Home Indústria Aeroespacial Novela dos caças

Novela dos caças

65
15

vinheta-clippingNão é unânime no setor aéreo o diagnóstico da Embraer, de que a sueca Saab tem a melhor proposta para a venda de caças à FAB. A AEL, de Aeroeletrônica, está alinhada com o governo. Diz que a francesa Dassault é a melhor escolha: estaria à frente no quesito transferência tecnológica.

FONTE: Coluna Negócios & Cia, assinada por Flávia Oliveira, do Jornal O Globo / COLABOROU: Amandio Fernandes de Brito

15 COMMENTS

  1. Galante, e Embraer colocou o Rafale em último lugar em todos os quesitos. Lembro-me que em um artigo (não posso precisar onde li), a Aeroeletrônica colocou o Gripen como sua preferida. Já em tempo…..Que tal colocar aquela matéria que saiu no dia 25/09/2009, no The Washington Post, onde o Lula, pela segunda vez, falou que o Rafale é o vencedor ??

  2. De certa forma não compensa mais para a Aeroeletrônica tentar chupinhar algo dos franceses, que partir para um desenvolvimento próprio ?

    Viajei ?

  3. Já está definido que vai ser o Rafale. Acho que isso é fato consumado.
    Que vamos ter apenas os 36 e não mas do que isso é bem provável.
    Que podemos depois da eleições caso o atual governo não consiga colocar sua sucessora na Presidencia, podemos ter o GripenNG junto com o Rafale.
    Podemos tb sofre com o embrago do futuro governo sobre as futuras aquisições para as Forças.

    Enfim, no próximo ano teremos eleições e tudo pode acontecer….
    Se esse Fx2 não sair até o final do ano com certeza não saíra mas e vamos esperar mas uns 2 anos para poder tomar outra direção e assim vai nascer o FX3.

    Abs.

  4. Complementando o comentário acima.

    Tenho certeza que esse Governo não vai deixar a decisão para o próximo Governo, isso vai servir como palanque para as próximas eleições assim como o PAC.

    Fico realmente triste pq nosso N.J apenas comprou o Helis MI35.
    Acho que os Heli de transporte MI17/MI171/MI26T, poderiam ser adquiridos tb.
    Teríamos uma grande quantidade de Helis para as nossas forças.
    Com manutenção mas barata e com uma boa qualidade de equipamento.
    Mas quem sabe em um futuro próximo poderemos ter um Mix de EC725 e MI17/MI171 e MI28.

    “Desculpe pelo Off Topic”

    Abs

  5. A síntese do problema em relação a essa novela é que quem entende do assunto não manda em nada (FAB), e quem manda não entende bulhufas(Lula)…

    —————

    Ao meu ver a FAB deveria ter o poder de escolher o caça, eles teriam de justificar isso ao congresso, e ponto final, restaria ao presidente sancionar…

  6. Lembremos todos de que a Embraer não é mais uma empresa estatal, muito pelo contrario.
    Muito interessante pois, a todo momento, aparece alguma manifestação de posicionamento desta. Existem 2 opções.
    1º- A Embraer tem um grupo acionista majoritário que se não me engano é Bossano, que Caga e anda para o Brasil e os brasileiros, e irão levar uma vantagem enorme com esse repasse de tecnologia patrocinado pelo governo brasileiro(ou seja, todos nós), o que a Embraer irá dar ao Brasil de retorno com esse repasse todo? Iremos ser ressarcidos em algum projeto futuro?
    Quando for modernizados os A1 ou A4 teremos algum desconte… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, duvido.
    2º – Tem alguém pagando, e pagando alto para essas manifestações de apoio nada gratuitas das em prol de um ou outro concorrente.
    Já estava definido a tempos, de que o vencedor seria o Rafale, em junho ou julho mais ou menos já havia comentários no blog de que o anuncio seria feito na visita de Sarkozi em setembro.
    O resto que esta acontecendo não passa de chororó de perdedores, daqueles times de futebol que no dia seguinte fica dizendo que se não fosse aquele pênalti não marcado!!!!!
    Estranho alguns brasileiros ficarem malhando um ou outro concorrente, pois qualquer um deles não seria muito melhor do que AMX, F5, F2000?

  7. MarceloRJ
    Concordo contigo.
    Acrescento mais: como o Gripen é um avião no papel, que nem o projeto definitivo existe, o interesse da Aeroeletronica é vender produtos Israelenses, seus proprietários. Pelo tempo que falta para terminar o projeto do caça e para iniciar a produção, certamente o resultado final será um “F5M” mais moderno. Basta olhar o tempo que gastou para o desenvolvimento do F5M e o que está gastando para desenvolver o A1M e o A4M. É fria. Tem muito dinheiro bancando esse chororô pro produtos americanos e Israelenses (neste ítem inclui o Gripen NG que de se fosse comprado pela FAB teria muito pouco de sueco).

  8. Sem dúvida, tem que ter o pé atrás com essas manifestações, porque cad aumvai querer puxar a brasa para o seu assado. Desenvolver onde ganham mais. Só nos resta esperar. Tomara que não passe mais muito tempo…

  9. No Brasil é normal se puxar a brasa para seu assado! o que importa o que é melhor para o Brasil, sua defesa, e sua estratégia! o resto vem em segundo plano, e não deve ter peso de decisão tão forte assim!

  10. É interessante e de se Estranhar, que de uns dias pra cá todo dia sai uma matéria em algum Jornal de grande circulação, exaltando as vantagens do Gripen ou o F-18, mas nenhuma sobre o Rafale.

    No Jornal “Estado de Minas” de hoje tem uma matéria de pagina inteira falando da proposta da SAAB, para a CDN no Senado.
    Sobre o Rafale, só a mensão do acidente com os Caças da Marine Nationale.

  11. Com toda certeza Challenger, é só notar que as matérias saem somente em grandes jornais FLSP. ESP. O Glo…EMG…se elas não são pagas, os jornalistas estão muito sem matérias para fazerem!!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here