Home Divulgação Empresas terão até 21 de setembro para entregar nova proposta sobre caças

Empresas terão até 21 de setembro para entregar nova proposta sobre caças

105
14

Brasília, 11/9/09- A empresa francesa Dassault terá até o próximo dia 21 de setembro para formalizar junto à Força Aérea Brasileira uma nova proposta comercial para os caças Rafale que esteja compatível com os parâmetros referidos pelo presidente francês Nicolas Sarcozy. A data limite vale também para que as outras duas empresas concorrentes –Boeing (F-18) e SAAB (Gripen NG) – apresentem eventuais propostas que busquem equiparar-se à francesa.

A expectativa da FAB é concluir o processo de análise técnica até o fim de outubro, para que as informações sejam entregues ao ministro da Defesa, que as conduzirá ao Presidente da República. Ao presidente caberá fazer a análise política e estratégica e tomar a decisão final.

“Agora, têm que ser avaliadas as propostas. Os compromissos que o presidente Sarkozy fez terão que se transformar em ofertas da própria Dassault”, explicou o ministro da Defesa, Nelson Jobim, na última quinta-feira. “O importante é que há uma decisão política do presidente da República de ampliar a sua aliança estratégica com a França. … para que essa decisão política possa ser executada, vai depender da Dassault e também das outras, porque aí você precisa ter comparativo”, disse o ministro.

Jobim avaliou que o processo está seguindo seu curso normal e rebate as críticas dos que afirmam que houve precipitação do governo ao anunciar a preferência pelo Rafale, dentro das condições conversadas com o governo francês. “Quem se precipitou foi aquele que concluiu alguma coisa que não foi dita, tanto é que o presidente disse “vamos retomar as negociações”.

Durante a entrevista coletiva concedida pelos presidentes Lula e Sarkozy, em 7 de setembro, diante da insistência dos jornalistas em saber se haveria ou não cancelamento das negociações com os concorrentes da Dassault, o presidente respondeu: “Os nossos companheiros trabalharam até quase duas horas da manhã. Eu sequer tive tempo de fazer uma reunião com o Ministro da Defesa para discutir toda a profundidade das discussões que eles tiveram. O que significa, claramente, é o que está na nota, nada mais e nem menos que isso, ou seja, nós decidimos começar as negociações para a compra do Rafale.”

Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Defesa
(61) 3312-4070/4071

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Yuri
Yuri
11 anos atrás

vídeo da parada aérea do 7 de setembro em brasilia

http://www.youtube.com/watch?v=4RS9g2S0aFs

cheers!

RenanZ
RenanZ
11 anos atrás

Nossa….virou uma palhaçada pura esse F-X2 !!!!

Robson Br
Robson Br
11 anos atrás

A escolha já está definida. Os brigadeiros tentaram empurrar a decisão para depois da vinda do Sakorsy, mas não adiantou. Os tees caças são muito bons, mas a nossa soberania é mais importante. O ruim é você comprar um caça por um valor mais baixo e ter certeza que não vai receber os novos armametos que estão entrando no mercado e também ter dificuldades para até mesmo comprar novos caças desse modelo. Na década de 70 só a França que aceitou a fornecer caças modernos para o Brasil. So depois que o Brasil comprou 13 mirage que os EEUU aceitaram… Read more »

Robson Br
Robson Br
11 anos atrás

Desculpe: Preços são momentâneos…

Humberto
Humberto
11 anos atrás

Olá amigos do site. Os EUA sempre usam um caça pesado bimotor juntamente com um caça leve monomotor , F-15 com o F-16 e em breve o F-22 com o F-35. Acho que a FAB tbm deveria partir para isso. Usar o Rafale ou o F-18 juntamente com o Gripen.Os Gripens da FAB poderiam utilizar aviônicos israelenses da Elbit. Assim teríamos um caça leve para proteger as fronteiras, sendo usado com os R-99 e os ALX, tendo um cockpit semelhante aos ALX, F-5M e AMX modernizados. E usaríamos os caças bimotores, Rafale ou F-18 (embora minha preferência ainda é o… Read more »

Humberto
Humberto
11 anos atrás

Escrevi isso porque acho que há no Brasil (na FAB) espaço de sobra para dois caças.

URUTAU
URUTAU
11 anos atrás

Bom Dia Senhores É impressionante como o antiamericanismo campeia por estas plagas enevoando entorpecendo e até mesmo desmemoriando alguns por aqui quanto a fatos historicos antigos e mesmo alguns mais recentes na minha opinião o BRASIL ficou numa sinuca de bico pois vejamos os americanos antecedentes inumeros de vetos e negativas no que se diz respeito as vendas e compras de armamentos pelo BRASIL portanto não merecedores de nossa confiança os franceses a historia nos conta diversas invasões as famigeradas quase guerra da lagosta e a outra dos camarões queriam ou melhor roubavam e pirateavam nossas riquezas em nosso oceano… Read more »

Leigo
Leigo
11 anos atrás

O que mais a SAAB pode dar ? O Avião a preço de custo apenas ?

massa
massa
11 anos atrás

“Como Lula não comunicava oficialmente a vitória do Rafale, americanos e suecos continuaram na disputa, deixando claro que tinham mais a oferecer. Ou seja: Lula tinha feito uma escolha dando de ombros, por definição, para a questão técnica. A evidência escancarada é que a Força que vai receber os aviões, a Aeronáutica, ainda não havia concluído, e não o fez até agora, o seu parecer. O governo teve de recuar. O comandanta da Aeronáutica, Juniti Saito, atribui tudo a uma confusão da imprensa. Não! Saito está errado. Lula anunciou, sim. A imprensa registrou o que ele falou. Pois bem, vê-se… Read more »

Jotapecosta
Jotapecosta
11 anos atrás

Amigos: Penso que toda nação tem o direito de escolher os armamentos que dotarão as suas forças, o que significa optar pelo melhor obviamente. Acho que essa discussão é assunto superado dentro do 1º escalão do executivo federal. O que acontece agora é a pressão sobre o custo de cada contrato e é isso que ainda sustenta essa pendenga toda. Tem comentarista por aí que está se esgoelando a vociferar contra o reaparelhamento de nossa força aérea, crendo que em pleno século XXI poderemos continuar adotando a política dos usados e semi-novos e dos livros de sebos que sempre foi… Read more »

URUTAU
URUTAU
11 anos atrás

Bom Dia Senhores Enquanto o BRASIL vacila e brinca de virar potencia ou superpotencia olhem isto O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou nesta sexta-feira que o país vai receber em breve mísseis de fabricação russa com alcance de 300 quilômetros. “Em breve alguns foguetinhos estarão chegando. E eles não falham”, disse Chávez na capital venezuelana, Caracas, após voltar de uma viagem de 10 dias por países da África, Ásia e Europa, entre eles a Rússia. Chávez disse que os mísseis são apenas para uso defensivo. “Não vamos atacar ninguém, estes são apenas instrumentos de defesa, porque nós vamos defender… Read more »

matheus
matheus
11 anos atrás

A SAAB pode oferecer baterias antiaéreas, ou caso o governo sueco autorize até navios, mais já foge muito da área aeroespacial.

PUALO SÁ
PUALO SÁ
11 anos atrás

CREIO QUE LULA VAI DAR O FAMOSO JEITINHO BRASILEIRO PRA FICAR BEM NO OCIDENTE.
SAITO FALOU ONTÉM QUE O GOVERNO TEM UMA EXTRATÉGIA QUE ELE E NINGUÉM CONHECE PRA DECIDIR O ASSUNTO.

(((((((((CREIO QUE VAI DAR RAFALE E F-18))))))))))

PARECE UM ABSURDO, MAS É O QUE SAI DE BRASLIA SEMPRE ABSURDOS.

PAULO SÁ

Jose Greff
Jose Greff
11 anos atrás

Francês chama avião brasileiro de “carrinho de mão”

Os aviões KC-390, projeto de aeronave de transporte militar da Embraer, são para o Ministério da Defesa da França, seu primeiro cliente, nada mais do que um “carrinho de mão voador”. A expressão foi usada pelo ministro Hervé Morin para minimizar a importância da compra de 10 a 15 aviões, anunciada na segunda-feira, em Brasília.

http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2009/09/12/frances+chama+aviao+brasileiro+de+carrinho+de+mao+8404917.html