Home Indústria Aeroespacial Sistemas do Gripen e do Gripen NG BR

Sistemas do Gripen e do Gripen NG BR

531
75

gripen-partnersEm 23 de agosto de 2009 o Poder Aéreo publicou com exclusividade o gráfico acima, mostrando os principais componentes do caça sueco Gripen e o país fabricante. A ilustração abaixo, foi publicada recentemente pelo site Defesanet, mostrando os componentes que podem ser fabricados no Brasil, caso o caça sueco vença o FX-2.

gripen_ng_br

Subscribe
Notify of
guest
75 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Zago
Zago
10 anos atrás

Inicialmente eu estava torcendo veementemente para o RAFALE, apos alum tempo e o que os blogs vem divulgando minha torcida mudou(mesmo sabendo que a fraça já levou), agora sou NG…os caras querem mesmo transferir tecnologia e estao criticando ofencivamente o NG por ser um aviao virtual. Mas nao é isso que a FAB quer?? Transferencia de tecnologia?? Esse avião vai ter participação real no aviao, nao vai ser so no sentido de fabricação de peças e montagem, inclusive ja temos egenheiros lá, trabalhando nele. Essa politicagem vai acabar com o nosso pais em breve, e se o povo nao se… Read more »

Francisco AMX
10 anos atrás

Kaleu, eu nunca coloquei como ponto tão desfavorável a não TT! falo isso a muito tempo, vejo esta questão meio diferente de muitos aqui. Na minha opinião a EMBRAER deveria comprar ou desenvolver suas tecnologias e a FAB ter o que melhor puder! continuo achando que o avião ideal para nós seria o F-16B60, o mais barato, tem peça até na padaria da esquina, e o de manutenção e hora võo mais em conta do mercado, e faz praticamente tudo que um Gripen faz,com uma grande diferença: já existe, está pronto, é comprovado e aprovado em combate, Israel que o… Read more »

FelipeTP
FelipeTP
10 anos atrás

Só uma dúvida, a bandeira azul representa o que?

FelipeTP
FelipeTP
10 anos atrás

Ok, deve ser que não depende da suécia e sem de países terceiros.

Zago
Zago
10 anos atrás

Acredito que seja união europeia, nao no todo mas alguns paises…como alemanha e inglaterra

Francisco AMX
10 anos atrás

Felipe, Reino Unido (Inglaterra), tentaram mudar a bandeirinha para não ficar tão “colorido”, mas este caça continua como antes! Suecia, USA, e Inglaterra. Reparem que o Brasil só “participa” onde a Suécia é a detentora da tecnologia! esta é uma verdade que não mudará! não tem chance disso mudar! outra coisa par o bom observador é que, caso o Brasil viesse a participar da criação do NG, da sua produção, ativamente, o NG só vai estar pronto em 2020 e olhe lá! leva tempo para se absorver esta tecnologia! pensem nisso! QUEM TUDO QUER, PODE, NADA TER! é um risco… Read more »

Francisco AMX
10 anos atrás

Que sistema o NG usaria para guerra eletrõnica?? chaf e flare? rsrrs

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Ah, mas aí é que está a diferença, a transferência de tecnologia proposta pelos suecos é p/ desenvolver uma aeronave em conjunto.
Ao contrário da proposta francesa, que é somente p/ montar algo que já existe e pagar as contas que hoje os franceses não tem mais como bancar.

Lucas Calabrio
Lucas Calabrio
10 anos atrás
Bruno
Bruno
10 anos atrás

Tb era da torcida do rafale…mas vendo q os custos operacioais dele é um dos mais altos prefiro o gripen..ate pq dessa trasferencia de tecnologia pode sair um gripen naval ou outro avião…

Lucas Urbanski
Lucas Urbanski
10 anos atrás

Continuo a defender a idéia da FAB ter 2 vetores Rafale F3 e Gripen NG, portanto, poderíamos comprar uns 100 Rafale e comprar mais alguns lotes de NG, algo tem torno de 150 aeronaves,teríamos uma força aérea de respeito, pois os 150 Gripens gastariam em manutenção aproximadamente o que 100 Rafales consomem.

Brazilwolfpack
Brazilwolfpack
10 anos atrás

O FX-2 me recorda um filme que assisti quando pequeno…acho que se chamava “ A estoria sem fim”.

kaleu
kaleu
10 anos atrás

Francisco AMX em 26 set, 2009 às 14:14 Chicão MERMÃO … participação brasileira proposta é SIM relevante, IFF, Sist. Reconhecimento, D-Link, navegação, Displays, IRST … é o “Pontapé” inicial para o desneolvimento de um caçador tupiniquim … a proposta Suéca prevê o desenvolvimento conjunto em território nacional, serão fabricados no Brasil, com bom percentual de componentes brasileiros … os empregos serão gerados aqui … O que os franceses nos oferecem ? qual é a participação brasileira no Rafale ? … aliás tem UM SÓ componente brasileiro no Rafale … vc adivinha qual é ? … não ? … é aquela… Read more »

FelipeTP
FelipeTP
10 anos atrás

A bandeira da união européia tem estralas amerelas no centro.

Creio que estas bandeiras azuis são espaços a serem preenchidos e não união européia.

A-Bomb
A-Bomb
10 anos atrás

Nossos “amigos” bolivarianos se armando e nos nesse chove não molha.

Tem que decidir logo (se é que não esta decidido)
E tem que comprar alguns caças para tapar buraco até vir os novos porque a coisa esta feia.

Esdras
Esdras
10 anos atrás

Brazilwolfpack em 26 set, 2009 às 14:45

” A estoria sem fim” ?

não seria história?

kaleu
kaleu
10 anos atrás

Francisco AMX em 26 set, 2009 às 14:17

A Aeroeletrônica já domina esta tecno … componente implantado no F-5EM, inclusive lhes proporciona “superioridade” aos Mirage 2000, porisso na última cruzex os franceses “caiam” mais do que goiaba madura.

abraço
Kaleu

Ricardo GF
Ricardo GF
10 anos atrás

O Gripen NG é uma boa proposta em teoria, mas que infelizmente não passa do papel por ora…continuo sendo mais o Rafale pelo conjunto da obra e dos aspectos estratégicos de cooperação…ademais, a França JÁ declarou que transfere praticamente tudo sem limitação…isto significa pleno acesso a tecnologia para a própria Embraer incorporar em futuros desenvolvimentos. O resto é ladainha de fanboy do F-18, que não deixa de ser um bom caça de prateleira para o Brasil, just in case.

Uma vez mais, o Gripen NG SÓ VALE A PENA se a Embraer comprar a SAAB para acabar com a história.

Klevston kvowster
Klevston kvowster
10 anos atrás

É uma pena, continuo torcendo pelo Rafale é muito mais Caça.

Klevston kvowster
Klevston kvowster
10 anos atrás

É uma pena eles terem aceitado um caça que não existe para realizar a concorrência, por isso sou mais o Rafale.

latino
10 anos atrás

kaleu to contigo ,,,mas sabemos que a frança ja levou essa !!!

gripen seria a melhor escolha ,,,conseguiriamos chegar a 120 vetores ,,ja com o rafale duvido que vai passar dos 36

kaleu
kaleu
10 anos atrás

latino em 26 set, 2009 às 15:20

Será um milagre se CHEGAR aos 36 …

abc
Kaleu

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

“Que sistema o NG usaria para guerra eletrõnica?? chaf e flare? rsrrs”

MIDAS, se for baseado na tecnologia do Erijammer, não fica a dever nada a qq sistema frances ou israelense.

URUTAU
URUTAU
10 anos atrás

Caros senhores Creio que seria uma boa pedida a França nos mandar fora os ja prometidos 30 Rafales para montarmos aqui alguns legos tambem assim a molecada das escolas infantis iriam ter o que montar tambem voces não acham ???? Por favor senhores com TT séria e verdadeira ai sim Rafale sem discussão mas como eles ou seja a França quer os 6 primeiros fabricação e montangem na França e os outros 30 fabricação na França e montagem no BRASIL …………………. sem chance Esta oferta da França o BRASIL deve passar …………. isso é molecagem igual a feita por eles… Read more »

Klevston kvowster
Klevston kvowster
10 anos atrás

Com o Gripen chegará a 120 vetores, em que ano mesmo? Deve ser em 2050.Esse caça não foi testado em combate e ainda está no papel, será que ninguém enxerga isso não! Prefiro 36 Rafale a 100 gripens.

Robson Br
Robson Br
10 anos atrás

Primeiro temos que deixar claro que a SAAb é um dos patrocinadores do site Defesanet. – Motor e radar: origem americana. O radar será construido pela Saab – Selex Galileo baseado no NA/APG-79 que equipa o F/A F18 SH (rev. Avião Revue nº 117).Ainda em desenvolvimento. – Praticamente todos os ítens propostos não são fabricados no Brasil e teremos que comprar de fora ou manter os fornecedores atual do Gripen. O problema que são ítens importantes e provavelmente não coseguiremos ter o padrão do F-18 ou Rafale. – Alguns ítens de qualquer forma teria que ser desenvolvido aqui no caso… Read more »

Robson Br
Robson Br
10 anos atrás

digo papel

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

E qual o problema??? Não consta da avaliação brasileira que a aeronave selecionada, deva ter sido “testada em combate”.
Melhor ainda estar no papel, assim o Brasil pode influir em seu design, ao contrário de simplesmente juntar 1/2 duzia de peças sem saber dos por ques…

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Tem tb banners da DCNS, Aeroeletrônica, EADS, e de uma confecção de camisetas.
Então somente pq está faltando um banner do Rafale, o site deixou de ser imparcial???
Mto longe disso.

Robson Br
Robson Br
10 anos atrás

Mauricio R
A questão não é ter sido testada e sim estar pronta. Pela lista de bandeirinhas do Brasil no avião, praticamente teremos que terminar o mesmo e não é ssa a proposta. Para terminar esse avião com que temos agora sairia um caça inferior com custos muito alto sem contar o tempo. Faríamos apenas a integração. A SAAB deve estar procurando um parceiro e pelo visto tem muita coisa para fazer. Sou até a favor da participação brasileira no projeto, mas de imediato a solução tem que ser outra.

lucas lasota
lucas lasota
10 anos atrás

Rapaziada esta com fobia de “parcialismo”..rsrsr

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Robson Br,

Pode não ser a proposta do lado do Jobim, Lula, Amorim e Garcia; mas tem bem a cara do qua a FAB quer, um projeto que se possa por a mão na massa ao contrário dos franceses, no qual somente vamos montar um kit.

Junior
Junior
10 anos atrás

Desde o começo eu falava que a suécia estava com a melhor proposta de transferência de tecnologia e que eles tinha real interesse em desenvolver um caça com o Brasil,quando eu erro eu aprendo mas quando eu to certo quero alguns créditos também 🙂
Até.

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

“…O RAFALE SE COMPARA MAIS AO F-15 DO QUE AO NG E SH, seu desempenho em vôo, alcance, carga, manobrabilidade e sistemas… sua tecnologia avançada e secreta se comparam ao EAGLE.”

A concorrência de Cingapura já deixou isso mto claro, o Rafale é imensamente inferior ao F-15E, em desempenho de voo, alcance e carga bélica transportada; foram esses itens que aliás decidiram a concorrência em favor do ac americano.

Qnto as “banderinhas” do Gripen NG, estas não se referem a tecnologia, mas a procedencia do sistema/componente, é o mesmo que a Embraer faz em relaçaão aos seus próprios produtos.

mcv
mcv
10 anos atrás

gostaria de saber como a Fab desenvolveria e testaria e comecaria fabricar um caca como cosnta em partes dos requerimentos do MD ate 2015????Quem me responderia essa questao?
sds

mcv
mcv
10 anos atrás

Fabricar em serie
“consta”

Klevston kvowster
Klevston kvowster
10 anos atrás

Eu não estou entendendo! Tem gente que acha que podemos ficar sem defesa aérea por 10 ou 12 anos, isso seria uma total falta de preparação é o mesmo que deixar as portas abertas, precisamos de uma força aérea apta já, a venezuela não está brincando, está armando até os dentes, e vamos ficar pensando em 2015 ou 2018, gente temos que colocar os caças a disposição da FAB,o mais rápido possível, e deixar nosso Brasil desprovido de Defesa aérea é no mínimo irresponsável,pensem nisso.Rafale já…

URUTAU
URUTAU
10 anos atrás

Caros senhores

Rafale = montado aqui sem TT = 14.000 US hora de voo
Gripen NG = fabricado em conjunto = com TT = 4.000 US hora de voo

Acorda BRASIL ou o Chapolim ainda vai aprontar ele e a turminha dele o bispo cafajeste o indio da coca o boneco emplumado estelionatario

ACORDA BRASIL

Forte abraço

Guga
Guga
10 anos atrás

Concordo que a necessidade de um novo vetor é pra ontem! Apesar de considerar o Gripen NG uma grande aposta eu acho que ele ainda é apenas isso, uma aposta.

Babo
Babo
10 anos atrás

Considero gripen uma boa opção,já que nos permite participar do desenvolvimento(transferência de tecnologia parcial!!!) do caça,lembrando do amx ou a-1, nesse projeto a transferência de tecnologia não foi ampla mas permitiu a Embraer parceira da Aermacchi e da Aeritalia(hj Alenia) no projeto dar um salto tecnológico importante no desenvolvimento dos jatos regionais da empresa.Já no quesito finaceiro ele é mais economico de se adquirir e manter que os demais concorrentes!!!! Porém possui 2 problemas: Primeiro,nossos politicos já se decidiram pelo Rafale.E segundo o GRIPEN NG é só um projeto e vai demorar à entrar em serviço, mas para esse problema… Read more »

ramillies
ramillies
10 anos atrás

Robson Br, Andei pesqisando no Google sobre o AESA do Gripen NG, e não encontrei nenhuma ligação entre este e o APG-79, a não ser no artigo do Avião Revue sobre o Gripen NG. Toda a informação disponível diz que o novo AESA é baseado no SELEX Galileo Vixen 500E e no Saab PS-05/A, além de outros programas das duas empresas. O PS-05/A foi desenvolvido a partir do Ferranti Blue Vixen, que equipou o Sea Harrier. O que deixa o Vixen 500E como possível “filho” do APG-79, mas não consegui encontrar nada que confirmasse essa possibilidade. Aliás, parece que o… Read more »

Conde Edmundo Dantas
Conde Edmundo Dantas
10 anos atrás

Percebo em todos os sites de defesa que acompanho a preocupação com o aumento do poderio militar de nossos vizinhos sul americanos, notadamente a Venezuela. Minhas preocupações vão em sentido contrário. Não existe país no mundo que possa ter sucesso militar contra o Brasil, salvo apenas um: os Estados Unidos. As potências mundiais (Rússia, França, Inglaterra, etc) estão muito distantes e não possuem Força Armadas suficientemente adequadas para sustentarem um embate demorado, e sequer têm as mínimas condições de ocupação, num país com as dimensões territoriais, tamanho populacional, clima e geografia, tudo superlativo como o existente no Brasil. Já os… Read more »

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

“…Brasil desprovido de Defesa aérea é no mínimo irresponsável,pensem nisso.Rafale já…”

Se é esse o problema, o governo sueco tem bem uns 100 Gripen excedentes, que poderiam ser transferidos mto mais rapaidamente do que esperar pela disponibilidade do Rafale.

Francisco AMX
10 anos atrás

Caro Maurício R., já não te pedi para não colar o que escrevo? para não se dirigir a mim, mesmo que indiretamente, citando meus posts? não tenho nenhum interesse em debater nada contigo, pois és um obtuso, encrenqueiro, fique com tua opinião inocente para não dizer outra coisa!

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
10 anos atrás

bandeira azul = UE, as estrelas são pequena s demais para serem vista e ficam no canto esquerdo

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Amigos, muita calma nessa hora, essa história de que precisamos de defesa “pra ontem” não é inteiramente verdade. Isso porque o Brasil não tem nem pretensão nem inimigos potenciais para entrar em combate pelos próximos 5 anos, motivo pelo qual não vejo o porque do desespero, e apenas entendo este como uma compreensível vontade que nós aficcionados temos de ver uma FAB bem equipada, após décadas de degradação. Senão vejamos: O Cháves está relativamente armado com seus SU-30 MKV, mas a FAV não sabe operá-lo a pleno vapor ainda. Mais a mais, ele está politicamente “cercado” pela Colômbia e USA,… Read more »

Lex
Lex
10 anos atrás

Esse caça poderia ter todas as bandeirinhas Brasileiras e ser dado de graça pro Brasil e a TT garantida no contrato qe alguem aqui iria axar um problema no NG… No minino falariam:”Poxa ganhamos de graça mais é so um projeto e o Brasil não pode ficar sem defesa”…”Vai demorar ainda pra ficar pronto”… “A turbina é Americana”… Brasilero é f… mesmo!!! A SAAB garante qe entregar o primeiro caça em 2014 no msmo tempo qe o primeiro Rafale vai vir

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Francisco AMX em 26 set, 2009 às 19:03

Ah, é só prá te lembrar que tem gente no blog que realmente manja do assunto e portanto está apta a te corrigir, qndo vc escrever teus desatinos, metido a dono da verdade!!!

Paulo
Paulo
10 anos atrás

Eu acredito que o Brasil é suficientemente grande para adotar os dois vetores, Rafale F3 e Gripen NG com aquisição de tecnologia, caso do Rafale, e desenvolvimento do projeto no caso do Gripen. E digo mais, tal configuração de negócio seria a melhor para suprir nossas necessidades, o Rafale já tem versão navalizada e já vem desenvolvido, com ele aprenderemos a fazer, e com o Gripen colocaríamos novas idéias em prática. Lembremos que no caso do Rafale sua versão naval pode ser adquirida para os futuros Naes multifunções nacionais. E o Gripen NG tem o custo otimizado para ser o… Read more »

Marco Antonio Lins
10 anos atrás

Srs

o Brasil não sabe o que quer, este avião é tabua de xadres, são peças de tantos paises que tem que procurar no ferro velho. Se achar!..Perguntem aos pilotos qual avião que eles querem?