segunda-feira, abril 12, 2021

Gripen para o Brasil

Chile vai comprar mais 18 caças F-16 MLU para substituir seus F-5E Tiger III

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

f-16am

A Força Aérea do Chile está prestes a assinar um contrato de transferência de mais 18 caças F-16 da Força Aérea Holandesa, informou ontem o Ministro da Defesa do Chile, Francisco Vidal. O valor de compra dos aviões é de US$ 278 milhões e eles substituirão os velhos F-5E Tiger III* em uso desde 1976. Os aviões deverão entrar em serviço no Chile em dezembro de 2009.

Em 2006, o Chile comprou seus primeiros 18 F-16 MLU da Holanda, por US$ 185 milhões, que vieram se juntar aos 10 F-16C/D novos, comprados dos EUA, ao custo de US$660 milhões.

Com a nova compra, o Chile contará com uma frota de 46 jatos F-16.

tiger-iii

FONTE: France-Presse / COLABOROU: Rogério Loureiro

NOTA do BLOG: Os F-5E chilenos receberam uma modernização da década de 1990 semelhante à que a FAB está fazendo atualmente com seus F-5. O upgrade de 12 F-5E e 2 F-5F foi realizado pela IAI, compreendendo a instalação de um radar multimodo Elta EL/M-2032B, HUD, barramento digital MIL-STD 1553B, cockpit HOTAS, RWR/ECM integrados com chaff/flare e mísseis Shafrir e Python III. Por causa das mudanças, os aviões foram rebatizados como Tiger III.

Previous articleBaba baby, baba!
Next articlePasseio de Thunderbird
- Advertisement -

278 Comments

Subscribe
Notify of
guest
278 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
gaspar

e nos reformando os bandeirantes, A4, A1, F5…
o Chile destina parte dos lucros que obtem com o cobre para as forcas armadas…
o Brasil destina os lucros obtidos entre os politicos…
ai esta a diferenca de um Pais serio e outro pais fanfarrao…

Everson

Parabéns pro Chile!
Espero que nossos políticos leiam essa notícia e entendam a importancia do FX2….

Ulisses

Mas o FX-2 está ai para isso e está sendo levado a sério

gaspar

se os nossos politicos ja sao assim, imagine so com uma assaltante na presidencia…

Virtualxi

Mais uma vez O CHILE HUMILHA O BRASIL.

AMX

Nossa…. 12 E e 2 F….
O número de perdas deles é invejável.
Ao que eu saiba, eles adquiriram 15 dos EUA, na segunda metade dos 70. Se permaneceram com esse número de F-5 é porque:
-usaram pouco, diminuindo a chance de acidentes
-fizeram reposições, coisa que seria muito difícil (precó, embargo…)
-usaram muito bem mesmo (uso ‘normal’, evitando acidentes).
Por mais que enviassem pilotos pra treinarem com os nossos (não digo os exercícios militares, e sim os treinos do avião propriamente dito), servem de exemplo pra nós.
Abraços.

Eddie

Já tô vendo a FAB comprando esse lote de F-5. Mas os biplaces até que seriam bem-vindos. E o FX vai rolando e enrolando…Entendo as dificuldades políticas, mas já estamos 10 anos nessa novela e com a crise agora, teremos mais alguns longos capítulos. Eu aposto em 2020.

Luciano Baqueiro

Off-topic :

Entrevista do site Defense News c/ o pres. da EMBRAER um dia antes de começar a LAAD :

defensenews.com/story.php?i=4058311&c=FEA&s=INT

Não traz novidades, mas fala do interesse na Marinha americana no Super Tucano ( creio que pela 1ª vez abertamente ) além de ser uma boa oportunidade de ver como um a imprensa americana especializada no tema Defesa trata uma empresa brasileira como a EMBRAER.

Vinicius Modolo

Segundo a Revista ASAS, esses aviões virão mesmo para a FAB. e um Grupo de caça vai ser criado em Manaus. Não acho ruim isso.

Zero Uno

BELEZA!!!

O Chile comprando produtos de prateleiras não agregando em nada à sua industria de aviação. Grande exemplo!!! Tomara que muitos países da América do Sul sigam o mesmo exemplo. Tomara mesmo. Assim, enquanto avançamos em projetos que façam com que nossa industria aeroespacial avance com transferência de tecnologia, geração de mão de obra altamente especializada no país, avanço tecnológico e geração de empregos com mão de obra qualificada, nossos vizinhos simplesmente compram seus aviões sem avançar e desenvolver as suas industrias aeroespaciais.

Tomara que continuem assim. Bom para nós. Azar o deles…

Abraços a todos.

Fernando_MG

Caro Zero Uno.

Você está certo! Bem colocado!

Rodrigo

Já poderíamos ter trocado nossos f-5 a muito tempo,o chile tem o pib do RJ, enquanto aqui fala se muito e pouco se faz, la é totalmente o contrário, ja se especula que o chile ta de olho no f-35, e por aqui só teremos caças novos em 2014…

Zeke A6M

BELEZA, Zero Uno !

Estava ficando deprimido, quando lí teu post.
Salvou meu dia !

Abraços a todos.

marujo

Se o interesse é a instalação de um grupo de aviação de caça em Manaus e a opção for por aeronaves de segunda mão, a melhor escolha são os Mirages 2000-9, praticamente novos em folha, que vão ser vendidos pelos Emirados Árabes.De quebra, o -9 poderia substituir os seus congêneres mais antigos no 1º GDA.

marujo

Se a revista Asas estiver certa, teremos, então, uma frota de 71 F-5, muito próxima do total de 80 pretendido pela FAB.

Zero Uno

Tudo depende de táticas… O AMX não é um caça. Ele é um avião de ataque especializado. Ele poderia até participar de um combate aéreo, sim, mas em legítima defesa. O AMX não vai atrás de outros aviões de combate para abatê-los. E uma coisa interessante sobre isso, me veio a lembrança de que o coronel da USAF Neil R Anderson, o primeiro homem a pilotar um F-16, fez um vôo de teste no AMX, e teceu um comentário que considero relevante. Ele disse que o AMX acelera bem e que a baixa altitude, o AMX é mais manobrável que… Read more »

Zero Uno

Fernando_MG em 30 abr, 2009 às 10:51
Zeke A6M em 30 abr, 2009 às 10:54

Ok. Obrigado mesmo. Sempre vou pensar no nosso desenvolvimento tecnológico. Lutamos para isso, pagamos até caro (como no caso do AMX), e estamos onde estamos. A 4a maior fabricante de aviões do mundo. Se não fosse o AMX não estaríamos onde estamos…

marujo.

Interessante a sua explanação. Resta saber como será o fator logístico dessas aeronaves e por quanto tempo isso poderá ser feito. Por menos de 15 anos nem pensar, concorda?

Abraços.

RS

DOS CAÇAS PRETENDIDOS PELA FAB, ALGUEM SABE QUANTOS SERÃO BIPLACES ??

Galante

Zero Uno, só tem um detalhe: o AMX faz duas curvas e perde tanta energia, que vira um alvo fácil. A única chance do AMX em combate aéreo é no head-on, quando ele pode disparar um míssil all-aspect contra um alvo que venha contra ele. Infelizmente creio que nossas doutrinas de combate aéreo (BFM) ainda estão muito aquém daquelas desenvolvidas por pilotos de Forças Aéreas no exterior, que tem até escolas especializadas nisso, como o TOP GUN. A única aeronave da FAB que pode bater o F-16 em combate aéreo é o Mirage 2000, que tem características de voo muito… Read more »

Francisco AMX

Zero Uno, entendo teu ponto de vista, que nada tem de conflitante com o que o Chile faz, eles apenas não tem como absorver uma possível tecnologia, mas tratam de ter uma força aérea capaz para se defender. Porém, acho que o amigo, entre outros respeitados colegas, consideram já certa, sem nenhum risco, a implantação do END e do FX-2, eu duvido que vá acontecer tão cedo! todos falam que a FAB está cumprindo o cronograma, ora, nada mais justo ela cumprir o eterno cronograma que ela mesmo estabeleceu! quero ver depois de decidido qual vetor escolhido, e se realmente… Read more »

Zero Uno

COBRO DO CHILE: Bem colocado pelo Gaspar a respeito do lucro do cobre no Chile que tem parte destinado para as forças armadas Chilenas. Por isso, acho eu, que o Chile deveria investir em pesquisas já que possui – por imposição constitucional – essa grande vantagem perante o Brasil e outros países da América do Sul. ESTÁ NA CONSTITUIÇÃO CHILENA QUE PARTE DOS LUCROS COM O COBRE SE DESTINA A ORÇAMENTOS MILITARES DAS 03 FORÇAS ARMADAS. Más só uma informação: O Congresso Nacional Chileno está estudando já, senão uma redução de parte dos lucros da exploraçõ/venda de cobre destinado às… Read more »

Zero Uno

Francisco AMX. Andou sumido meu velho!!! Trabalhando muito? Ganhando dim-dim? Que bom que voltou! Bom mesmo. Lendo seu post acima eu concordo em partes. Até entendo que o Chile realmente tem HOJE superioridade aérea perante o Brasil. Más geopoliticamente, o Chile se equipa para ter um fator de deterrência contra a Argentina e não contra o Brasil. Afinal, durante a Guerra das Malvinas o Chile até se aliou à Inglaterra oferecendo suas Bases está lembrado? E você sabe que os A4AR comprados pela FAA são equipados com radares semelhantes aos F16 Chilenos na versão MLU gerando até mesmo protestos do… Read more »

Felipe Cps

Do ponto de vista econômico-tecnológico não sei, mas do ponto de vista estritamente militar, em preparo e equipamento das FFAA, o Chile está anos luz à nossa frente, tanto na Força Aérea quanto no Exército ou Marinha. Venceriam uma eventual guerra contra nós? Obviamente que não pela enorme disparidade das forças e tamanhos, inclusive das economias, envolvidas; mas que nos iriam dar imenso trabalho iriam. Nossas FFAA tem muito feijão com arroz para comer antes de enfrentar FFAAs como as chilenas, que se aproximam a passos largos de FFAAs de 1o mundo. Nosso país tem que se tornar muito sério… Read more »

gil

Zero Uno Matô a laser!!! (de alta potência…rsrs…) Enquanto a nossa capacitação cresce no domínio da engenharia de adaptações e integrações, a nossa gente batuta da Embraer, AEL, Mectron, Avibras, Atech, Engeprom, etc continua empregada!!!! Logo estaremos plenamente capazes de desenvolver todo o software-hardware de gestão integrada de sistemas para o nosso futuro vetor homemade…quem duvida que ele virá?!!!!..se demorar 20 anos tá bom…(até lá tem turbina também…) Ai ninguém mais vai ter que implorar por códigos-fonte, porque estaremos integrando os nossos próprios armamentos…. Como os colegas acham que isto seria possível, sem a gente aprender com as “cabritagens” que… Read more »

DORNIER

F16 JA TO COM SEUS DIAS CONTADOS PRO STAND DO MUSEU JUNTO COM F15
THANKS GOOD ESE 2 PASSARAO BEM LONGE DO FX-2

Goiano

Li há algum tempo que o a forca aerea chilena tem uma doutrina interessante de treinamento….todo e qualquer aviao de caca que levanta voo, mesmo que apenas para realocacao entre bases, esta sujeito a ser interceptado por outros cacas de outras bases do pais. E isso ocorre com muita frequencia. Qdo o piloto decola, já sabe que outros provavelmente tentarao intecepta-lo. se alguem souber mais sobre gostaria de ler..

abs

Felipe Cps

A propósito: quando leio alguns comentários sinto um certo ar de despeito em alguns colegas, um muxoxo infantil do tipo “grandes coisas”! Ora, que mal há em admitir que estamos mesmo para trás em termos de aeronaves? Pessoal, tal sentimento é baixo e vil, porque denota inveja e verdadeira vontade camuflada de que nosso país tratasse as FFAA como os Chilenos tratam as deles… Estarei enganado? Pensem nisso… Ao contrário, o meu sentimento é de completa revolta quando leio estas coisas, não porque não estejamos fazendo coisas corretas, como exigir transferência de tecnologia no FX2, capacitar nossa indústria para produzir… Read more »

Sparta

Nem tanto.

Muitos esquecem da vantagem estratégica que o R-99A nos fornece no cenário Sul Americano. De que adianta F-16 contra R-99A + F-5. Basta manter o F-5 voando baixo a frente do R-99A e mantendo o radar “desligado” enquanto recebe informações via DataLink do R-99,

Ulisses

Felipe Cps Será mesmo?Nós temos uma coisa(um monte de coisas)que eles não tem:chama-se PARQUE INDÚSTRIAL. Eles no máximo tem a FAMAE e mais algum estaleiro para patrulhas,não mais que isso,enquanto nós estamos desenvolvendo mísseis,bombas e etc. Concordo com o Zero Uno,sem parque indústrial,em uma guerra o país logo será enfraquecido. Você como militar sabe muito bem que o Chile em uma guerra com o Brasil teria sérias dificuldades logísticas como: Eles passariam um inferno para tentar atravessar os Andes,se é que conseguiriam, eles teriam que passar ainda por outro país e na selva,nós somos infinitamente superiores. Abraços e só vou… Read more »

Sparta

E só pra constar: Não adianta invocar o finado Condor AEW da FACH, pois esse só serve pra missa de corpo presente. Não funciona nem com reza forte.

Abraços.

Goiano

Temos é que reservar parte dos lucros obtidos na produção de petroleo para as forcas armadas. Nosso dignissimo presidente nao vive arrotando que a petrobras vem descobrindo reservas ENORMES dia apos dia. Vamos fazer alguma coisa de util com isso pq daqui uns dias as plataformas da petrobras estarao com outra bandeira tremulando.

Zero Uno

Galante.

Concordo contigo. Más também concordo que tudo são táticas. O próprio Mirage 2000 não se dá bem em combates à baixa altitude devido à sua configuração em DELTA não é mesmo? Más concordo também com o que você disse…

Abraços. Adoro este blog.

Douglas

Bobagem comparar com nossa situação.

Considerando a situação do Brasil, a compra desse aparelho seria um retrocesso de decadas.

Acredito ser melhor enfrentar a morosidade de um processo como o Fx e ter algum ganho em termos de tecnologia para futuros projetos e P&D.

Zero Uno

Goiano.

Você tem razão. Más infelizmente, duvido que isso vá acontecer. Isso e outras coisas estava no PND e não decolou…

lucas

porque o brasil paga um alto valor pela tecnologia e não a evolui ?exemplos os submarinos tupi. O brasil aprendeu a construir depois de pagar uma fortuna para que os alemães repassassem a tecnologia e depois disso construiu so o ticuna o certo seria o brasil produzir o seu proprio submarino ja que aprendeu a construir agora vai pagar uma puta fortuna para os franceses repassarem a tecnologia submarina e pelo jeito como as coisas funcionam daqui a 40 anos vão querer a dita transferencia de tecnologia e pagar outra fortuna

RS

DOS CAÇAS PRETENDIDOS PELA FAB NO FX2, ALGUEM SABE QUANTOS SERÃO MONOPOSTOS E BIPOSTOS ??

Zeke A6M

Felipe Cps. Voce citou moluscos….Fiquei curioso e fui pesquizar. Descobri que já possuimos tecnologia para propulsão à jato. “As lulas são muito ágeis. Seu corpo tem a forma de um torpedo, suas nadadeiras laterais são usadas como estabilizadores e seus braços unidos funcionam como um leme. O sifão pode estar direcionado anteriormente ou posteriormente, para permitir o nado para frente ou para trás. No nado muito rápido, as contrações dos músculos do manto são sincronizados através de um sistema de neurônios gigantes. As lulas se deslocam por propulsão a jato, a força é gerada pela contração do manto, que se… Read more »

Goiano

Esses dias assisti no “combates aereos” (passa terça-feira no The History channel) um documentario sobre a guerra dos seis dias. È inacreditavel o q os israelenses faziam com os mirage, inclusive a baixissima altitude e quase stolando. Mostrou um combate com um SU eu acho (nao lembro qual mas acho que era sirio) dentro de um vale, o Mirage perseguindo e abatendo o SU a altidude inferior a 20 mts em alguns determidnados momentos.

Tiago Jeronimo

Muito bem dito Zero Uno, infelizmente a maioria dos comentários são os que mais me fazem rir, caio na gargalhada lendo: “Eles tem um brinquedo novo e eu não. Buááá” “Eles tem 5 figurinhas e eu só tenho 2. Buááá” Aprendam a analisar um cenário como um todo e não se detenham a detalhes pessoal. Aposto que se vocês fossem chilenos estariam dizendo: “Eles tem a Embraer e nós compramos aviões usados” ou então “Enquanto nós compramos aviões usados eles estão para receber aviões de 4.5ª geração.” Para os que estão reclamando uma sugestão: Que tal cancelar o FX-2 e… Read more »

Lecen

Vocês estão ridicularizando o Chile a toa. Enquanto o Brasil cria uma alardeada concorrência para a comprar de 36 aernovaves e que dura mais de 10 anos, o governo chileno vem comprando caças F-16 sem alarde. Enquanto o governo brasileiro compra tanques Leopard 1, o governo chileno vem comprando tanques Leopard 2. Se essa estória de que para um país ter forças armadas modernas é necessário um parque industrial focado em defesa, países europeus como Holanda, Suiça, Portugal e outros não teriam meiso de defesa tão modernos. Continuem com as suas bravatas falando que o Brasil tem EMBRAER, e aquilo,… Read more »

Sparta

Tiago Jeronimo Exatamente. O que muitos parecem não perceber é a diferença de postura entre os dois países em relação ao que eles pretendem. O Chile faz boas compras de oportunidade, mas essa é apenas uma decisão imediatista que não vai agregar em nada ao desenvolvimento do parque industrial chileno. Nós, felizmente, dentro possível, tentamos manter programas específicos que tragam mais que simples compras de oportunidade. Isso porque é evidente que também buscamos compras de oportunidade, pois poucos países podem se dar a “luxo” de fabricar todos seus armamentos, mas, ao menos, estamos falando em desenvolvimento de uma indústria bélica… Read more »

Zero Uno

Lecen. Tudo bem meu velho? Tranquilo? Beleza… Voce escreveu: “Se essa estória de que para um país ter forças armadas modernas é necessário um parque industrial focado em defesa, países europeus como Holanda, Suiça, Portugal e outros não teriam meiso de defesa tão modernos.” Só um porém: Os países que você sitou fazem parte da OTAN esqueceu? Estão unidos numa aliança militar e não possuem conflitos fronteiriços e/outros mais graves. Sabe que o Brasil é o único país que não possui problemas fronteiriços na América do Sul? Cito quais são os problemas fronteiriços + ou – resolvidos por aqui: Chile:… Read more »

Paulo Renato

Nosso governo está no caminho certo, fazendo as modernizações para ganhar tempo até fazer todas as substituições adequadas.
Melhor ainda levantando as Empresas Brasileiras de Defesa, dando a elas o suporte que precisam, já ajudaram a Avibrás e outras viram.
Em relação a essas compras de prateleiras, quero ver daqui pelo menos uns 5 anos o que vai ser desses F16 do Chile vão ficar realmente obsoletos.

Estaremos fechando com caças novos e estaremos em patamar bem mas elevado na America Latina.

Abs.

marujo

Muito barulho, muito barulho, e pouca gente discutiu o tema do post:
vale a pena gastar dinheiro a esta altura do campeonato para termos uma esquadrilha de F-5 aposentados pelo Chile operando em novo grupo de aviação de caça em Manaus?

Henrique

Concordo que para haver avanço deve-se investir no desenvolvimento de tecnologias com parcerias industriais e tecnológicas (FX) mas por conta disto não podemos deixar o país vulnerável com uma frota de caças “vovôs com botox”! Até para nossos pilotos é ruim pois cria-se um gap enorme entre equipamentos, depois será como saír do Fiat 147 para Fusion e até que isto aconteça nossos equipamentos irão envelhecendo cada vez mais. Não adianta gastar forturnas modernizando equipamentos os quais as estruturas vem sendo desgastadas pelo tempo/uso. O Chile está certo, se não pode ficar com projetos (como o FX) rolando por anos… Read more »

Rodrigo Marques

O que serve para o Chile não serve necessariamente para nós. Falo no tocante às nossas legitimas ambições regionais.

Goiano

Tiago,

Concordo com absolutamente com tudo que vc colocou. O problema é que essa postura brasileira é recente e ainda não foi colocada a prova. Tudo que existe até agora são planos e intenções para se reestrurar as forças armadas abandonadas a 3 decadas. Temos é que torcer para que ao menos alguma coisa saia do papel.

Felipe Cps

Lecen: é exatamente isso. Quem conhece o Chile sabe que trata-se de um país organizadíssimo e de um povo nacionalista e determinado a cumprir o que se propõe. O país é pobre, é verdade, se comparado com o Brasil, mas eles fazem o melhor que podem com determinação e organização. É um povo que ao longo da história teve de se defender de inimigos por todos os lados, e possui uma das poucas partes da América Latina que nunca foram conquistadas pelo colonizador castelhano (os índios “Mapuches” resistiram à Espanha por 300 anos). O que vejo é isso: o Brasil,… Read more »

Leonardo

Acho em questão de treinamento nossos pilotos não devem nada a eles, mas sei que alguns anos atrás houve um treinamento entre a US NAVY e a FAC, eles ainda não tinha os F16 somente os Tigers III na época a dupla Elta/Python 3 deram bastante trabalho aos americanos que utilizaram os já veteranos F 14, não me recordo se utilizaram os F 18 também, como em todo treinamento deste tipo obter dados reais de relações vitória/perdas é difícil , ao que parece venceram os americanos em várias oportunidades, é aquela história, assim como nós, são forças de defesa não… Read more »

Goiano

“Um exemplo desta falta de visão e ação de nossas FAs é o fato de até hoje (mesmo com o exemplo das Malvinas) não termos mísseis Ar-Mar para defesa de nossa costa…”

Nós não temos exocet´s estocados?? Alguem pode me responder?

Combates Aéreos

Inteligência Artificial vence piloto de F-16 da DARPA em ‘dogfight’

WASHINGTON: Em um placar de 5 a 0, um "piloto" de Inteligência Artificial (IA) desenvolvido pela Heron Systems venceu...
- Advertisement -
- Advertisement -