Home Indústria Aeroespacial ‘Tucanos voam para os States’

‘Tucanos voam para os States’

162
108

a-29-4

vinheta-clippingNesta guerra econômica que se trava entre empresas aéreas estrangeiras e brasileiras, a Embraer acaba de vender para os EUA, nada mais nada menos, que 100 tucanos. E não para por aí. Uma nova remessa de tucanos será vendida para aquele país. A informação foi dada a este colunista pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim.

E em relação ao “blá blá blá” sobre a compra dos jatos supersônicos, ainda não há nada de concreto. Como eu disse, não passa de um “blá blá blá”.

FONTE: http://www.gilbertoamaral.com.br – Via NOTIMP / COLABOROU: Eduardo Farias

108 COMMENTS

  1. Se for verdade, uma excelente notícia, pois o país mais “forte” militar e tecnológicamente usando um produto nosso.

    A Embraer está de parabéns.

    Sds

  2. Alguem pode me informar se os super tucanos vão pra USAF, treinamento???

    Aí tem, o que os USA tem de melhor são armas…..dai compra nossos tucanos…aí tem.

    Abraço

  3. Os americanos compraram Super Tucanos ????????A maioria achava mais fácil uma vaca dar leite em pó entalado e cantar opera em Latin do que a Embraer faturar está .
    vi que a Colômbia esta negociando um lote de 10 ST por U$$ 70 mi , a Indonésia esta negociando a compra de 16 ST.

  4. Só acredito, VENDO! Até mesmo porque, a fonte está mais para colunista social que político.
    A hora que sair o anúncio oficial, beleza! Grande e importante venda. Vale, então, um parabéns à Embraer.

  5. A se confirmar a venda dos ALX.

    Será que é a desforra contra a promessa de futura compra dos 12 KC-390 pela França?

    Super Hornet à caminho?

  6. Tomara que seja verdade e das puras.

    Se for, parabens a EMBRAER.

    Li tb sobre a colombia, más a indonesia é novidade.

    Se firmarem todos os contratos, o ST tem de tudo para se igualar ou superar o Tucano.

    Vamos torcer.

  7. Venda casada: Super Tucano pra lá, Super Hornet pra cá?
    E como fica o que o Lula disse pro Sarkozy e o Sarko declarou por ocasião da reunião da Assembléia da ONU?

  8. Olha só! tomara que seja vedade! que o USA estejam nos vendo com “outros” olhos! show!

    Começo a simpatizar com os SH na FAB… he he..
    que sabem os USA não mandam o F-15SE…

    mas não estou acreditando ainda! 🙂 me belisquem!

  9. Caracas, quer dizer, Cacildis!! (se não vão dizer que eu sou Bolivariano…)

    Se for verdade, o Obamis tá querendo nos agradar mesmo… Então devemos ter perdido na votação do COI para 2016. Como prêmio de consolação, a Casa Branca resolveu comprar uns tucaninhos pra nos consolar, he, he, he!! Agora, falando sério, boa notícia mesmo. Mas será que está atrelada de alguma forma ao FX-2?

    Outra coisa: a Embraer está mesmo desenvolvendo uma nova versão do Super Tucano? É a versão naval? Como disse o xará Luís, em outro comentário, “aí tem…”.

    []s a todos do blog.

    Luiz

  10. MAS BAH, TCHÊ!!! 100 SUPER-TUCANOS PARA A TERRA DO TIO SAM??? ESPERO QUE VENHAM OS FA-18 BR PARA O BRASIL. DENTRE OS TRÊS DO FX-2, EU PREFIRO O TESTADO E APROVADO EM COMBATE… ‘;’

  11. A Indonésia estaria interessada no ST para substituir os OV-10 Bronco faz tempo que isso era cogitado, algumas pessoas que eu conheço que trabalham na Embraer disseram que está em negociação, espero que seja verdade.

  12. Se for verdade, o blog deu um grande furo de reportagem, pois essa notícia ainda não saiu em nenhum lugar. Ficamos na espera de confirmação.
    Agora, certo mesmo é a venda de mais dez unidades para a Colômbia. Quanto a venda para a Indonésia também nada foi divulgado até o momento.
    Mesmo contando como certo apenas a aquisição pela Colômbia, o Super Tucano vai abrindo o seu espaço, comprovando que, em sua categoria, não existe avião mais avançado e qualificado para o combate do que ele.

    Abraços!!

  13. A venda dos ST não está amarrado no FX-2. Mesmo o F-18 perdendo, a venda poderá ser feita.

    Essa notícia já corria por ai de forma não oficial. Mas eu acredito que não está tão proximo de afirmar que já está vendido.

  14. Bem, se realmente é verdade isso é uma bomba, embora não seja notícia oficial.
    Luiz Antônio Cavalcanti também tenho a mesma opinião “Mas será que está atrelada de alguma forma ao FX-2?”
    Quem se lembra dos meus posts mais antigos eu dizia sempre se os EUA querem ver o Brasil com SH terão que jogar por igual para o mesmo lado, veremos se é isso que vai acontecer.
    Assim que for confirmado esta notícia isto pode ficar assim.
    SH no Brasil, ST no EUA e parceria na construção do K-390… ok posso estar a dizer anormalidades. Espero que não. A França que ira detestar mas o que está em 1 lugar é os interesses do Brasil.
    Não conheço o colunista, estive a pesquisar para ver se nos EUA tinham feito referencia a isto mas não encontrei nada.

  15. não sei não… tem algo errado nisso. intuição…

    quanto a uma nova versão do Super Tucano, alguem tem mais novidades, mais informações ?? Uma versão naval seria interessante…

  16. Aqui mesmo no blog li uma notícia de que os americanos queriam um novo caça mais apropriado para combater guerrilheiros no afeganistão, só não lembro de que data era a reportagem. Nela diz que o ST estava cotado. A mesma reportagem deixava a entender que este avião era mais apropriado que um F22 ou F35 da vida pra este tipo de missão.

    Estou sem tempo de procurar o post…

  17. A Indonésia opera aquele treinador sul-coreano, existe e faz tempo, concorrência p/ algumas aeronaves FAC na qual ambos os designs seriam concorrentes.

  18. HAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAH!!!

    O cara que escreveu isso tem imaginação, deveria se candidatar a escrever estórias infantis.

    1. Não há anúncio oficial;
    2. Não houve nem especulação sobre assunto parecido com este;
    3. Nos EUA, se produz avião nacional similar o Texan II;
    4. A Boeing estpá ressucitando o OV10 Bronco;

    Uma notícia assim seria dada pela grande imprensa antes de chegar em um blog, por enquanto, é especulação ou delírio, sem contar que a matéria cita “tucanos” e não “super-tucanos”.

    Acredito que a Colômbia tenha interesse em mais 10 ST(s) e mesmo que a Indonésia pretenda comprar 16. Essas são notícias com fundo de lógica. Mas os EUA comprarem assim um material militar de outro país é delírio!

  19. Eu vou com o Silvio Santos nesta … só acredito …. vendo !!!!
    Mas se for verdade (e tomar que seja mesmo) Parabéns ao Brasil, e como contra partida que venham os Super Hornets, pois aí o Brasil vai ter feito as barbas, bigode e as unhas juntos tudo no mesmo lugar ou seja, no salão de beleza do Tio Sam.
    Neste caso, o Zarcosi não vai ter lugar para esconder o narigão dele de tanta vergonha rsrsrs

  20. caros amigos,

    Como já foi comentado neste site eles já haviam testado com sucesso um tucano para a nova estrategia de combate aproximado e acho que agora estão comprando. veja que para uma suposta tomada de regiões amazonicas o tucano seria ótimo para eles devido sua manobrabilidade e baixo custo de operação.

  21. Senhores,
    Já pode mandar entregar os Super Hornets F18E/F.
    O pior é que mesmo com esta encomenda dos Tucanos, fala mais alto o anti-americanismo do governo atual.
    Abs

  22. Acho que sem dúvidas o ST é o melhor em sua categoria,os americanos nao fariam uma aquisição dessa expreção apenas para vender 36 caças F-18 para o Brasil. No caso de aquisição de material eles sempre foram profissionais,porém quando a esmola é muita,o santo desconfia,e com todo esse murmuro de assuntos que interessam diretamente aos EUA,(Chavez,Amazônia,bases na Colombia,etc…)tudo isso pode fazer parte de algo maior que apenas compra de material bélico.O resto é esperar pra ver!!

  23. 100 ST para Tio Sam?
    Nada mal.

    Mas dai quando que chegam os Super Hornet para o Brasil?
    Caso seja verdade esta cheirando virada de mesa.
    Sera que vão puchar o tapete da França?

  24. Caros amigos,

    Portal G1

    A Embraer confirmou nesta sexta-feira (6) que vendeu um caça turboélice para uma unidade da Blackwater Worldwide, maior empresa de serviços de defesa do mundo, e afirmou que o aparelho não será usado em operações no Iraque.

    A venda do Super Tucano, primeiramente informada no domingo, foi liberada pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos, segundo Fernando Ikedo, vice-presidente de inteligência de mercado para mercados de defesa e governo, durante coletiva de imprensa em Paris.

    “Vendemos um Super Tucano para a (subsidiária da Blackwater) EP Aviation, mas somente para uso de treinamentos nos Estados Unidos”, disse o executivo. “Não há ligação com o Iraque”, acrescentou.

  25. A Embraer é uma sociedade de capital aberto. Se tivesse firmado um documento vinculante sobre uma venda deste porte teria que ter publicado um “Fato Relevante”. Esse colunista social confundiu possibilidade e estudo com negócio fechado.

  26. Caros amigos,

    Quanto a uma virada em cima dos franceses acho muito dificil, nem que eles compracem dos os tucanos da embraer. se os EUA quizessem ganhar esta concorrencia teriam colocados algo como a liberação da venda do etanol do Brasil lá e tirado as taxas do algodão e da laranja, ai sim o Lula ia ficar feliz e comprar os SH.

  27. Esse Gilberto Amaral é um jornalista caquético que vive de vender espaço publicitário na sua coluna.
    Não sabe diferenciar um avião de uma tartaruga.
    O NJ deve ter falado da avaliação que a US Navy está fazendo do Tucano e o cara já noticia uma venda.

  28. E NÃO PARA POR AÍ!

    Fiquei sabendo que o Brasil vai exportar um lote de novíssimos Saci-Pererê pros EUA. E que o MRE foi sondado a respeito de um leasing a ser feito de Iara (a mãe dágua), que caiu muito no agrado de Mr. President…

    E que dentre as negociações a serem anunciadas está a da Raytheon, que estaria interessada na tecnologia dos “pés-voltados” do Curupira, que seria essencial para equipar o projeto de exo-esqueleto pessoal produzido por aquela (dá mais velocidade na corrida).

    Por fim, a BOMBA DAS BOMBAS: o Tio Sam quer comprar a Mula-sem-Cabeça-que-solta-fogo-pelas-ventas, que é pra combater o Taleban no Afeganistão pois, como ela é imortal, eles não teriam que se preocupar com peças de reposição, etc.

    Sds.

  29. Vejam um detalhe:

    A informação foi dada a este colunista pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim.

    Será que o jornalista ou colunista como queiram chamar queimaria o seu filme desta maneira se não fosse verdade?
    Caso o Ministro NJ desmentisse o mesmo em publico este perderia completamente sua credibilidade.

    Vejem bem ele disse que a informação partiu do proprio Jobim.

    Eu acho extranho os Tio Sam levar para casa uma derrota No FX2 e dar como brinde ao Brasil essa compra.

    Se for verdade deu SH na cabeça.

  30. Sei não, acho difícil, uma vez que tão querendo reavivar o velho Bronco OV-10 X, e a questão da produção, empregos pra americanos nessa crise é primordial.

  31. Acessei o DefenseNews e o Jane’s Defense e não vi nada. Só achei uma notícia de março deste ano sobre um teste que o comando de forças especiais está fazendo com um Super Tucano. Na entrevista, o comandante diz que a tropa está gostando muito, mas ressalva que o modelo em teste “não pode ser lançado de um porta-aviões” (palavras dele).

  32. Caros

    Ta dificil de acreditar NJ dando um furo jornalistico deste para um zé mané, passando por cima da grande mídia,
    Além do que sem o Presidente aparecer na foto,He, He,.

    Será que não uma unidade já vendida e o zé mané em vez de ver 1 tá vendo 100.

    Abs

  33. “…. As aguas vão rolar… garrafas cheias eu não quero ver sobrar,… sacarolhas, eu bebo até me afogar….” Gluuuúk!
    EU acho que tem nego que ñão saiu do porre do carnaval KKKKKKKKKKKKKK

  34. Pra que comprar Texan II, se meu País fabrica ST?
    Eu pensaria mais ou menos assim se fosse americano, sei não hein. Mais 100 unidades, nada mal em.

  35. Diria que pode haver três hipóteses sobre essa informação:
    1ª- O tio San, por já ter testado o super tucano, optou pelo mesmo como arma auxiliar, dado ao seu alto grau de eficiência em combate.
    2ª – O Brasil irá adquirir, sem que haja cancelamento com os franceses, sobre os rafales, um pequeno lote de SH, e em contra partida, venderíamos os 100 ST, para que a balança comercial brasileira ficasse equilibrada, dado ao valor unitário do SH, em relação ao ST.
    3ª – Seria simplesmente porque os Estados Unidos e o brasil, estão envolvidos em muitos acordos, totalmente desconhecidos de nós, simples mortais. Lula é o cara!

  36. Compram 100 ST para agradar o Lula e 1000 Texan II para agradar a opinião publica americana.
    Uma força do tamanho da deles, poderiam comprar até um terceiro modelo, tem espaço para todos.
    E afinal o nosso é melhor que o deles mesmo, chega de nos rebaixarmos sempre.

    Más por via das duvidas, melhor esperar a comfirmação dessa noticia aí.

  37. So acredito vendo…

    Ainda mais que estão cogitando a volta do OV-10 Bronco…

    Sou Brasileiro roxo e daqui não abro mão, sou bairrista pra caramba e defendo Brasil onde for… Mas pô eu sou realista tambem nê.

    [ ]´s

  38. The Capitain,
    Deixemos a Carla Bruni fora desta conversa que com ela por perto vamos perder o foco da conversa fácil, fácil … se é que você me entende, rsrsrsrs

  39. to com vcs turma o Super tucano é o melhor, mas eles tem o Texan II que é parecido, fabricado lá e dando emprego lá… só esperando mesmo pra ve.

    (dificil)

  40. Quer dizer então que os americanos andam lendo este blog e aceitaram a minha idéia de desenvolver os “sapatos voadores” contra os insurgentes (comentei na matéria sobre o Bronco), com tecnologia Iraquiana, assim eles desistiram de ressuscitar o Bronco.. como já haviam testado o ST e ele é muito superior ao T-6, decidiram ficar com “sem” (100) Tucanos…é isso???

    Se não for isso, então não entendi nada…não poderia ser verdade…não é mesmo???!!!

    abraços

  41. A Força Aérea dos Estados Unidos analisa a possibilidade de encomendar à Embraer a entrega de 100 aviões Super Tucano para reestruturar sua frota de aeronaves leves de ataque. Os militares americanos concluíram que não possuem equipamento adequado às ações de contra-insurgência em terrenos acidentados, como ocorre hoje no Afeganistão. Uma decisão é aguardada para o fim do ano (esse)

    O cara que falou que o Texan 2 é similar ao ST está errado, pois o Texan 2 é usado somente em treinamento e não em combates reais.

  42. Turma,é a primeira vez que faço um comentario, sobre o assunto da venda dos ST para os americanos,eu espero que se confirme, pois os americanos já estão fazendo teste com os ST a mais de um ano em sigilo,só revelado a pouco tempo atrás pela marinha americana,e que estava tendo conversa com os marine e a usaf, para a compra dos ST, porque eles mão tem nenhum avião nesta categoria ,porque o Texan II é so um avião para treinamento,que não foi projetado para luta anti-guerrilha .enquanto o ST foi exaustivamente testado nos ambiente mais rigorosos ,pode voa por mais de 06 horas ,servi de estação de comando e apoios para grupo de forças especiais com seus armamentos de ataque precisão.tudo com um custo muito menor que qualquer caça que os USA tem hoje,pois os custo das guerras do IRAQUE E AFEGANISTÃO ESTÃO BEM ALTOS. ate para eles, e acredito muito .na capacitade dos ST que nossa industria desenvolvel junta a FAB para sanar nossas necessidates ,e que agora se destaca no mundo. parabéns BRASIL .

  43. Pelo andar da carruagem e pelos bastidores. A FAB esta prestes a receber não um… mas DOIS MODELOS de caças… veremos nos céus brasileiros 36 Rafales e muitos Super Hornets… SE isso se confirmar.. teremos um tremendo salto em termos de equipamento. seremos o irmão forte do sul.

  44. Aonde fica a transferencia de tecnologia tão cobiçada pelo Governo Brasileiro, uma vez que, a Boeing já disse que não abrirá mão do código-fonte?

    Não creio que seja uma venda casada, se é que é verdade, em função da Transferencia de tecnologia e da ideologia do governo, notadamente, anti-americanista.

    A compra de dois modelos diferentes, EUA e França, ao mesmo tempo também exigiria um esforço de logistica, manutenção e tudo mais relativo, o que não parece ser a intenção do governo.

    Por fim, seria excelente mas americano não dá ponto sem nó, e a fatura certamente será apresentada com um valor amargo caso seja verdade.

  45. Hm… não sei não.
    Mas o ST agradou uma empresa de segurança privada dos EUA (Black Water).
    Não vejo como impossível, o tio Sam comprar o ST (até pq favoreceria as indústrias americanas q participam na fabricação do ST).

    O jeito é aguardar o pronunciamento oficial.

    Qto ao F-X2, por mim eu cancelaria o programa e compraria os Su-30 Russos e entraria de cabeça no PAK-FA 50.

    Agora eu delirei.

    Abraço.

  46. Eu só sei o seguinte :
    Naquele filme, Independence Day os caças alieníginas tinham que alinhar com o alvo à frente para acertar com o laser. Por algum motivo desconhecido, os ETs conseguiam viajar 1 bilhão de sextilhões de quilômetros no espaço, mas não tinham tecnologia para um laser com mira automática.
    Por isso, que a NCC-1701 era boa, mandava um torpedo fotônico e o inimigo virava pó! rs
    Sobre o que que era o post mesmo? Á tá! sobre isso não vou comentar não!

  47. Vamos aguardar a confirmação, já que os yankes estavam querendo trazer o Bronco novamente.

    Vamos aguardar a confirmação da venda ela Embraer, já que se isso fosse verdade a própria Embraer já tinha jogado para a imprensa.

    Abs.

  48. Apesar de nosso Ministro da Defesa ser uma pessoa de pouco conhecimento militar e falar muito, não acredito que faria um comentario deste tipo, sem que isto fosse uma verdade. Espero que esta venda sirva como um teste de verdade para o ALX. Sei que o avião já foi utilizado pela Colombia com sucesso em missões reais, haja visto o pedido de mais aeronaves. Porem, acredito que na mão dos americanos, a aeronave ganharia credibilidade! Não acredito que seja uma compra casada, e mesmo que fosse, estariamos muito bem com Super Hornets!

  49. UM PAIS COMO OS EUA QUE FABRICA F22 E ONIBUS ESPACIAL COMPRAR SUPER TUCANO ? AINDA MAIS QUE FALTA ALGUNS DIAS P/ O FX 2 ALGO ME DIZ QUE VAI DAR SUPER HORNET.

  50. A informação não foi confirmada.

    Nos USA, tanto a USAF (para uso em missões COIN no Afeganistão)quanto a USMARINE CORPS (esta está avaliando o ST no programa chamado “Imminent Fury”).

    Acompanho quase que diariamente os programas, mas não há notícias recentes.

    Se for verdade, senhores, é só o começo.

    Sds.

  51. Senhores,

    A notícia destes 100 ST para os USA (USAF), está descrita num post que fiz aqui no Aéreo (veja link abaixo) e teve mais de 70 comentários. A busca do Blog existe para isto….. só que até agora não se pode confirmar a Embraer como vencedora do projeto da USAF.

    http://www.aereo.jor.br/?p=10432

    Sds.

  52. A USAF lançou um pedido de informações para compra de 100 caças leves e reconhecimento armado para o programa Light Attack/Armed Reconnaissance (LAAR) com entrega em 2012 com e entrada em serviço em 2013. A especificação é de um turboélice biposto, com teto de 30 mil pés, câmera de vídeo, datalink, supressor IR, alerta radar e cabine blindada. As armas inclui canhão, duas bombas Mk82 e foguetes de 70 mm. Os competidores incluem o Air Tractor AT-802U, Super Tucano, AT-6B e PC-9. A USAF estuda criar uma ALA de contra insurgência e guerra irregular. Junto com a compra de cerca de 50 aeronaves semelhantes o total pode chegar a 150 aeronaves. O pedido foi lançado junto com outro para compra de 60 aeronaves de transporte leve com capacidade para seis tropas e pequenas cargas para operar em pistas austeras para o programa Light Mobility Aircraft (LiMA).

    Faz sentido. Se for verdade, um tremendo furo de reportagem.

  53. Seria bom d+ se fosse verdade!

    Pode até ser que seja. Americano não entende nada de novela brasileira(FX) e não tem paciência de assistir até o fim, hehehehehe….
    Apesar que o FX não tem nada a ver com o negócio entre EMBRAER e US Navy. O negocio vai ser fechado independentemente do FX!

    Se a venda dos super tucanos aos EUA realmente aconteceu. Tambem foi uma boa para a US Navy! Se não me engano o Super Tucano é a melhor aeronave de combate do mundo, no quesito contra insurgencia!!! (me corrija se eu estiver errado)

    PS: Eu ainda escrevo cartinha para o papai Noel… hehehhehe…

  54. Não seria o caso dos editores do blog entrarem em contato com a assessoria de imprensa do MinDef, a fim de confirmar (ou não) a pertinência da matéria do colunista ?

  55. Tomara seja verdade, embora eu não tenha visto nada a respeito, mas num negócio desses, também não seria de estranhar não haver vazamento de notícias, é muita grana em jogo. Vi algo sobre mais 10 unidades p/Colombia, o que apesar do nr. menor de aeronaves, também é um bom negócio, vou ver se acho ações da Embraer, para compar, bem “baratinho”

  56. Não esqueçam que o desenvolvimento do ST foi encorajado pela idéia de uma plataforma caçadora de helicópteros de ataque, idealizada pela USAF.

    Notícia muito boa para ser verdade. Espero que sim.

  57. Amigos,

    Seria um grande barato se o “turrão” do Jobim desse uma notícia dessa envergadura justamente a um “colunista social” … não sobre a compra dos ST mas que “a compra dos jatos supersônicos, ainda não há nada de concreto’ …

    ABC
    kaleu

  58. Srs, pensem em custo quando avaliarem o porque que os americanos estão adquirindo nossas “vespas voadoras”! As vezes muita tecnologia e de alto custo sem ter onde emprega NÃO serve de nada! vira elefante branco ou ítens de adoração sem produtividade.
    Eu ainda não sei porque o MD e os grandes estrategistas ainda pensam em comprar e fabricar ideias de outros países! O Supertucano é um exemplo de investimento tecnológico que dar e que deu certo. Nos poderemos fabricar qualquer tipo de AVN para qualquer tipo Teatro de Operações TO que as FFA necessitam.
    Cadê a valorização de nossa inteligencia? Viramos compiadores de modelos aleios? Não temos capacidade de “INVENTAR e FABRICAR modelos de AVN aqui no Brasil que seja genuinamente Brasileiro? Nossa universidades são incapazes de formar uma inteligencia aeronáutica com capacidade de projetar, fabricar meios aéreos a altura de outras nações? As futuras gerações deverão somente decorar o texto escrito por outras culturas? Será que temos que se manter amarrados uma cultura de inferioridade industrial? Porque que nossos orgãos de estudos estratégicos não estão sendo aproveitados e principalmente ouvidos por aqueles que se dizem ser intelectuais? Será que a EMBRAER ou outra empresa da area de aviação a ser pensada, planejada e expandida no Brasil para aumentar nossa capacidade produtiva, NÃO tenha essa capacidade de produzir do helicóptero ao avião e entrando em belonas cargueiras de transporte aéreo e navios multiemprego.
    Desculpem os amigos, pois só sou um patriota e pensador, tenho orgulho de nossa capacidade racional.

    Sou um leitor assíduo desse blog e gostaria de ler materias relacionadas a estudos sobre minhas indagações acima.
    Obs: Que seja Tupiniquim!!!

    Muita gente leu ou lerá Sunt-zu e Maquivel.
    Leiam sobre a cultura estratégica de Nossos Generais! vocês iram se deliciar com seus pensamentos defensivos e emergentes culturalmente. Tudo isso que nos estamos vislumbrando agora com compras e repasse de tecnologia de outras nações, nossos brilhantes estrategistas ja pensavam! e diferente! com outra ótica.

    No Vietinã os americanos não conheciam o poder do inimigo, porque eles guerreavam com avançada tecnologia, e os vietinamitas com a cabeça!
    Abraço.

  59. “Caso” seja “verdade”, de alguma forma vamos perder. Os EUA nunca perdem em nada, as vezes pode parecer o contrário de início, mas com o tempo vcs verão!
    Vão nos passar a perna!

  60. Se cada ST sai po $ 10.000 milhoes, 100 ST vao sair por 1 bilhão de dolares.. Seria bom para EMBRAER, para os fornecedores, para o governo, enfim para todos nos..
    abraço

  61. Claudio,
    A simples absorção de tecnologia já desenvolvida por outros países
    ( se compartilhada )já vai demandar anos de estudo.
    Não temos conhecimento sequer a respeito de materiais compostos de ultima geração.
    Não produzimos nem mesmo o motor do Super tucano ,as metralhadoras são produzidas sobre licença entre outros componentes.
    Não seja ufanista achando que podemos do nada gastar incontáveis bilhões e esperar por décadas para produzir por conta própria algo que vai estar ultrapassado quando entrar em operação como um caça de quarta geração quando estiverem voando projetos de sexta ou sétima geração.
    Aqui neste blog tem um exemplo recente sobre o desenvolvimento do AMX , um projeto conjunto com a Itália que depois de muitos anos sequer tem um radar obsoleto instalado.
    Se você acha que se amarrar a uma arvore com uma AK na mão como faziam os vietcongues era usar a cabeça ,boa sorte com sua filosofia de vida.
    Abração

  62. Independente de ser verdadeira ou não, não seria uma fabricação local, ou seja, os empregos não seriam gerados aqui. Todo o material militar americano tem q ser fabricado lá. Qdo. cogitaram a venda dos ERJ-145 para o Exército e Marinha americanos, a produção seria em instalações na Florida.
    A importãncia desse sistema de armas de baixo custo, em uma situação de economia travada é um fator preponderante, não podemos perder esse momento, o marketing deveria ser bem agressivo. Temos “o produto”!

  63. Tucanos ou Super Tucanos?
    Se forem Super Tucanos corrige aí!
    Mesma coisa do Hornet ou Super Hornet!

    Mesmo que não existisse Tucanos, o nome correto seria Super Tucanos.

    Coisa feia viu!

  64. Felipe CPs…

    A venda da mula-sem-cabeça foi vetada pelo EB. Parece que os EEUU queriam TT e o CETEx vetou…

    Balão total..segura na cordinha e vôa quem quer…no site da embraer não diz nada e olha…seria pra colocar em front page.

  65. O PROJETO FÚRIA IMINENTE DA US NAVY

    Na US Navy, o A-29 esteve atuando em testes como avião demonstrador de conceito dentro do Projeto Fúria Iminente (Imminent Fury), tendo sido aprovado com louvor.

    O Fúria Iminente é uma iniciativa classificada (secreta) da Marinha dos EUA para resolver necessidades urgentes dos combatentes em terra. Em 2009, o Super Tucano já encontrava-se reconhecido pela US Navy como sendo fundamental para emprego em apoio aproximado a tropas terrestres.

    De acordo com o capitão Mark Mullins, um oficial naval de guerra especial servindo como o director-adjunto do novo escritório de Guerra Irregular da Marinha no Pentágono, o Super Tucano pode pousar em uma pista não preparada, como uma estrada, ser reabastecido em questão de minutos e enviado de volta para a briga.

    Segundo Mullins, “não é sobre voar de 1.000 milhas de distância, jogar algumas bombas de milhares de libras e sair. É sobre como trabalhar com a força terrestre, fazer a preparação de inteligência do espaço de batalha, fazer uma retransmissão de comunicação, apoio aéreo aproximado, olhos no alvo e se houver movimentação do alvo, manter-se com ele, mirando-o, e fazer a avaliação dos danos da bomba no final.”

    O capitão Mullins disse que a intenção da US Navy é colocar quatro dessas aeronaves de um só motor na frente de luta tão rapidamente quanto possível, ou ainda em 2009. Já na fase II do projeto, essa aquisição custará US$ 44 milhões o lote. Faltariam 95 unidades (uma compra firme de US$ 1,045 bilhão) apenas para a US Navy atingir uma frota de 100 Super Tucanos, como se comenta.

    A US Navy está atrás da USAF e do Marine Corps para lhes vender o conceito do Super Tucano e emplacar a verba necessária para essa aquisição das 4 unidades. Quantas aeronaves essas três mega-forças juntas terão interesse de adquirir para suas operações irregulares, ao fim dos testes em combate no Afeganistão?

    fonte: http://www.defesabr.com/FAB/fab_embraer_a-29.htm

  66. Caros Amigos.:

    Só para lembrar…
    O “Embraer Super Tucano” é considerado o melhor avião de combate “Turbo-Hélice” do mundo.

    Abraços.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here