quinta-feira, junho 30, 2022

Gripen para o Brasil

Array

Índia: novo acordo com os russos incluiria mais 42 Su-30MKI

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

vinheta-destaque-aereoO jornal indiano Daily News anunciou na semana passada que os governos da Índia e da Rússia estão negociando um novo contrato para a aquisição de mais 42 caças bipostos Su-30MKI.

A possibilidade de uma nova encomenda já havia sido noticiada aqui no Poder Aéreo em outubro do ano passado conforme informações de outro periódico indiano.

Segundo o mesmo jornal, citando fontes militares da Índia, o novo acordo teria um custo de aproximadamente US$ 3 bilhões. Estas aeronaves seriam somadas às 230 unidades já acordadas e avaliadas em US$ 8,5 bilhões.

A encomenda inicial de 50 Su-30MKI foi feita entre 1996 e 1998. Posteriormente foram acordados mais 40 aeronaves em 2007. Por último, um acordo entre os dois países permitiu a construção sob licença de 140 caças pela Hindustani Aeronautics Ltd (HAL) até 2017.

Até o momento a Força Aérea da Índia opera aproximadamente 100 Su-30MKI, muitos deles em base próximas à fronteira com a China ou com o Paquistão.

NOTA DO BLOG:

Segundo os dados do jornal indiano são 42 caças para US$ 3 bilhões. Quanto mesmo o Brasil pagaria por 36 caças?

LEIA TAMBÉM:

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Felipe Cps

Vamos lá, falar com “aquela que não mente”, de novo:

US$ 3,0 bilhões / 42 = US$ 71,42 milhões por SU-30MKI;

US$ 6,2 bilhões / 36 = US$ 172,22 milhões por Dassault Rafale F3.

Pelo preço de 36 Rafales compraríamos 86,81 SU-30MKI. Em termos de AL uma frota de dar inveja neh? Ou será que cada Rafale vale 2,38 SU-30MKI?

Sempre lembrando que o SU-30MKI tem algumas vantagens interessantes, como por exemplo o empuxo vetorado em 3D (correto russófilos?).

Sds.

Humberto

Bom, antes que digam que sou Rafalemaniaco, prefiro o F-18. Dito isto, creio que o pacote da Dassault além dos caças estão incluído treinamento (tanto para os pilotos como para o pessoal de manutenção), ferramental, documentação, armamentos etc etc..Ou seja, não é muito justo comparar valores de uma compra inicial (no caso da FAB) com uma complementação (como o da India). Em TESE um novo lote de Rafale vai ser mais em conta que o lote inicial, agora que a diferença é gritante isto é..Por mais que a gente leve em conta o altissimo custo da mão de obra Francesa,… Read more »

Francisco AMX

Algumas coisas interessantes: Segundo alguns o RCS do SU-30 é uma árvore de natal! coisa de bombardeiro… – Porém os “idiotas” dos Indianos, acostumados com vetores de desempenho elevado, já operando um enorme quantidade de SU-30, que certamente colocaram a prova em exercício internos e externos, continuam comprando este “lixo” segundo alguns… a FAB é que entende mesmo de caças de alto desempenho… ela tem, como os pilotos, segundo muitos aqui, o dominio da magia! apenas lendo matérias e manuais do fabricante e dando uma “voltinha” ela tem plena capacidade de qualificar e desqualificar caças que ela nem em sonho… Read more »

Humberto

Olha, particularmente tenho um preconceito sobre produtos russos, como sou leigo, não tenho como opinar sobre durabilidade, efetividade etc etc, mas sei que os produtos russos são famosos pela sua simplicidade/rusticidade e não pela qualidade do acabamento.
Sempre me vem dois produtos quando lembro dos Russos, o AK 47 e o Lada (de repente por isto do preconceito), vamos ver como os Helis vão operar aqui no Brasil.
[]

Francoorp

Olha lá, a verdade aparece sempre mesmo!! Alguém lembra do quebra pau que deu quando a India deixou todos os SUKHOI parados, por causa de um acidente ??? Tinha gente dizendo que o SU-30 MKI era uma lata de lixo, não valia nada, que aquela era a prova cabal que o SU-30 MKI tinha só “papo”!!! Se é assim como diziam os criticos, por que agora querem é comprar mais, será que são assim mazoquistas os indianos, de quererem ainda mais unidades de SUKHOI FLANKER?? HEHEHE, pobres de espirito aqueles que não creem nas armas da Mãe Russia, amém!! HIHIHI… Read more »

Vovódka Abduzida

“Francisco AMX em 08 mar, 2010 às 11:56 Que inveja: será que um monomotor, com baixa autonomia, baixa capacidade de carga, um caça inferior a um F-16B50, vale 10 milhões a mais que um SU30-MKI com TVC???… espero que não me castrem por falar em FX-2 aqui… Este caça, o SU-30, já é, na minha opinião, superior em tudo e em preço aos concorrentes do FX-2 atuais, imaginem o SU-35…. Uma pena estes “arranjos” da FAB…” E´ ISSO AI´ MEU CHIQUINHO QUERIDO NETINHO DO CORACAO!!!!!! FOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORA FX2!!!!!!!!! Viiiiiiiiiiiiva Sukhoi Su-30 sem essa enganacao de TT e ToT e TPM que… Read more »

alfredo.araujo

“Humberto em 08 mar, 2010 às 11:24

não é muito justo comparar valores de uma compra inicial (no caso da FAB) com uma complementação (como o da India).”

Quando eu li tmb pensei dessa forma…
Não temos como pegar a calculadora e qualificar uma negociação quando não sabemos o q está envolvido.
Nesse negocio , provavelmente, só estejam incluidos os vetores…
Já no caso do FX2, provavelmente, ja esteja incluido custos com translado, treinamento, armas, equipamentos de terra, porta-oculos, insulfilm, sensores de estacionamento, etc…

Porem… se tratando de Brasil… podemos e devemos duvidar de TUDO!

Francisco AMX

He he Vovó! mas o Rafale fica quase quase em desempenho…, o problema maior que vejo são as “distâncias” entre as culturas entre FAB e Força Aérea Russa… mas fazer o quê… a FAB é suprema em suas conclusões! o que a ponta de lança dos orientais fazem a FAB sabe mais… A verdade é que até os ARGentinos, infelizmente, tem mais experiências que nós… quem dirá Russia, India e China… mas eles são bobos e feios! Sinto muito informar a vovó… eu gosto mais de hamburguer que de vódika! 🙂 – apesar de achar a vódika tentadora por demais…… Read more »

Wolfpack

Quando este indianos vão parar? Não param de comprar aeronaves, e o FX deles é só para benchmark como eu imaginava. Trás todas as plataformas possível e as testa exaustivamente e analisa como está a concorrência. De bobo estes indianos não têm nada.

Últimas Notícias

45 anos do EMB-111 Bandeirante Patrulha

O projeto do EMB-100 Bandeirante, iniciado antes mesmo do nascimento da Embraer, deu base ao desenvolvimento de diferentes aeronaves,...
- Advertisement -
- Advertisement -