segunda-feira, junho 21, 2021

Gripen para o Brasil

Taiwan analisa proposta de colocar seus caças Mirage 2000-5 na naftalina

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Mirage 2000 Taiwan 1

O Ministro da Defesa de Taiwan Kao Hua-chu disse hoje que considera a proposta de paralisar os Mirage 2000-5 da frota de seu país, em função da baixa performance e altos custos de manutenção.

Kao disse que o Ministério da Defesa Nacional vai avaliar cuidadosamente as questões, para manter o equilíbrio da capacidade de combate no Estreito de Taiwan, antes de tomar uma decisão sobre o assunto.

Enquanto isso, a Força Aérea irá trabalhar com o fabricante francês, num esforço para corrigir os problemas com as lâminas das turbinas dos motores a jato, a fim de melhorar a performance da aeronave, disse ele.

Os Mirage 2000 de Taiwan estão com problemas de ruptura das pás das turbinas, o que resultou numa queda na média de horas de voo dos pilotos para seis horas por mês, que é apenas 40 por cento do mínimo de 15 horas exigido pelo Ministério da Defesa.

Os custos de manutenção dos Mirage 2000 também estão sendo considerados exorbitantes. A hora de voo do Mirage, segundo Taiwan, é de NT$800,000 (equivalente a mais de 24 mil dólares!), enquanto a do F-16, também usado pela Força Aérea, é de 7.700 dólares (NT$250,000).

Mirage 2000 Taiwan 2

FONTE: Taiwan News / COLABOROU: Asimov

NOTA DO EDITOR: Taiwan não teve muita sorte com seus Mirage 2000, que desde sua chegada apresentaram diversos problemas. Mas o alto custo de operação divulgado nos faz perguntar se a FAB também tem pago valor semelhante por hora de voo dos nossos Mirage. Caso positivo, certamente os pilotos brasileiros também devem estar voando aquém do necessário. Por outro lado, o custo de hora de voo do Rafale deve ficar no mesmo nível, pois mesmo sendo mais moderno, possui dois motores, que consomem mais.

- Advertisement -

110 Comments

Subscribe
Notify of
guest
110 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francoorp

Estes problemas das pás…é somente naquela serie de produção de Mirage 2000????

Na serie usada que compramos, vai tudo bem né????

E o custo de vôo, é diferente do deles ou não???

Pessoal estou entrando em parafuso!!!!!!!

Aviãozinho

DO jeito que a CHina está, os taiwaneses deveriam era comprar F35, F18, F15 COmanche.

helioc2000

Rafale versus F-15 e F-22
Critério Rafale F-15 F-22A
Manutenção homem/hora por hora de voo 10 15 12
Turnround pós-missão (minutos) 15 25 20
Troca de motor (minutos) 60 147 90
Equipe de solo (homens) 8 16.6 8.7
Tempo entre manutenção (horas) 3 1.2 3
Custo operacional 100 147 111

FONTES: Jane’s All The Worlds Aircraft 1996-97 Special Report / Jane’s 2004/2005

http://www.aereo.jor.br/2009/09/09/detalhes-relevantes-do-rafale-para-o-fx-2/

Wolfpack

Mais uma crítica velada aos Dassault Rafale… Suposições e mais suposições sobre os custos de manutenção dos Rafale. O melhor mesmo é permanecer com os F5EM, esses sim tem uma manutenção baratinha…

Ronaldo

pegaram pesado ai nessa materia, esses mirage 200 de taiwan voa com combustivel nuclear? so pode ser isso para dizerem que tem esse custo, porque se não o mirage não tinha sido o sucesso de vendas que foi.

Cmdt Oliveira

Por isso torço p o SH, o Rafale tera uma manutenção ainda superior com certeza, precisamos de uma maquina operacional e não um monumento de hangar.

Francisco AMX

Taiwan quer arrancar algo da França… os USA os estão abandonando! esta é um verdade! dado o fato de negarem vendas novas de caças modernso a Taiwan…
Mirage 2000-5 com baixa performance??? faz-me rir! se custa caro, pode ser… mas baixa performance!?? eu vi, ao vivo, mais de uma vez, M-2000-5 decolando da BAC… o bixo é um foguete na decolagem!

Patriota

Pelo jeito a FAB vai de F-18 Super Hornet , o Rafale tem um custo de operação absurdo sem falar que a Dassault tem tido problemas com a produção desta aeronave em escala industrial oq poderia comprometer a pontualidade nos prazos de entrega . Vejo que a nova proposta da Boeing traz inumeras vantagens comparado com os demais concorrentes algumas das compensações comerciais serão em area de tecnologia são: “Pesquisa em aerodinâmica supersônica através do primeiro túnel de vento tri-sônico no Brasil, que apoiará projetos tais como desenvolvimento de futuras aeronaves militares e jatos executivos supersônicos; – Centro de modelagem… Read more »

Jotapecosta

Estranho… Quando o Mirage 2000 começou a operar, seu custo operacional era considerado baixíssimo, especialmente o 2000-5, o mesmo modelo que é operado em Taiwan. O Mirage 2000 a 10 anos atrás era considerado uns dos caças mais engajados dentro do estado de arte da guerra moderna. De repente, começou a ser alvo de críticas constantes. Me lembro que os F-14 modelo “A” davam muito mais problemas de manutenção, inclusive em relação as turbinas que apesar do bom desempenho, viviam tendo um problema bem semelhante a esse que Taiwan se queixa desse modelo 2000-5, que não usa o mesmo motor… Read more »

Luan

Galera,dizer a verdade aqui é ir contra o Rafale??

Quem divulgou o preço da Hr/voo foi taiwan,vai duvidar?vão negar que estão tendo problemas?

A FAB não divulga isso,uma pena,as vezes falta mais seriedade.

abraços e espero compreenção,se quiserem jogar pedras fiquem avontade

Tks!

helioc2000

Wolfpack em 22 out, 2009 às 21:09 Concordo, uma falácia, pois ao dizer 1000 vezes pode tornar-se verdade. Passei o link de uma fonte dos custos de alguns itens, mas fazer o que, a mídia funciona assim né, tome um gáz aquí, outro alí, e no final, nada de poder FABRICAR com know how nosso turbinar aquí no brasa. O que rola mesmo perceba: não deixar ser tec. brasileira turbinas, nada de majors ou overhauls, mas produzir aquí, com detalhes das ligas refretárias, controles das funções de controle de geometrias, instrumentação. Não queremos fabricar o chip intel, isso para aquele… Read more »

Lucas Urbanski

Nosso amigo Wolfpack disse tudo, Vamos ficar com os F5M esses sim tem um custo de hora de voo e manutenção bem barata, por favor pessoal, convenhamos, não podemos comparar o custo de manautenção de um caça de 4°++ geração com um caça de 3° geração, isso é algo que é totalmente descabido, e vejo que muita gente aqui nos comentários não percebeu, mesmo que o Gripen NG vença o FX-2 que é o caça mais barato de se manter, deveremos almentar o orçamento para as forças armadas, seja qual for o avião escolhido no FX-2, Rafale F3, F-18S/H ou… Read more »

Rodrigo

Pelo que eu leio no BM o custo dos M2000 em Anápolis está por volta de US$10.000/h.

Não podemos esquecer que o custo dos Rafales será subsidiado por um tempo, depois vai subir astronômicamente. Os franceses vão querer tirar o atraso.

helioc2000

Entendo mesmo o foco dos empresários com a SAAB, eu gosto do perfil deles mesmo, eles estão mostrando as cartas deles desde o início, uma oportunidade de caminhar. Mas e o SH, ficaremos no colinho dos EUA, alguém divuda? Essa equação tem que sair, e perder a França, não dá mesmo. Pacote SH maravilhososem custo agragado, mas NÃO MUDA EM NADA O FATO DELES NOS VETAR E PONTO.

Jotapecosta

Concordo plenamente. Por isso que essa situação que a Boeing colocou virou pressão, não oferta. Todo cuidado é pouco.

helioc2000

Vamos nos lembrar que o país que quer ter armamento deve ter produção sustentável. Estive nos UK, ví a produção dos turbos Rolls Royce, suas fantásticas infra-estruturas, giga de teste dos jets, testes de garga, e temos que produzir aquí, pois todos lucram, marinha, se quizer o exército, turbo-geração, plataformas de petróleo com turbos nacionais, aviação civil. Não podemos ficar cegos agora com doscinhos, pois isso é para crianças.

Challenger

Curioso, porque li uma reportagem na RFA 2003, onde os taiwaneses elogiavam seus Mirage 2000-5, inclusive diziam que ele era melhor que o F-16, como interceptador de grande alttitude.

Falava que no começo houveram problemas no cockpit, que havia sido resolvido pelo fabricante.

Marcelo

Os EUA vivem dando pra trás quando se trata de transferência de tecnologia. Primeiro vendem, depois, quano dá na telha, vetam o que quiserem e pronto…já esqueceram o vídeo da palestra do Venâncio?

Contrato com os EUA = incerteza.

Unicamente por isso, sou contra o SH.

Tiago Jeronimo

Estranho, me lembro de ter lido uma matéria da revista força aérea a alguns anos atrás sobre os Traço Cinco de Taiwan e todos os entrevistados daquela força se diziam muito satisfeitos com o Mirage…

Fritche

Bem, da forma com a qual eles efetuam a manutenção nos seus caças não tem como ser barata mesmo:

http://www.taiwannews.com.tw/etn/news_content.php?id=1085468&lang=eng

Lucas Urbanski

O fato foi muito bem esclarecido pelo nosso ilustríssimo amigo helioc2000, No qual os EUA sempre nos vetaram quando necessitamos, isto não da pra negar, fora a palestra do Sr. Venâncio, no qual ele diz que os americanos não ajudam com um parafuso no programa espacial brasileiro, justamente para dependermos deles, e ainda queremos um avião de procedência americana,estamos colocando tudo que temos no colo deles deste jeito,diferente da postura dos EUA a França e a Suécia colaboram não só na TT para a criação de aeronaves de combate, como também no programa espacial, etc, etc, só por isso acho… Read more »

kaleu

Wolfpack em 22 out, 2009 às 21:09 Mais uma crítica velada aos Dassault Rafale… Suposições e mais suposições sobre os custos de manutenção dos Rafale… ————————————————- Meu caro, não é “velada” é declarada … vc ainda tem dúvida que essa é a PIOR opção para nossa Força ? … vai escolher caças por pura ideologia ? … puro anti-americanismo ? … e por esse seu sentimento vai querer que o Brasil seja condenado “ad-eternum” a montar rafales sob autorização dos franceses ? … é isso que quer para o Brasil ? … é estranho vc defender uma “independência” brasileira em… Read more »

Mauricio R.

Taiwan tem 2 F-16 p/ cada Mirage, então fica mais fácil de entender pq p/ eles é mais barato a hora de voo do F-16. Até pq peças de reposição p/ os Mirage tem que vir da França, do outro lado do globo. Enquanto que peças p/ F-16, tem logo alí nas bases americanas no Japão, na Coreia do Sul, Cingapura, etc… E os americanos não estão abandonando Taiwan, pois são obrigados por lae a defende-la da China PRC; santa ignorância Batman!!! Então se há um clima de distensão como no momento entre Taiwan e a China PRC, os americanos… Read more »

Paulo Rick

Com matérias mentirosas como essa, a vida segue, a Grécia, operadora de M-2000 e F16, já declarou inúmeras vezes que o M-2000, é mais barato de operar que o F-16. O que estamos assistindo é parte de lobie sujo e mentiroso que se espalhou por nossa mídia, algo que é muito comum. Lamentável que lixos odeológicos como esse sejam rebatidos e copiados, essa matéria sai de tempos em tempos, atribuindo fontes obscuras em Taiwan.

Fernando (FGRpapa)

Não se preocupem que os problemas com os Rafale são mostrados imediatamente, ninguém fica escondendo como esconderam os problemas com os F22, que tiveram a linha de montagem fechada com a desculpa do preço alto. Eu pensei que o pessoal do blog não ia cometer esse pecado de novo e publicar sem checar… mas tudo bem, eu sei que a notícia é muito ágil e tem muita pressão do pessoalzinho mentiroso do lobby 😉 Se satisfaz os interesses deles, pode publicar! Deixa eu ver se eu entendí, ninguém conhece o contrato de Taiwan com a Dassault, ninguêm sabe do nível… Read more »

GERSON VICTORIO

“….Mas o alto custo de operação divulgado nos faz perguntar se a FAB também tem pago valor semelhante por hora de voo dos nossos Mirage. Caso positivo, certamente os pilotos brasileiros também devem estar voando aquém do necessário”…

rsrsr…inferência…e das brabas 😉

KeplerK

Parece que o Kuwait vai comprar uns Rafales (entre 14 e 28):

“Kuwait and France sign defence deal”

http://www.thenational.ae/apps/pbcs.dll/article?AID=/20091023/FOREIGN/710229858/1011

Agora, advinhem qual é o maior concorrente? Isso mesmo, F/A 18 Super Hornet.

Hornet

“inferência…e das brabas” E bota “braba” nisso. tem uns problemas de tradução complicados no texto…que atrapalham o entendimento da matéria. Não é o F-16 que custa NT$250,000 a hora de voo, mas sim o IDF. O F-16 de Taiwan tem a hora de voo de NT$160,000. “While the maintenance costs of the F-16 fighters and the Indigenous Defense Fighter (IDF) are NT$160,000 and NT$250,000 per flight hour, respectively, it costs NT$800,000 per flight hour to maintain the Mirage jets, he said.” Ou seja, a hora de voo do F-16 block 20 de Taiwan custa cerca de 5000 dólares. 7000 dólares… Read more »

Hornet

KeplerK, veja aqui: http://www.khaleejtimes.com/DisplayArticle08.asp?xfile=data/middleeast/2009/October/middleeast_October558.xml&section=middleeast Se for o Super Hornet o concorrente, pelo visto vai perder por lá também, pois o Sheikh Jaber já disse que quer o Rafale. E mais que isso: “It is true that we hope to have the Rafale in our air force,” Sheikh Jaber said, adding that Kuwait was also interested in other items of French military hardware, from helicopters to naval systems.” Ou seja, o interesse parece que vai além do Rafale e inclui helis e sistemas navais. Até me lembra um outro país que está numa situação semelhante…hehehe abraços ps. Interessante é o comentário… Read more »

Hornet

em tempo: no Kuwait ninguém vai perde ou ganhar, pois lá não existe concorrência (tipo FX2) para a compra do caça. Compra-se diretamente.

Hornet

Para quem se interessar:

O custo de hora voo de um F-5 E/F na FAB é de: *U$ 4.251,21 (os dados são provenientes do SILOMS e do EMAER)

foi a única referência que encontrei sobre os caças brasileiros.

http://www.abra-pc.com.br/ppacau06-1.html

abraços a todos

Thierry

Hornet,

cf Koweit on verra mais les pressions americaines sont terribles à chaque fois(cf ce que j’avais mis ici comme message sur les methodes employées en 2002 en Corée du Sud)
Washington Inc utilisera tous les moyens pour discrediter l’offre française
Have a good day brother

Abraços a todos

Hornet

Thierry,

La situation est similaire au Brésil. Bâtir un monde plus multilatéral passe par cela. Aucun doute là-dessus.

abração mon ami

Robson Br

Hornet Será que quando acabar esta concorrência (FX-2), o poder aéreo vai ficar “sem graça” como o poder naval. Acho que o blog está perdendo uma grande chance de discutir melhor a nossa defesa, que ao contrário dos pessimistas, está passando por um momento ímpar, onde além do reaparelhamento, o assunto está sendo colocado na mídia no sentido de importância e necessidade nacional. Parabéns ao Lula e Jobim por isso. Infelizmente, o blog está caminhando mais para sua opinião editorial, deixando um pouco a sua independência. Assunto como esse aí colocado, além de carecer de melhor avaliação, não acrescenta em… Read more »

mane

“A própria FAB já avaliou e separou os tres em uma short list.” Não, de forma alguma. Short list não é avaliação. A elaboração de uma short list se deve apenas para limitar o trabalho de avaliação a um conjunto restrito de vetores, já que este trabalho é extremamente detalhado e custoso, e os recursos disponíveis limitados. Somente após a definição do short list é que se inicia a avaliação, quando são recebidas as propostas iniciais, feitos os vôos de ensaio, negociadas e depois analisadas as ofertas finais. O fato de uma aeronave estar na short list não quer dizer… Read more »

mane

O custo da hora de vôo do Mirage 2000 na FAB é muito alto (estimado em 10 mil dólares/hora), mas não chega ao valor listado acima para Taiwan.

O Rafale sim no entanto está nesta faixa.

Andr Luiz

Tambem li a RFA de 2003 sobre os M-2000 de Taiwan, os maiores problemas por eles relatados era o lançe da corrosao

Thierry
Felipe Cps

Thierry em 23 out, 2009 às 4:54:

“Washington Inc utilisera tous les moyens pour discrediter l’offre française”

Ai ai ai, como se já não bastasse nossos próprios anti-americanos o blog agora ainda os importa…

Ami Thierry, si Washington fait pression pour desacretidem produits français, lobby français n’est pas petit, ce qui entraîne des députés et des sénateurs au Brésil (qui n’a pas de rôle actif dans le FX2) de connaître Dassault, tous frais payés. En d’autres termes: hall pur! La vérité, ami, c’est qu’il ya des saints de cette façon.

Sorry for the poor french.

Robson Br

mane Para chegar no short list algum critério técnico teve que ter, pois afastaram concorrentes de peso, como o caça europeu, os russos e o f16 americano. Os critérios do processo da MB que foram mais adequados. Escolheu o produto, definiu a parceria é não deu chance a esta celeuma. Já pensou se fosse adotado os critérios da FAB, nunca teríamos o desenvolvimento do nosso sub nuclear, pois os adversários do Brasil teria tempo de contestar. o problema dos caças é mais político do que técnico. No caso de Taiwan é estratégico. A pressão da china é grande, mas o… Read more »

gerson (fronteira sul)

É ISSO AI!
NA FAB TEM GENTE QUE PENSA.

NÃO ADIANTA ESPERNIAR…SE FOSSE PRA DAR RAFALE JA TINHA DADO.

VAI DAR F-18E/F SUPER HORNET.

Rodrigo

Este problema de montagem errada em Taiwan, aconteceu com um exemplar ou com a frota toda ? Pelo que eu entendi eles erraram feio em um avião, mas isto não isenta os custos astronômicos de manutenção.

Tem outra…Se os erros são frequentes é porque a manutenção é complicada. Eles só erram nos Mirage e não erram no F16 ?

Estranho, hein ?!

A-Bomb

Pelo texto que o Hornet passou os Emirados Árabes Unidos estão pensando em comprar 60 aeronaves.

Se o Brasil comprando 36 caças a Dassault esta dizendo que vai passar TT e vai subsidiar um projeto da Embraer (ajudar concorrente?) imagine o que tera que oferecer aos Emirados então.

Para os Arabes teram que dar até a Carla Bruni para o ditador local.

Por isso acho estranha essa tal Tranferência irrestrita ou 100% dos franceses.
È muita esmola algo esta errado.

Caetano

Ops! Será que aqui no blog vai ocorrer o mesmo que ocorreu no caso Scòrpene x IKL, onde os especialistas das F.A. não souberam escolher a melhor opção para a força, como sugeriu vários comentários dos blogueiros de plantão?

Obs: Se a FAB encontrar dificuldade em avaliar as propostas, pois incluiu no short list uma aeronave que (nuuuunnnca) vai poder operar, como sugere alguns aqui, é só dar uma olhada aqui, porque aqui está cheio de especialistas de plantão, que estão fora das F.A. …

A-Bomb

Caetano

Não é preciso ser especialista para ter opinião própria.
Se for assim muito poucas pessoas poderiam postar algo no forum.
Provavelmente incluindo voce.

OBS:grande especialista é o presidente da republica!!!

ABs.

Thierry

Felipe, obrigado pouco por ecrire em francês eu nunca tenho learnt o portuguais e assim uso um software automático (60-65% compreensível!) A visita de deputa na França é amendoins como diz Americains Moi que eu falo sobre chamada porque oferta modificou à última hora em Sul Coréia + a polícia de procuras para o societe de relações públicas de Dassault para Seul + sobre invenção de subornos para discrediter Dassault por um armee de coronel do coreenne de ar (visão) = história de même (história) finalmente aquele Thomson Alcatel-Raytheon em 1994 SIVAM eu permaneço um aliado do E.U.A. para o… Read more »

Rodrigo

Caetano, levando-se em conta que a FAB quer distância dos Rafales. Por que ir contra ?

Caetano

A-Bomb

Obs: O presidente da república pode não ser “o especialista”, mas é quem dá a “canetada final” no Fx-2, o que considero eu, já é muito importante.

Fernando (FGRpapa)

Começo a achar que a frase do presidente sobre a preferência pelo Rafale foi osquestrada visando efeitos em diversos cenários, desde o apoio francês ao Brasil nas eleições externas incluindo a ONU e as olimpíadas até “dando uma forcinha” para as vendas do Rafale decolarem nos países da OPEP. Pode até ser que não haja negócio nenhum com o Rafale, mas a frase já deve ter surtido o efeito desejado. A França já tinha acordado a construção de um quartel/forte nos Emirados Árabes, e três Rafales ficam de plantão por lá, cuidando da entrada do Golfo Pérsico… o início das… Read more »

mane

“Para chegar no short list algum critério técnico teve que ter, pois afastaram concorrentes de peso, como o caça europeu, os russos e o f16 americano” Caro Robson, a definição da shortlist é feito com base em um pedido de informações (RFI). Com base nas respostas recebidas a FAB elimina aqueles que de antemão não atendem aos seus requisitos e define uma short list. As propostas são solicitadas somente aos participantes da short list. Não sei como se pode dizer que foi feita uma avaliação em uma etapa anterior ao recebimento das propostas. “Os critérios do processo da MB que… Read more »

Reportagens especiais

Por que o canopi do Gripen abre do lado direito?

Em mais uma matéria sobre nossa visita às instalações da Saab em Linköping, trazemos a resposta a uma das perguntas frequentemente...
- Advertisement -
- Advertisement -