quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer promove soluções de defesa e governo na LAAD 2009

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

emb_145_aewc-mexico

Empresa apresentará linha de produtos e serviços no Rio de Janeiro de 14 a 17 de abril

São José dos Campos, 9 de abril de 2009 – A Embraer participa da sétima edição da Latin America Aero and Defence (LAAD – www.laadexpo.com), feira aeronáutica e de defesa que ocorre entre os dias 14 e 17 de abril no RioCentro, na cidade do Rio de Janeiro. Durante o evento, a Empresa promoverá toda a linha de produtos e serviços no estande G-49.
“A LAAD é uma feira aeronáutica que cresce cada vez mais em importância, tanto para a Embraer como para os nossos clientes”, disse Orlando José Ferreira Neto, Vice-Presidente Executivo para o Mercado de Defesa e Governo, que pela primeira vez participa de um evento aeronáutico e de defesa em sua nova função, assumida em janeiro deste ano. “É uma oportunidade para estreitar ainda mais o relacionamento com o Ministério da Defesa e as Forças Armadas Brasileiras, bem como com vários clientes, principalmente aqueles da América Latina. Os últimos contratos para o Super Tucano com Chile, República Dominicana e Equador demonstram a importância estratégia da região para a Empresa.”
No estande, a Embraer apresentará a convidados e clientes um demonstrador de conceito de sistema de Comando e Controle (C2) e de Modelagem e Simulação (M&S). A Empresa tem investido cada vez mais em sua capacitação visando o exigente mercado de sistemas de Comando, Controle, Comunicação, Computadores, Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (Command, Control, Communication, Computers, Intelligence, Surveillance and Reconnaissance – C4ISR).
Nesse contexto, a Embraer desenvolveu uma solução C4ISR e forneceu aeronaves de vigilância para a Secretaria de Defesa Nacional (SEDENA) do México, que opera com sucesso esse sistema desde 2004.

Sobre a LAAD

A Latin America Aerospace and Defence (LAAD) é a maior e mais importante feira de defesa e segurança da América Latina. O evento reúne bienalmente empresas brasileiras e internacionais especializadas no fornecimento de equipamentos e serviços para as três Forças Armadas, forças especiais, serviços de segurança, consultores e agências governamentais. Em 12 anos de existência, a LAAD tem proporcionado aos participantes contatos, negócios e atualização do conhecimento. Na edição 2009, serão realizados durante a feira o II Seminário de Defesa e o IV Simpósio Internacional de Logística Militar, entre outras atividades. Para mais informações, visite www.laadexpo.com.

FONTE: Embraer

- Advertisement -

22 Comments

Subscribe
Notify of
guest
22 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antiquario

Não consigo acessar o site da LAAD, começa a carregar a página e aí simplesmente trava o navegador e depois todo o sistema trava também, parece que todos os recursos do computador, como memória e CPU, são consumidos.

Acontece a mesma coisa com mais alguém ?

Em tempo minha máquina já tá velhinha, com 8 anos…Pentiun III 866, com 192 de memória ram…

edilson

Boa vitrine e deve ser bem explorada.
no entanto é preciso que se invista em inovações constantes, agregando tecnologia e mais capacidade.
pois não se pode cometer o erro do passado de achar que descobriu-se o ovo de colombo…
boa sorte e parabéns as empresas brasileiras que apesar das limitações mantém-se ativas.
esperemos que os próximos anos nossas autoridades invistam realmente neste importante setor, fundamental para o desenvolvimento do nosso país e para agarantia da nossa soberania.

Ulisses

Bom,se nós analisarmos o progresso da Embraer vemos que desde a sua “quase falência”ela cresceu de forma louvável,eu acho que a Embraer não necessita de “investimentos urgentes”(exceto se for para conter a crise).Pois nenhuma empresa desenvolve aeronaves de um dia para o outro. A Embraer já esta se preocupando demais com projetos e desenvolvimentos como os Legacy e Phenom C-390 e etc.Ai eu acho que quando estivermos no auge destes projetos(ou seja,fabricando-os em grande escala)ai sim nós nos preocuparemos com aviões de grande porte para fazer frente aos Boeing:747,767,777,787 e Airbus:A350,A380 e por ai vai. Mas repito,a embraer está fazendo… Read more »

Ulisses

Não me esqueci dos 4.000 trabalhadores despejados não pessoal.

gaspar

a Embraer nao poderia fabricar UAV, VANT…
seria um excelente nicho para se entrar…
nao entendo o por que da Embraer nao ter entrado nesse segmento…
alguem poderia tirar esse minha duvida ??

Ulisses

Gaspar.

Boa pergunta,mas é isso que postei acima.A Embraer precisa fazer uma coisa de cada vez,e um projeto requer mais trabalhadores e investimentos,não é a questão de falta de recursos,nada disto,é simplesmente que cada coisa tem seu tempo,se fosse assim a Airbus já estaria testando UCAVs(independente do projeto nEUROn).

Então é isso,mas a Embraer chegara lá,ainda não é nenhuma Boeing mas chegara lá.(não só UAV\UCAV mas também helicópteros e mísseis e até mesmo satélites ou sistema de satélites)

Um abraço e espero ter ajudado.

Cantarelli

Só tenho medo de uma coisa meus caros a china copiar os avioes fabricados na embraer e vendelos a preço de banana . (PQ o lixo da china copia tudo olha pra uma coisa e copia )

Noel

Grande goleiro, isso vai acontecer, é só esperar um pouco.

Edmar

Com a transferencia de tecnologia do “FX2”, a Embraer, poderia desenvolver aviões caças para o Brasil e alguns paises da América Latina.

Já que a “Embraer” é uma empresa em crescimento, poderiamos até, fazer parcerias com a “Saab” ou com a “Sukhói” para desenvolvermos um caça de 5 Geração.

SMarcos

Ulisses. Estes dias estava conversando com meu tio que é um dos responsáveis de RH da volvo aqui no Brasil, e ele me explico o motivo de tantas demissões não só aqui como no mundo. Aqui no Brasil, a volvo teve que aumentar sua folha pela grande demanda. Mas até hoje, estava trabalhando no limite, 24 hrs por dia (contrataram mais um turno, que eram 2 já). Agora que a demanda diminuiu, e o consumo está voltando ao normal. Com isso, está tendo que demitir os funcionários que foram contratados. Estes funcionários sabiam que estavam sendo contratados para atender essa… Read more »

Ulisses

SMarcos

Concordo,abraços.

Antiquario

Não consigo acessar o site da LAAD, começa a carregar a página e aí simplesmente trava o navegador e depois todo o sistema trava também, parece que todos os recursos do computador, como memória e CPU, são consumidos.

Acontece a mesma coisa com mais alguém ?

Em tempo minha máquina já tá velhinha, com 8 anos…Pentiun III 866, com 192 de memória ram…

edilson

Boa vitrine e deve ser bem explorada.
no entanto é preciso que se invista em inovações constantes, agregando tecnologia e mais capacidade.
pois não se pode cometer o erro do passado de achar que descobriu-se o ovo de colombo…
boa sorte e parabéns as empresas brasileiras que apesar das limitações mantém-se ativas.
esperemos que os próximos anos nossas autoridades invistam realmente neste importante setor, fundamental para o desenvolvimento do nosso país e para agarantia da nossa soberania.

Ulisses

Bom,se nós analisarmos o progresso da Embraer vemos que desde a sua “quase falência”ela cresceu de forma louvável,eu acho que a Embraer não necessita de “investimentos urgentes”(exceto se for para conter a crise).Pois nenhuma empresa desenvolve aeronaves de um dia para o outro. A Embraer já esta se preocupando demais com projetos e desenvolvimentos como os Legacy e Phenom C-390 e etc.Ai eu acho que quando estivermos no auge destes projetos(ou seja,fabricando-os em grande escala)ai sim nós nos preocuparemos com aviões de grande porte para fazer frente aos Boeing:747,767,777,787 e Airbus:A350,A380 e por ai vai. Mas repito,a embraer está fazendo… Read more »

Ulisses

Não me esqueci dos 4.000 trabalhadores despejados não pessoal.

gaspar

a Embraer nao poderia fabricar UAV, VANT…
seria um excelente nicho para se entrar…
nao entendo o por que da Embraer nao ter entrado nesse segmento…
alguem poderia tirar esse minha duvida ??

Ulisses

Gaspar.

Boa pergunta,mas é isso que postei acima.A Embraer precisa fazer uma coisa de cada vez,e um projeto requer mais trabalhadores e investimentos,não é a questão de falta de recursos,nada disto,é simplesmente que cada coisa tem seu tempo,se fosse assim a Airbus já estaria testando UCAVs(independente do projeto nEUROn).

Então é isso,mas a Embraer chegara lá,ainda não é nenhuma Boeing mas chegara lá.(não só UAV\UCAV mas também helicópteros e mísseis e até mesmo satélites ou sistema de satélites)

Um abraço e espero ter ajudado.

Cantarelli

Só tenho medo de uma coisa meus caros a china copiar os avioes fabricados na embraer e vendelos a preço de banana . (PQ o lixo da china copia tudo olha pra uma coisa e copia )

Noel

Grande goleiro, isso vai acontecer, é só esperar um pouco.

Edmar

Com a transferencia de tecnologia do “FX2”, a Embraer, poderia desenvolver aviões caças para o Brasil e alguns paises da América Latina.

Já que a “Embraer” é uma empresa em crescimento, poderiamos até, fazer parcerias com a “Saab” ou com a “Sukhói” para desenvolvermos um caça de 5 Geração.

SMarcos

Ulisses. Estes dias estava conversando com meu tio que é um dos responsáveis de RH da volvo aqui no Brasil, e ele me explico o motivo de tantas demissões não só aqui como no mundo. Aqui no Brasil, a volvo teve que aumentar sua folha pela grande demanda. Mas até hoje, estava trabalhando no limite, 24 hrs por dia (contrataram mais um turno, que eram 2 já). Agora que a demanda diminuiu, e o consumo está voltando ao normal. Com isso, está tendo que demitir os funcionários que foram contratados. Estes funcionários sabiam que estavam sendo contratados para atender essa… Read more »

Ulisses

SMarcos

Concordo,abraços.

Reportagens especiais

Relembre os 10 anos da Trilogia Forças de Defesa

Hoje, 21 de setembro de 2018, a Trilogia de sites Forças de Defesa completa 10 anos, data em que o ForTe – Forças Terrestres foi...
- Advertisement -
- Advertisement -