segunda-feira, abril 12, 2021

Gripen para o Brasil

Compra de jatos da Embraer encerra jejum de 15 anos sem aviões novos

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

aerolineas

A confirmação da aquisição dos jatos da Embraer pela Aerolíneas Argentinas-Austral encerra um ciclo de 15 anos sem novas aeronaves naquela companhia. Faz mais de 15 anos desde a última incorporação de uma aeronave nova. Em 1993 foram adquiridos dois jatos da McDonnell Douglas, empresa que nem mais existe.

Dentro do pacote fechado com o governo argentino está o fornecimento de um simulador de voo. Este será instalado em Córdoba, onde os pilotos da Aerolíneas serão inicialmente treinados.

FONTE-FOTO: Infobae.com

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Leo

Eu quero ver é como vão pagar a conta.

Já estou até imaginando as chantagens. Aposto que vão usar problemas dá Fabrica de Córdoba + Embraer para deixar de pagar.

Vassili Zaitsev

Mas alguns anos atrás, a Aerlineas Argentinas teria encomendado alguns Airbus, incluindo A-340.

Só não sei se esse contrato foi suspenso na época…………

Mas o negócio atual só esta sendo possível graças ao BNDS, que esta financiando a compra dos jatos.

abraços.

João Curitiba

É assim mesmo que funciona. Geralmente cabe ao vendedor conseguir a fonte de financiamento. Do mesmo jeito que será o financiamento dos novos subs e do FX-2.

Leo

Não vejo problemas em financiar operações de vendas. O problema é financiar este tipo de operação para países que não respeitam contratos, não honram suas dívida e que por isso mesmo estão alijados do mercado de crédito internacional. A Argentina está comprando do Brasil não apenas porque precisa, mas principalmente porque não têm nenhum outro tolo no mercado internacional dispoto a financiar uma compra destas para um país que se encontra em sérias dificuldades financeiras e institucionais. Agora eu quero ver como é que a Embraer vai gerenciar este papagaio da fábrica da Córdoba… Isto aí num país sério já… Read more »

CELIO ANDRADE

Nos com tantos projetos precisando de dinheiro aqui no Brasil e o Lula financia Argentina, Paraguay, Bolivia, venezuela…
Meus DEUS quanta burrice ou ladroagem juntas !

João Curitiba

Prezado CELIO ANDRADE Isto é uma política de Estado. O Brasil vai engolir tantos sapos quantos forem necessários para tentar consolidar o Mercosul. Faz parte da nossa intenção de manter uma liderança forte no Continente. Independente dos arroubos ufano/nacionalistas dos presidentes de plantão dos nossos vizinhos, eles sempre acabam tendo de negociar conosco. E se nós não tivermos uma participação ativa na vida destes países, outras potências o farão. Estas caneladas que a gente vive levando faz parte do processo. Aliás, estes presidentes bolivarianos estão prestando um bom serviço para nós, uma vez que se afastaram dos EUA, que já… Read more »

Alte Makarov

Exato, João Curitiba! Os analistas de Relações Internacionais têm até um termo para o papel do Brasil: paymaster. A idéia é exatamente de ter de “pagar” para alavancar o projeto de integração. O único problema é que o Brasil não dispõe de tanto “capital” assim. Não temos tantas posições a ceder e não conseguimos fazer tantas concessões sem que isso acabe afetando mais do que qualquer cálculo de impacto pode admitir. Quanto ao benefício ao Brasil, pelos países “bolivarianos” terem uma política quase anti-USA, eu também concordo com o que vc colocou. Lembrando que os americanos estavam desenvolvendo a estratégia… Read more »

Sentando a Pua

Los ermanos trarám los ticos a ca (floripa/nordeste) abordo del E-jets.

Tailhooker

Vasili,

Na época em que a Aerolineas Argentinas foi controlada pelo grupo espanhol Marsans, logo no início da gestão, em 1999/2000, eles incorporaram alguns A-340, se não me engano 3 ou 4. Esses A-340 foram utilizados numa ligação entre Buenos Aires e a Austrália, indo até Auckland, na Nova Zelândia. Era a frota de longo curso da aerolíneas na época, ainda é até hoje. São todos leasing.

Abraço

Goiano

Offtopic – Valor Economico – 25/05/2009 – Empresas/Destaqes “Dassault negocia A francesa Dassault negocia com os Emirados Árabes uma possível encomenda de seus jatos de combate Rafaele, informou a companhia no sábado, no que seria a primeira venda do avião para um comprador estrangeiro. Segundo a Reuters, o jornal “Le Parisien” divulgou que a França finalizava uma venda de 60 jatos Rafaele num negócio que valeria de US$ 8 bilhões a US$ 11 bilhões. Segundo o jornal, o próprio presidente francês, Nicolas Sarkozy, apoiaria a transação numa visita hoje e amanhã a Abu Dhabi. A Dassault não comentou as quantias… Read more »

Vassili Zaitsev

Tailhooker,

Valeu pelos esclarecimentos. Sabia que não estava doido, apenas enganado quanto ao formato de aquisição dos A-340, que no caso são produtos de leasing.

abraços.

Leo

Eu quero ver é como vão pagar a conta.

Já estou até imaginando as chantagens. Aposto que vão usar problemas dá Fabrica de Córdoba + Embraer para deixar de pagar.

Vassili Zaitsev

Mas alguns anos atrás, a Aerlineas Argentinas teria encomendado alguns Airbus, incluindo A-340.

Só não sei se esse contrato foi suspenso na época…………

Mas o negócio atual só esta sendo possível graças ao BNDS, que esta financiando a compra dos jatos.

abraços.

João Curitiba

É assim mesmo que funciona. Geralmente cabe ao vendedor conseguir a fonte de financiamento. Do mesmo jeito que será o financiamento dos novos subs e do FX-2.

Leo

Não vejo problemas em financiar operações de vendas. O problema é financiar este tipo de operação para países que não respeitam contratos, não honram suas dívida e que por isso mesmo estão alijados do mercado de crédito internacional. A Argentina está comprando do Brasil não apenas porque precisa, mas principalmente porque não têm nenhum outro tolo no mercado internacional dispoto a financiar uma compra destas para um país que se encontra em sérias dificuldades financeiras e institucionais. Agora eu quero ver como é que a Embraer vai gerenciar este papagaio da fábrica da Córdoba… Isto aí num país sério já… Read more »

CELIO ANDRADE

Nos com tantos projetos precisando de dinheiro aqui no Brasil e o Lula financia Argentina, Paraguay, Bolivia, venezuela…
Meus DEUS quanta burrice ou ladroagem juntas !

João Curitiba

Prezado CELIO ANDRADE Isto é uma política de Estado. O Brasil vai engolir tantos sapos quantos forem necessários para tentar consolidar o Mercosul. Faz parte da nossa intenção de manter uma liderança forte no Continente. Independente dos arroubos ufano/nacionalistas dos presidentes de plantão dos nossos vizinhos, eles sempre acabam tendo de negociar conosco. E se nós não tivermos uma participação ativa na vida destes países, outras potências o farão. Estas caneladas que a gente vive levando faz parte do processo. Aliás, estes presidentes bolivarianos estão prestando um bom serviço para nós, uma vez que se afastaram dos EUA, que já… Read more »

Alte Makarov

Exato, João Curitiba! Os analistas de Relações Internacionais têm até um termo para o papel do Brasil: paymaster. A idéia é exatamente de ter de “pagar” para alavancar o projeto de integração. O único problema é que o Brasil não dispõe de tanto “capital” assim. Não temos tantas posições a ceder e não conseguimos fazer tantas concessões sem que isso acabe afetando mais do que qualquer cálculo de impacto pode admitir. Quanto ao benefício ao Brasil, pelos países “bolivarianos” terem uma política quase anti-USA, eu também concordo com o que vc colocou. Lembrando que os americanos estavam desenvolvendo a estratégia… Read more »

Sentando a Pua

Los ermanos trarám los ticos a ca (floripa/nordeste) abordo del E-jets.

Tailhooker

Vasili,

Na época em que a Aerolineas Argentinas foi controlada pelo grupo espanhol Marsans, logo no início da gestão, em 1999/2000, eles incorporaram alguns A-340, se não me engano 3 ou 4. Esses A-340 foram utilizados numa ligação entre Buenos Aires e a Austrália, indo até Auckland, na Nova Zelândia. Era a frota de longo curso da aerolíneas na época, ainda é até hoje. São todos leasing.

Abraço

Goiano

Offtopic – Valor Economico – 25/05/2009 – Empresas/Destaqes “Dassault negocia A francesa Dassault negocia com os Emirados Árabes uma possível encomenda de seus jatos de combate Rafaele, informou a companhia no sábado, no que seria a primeira venda do avião para um comprador estrangeiro. Segundo a Reuters, o jornal “Le Parisien” divulgou que a França finalizava uma venda de 60 jatos Rafaele num negócio que valeria de US$ 8 bilhões a US$ 11 bilhões. Segundo o jornal, o próprio presidente francês, Nicolas Sarkozy, apoiaria a transação numa visita hoje e amanhã a Abu Dhabi. A Dassault não comentou as quantias… Read more »

Vassili Zaitsev

Tailhooker,

Valeu pelos esclarecimentos. Sabia que não estava doido, apenas enganado quanto ao formato de aquisição dos A-340, que no caso são produtos de leasing.

abraços.

Combates Aéreos

Ministra da Defesa indiana diz que sabe a identidade do piloto paquistanês abatido

Nirmala Sitharaman admitiu à India Today TV que conhece a identidade do piloto de F-16 abatido pelo MiG-21 indiano A...
- Advertisement -
- Advertisement -