s Aircraft 1983-84

Fsinzato

“Alexandre Galante em 23 mar, 2010 às 12:44

Pessoal, se a FAB faz milagre com o F-5M “underpowered”, imaginem com o F-20 com turbina de F-18?”

É Galante, imagina com o F-20 Sueco…

Abs.

Alexandre Galante

Hehehe, matou a charada Fsinzato. O F-20 quase foi comprado pela Suécia antes de desenvolver o Gripen.

humberto

Vou escrever a coisa mais obvia do mundo, mas que muitos esquecem.. O F-20 não foi fabricado e vendido porque não teve compradores, simples.. Explicando um pouco a mais e contextualizando na época. O F-20 foi um projeto da fábrica e não um pedido do governo americano, os militares americanos queriam somente um caça (o F-15) e tiveram que engolir o F-16 (a USAF queria um número de F-15 bem maior, mesmo que o total de caças (com o F-15/16)fosse menor), não cabia dentro da USAF um terceiro caça. Se o pais de origem já não compra o caça (algo… Read more »

emerson

Bem, Nos links para outras notícias sobre o F20 há uma interessante informação sobre a burocracia imposta para a venda do F20, que privilegiou o F16 em muitas concorrências, portando mostrando que havia um problema político dentro do governo americano em relação ao F20. Entendo que o gov.americano impôs uma reserva ao F16 para abater seus custos de projeto. Nada errado, mas uma pena. Então, se o gov.americano preferia vender F16, acho que fica bem difícil acreditar que nos foi oferecido o projeto do F20, tornando o mito mais lenda ainda. Inclusive, na época, a Embraer desenvolvia o AMX talvez… Read more »

Marcelo Tadeu

emersom,

Sou colecionador da Revista Tecnologia e Defesa e até hoje dá gosto de lê-la!!!

Quanto ao F-20 ser passado ao Brasil, acho difícl, pois os EUA não iriam transferir as tecnologias da época e nem a turbina F-404.

emerson

Caro Marcelo, Fui um assíduo leitor da revista na década de 80. Uma das mais impressionantes reportagens para mim foi sobre a modernização do M-41, contando a historia do projeto e o desafio do projeto. Era bem detalhada e informativa, com fotos históricas e detalhes do trabalho técnico. Li e reli essa reportagem até decorar. Isso sem falar nas fantásticas histórias sobre a segunda-guerra (me lembro do Cruzador alemão Scharnorst. Fantástica reportagem). Infelizmente, quando me mudei dei minha coleção para meu sobrinho, outro fã de histórias militares. Mas a revista perdeu muito do que foi. Costumo folhear nas bancas e… Read more »

Edu Nicácio

Encontrei esse link na Web:

http://www.f20a.com/f20cust.htm

Mas ele não cita fontes. Parece que o projeto foi oferecido apenas à Índia. Pela citação de quem escreveu, o Brasil não tinha intenção de adquirir novos aviões nos anos 80.

Realmente, uma década perdida…

emerson

Ora, viva.

Acho que o blog fez um trabalho excelente sobre o tema. Seria bom que a partir de hoje sempre que for levantado a questão do F20 na FAB possamos apressadamente lembrar desse post e rebater o mito.

Acho que bater nessa tecla do F20 para a FAB fazia muito mal ás discussões.

parabéns a todos.

Marcelo Tadeu

Emerson,

Infelizmente eu não tenho este número. Quanto à Força Aérea tenho desde o número 1. Uma pena vc não estar gostando dela. A ASAS é genial. Ainda compro a Avião Revue, Flap, Segurança e Defesa, Aeromagazine e estou colhecionando o Veleiro Cisne Branco que é para montar. Já viu como eu gasto né!! rsrsrs

Challenger

Não adianta chorar pelo “leite derramado” ou não comprado.Esta não foi a unica chance que perdemos, o negócio é bola pra frente sem facilos, Rafale ou Gripen, abocanhar todas as oportunidades que tivermos.

Outra questão, porque nunca pensamos em modificar e aperfeiçor nossos F-5 antes, como os Israelenses com o Kfir, e os Sulaficanos com o Cheetah? a verdade é que sempre fomos lerdos e relaxados.

emerson

Caro Marcelo,

quem tem querosene nas veias, misturado com pólvora, fica aflito mesmo e acaba gastando mesmo.. riso

legal o blog por encontrar gente com o mesmo vício.

um abração.

Marcelo Tadeu

Eta! Vício bom , sô!!!

Últimas Notícias

Força Aérea das Filipinas tem apenas 5 dos 12 caças FA-50 em operação

MANILA, Filipinas - Mais da metade dos caças leves FA-50 da Força Aérea das Filipinas (PAF) 12 estão atualmente...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -