Home Indústria Aeroespacial Roll out do treinador KT-1T para a Turquia

Roll out do treinador KT-1T para a Turquia

646
13

KT-1 roll out 2

vinheta-destaque-aereoA Korea Aerospace Industries (KAI) apresentou a versão de exportação do seu treinador básico turboélice KT-1 Woongbi para a Turquia, numa cerimônia de lançamento em Sacheon, província de Gyeongsang do Sul. A cerimônia coincidiu com a Seoul International Aerospace & Defense Exhibition (ADEX) 2009.

Cerca de 100 convidados de alto perfil, incluindo o presidente da KAI e CEO Kim Hong-Kyung e Murad Bayar, subsecretário para a indústria de defesa do Ministério Turco da Defesa Nacional, assistiram à cerimônia.

A variante KT-1T tem alguns melhoramentos da KT-1 original, para atender aos requisitos da Força Aérea Turca.

KT-1 roll out

Os melhoramentos incluem um sistema de pressurização, “glass cockpit”, sistema de geração de oxigênio a bordo (OBOGS) e HOTAS. A KAI assinou um ontrato de US$ 400 milhões com a Turquia em 2007, para exportar 40 KT-1T modificados , com uma opção de venda de 15 unidades adicionais, após a entrega do pedido inicial.

Desenvolvido conjuntamente pela estatal Agência de Defesa de Desenvolvimento de 1988 a 1998, o KT-1 foi o primeiro em sua classe a ser projetado inteiramente por computador.  O treinador está equipado com todos os sistemas necessários para manobras acrobáticas, incluindo um sistema de controle por computador de vôo.

Também existe uma variante armada do KT-1, o KO-1. A KAI vendeu 17 KT-1s à Indonésia, entre 2001 e 2008. O sistema nacional de certificação de aeronavegabilidade, que entrou em vigor em agosto, vai ajudar a facilitar a exportação da aeronave, disseram os funcionários da KAI e da Defense Acquisition Program Administration (DAPA).

KT-1 roll out 3

A introdução do sistema de aeronavegabilidade para aeronaves militares irá ajudar a garantir a segurança de vôo para a exportação de aviões militares, que responde por mais de 80 por cento da indústria de aeronaves do país, disse um porta-voz da DAPA: “Por exemplo, a competitividade das exportações dos treinadores KT-1T e do T-50 será melhorada, em grande medida por causa da conformidade do sistema às normas internacionais”.

Segundo o sistema, uma comissão da DAPA de especialistas e técnicos do avião vão controlar, fiscalizar e avaliar os procedimentos relacionados com a concepção das aeronaves militares nacionais, produção e manutenção, para verificar se os aviões são seguros e suas especificações estão em conformidade com as normas internacionais.

Anteriormente, a Coréia do Sul tinha de pagar às agências estrangeiras de aeronavegabilidade para avaliar suas aeronaves militares e aguardar os certificados. Menos de 10 nações, incluindo os EUA, Reino Unido, França, Canadá e outros membros da OTAN, têm o seu próprio sistema de certificação de navegabilidade local .

A KAI, única fabricante de aviões da Coréia do Sul, exibiu o treinador KT-1, o jato LIFT T-50 Golden Eagle, o helicóptero utilitário Surion e veículos aéreos não tripulados, no Seoul ADEX 2009.

KT-1T cockpit

KT-1T

KT-1 Turquia CG

FONTE: Asia Defence

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Impressão minha ou é uma cópia menorzinha do Tucano?

Alexandre Galante
Alexandre Galante
10 anos atrás

É um clone piorado, CPS…rs

Walderson
Walderson
10 anos atrás

Galante,

foi justamente o que eu pensei. Aliás, parabéns pela iniciativa de cobrar pelo acesso. Entre outras coisas, isso selecionará o pessoal. Um abraço. Já fiz pelo cartão.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

As superfícies de controle da cauda estão mais para PC-9 / T-6 Texan II, na minha opinião. A corda da asa também é relativamente curta.

Já o tamanho do canopi fica no meio do caminho entre o do T-27 e o do A-29. De resto, os caras deram uma esnobada no glass cockpit, com três telas.

Sergio
Sergio
10 anos atrás

Será que não sobra espaço nesse mercado pra modernização do Tucano, haja visto que vamos enconstar uma parte deles?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

Sergio,

Pelo menos para os planos da FAB, há intenção de modernizar os Tucanos que continuarão no inventário da Força, conforme matéria do ano passado:

http://www.aereo.jor.br/2008/10/22/fab-planeja-modernizar-bandeirantes-e-tucanos/

pcostrj
pcostrj
10 anos atrás

Os caras são cara de pau mesmo !!!! rs..rs..rs..
Copiaram o nosso Tucano na maior.

Mas ainda temos o melhor.

Abs,

P.R

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Nunão: então pra que doar pro Paraguay?

Sds.

JACUBAO
JACUBAO
10 anos atrás

Me parecem ideais para substituir os jurássicos T-25 Universal.

osorio
osorio
10 anos atrás

Por um acaso eles pediram autorização para copiar o tucano,oh raça de safados,e eu pensei que eram só os chineses que saiam copiando os outros descaradamente.
sds.Osorio

Sergio
Sergio
10 anos atrás

Nunão,
sim, existe a intenção, mas desconheço qualquer projeto, ao contrario do Bandeirante. Você viu alguma coisa a respeito?
abr
Sergio

Sergio
Sergio
10 anos atrás

Jacubao,
Um T-27 não substitui um T-25. É um turbo-hélice, tandem, fica muito complicado e muito caro dar instrução primária num avião de 650 SHP’s!!! Mas quero dizer que os T-25 cumpriram e ainda cumprem muito bem a missão de instrução primária, o problema é que a vida útil esta no fim.
abraço
Sergio

baschera
baschera
10 anos atrás

Bueno….

Se repararem bem, como corretamente observou um colega de outro fórum, a cauda parece ser de um Pilatus PC-9 e a frente uma cópia do Tucano.

Sobre o T-25, está sendo desenvolvido um projeto pelo Kovacs (o cara que desenhou o Tucano) que substituirá o T-25, baseado no K-51 Peregrino.

Sds.